Terça-feira, 26 de Abril de 2011

TEAM KTM/MUNICIPIO DE CORUCHE. JORNADA DIFÍCIL

No regresso do campeonato nacional de TT ás pistas alentejanas não foi fácil o fim-de-semana de David Megre nas rápidas pistas que mais uma vez foram ‘prato forte’ do Raide da Ferraria.
Obrigado a adaptar-se a uma moto que não a sua depois de ter ficado impossibilitado de utilizar a sua habitual KTM na prova, o piloto de Coruche enfrentou por isso com cuidados acrescidos esta segunda etapa do ano.
‘Tive que utilizar uma moto emprestada para participar na prova e naturalmente que me senti pouco à vontade com a mesma, especialmente na primeira passagem pelo troço, onde voltei a andar de moto, o que não acontecia desde a prova do Algarve.’ Palavras do recruta da Mercearia Vencedora no final da corrida, onde conquistou a sétima posição da geral e a quarta na sua classe, a TT3.
‘Ataquei decidido logo na primeira passagem pelo troço e o resultado foi que antes do quilómetro dez estava já junto do piloto que partiu antes de mim, mas com o pó acabei por conseguir passar apenas ao quilómetro 38 e com isso perdi bastante tempo.’
Palavras do piloto da Caismotor que nem por isso ‘baixou os braços’ nas derradeiras duas voltas aos 75 quilómetros do percurso da prova alentejana.
‘As duas voltas seguintes foram muito boas, não apanhei pó e consegui rodar em tempos semelhantes aos dos meus adversários.’ Comentou ainda o piloto da KTM que pela segunda vez enfrentou a concorrência na classe reservada ás motos de maior cilindrada do campeonato.
‘Sinto que não estou ainda totalmente adaptado à 505 depois de tantos anos com a 250, mas estou melhor em comparação com a primeira prova e por isso confiante para as próximas corridas.’ Afirmou ainda o piloto da Cetelem, que não deixou igualmente de agradecer aos seus patrocinadores ‘…que continuam a apostar em mim e em especial ao Pedro Vargas, que me cedeu a moto para competir aqui na Ferraria, ele que é não apenas um patrocinador mas igualmente um grande amigo.’
David Megre inicia agora a preparação da segunda fase deste Nacional TT 2010, que atravessa igualmente um longo interregno até ao seu regresso no final do mês de Setembro.
‘Tenho muito tempo para me preparar com vista à próxima prova onde quero estar mais acima na classificação final’

 

in FOZMOTOR

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2011

1º Festival TT em Coruche

 

Coruche recebe nos dias 5 e 6 de Março o 1º Festival TT. Entre as muitas atracções que a organização promete estão duas pistas preparadas para os mais aventureiros.

 

 

"A organização do evento, sensível à necessidade de se fazer algo para rapidamente voltar a tornar o todo o terreno num dos expoentes máximos do desporto motorizado em Portugal, decidiu apostar numa fórmula singular em território nacional mas já vista de alguma forma em outros países. Assim, tentou-se criar um evento de custo mínimo, com rentabilidade máxima, conjugando a vertente técnica com a vertente mediática. As equipas terão ao seu dispor duas pistas preparadas e vigiadas para realizarem testes, co-drives, test-drives , demonstrações, apresentações à imprensa e ao público entre outros. Estes dois circuitos (um de aprox. 20kms e outro de 6kms), que percorrem florestas de montado e eucaliptal, são caracterizados pela diversão e prazer de condução que poderão proporcionar aos pilotos. As pistas são seguras, sem qualquer tipo de obstáculo complicado, e com um tipo de piso que pode ser facilmente considerado como um dos melhores. São rápidas e simples de percorrer... mas fica o aviso: Será preciso muita audácia ao volante para se ser o mais rápido. Este poderá ser o local privilegiado, para as equipas que assim o decidirem, darem inicio à época de 2011.
Mas uma das componentes mais importantes do 1º Festival TT, é a interacção com o público. Nas provas, o stress da competição e o timings apertados nem sempre deixam tempo para que o publico se possa aproximar de pilotos e máquinas. Aqui, libertos de toda e qualquer pressão, os pilotos e as equipas terão oportunidade de encurtar a distância que os separa dos seus fãs. Para tal poderão realizar sessões de autografos, mostrar os seus veículos de competição e assistência, realizar co-drives ou qualquer outra actividade que se insira no espírito deste projecto.
As provas de todo o terreno não são no entanto compostas apenas por pilotos, equipas e público. Organizações e patrocinadores são também vitais para esta modalidade. A eles, a organização do 1º Festival TT convida também a estarem representados, e que venham dar um contributo importante para a recuperação da modalidade. Cabe no entanto a cada uma destas entidades participar da melhor maneira que entenda. O que pedimos é muito simples: Participem!
A primeira edição planeia ter presentes automóveis e buggys. As motos e moto 4 não foram esquecidas, mas como se trata de um formato inédito e que irá agora ser testado pela 1ª vez, a organização decidiu não as incluir nesta edição, considerada a "edição zero". Fica no entanto a promessa de serem incluídas nas próximas edições, pois este evento não pretende ser algo efémero. É firme desejo da organização tornar o Festival TT na grande festa de inicio de temporada.
O 1º Festival TT é organizado em colaboração estreita com a Herdade da Agolada de Cima, em Coruche, o que permite tornar ainda mais atractiva a oferta para os participantes, ao serem colocado à disposição dos mesmos uma unidade hoteleira e um restaurante implantados bem no centro do evento. É sem dúvida uma mais valia que os participantes irão apreciar, pois assim terão à sua disposição no local serviços que costumam estar distantes.
A organização irá ainda colocar uma equipa no terreno, para recolha de fotos e vídeos(eventualmente dentro e fora dos veículos), para que as equipas ou patrocinadores possam utilizar nos meios que entenderem.
O 1º Festival TT baseia-se no simples conjugar de esforços. Há muito que está provado que isolado tudo se torna mais difícil para quem quer fazer alguma coisa, porém, quando em equipa, facilmente se alcançam bons resultados. É isso que se pretende com o 1º Festival TT, reunir a grande equipa do todo o terreno de Portugal, e colocá-la no rumo dos bons resultados. Para tal a organização conta com as iniciativas e envolvimento de todos aqueles que acham que podem dar o seu contributo. Aqueles que tiverem sugestões, comentários ou mesmo criticas, podem e devem contactar a organização com a brevidade possível. O festival tem o seu site oficial no seguinte endereço www.todoterreno.pt/festival-tt"
publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Novembro de 2010

Coruche tem um campeão e um vice campeão no nacional de todo terreno

 

O Moto Clube Sacho em boa hora criou uma equipa de competição.Nasce então o Team Sacho Racing.
Alinham pelo Team de Coruche Tony Miguel,Luis Rodrigo Ramalho e Gonçalo Luduvico.O primeiro e o ultimo em moto na classe promoção,Tony no todo terreno e cross-country e Luduvico so no cross-country.Por sua vez Luis Ramalho na classe buggy.
Logo no inicio do ano o primeiro precalço,Tony Miguel num dos seus treino, cái e fractura o pulso. Obrigado a parar 3 meses,e com o campeonato mesmo à porta o piloto ribatejano vê-se obrigado a alinhar mesmo com o pulso ainda em recuperação. Assim parte para a primeira prova do ano em Santa Marta de Penaguião. O Team Sacho faz deslocar a terras do Douro os seus dois piloto, e consegue o 5º posto com o piloto Gonçalo Ludovico e o 8º de Tony Miguel. Foi um jornada nada feliz para um arranque do campeonato,mas dias melhores viram.

 

 

Tony Miguel debaixo de chuva na Baja Portalegre 2010.

Chegámos ao nacional de todo terreno com a participação na Baja Terras D'el Rei onde alinha o Tony e o Luis Ramalho. Aqui o piloto do Goka 1100 faz 2º da classe e coloca-se em posição para lutar até ao fim pelo campeonato, enquanto com alguma surpresa e com muito esforço fisico Tony Miguel faz um belissimo 2º lugar o que leva a toda equipa ao pódium nas 2 classes.

Segue-se o Raid Ferraria, mas Tony resente-se da lesão do pulso e faz uma prova muito limitada, a gerir só para pontoar. Enquanto Gonçalo Ludovico faz o 4ºtempo da classe promoção e o nosso buggy volta a subir ao podium desta vez em 3º da classe.
Chegamos ao Raid Montes Alentejanos,  e aí Tony Miguel já com o seu pulso bem melhor arranca um segundo lugar da classe e começava a desenhar a corrida para o titulo, enquanto Luis Ramalho , numa prova muito dura devido a forte chuva que se abateu na zona de Beja, volta a subir ao podium na terceira posição contribuindo para isso a sua larga experiência.
Com a paragem do campeonato ainda á tempo para a prova de Rio Maior a contar para o troféu de cross-country, onde Gonçalo Ludovico alinha com uma gastroentrite que o leva a terminar com muito sacrificio a prova, mesmo assim amealha 9 pontos.
No recomeço do campeonato a caravana do todo terreno desloca-se a Trás-os-Montes, mais precisamente a Vinhais onde Tony Miguel leva novamente a sua KTM250 ao segundo posto da classe, e seguia já em 2º no campeonato. Voltamos a zona sul desta vez em Arraiolos onde o nosso Buggy consegue tirar o 3º posto e solidifica cada vez mais a sua presença no 2º lugar do campeonato logo atras do seu rival.
Aproxima-se a prova de Castelo Branco, pontuável nos dois dias contando por isso duas classificações. Para este evento o Team Sacho preparou com muito cuidado o embate dos dois dias.  O primeiro dia não podia ter corrido melhor a Tony Miguel que terminou novamente em segundo da classe. Luis Ramalho que é penalizado termina o primeiro dia em 5º da classe. No segundo dia com todo Team ao ataque,Tony Miguel arranca novamente o 2º lugar que no somatório dos 2 dias lhe confere o 2º lugar da prova na classe promoção. Nos buggys Luis Ramalho ao ataque consegue o 3º lugar da geral na classe utv/buggy e o 1º na classe buggy, que o leva no somatório dos dois dias a 1º lugar do podium. Assim o piloto do Goka assumia uma posição que lhe permitia sonhar com a conquista do campeonato.

 

 

 


A última prova pontuável a contar para o campeonato de motos teve lugar em Góis e foi repleta de surpresas. Com o segundo lugar já garantido a equipa de Coruche vai com tudo para lutar pelo 1ºlugar já que estavam em jogo 50 pontos e a diferença entre os 2 primeiros era de apenas 37 pontos. Em teoria díficil mas não impossivel,  e com o azar do piloto da frente que não compareceu na prova, Tony Miguel tinha o caminho livre para a vitória no campeonato, bastando-lhe 2 segundos lugares para ser campeão.  E foi o que acontece, com uma prova regular e sem sustos o Team Sacho sagra-se campeão nacional de todo terreno na classe Promoção.
Por fim o Baja de Portalegre,a prova mitica que todos querem ganhar e que o Team Sacho Racing tambem tem essa ambição. No fim de quase 400klm, Tony Miguel chega em 14º da geral e 1º da classe de Promoção tirando todas as duvidas em relação ao campeonato. Já Luis Ramalho numa saida de estrada ao klm30 deita tudo a perder quando o seu Buggy embate violentamente numa pedra e arranca uma roda.Com este azar perde o primeiro lugar do campeonato e teve que se resignar com o 2ºlugar.
É um ano a nivel desportivo de grande glória para esta humilde equipa que pelo primeiro ano de existencia consegue este feito.
Desde já agradeço a todos que colaboraram com o  Moto Clube Sacho como a junta de freguesia da Erra,do Couço,o Team Couçott,todos os patrocinadores,um grande bem hajam.
Ainda quero desejar as rapidas melhoras a dois pilotos,Oscar Pedro,e Pedro Margarido que tanta falta fazem ao nacional de todoterreno.
Obrigado a todos!

 

Marco Pirralho.

in TodoTerreno

 

 

publicado por portuga-coruche às 08:10
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Setembro de 2010

Team KTM/Municipio De Coruche - saúde condiciona resultado

Realizou-se este fim-de-semana na Beira Alta mais uma prova a contar para o Nacional de TT 2010. O Rali TT Terras da Raia, organizado pela Escuderia de Castelo Branco e com duas pontuações em discussão, começou na sexta-feira com a realização de uma Super-Especial com cerca de cinco quilómetros, onde David Megre mostrou de imediato não estar nas melhores condições.
“Senti-me fraco e sem conseguir imprimir o meu ritmo ao longo do pequeno troço e cheguei mesmo a vomitar. Uma situação estranha mas que me condicionou de imediato a prova.”
Em virtude das dificuldades inesperadas o piloto de Coruche conseguiu apenas o 14º tempo da classificação geral, posição de saída para as duas especiais do dia seguinte.
O segundo dia de prova foi marcado pela passagem por duas especiais, uma primeira mais extensa com cerca de 150 quilómetros onde o piloto da Mercearia Vencedora tentou recuperar terreno perdido para a concorrência, mas o facto de partir com apenas um minuto de diferença para o piloto que o antecedeu rapidamente colocou a ‘navegar’ num verdadeiro mar de pó.
“Saí atrasado e paguei por isso. Rapidamente comecei a andar no meio do pó e sem muitas hipóteses de poder subir na classificação, especialmente face aos meus adversários mais directos, que partiram entre os primeiros 10 e por isso com dois minutos de separação.”
Mesmo assim Megre recuperou para o 10º posto da geral, colocando a sua KTM com as cores da Cetelem na terceira posição da classe.
No derradeiro dia de prova, com cerca de sete dezenas de quilómetros de especial, o piloto ribatejano sabia que era impossível poder lutar pela primeira posição dada a rapidez do traçado e a pouca extensão do mesmo, mas mesmo assim conseguiu ser nono e ganhou uma posição na geral para fechar a prova em oitavo.
”Não foi um fim-de-semana fácil e perdi pontos importantes na luta pelo campeonato. Faltam ainda duas pontuações, mas não será nada fácil. Espero ter melhor em Góis.”
Palavras de David Megre no regresso a Idanha-a-Nova, onde terminou a prova.
in Blog Enduro Portugal
publicado por portuga-coruche às 08:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Junho de 2010

David Megre aos comandos de uma KTM no Estoril-Marraquexe

O Campeão Europeu de Bajas em 2009, David Megre, é um dos pilotos presentes na primeira edição do Estoril-Marraquexe, prova que arrancou este domingo no Estoril.

O piloto de Coruche está preparado para enfrentar os cerca de 3.900 quilómetros de prova que vão ligar o Estoril à cidade de Marraquexe, em Marrocos, aos comandos de uma KTM, especialmente preparada para o efeito.

“Para uma prova tão longa e especial como esta primeira edição do Estoril-Marraquexe tive que escolher uma moto melhor adaptada do que a minha 250 que normalmente utilizo nas provas do campeonato nacional de TT. A opção foi a 450cc da KTM, uma moto fiável e muito adaptado a este tipo de provas, comentou David Megre sobre a sua primeira corrida em solo africano e após ter ganho o título europeu de bajas.

“Fiz uma primeira experiência em provas grandes no Pax Rally, mas agora vamos a Marrocos e estou muito animado por isso, porque ao mesmo tempo vou estar lado a lado com os melhores pilotos portugueses e com alguns nomes importantes oriundos de outros países, como o Cyril Despres e o David Casteu”, analisou.

O piloto de Coruche diz querer chegar ao final prova como principal objectivo e aprender o mais possível em matéria de navegação e gestão de uma corrida com vários dias de duração. O Estoril-Marraquexe começou domingo e termina no dia 13, na cidade marroquina. Três etapas realizam-se em solo português e cinco já em solo marroquino.

 

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:05
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Junho de 2010

David Megre descobre Marrocos

 

Finalmente em Marrocos! Foi assim que David Megre se sentiu ontem quando finalmente começou a preparar o início dos cerca de 256 quilómetros da especial que ajudou à ligação entre Nador e Er Rachidia.

 

"Estava já impaciente quanto a esta chegada a Marrocos. Apesar das especiais em Portugal terem decorrido com relativa normalidade era ao dia de hoje que queria chegar para começar a descobrir as pistas marroquinas. E finalmente chegou."

 

Com a ordem de partida a colocar o piloto de Coruche no miolo do pelotão, Megre adoptou uma táctica calma e uma vez mais bastante direccionada para o desenvolvimento das suas capacidades de navegação, tarefa à qual David Megre muito se tem dedicado nesta prova.

 

"Não é segredo que quero participar em mais maratonas e para lá chegar tenho que aprender. E isso só se consegue com experiência. Ontem experimentei todas as dificuldades inerentes ao termos que seguir com atenção o 'Cap' que nos dá o GPS. Nunca o tinha feito mas penso que rapidamente percebi como funciona. Agora tenho apenas que o fazer mais vezes para me aperfeiçoar nesse procedimento.

 

O piloto foi o sétimo classificado do dia e sem grandes sustos nem problemas com a sua moto dedicou-se mesmo a mais uma etapa da sua aprendizagem, sem deixar de lado alguma da rapidez que já lhe valeu dois títulos nacionais de TT e um Europeu de Bajas.
"Mas isto é muito diferente. Aqui temos que estar com um olho na pista e outro nos instrumentos, bem ao contrário das corridas em Portugal onde temos que nos preocupar apenas com a pista. Mas gostei bastante, diverti-me e aprendi bastante."

 

Hoje David Megre defende o sexto posto que detém em termos de classificação geral e o facto de mais uma vez arrancar com vários pilotos na sua frente será uma boa ajuda naquela que é a mais extensa especial da prova.

 

"Estou confiante. A minha moto está a funcionar de forma perfeita, estou perto do piloto que está na minha frente e vou mesmo começar a pensar em atacar essa posição. Além disso hoje passamos por Merzouga com toda a sua areia." A especial terá 350 quilómetros de extensão e passará por pistas anteriormente utilizadas pelo Dakar.

 

in Autosport

publicado por portuga-coruche às 07:20
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 11 de Maio de 2010

Megre em esforço para terminar

 

A cidade de Beja recebeu este fim-de-semana a terceira prova a contar para o Campeonato Nacional de TT, onde mais uma vez David Megre esteve presente aos comandos da KTM com as cores da Mercearia Vencedora.

Apostado em conseguir derrotar o seu principal adversário esta época, o piloto de Coruche entrou decidido a conseguir a sua primeira vitória do ano.

“Tinha que o fazer. Após dois segundos lugares no Algarve e na Ferraria queria virar a tendência e vencer aqui em Beja.” Referiu o piloto da Cetelem no final da prova.

Mas não foi nada fácil a corrida de David Megre e se na parte inicial tudo parecia correr de feição, o piloto do Crédito Agrícola foi uma das vitimas do estado escorregadio do piso e acabou por cair de forma violenta logo após a passagem pela segunda Zona de Assistência.

“Na primeira ZA estava a perder quinze segundos e tive que aumentar o meu ritmo ainda mais. O resultado disso foi uma vantagem de trinta segundos na ZA seguinte, mas pouco depois de sair da mesma caí com alguma violência e fiquei com bastante dores num pé que tinha sofrido um entorse na semana anterior quando treinava a pé. A partir daí era quase impossível vencer pois não consegui mesmo colocar o pé no chão.”

Num final de prova pleno de esforço o piloto da Caismotor acabou por atingir a linha de partida na sétima posição da geral e segunda da sua classe, posição essa que repete pela terceira vez em outras tantas provas.

“Foi pena porque hoje era o meu dia. Estava a sentir-me muito confortável com a moto e deliciado com o percurso, mas acabei por sofrer um pequeno azar, caí muito depressa e fiquei tocado. Agora tenho que estar uma semana parado para conseguir recuperar a 100% e atacar as próximas provas. Ainda temos mais três até ao final da temporada de TT, pelo que nada está perdido.”

Palavras finais de David Megre que em consequência desta lesão não estará no próximo fim-de-semana no Enduro de Messines.

 

in Fozmotor

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Abril de 2010

David Megre segundo na Ferraria

 

O regresso do Campeonato Nacional de TT aos trilhos do Alentejo foi positivo para David Megre, mais uma vez aos comandos da sua KTM 250. Após ter sido na sua categoria na abertura de temporada realizada no Algarve, o piloto de Coruche preparou-se de forma intensa com vista a este segundo embate da temporada.

“Participei em algumas provas extra-campeonato e mesmo em provas de motocross, como habitualmente faço para estar na minha melhor forma quando chegam as provas do campeonato de TT, o meu principal objectivo para este ano.” comentou o piloto da Mercearia Vencedora, actual campeão europeu da especialidade.

Para esta segunda prova Megre teve que enfrentar inicialmente um prólogo com cerca de uma dezena de quilómetros, no qual terminou na segunda posição da classe. “Arranquei com um piloto mais rápido e com o terreno seco fiquei de imediato envolto numa nuvem de pó. Estar ao lado de uma 450 num prólogo é muito complicado e com um bom piloto aos comandos da mesma como aconteceu era impossível conseguir melhor.  Tentei limitar as percas e consegui mesmo assim ser segundo da classe.”

 

Tudo ficou em aberto para o dia seguinte, onde a caravana teve que enfrentar três passagens a um percurso com 80 quilómetros de extensão, como é habitual nesta prova.

“Arranquei bem mas perdi muito tempo para passar dois pilotos no decorrer da volta de abertura. Mesmo assim subi para quinto e ataquei forte para a segunda passagem, já com maior conhecimento do percurso e com pilotos mais velozes na frente que não me prejudicaram tanto.”

O piloto da Cetelem atacou decidido essa passagem intermédia e subiu mesmo mais uma posição para iniciar a derradeira passagem ao percurso com cerca de um minuto e vinte de atraso para o seu principal rival na luta pela vitória.

“Mas as coisas não correram bem na última passagem. Cometi muito erros e perdi de novo terreno para o líder da classe e ainda uma posição em termos de classificação geral. Fui novamente quinto e segundo da classe, tal como no Algarve.” revelou igualmente o piloto do Crédito Agrícola já após colocar a sua moto em Parque-Fechado.

“Poderia ser melhor, naturalmente, mas estou em segundo do campeonato e temos ainda quatro provas pela frente, pelo que vou continuar a batalhar pelo título.”

 

in Foz Motor

publicado por portuga-coruche às 07:15
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Abril de 2010

David Megre prepara segunda ronda no Nacional de TT

O piloto de Coruche vai novamente enfrentar a rapidez dos troços alentejanos e o objectivo é bem claro: vencer!

 

Após ter marcado presença em mais uma ronda do campeonato nacional de enduro, realizada na cidade de Ourém, David Megre pensa já na sua próxima tarefa para esta temporada, a segunda prova do campeonato nacional de TT na qual o piloto de Coruche vai novamente enfrentar a rapidez dos troços alentejanos com um objectivo bem claro como ele próprio já afirmou: “Quero vencer e recuperar pontos em termos de campeonato. Fui quinto da geral e segundo da classe no Algarve, mas agora quero estar mais acima na classificação final. Sinto-me cada vez melhor em termos físicos e o resultado de Ourém espelhou isso mesmo”.

 

O piloto da Mercearia Vencedora é claramente um dos candidatos ás vitórias no campeonato nacional de TT e após o bom resultado conseguido no Algarve o recruta da KTM com as cores do Município de Coruche esteve em Ourém para dois dias de competição onde foi nono e oitavo classificado respectivamente. “O campeonato de enduro não é um dos meus objectivos e são provas onde não me sinto tão à vontade. Encaro como treino acima de tudo as participações e em Ourém senti-me muito bem e sem acusar o esforço. Depois estive já numa prova extra-campeonato e por isso estou bastante motivado para a prova das Ferrarias, onde já venci e na qual gosto bastante de participar”, disse.

Com estas palavras, o piloto da Cetelem deixou claro uma vez mais que aposta forte em 2010 no regresso ao topo da sua classe no nacional de TT, e não deixou de confirmar isso mesmo. Depois virá uma prova de cariz internacional: “Cumprido o meu objectivo imediato, irei de seguida começar a preparar a presença no Estoril-Marrakech. Estou muito entusiasmado com essa participação que tenho vindo a preparar no que diz respeito à moto e toda a assistência. Vou utilizar uma 450 da KTM e quero mostrar todo o meu andamento não apenas nas especiais portuguesas mas igualmente em Marrocos. Penso que será a grande prova do ano”.

David Megre mantém ainda as suas participações nas provas do Troféu Rómoto de Motocross, igualmente como forma de treino, sendo na actualidade um dos pilotos com mais participações em provas – quase em regime semanal – tanto a nível oficial como extra-campeonato, situação que o piloto explica de forma fácil: “É a melhor forma para conseguir estar sempre nas melhores condições físicas para enfrentar as corridas em que aposto mesmo a sério, como as do nacional de TT”.

 

in Lusomotores

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Outubro de 2009

David Megre na luta pelo título nacional de TT 2009

Após a conquista do título europeu, David Megre foi com grande expectativa e moral para a penúltima ronda do Nacional TT 2009, realizada este fim-de-semana nas rápidas pistas de Castelo Branco.

Aos comandos da KTM com que se sagrou campeão europeu, o piloto do Team KTM / Município de Coruche cometeu um erro logo no prólogo que lhe dificultou bastante a corrida.

Em virtude do erro o piloto saiu bastante atrasado para o primeiro troço de sábado e fez os primeiros 127 quilómetros no pó de um piloto. “Era impossível passar, ou quase, mas mesmo assim consegui subir até ao terceiro posto da geral na segunda volta”, comentou o piloto. “Infelizmente o azar voltou a estar comigo e depois de tanto pó na fase inicial o filtro de ar ficou obstruído e acabei por ficar parado, sem gasolina, a três quilómetros do final da corrida”, explicou David Megre, quarto em termos de classe no primeiro dia.

O segundo dia de prova, realizado já este domingo, foi menos problemático e sem problemas David Megre teve apenas que se preocupar em passar a concorrência mais lenta que no sábado terminou na sua frente. “Saí na oitava posição e não foi fácil ultrapassar. Mas consegui ser segundo da classe, terminado em terceiro no que diz respeito aos dois dias e desta forma a luta pelo título continua em aberto, para qualquer um daqueles que comigo discute o primeiro posto do campeonato”, analisou.

David Megre, que corre com o apoio do Município de Coruche, mantém firme a sua esperança de terminar a derradeira ronda do campeonato com a margem suficiente para conseguir o terceiro título consecutivo na categoria.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 10:11
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. TEAM KTM/MUNICIPIO DE COR...

. 1º Festival TT em Coruche

. Coruche tem um campeão e ...

. Team KTM/Municipio De Cor...

. David Megre aos comandos ...

. David Megre descobre Marr...

. Megre em esforço para ter...

. David Megre segundo na Fe...

. David Megre prepara segun...

. David Megre na luta pelo ...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds