Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012

Fábrica de Coruche pode ajudar a baixar preço do açúcar

 

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda vai questionar o governo sobre a estratégia que tem para o sector da produção de beterraba sacarina e que soluções pensa adotar para aumentar as quotas de produção de açúcar de beterraba, em sede de negociação da Política Agrícola Comum (PAC).

A decisão foi tomada após uma visita de dois elementos do secretariado da Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Santarém, à empresa DAI – Sociedade de Desenvolvimento Agro-Industrial, em Coruche, que se dedica à refinação de açúcar.

Com uma capacidade de refinação instalada de 250.000 toneladas/ano de produção de açúcar, esta empresa surgiu na altura do desenvolvimento de um projecto nacional de produção de açúcar de beterraba, em 1997. Chegou a sustentar 2.000 postos de trabalho directos e indirectos, na área máxima do cultivo de 8000 hectares cultivados.

Com a aplicação das políticas da PAC, as quotas portuguesas de produção de açúcar de beterraba foram sendo reduzidas drasticamente, a ponto de inviabilizar a sua transformação industrial, e levando ao abandono do cultivo. Dessa forma, as produções do centro da Europa, eixo França-Alemanha, libertaram-se da concorrência.

Sendo a produção de beterraba na Europa, neste momento, deficitária, o Bloco de Esquerda do distrito de Santarém considera que é a oportunidade de Portugal – e a região – recuperarem as suas quotas, criando uma rotação sazonal com o cultivo do milho, o que poderia ser um bom aproveitamento de novas áreas de regadio.

Recorde-se que em Janeiro, o grupo parlamentar do PSD apresentou um projecto de resolução na Assembleia da República que visava relançar a produção de beterraba sacarina em Portugal, documento que, a ser aprovado e implementado, permitiria que as instalações fabris da DAI, em Coruche, voltassem a laborar com esta matéria-prima.

 

 

in Rede Regional

publicado por portuga-coruche às 07:17
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2012

PSD vai propor a retoma da produção de beterraba sacarina

 

Deputados do PSD vão propor ao Governo que tome "as diligências necessárias, em termos nacionais e comunitários" para que a fábrica de açúcar de Coruche volte a laborar beterraba sacarina, que abandonou em 2006 devido a legislação europeia.

 

Num projecto de resolução entregue, esta quarta-feira, na Assembleia da República, os deputados do grupo de Agricultura do PSD recomendam ao Governo que tome "as diligências necessárias, em termos nacionais e comunitários, no sentido de dotar a fábrica de Coruche dos meios necessários para voltar a laborar beterraba sacarina, mantendo no futuro um sistema com capacidade de processamento simultâneo de beterraba e das ramas, matérias-primas que originam o açúcar".

 

Na proposta, os sociais-democratas recordam que o cultivo de beterraba sacarina em Portugal foi "um caso de sucesso em termos agronómicos e tecnológicos": entre 1995 e 2006, apresentava "níveis de produtividade bem acima da média europeia e elevada qualidade".

 

"O êxito da cultura permitiu que, durante os anos em que houve produção nacional de beterraba, as importações de açúcar fossem drasticamente reduzidas, tendo Portugal capacidade de abastecer grande parte do mercado nacional", refere o projeto de resolução.

 

Hoje, a realidade é inversa: o país depende totalmente da importação de ramas, disse à Lusa um dos autores do diploma, Pedro Lynce.

 

Com a reforma da organização comum de mercado, em 2006, os produtores portugueses interromperam a produção de beterraba sacarina. "Paralelamente foi acordado, ao abrigo dos regulamentos comunitários, uma ajuda à reestruturação do sector para as indústrias que renunciassem à sua quota de açúcar ou de isoglicose, como foi o caso da fábrica DAI de Coruche, que passou a processar unicamente açúcar proveniente das ramas ao invés de beterraba sacarina, devendo ser caso único na Europa", afirmam os deputados do PSD.

 

"Tal decisão levou ao fim de uma produção agrícola com vantagens comparativas e tornou Portugal mais vulnerável às crises internacionais de abastecimento de açúcar", acrescenta o projecto de resolução.

 

O regresso a esta cultura seria também uma "boa alternativa para o regadio", além de configurar um "interessante produto a explorar pelos agricultores portugueses, desde que as instalações da fábrica de Coruche possam voltar a laborar também a matéria-prima em casa, defende o PSD.

 

 

 

in Jornal de Notícias

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:05
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 12 de Maio de 2011

Catroga e as discussões de pen**lh*s

 

 

É isso pá! vamos votar em quem disser a maior asneira até às eleições! É que votar naqueles que dizem as maiores mentiras está comprovado que não resulta!

 

Já agora, uma questão importante: Alguém sabe se a "inspiração" de Catroga é de Pegões ou do Cartaxo?

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:10
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011

PSD de Coruche acusa governo de ataque ao serviço de saúde

A concelhia de Coruche do PSD acusa o governo socialista de estar a atacar o serviço público de saúde como nunca ninguém o fez e aponta como exemplo a política de saúde no concelho. Em comunicado, os sociais-democratas mostram-se solidários com as preocupações e indignação da população face ao que considera serem os exemplos dessa política. É o caso do Serviço de Urgência Básico, onde foram gastos milhares de euros, com abertura várias vezes anunciada e que continua por abrir. “Exigimos um compromisso e um assumir de responsabilidades políticas, ao nível da ARSLVT e do ACES da Lezíria II, e a sua abertura rapidamente/urgentemente”, pode ler-se.

 

O encerramento da extensão de saúde do Biscainho e da de S. José da Lamarosa, esta última onde a autarquia tinha efectuado obras, são casos de perda de serviço. No caso do Biscainho, salienta o PSD, obriga-se os utentes a fazerem mais de 30 quilómetros de ida e volta ao centro de saúde na sede de concelho. No que respeita à Lamarosa, critica-se o desperdício de dinheiro e o facto de a população dessa freguesia continuar sem médico da família.

 

A juntar a essas situações, lembra a concelhia do PSD que os mais pobres e idosos continuam no centro dos ataques da política governamental com o agravamento das taxas moderadoras e fim de algumas isenções, o fim do reembolso do transporte de doentes, redução de comparticipação de medicamentos e o ataque aos direitos dos doentes crónicos, hemodializados e oncológicos.

 

Para o líder da Concelhia do PSD, Francisco Gaspar, esses exemplos de ataque ao Estado Social têm como objectivo a sua “destruição” e garante que o partido não vai tolerar e calar essa “guerra declarada à prestação de cuidados de saúde”. Para isso, convida as restantes forças políticas a juntarem-se à mesma causa e exigir do Ministério da Saúde, da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e do Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria a normalização do acesso à saúde.

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Fevereiro de 2011

Governo Socialista ataca Saúde no Concelho de Coruche

COMUNICADO - Governo Socialista ataca Saúde no Concelho de Coruche

Nunca como agora, a saúde no Concelho de Coruche foi tão atacada.

O PSD de Coruche é solidário com as preocupações e indignação da população, e repudia o ataque contínuo que o Governo Socialista tem feito à prestação de cuidados de saúde no Concelho de Coruche, senão vejamos:
• Abertura do SUB – Serviço de Urgência Básico de Coruche, onde foram gastos muitos milhares de Euros, com a abertura por várias vezes anunciada, mas este Serviço de Urgência e as suas valências, que tanta falta fazem ao Concelho, continua por abrir. Exigimos um compromisso e um assumir de responsabilidades políticas, ao nível da ARSLVT e do ACES da Lezíria II, e a sua abertura rapidamente/urgentemente;
• O fecho da extensão do Centro de Saúde que servia o Biscainho e os Foros da Charneca representa um ataque claro à prestação de cuidados de saúde e à população do Biscainho, que ao perder esta Extensão do Centro de Saúde tem de se deslocar a Coruche percorrendo mais de 30 Km para poder receber cuidados médicos;
• O fecho da Extensão do Centro de Saúde de São José da Lamarosa, onde ainda recentemente tinham sido investidos dinheiros públicos por parte da autarquia para melhorar as condições, deixou a população da Freguesia sem médico de família, situação que se arrasta sem que a ARSLVT e o ACES da Lezíria II, encontrem uma verdadeira solução;

Estas três situações são um exemplo claro da política de saúde do Governo Socialista para o Concelho de Coruche, que tem passado pelo fecho das Extensões do Centro de Saúde e diminuição da qualidade dos serviços prestados, ao mesmo tempo que obriga a população a grandes deslocações e aumento das despesas.

Mas também o Estado Social, os mais pobres e os idosos, estão no centro destes ataques, senão vejamos:
• O agravamento das taxas moderadoras e retirada de isenções a alguns idosos e população mais necessitada;
• O fim do reembolso do transporte de doentes, que afectou gravemente os idosos e os mais pobres no nosso Concelho;
• Redução da comparticipação de medicamentos, medida que abrange toda a população independentemente dos seus rendimentos;
• Ataque aos direitos dos doentes crónicos, hemodializados e oncológicos;

Estes são apenas alguns exemplos do ataque ao Estado Social por parte do Governo Socialista, que têm apenas um objectivo, a sua destruição.

O PSD de Coruche não vai tolerar e calar esta verdadeira guerra declarada à prestação de cuidados de saúde.

Defendemos o princípio universal do direito à saúde e aos cuidados de saúde. Não vamos tolerar que a população do Concelho de Coruche perca valências nesta área e ao mesmo tempo os mais idosos e pobres vejam o acesso a medicamentos, consultas ou tratamentos, vedado por falta de rendimentos.

Convidamos todas aS forças políticas do Concelho de Coruche a juntarem-se aos nossos protestos, indignação e repúdio junto do Ministério da Saúde, e a exigir a normalização do acesso à saúde no Concelho de Coruche, demonstrando desta forma que acima dos interesses políticos está a defesa dos interesses da população.

Este é um momento em que todos temos de estar Unidos na defesa intransigente da população e do Concelho de Coruche.

Coruche, 05 de Fevereiro de 2011

A Comissão Política Concelhia

 

in Blog PSD de Coruche

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:05
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Novembro de 2010

PSD critica quebra de 28% no PIDDAC

O PSD criticou esta semana a redução de 28,1% (cerca de menos 5 milhões de euros) que o PIDDAC atribui ao distrito no Orçamento de Estado para 2011. O presidente da distrital laranja, Vasco Cunha, considera que “o distrito tem vindo a perder importância ao longo dos anos e há alguém a ganhar em detrimento da nossa região”.
Os sociais-democratas falam em “progressivo e sustentado decréscimo” e acusam o PS de “abandonar Santarém”, que nas contas do PSD; vai receber apenas 2,6% das verbas (cerca de 12,4 milhões de euros) do PIDDAC, sendo o 9º no ranking dos distritos quando é o 7º mais populoso do país. Ainda segundo as contas laranjas, o volume de transferências do PIDDAC será de 27 euros per capita, quando é de 38 euros em 2010.
O PSD destaca ainda que oito municípios da região – Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Constância, Coruche, Ferreira de Zêzere, Mação e Sardoal – não vão receber qualquer verba do PIDDAC e que, nos casos de Almeirim e Coruche, esta verba “zero” se verifica de há seis anos para cá. Na análise feita pelos deputados do PSD, salienta-se ainda a afirmação de “falta de transparência e omissões” no PIDDAC, nomeadamente, no que diz respeito às obras públicas, itinerários, estradas, pontes, caminhos-de-ferro, com especial destaque para a ausência de referências a quaisquer obras na ponte de Constância.
O PSD identifica ainda ausência de obras da segurança social, nomeadamente, as do programa PARES e a omissão de eventuais investimentos no Centro Hospitalar do Médio Tejo e no Hospital de Santarém. Ausentes neste documento estão também as contrapartidas da Ota, acrescenta o PSD.

 

 

in O Ribatejo

 

 

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:05
link | comentar | favorito
Sábado, 9 de Outubro de 2010

A pátria não é de todos

Por: Baptista Bastos  - b.bastos@netcabo.pt

 

Na mesma ocasião em que Pedro Passos Coelho se reunia com vistoso grupo de economistas, uma das televisões quis saber o que pensam os portugueses da actual situação.
Uns murmuraram a sua atroz ignorância, outros a sua melancólica indiferença. Até que uma mulher de idade avançada, com a desconfiança pregada nos olhos e a sabedoria procedente de todas as agruras, respondeu: "Não acredito em nada nem em ninguém. Eles estão lá para se encher."

É o sentimento geral. A impotência associada à resignação; seja: o pior que pode acontecer a uma sociedade, abjurante das virtudes do civismo. Não é só o rotativismo de poder, disputado entre, apenas, dois partidos, que causa esta indolência moral. É a péssima qualidade intelectual dos políticos. É a clara evidência de que dividem o "bolo" entre eles, substituindo-se nas administrações, nos bancos, nas grandes empresas, aumentando os vencimentos a seu bel-prazer, auferindo-se bónus e mordomias escandalosos. Vem nos jornais. Nada do que digo ou escrevo é resultado de qualquer rancor: factos são factos.

Pedro Passos Coelho ouviu, daqueles santos sábios, o que queria ouvir. E eles também não queriam ou não sabiam dizer outra coisa. Isto anda tudo ligado, e as relações políticas, entre aparentes adversários, são grandes rábulas, alimentadas pelo embuste e pela mentira. Penso, no entanto, que o presidente do PSD devia escutar vozes dissonantes, opiniões divergentes que permitissem uma análise mais clara e acertada. Claro que não é só Passos Coelho que ouve o que deseja ouvir. Todos os outros dirigentes, Sócrates incluído, e na primeira linha, seguem a música de idêntica mazurca.

Os sábios que se reuniram com Sócrates são muitos daqueles que pertenceram a governos execráveis, culpados de tudo o que de pior nos tem acontecido. Quase todos eles detêm reformas de luxo, duas e três, e atrevem-se a debitar, para as televisões, patrióticas lições salvíficas. Uma vergonha! Um deles, com deficiências de fala e escuma aos cantos da boca, trabalhou seis meses no banco do Estado e recebe uma reforma vitalícia de três mil e seiscentos contos (moeda antiga) pelo denodado esforço desenvolvido. Cito-o com frequência por entender que o cavalheiro é o retrato típico de uma situação abominável.

Quem pode acreditar em gente deste jaez e estilo? Em gente desavergonhada que tem, escancaradas, as televisões, para dizer sempre o mesmo, ou seja: coisa alguma de importante.

Afinal, de que falaram os quase vinte sábios? Com a soberba que os caracteriza, indicaram os mesmos remédios para a superação da crise: cortes nas despesas da saúde, da educação, e da previdência; rebaixamento de salários na função pública; acaso a supressão do décimo terceiro mês; redução nas pensões, aumentos nos medicamentos. É o pacote consuetudinário sugerido por quem, de facto, não dispõe de outras ideias e soluções que não sejam as do breviário neoliberal. A OCDE, considerava "muito credível", veio rezar semelhante litania. E ai de quem a desmonte! É logo considerado comunista ou afim. Um pouco de decência não faria mal.

Observe-se os rostos desta gente. Atente-se no que dizem, prometem, formula. Não conseguem mobilizar ninguém, nem concentrar emoções ou sentimentos, exactamente porque os não possuem. No começo da revolução de Abril, o Governo lançou um alerta e um apelo: Um Dia de Trabalho para a Nação. O País aceitou o pedido e a invocação. E foi um belo momento de unidade nacional, uma acção colectiva de patriotismo e de esperança absolutamente inesquecível. E só a má-fé ou a má consciência podem distorcer o que foi um extraordinário acontecimento político e social.

As frases daquela mulher, na televisão, ressoam como uma tragédia: "Não acredito em nada nem em ninguém. Eles estão lá para se encher." E a verdade é que o enriquecimento surpreendentemente rápido de muitos deles; a pesporrência arrogante da esmagadora maioria desses senhoritos é mais do que desacreditante: é sórdido.

Os jornais e as revistas, de vez em quando, publicam os nomes, os rendimentos, as casas luxuosas, os iates, os carros topo de gama dos que nos exigem sacrifícios, suor, renúncia, abnegação. Exigem mas não praticam. E, se o fazem, as beliscaduras nas suas fortunas são tão delicadas, tão suaves que eles nem dão por isso. Quando se tira a um reformado o mais escasso dos cêntimos as dificuldades que daí advêm são de tal monta, e as consequências imediatas são terríveis.

Os sábios que foram dizer a Passos Coelho o que este, comovidamente, queria ouvir, não estão ao lado de quem sofre e está na mó de baixo. A indiferença nunca ocultada, a ganância jamais dissimulada, o luxo em tempo algum encoberto (bem pelo contrário) constituem eloquentes testemunhos da casta a que pertencem. Portugal continua a ser, como escreveu João de Barros, "país padrasto e pátria madrasta" - para muitos, bem entendido, e "ridente torrão de malandros" [ Filinto Elísio, "Sátiras"] para os que se ajustam.


b.bastos@netcabo.pt

 

 

in Jornal de Negócios

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Junho de 2010

PSD Coruche cria blog

A Comissão Política Concelhia de Coruche do PSD criou um blog através do qual pretende chegar de forma rápida e simples a militantes, simpatizantes e população do concelho e aos grandes temas que o envolvem.

Em “http://www.psdcoruche.blogspot.com” é possível conhecer as propostas dos sociais-democratas do concelho de Coruche e um arquivo com todas as intervenções e comunicados da concelhia desde o início do mandato.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:15
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Junho de 2010

PSD exige abertura do Serviço de Urgência Básico de Coruche

A Comissão Política Concelhia de Coruche do PSD exige à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT) e ao Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) da Lezíria II que se empenhem na resolução da abertura do Serviço de Urgência Básico (SUB) na vila.

Em comunicado os sociais-democratas lembram que as obras do SUB no Centro de Saúde de Coruche estão concluídas mas a estrutura continua por abrir, impedindo que a população beneficie de uma urgência digna e com condições, que permitirá prestar um serviço de urgência de qualidade.

“Somos solidários com as preocupações e exigências manifestadas pelo executivo municipal, por diversos autarcas e pela população, e exigimos ao senhor presidente da ARS-LVT, a rápida abertura deste serviço de urgência”, pode ler-se na nota. Relembra o PSD que o processo se arrasta há mais de dois anos, com graves prejuízos para a população e o atraso na abertura do equipamento é uma questão de vontade política, que tem faltado ao Ministério da Saúde e à Administração Regional de Saúde.

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:15
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 5 de Abril de 2010

MIC e PSD defendem criação de polícia municipal em Coruche

A Palavra dos leitores

Finalmente apareceu alguém sem medo para dar a conhecer os problemas graves de segurança que Coruche tem, não só a nível escolar mas por toda a vila. As pessoas que trabalham na Segurança Social têm problemas gravíssimos com os ciganos. E o mesmo acontece com donos de cafés, supermercados e com a população em geral. A G.N R não tem condições para intervir, por isso tanto o MIC como o PSD têm o direito de exigir que se crie Polícia Municipal. Uma polícia que fosse rígida e acima de tudo que não se deixasse corromper. Já é tempo de os cidadãos de Coruche exigirem que o presidente da câmara comece a actuar com mão de ferro, antes que algumas pessoas comecem a fazer justiça pelas suas próprias mãos.

 

 

António Oliveira

 

in "A Palavra dos Leitores" no Jornal "O Mirante"

publicado por portuga-coruche às 07:05
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Fábrica de Coruche pode a...

. PSD vai propor a retoma d...

. Catroga e as discussões d...

. PSD de Coruche acusa gove...

. Governo Socialista ataca ...

. PSD critica quebra de 28%...

. A pátria não é de todos

. PSD Coruche cria blog

. PSD exige abertura do Ser...

. MIC e PSD defendem criaçã...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds