Terça-feira, 15 de Junho de 2010

Alunas vêem e falam com colega que morreu há sete anos

Pelo menos 25 tiveram que ser hospitalizadas no estado brasileiro do Ceará

 

A pequena cidade de Itatira, no estado brasileiro do Ceará, no nordeste do país, está em polvorosa com a eclosão de um estranho fenómeno que atingiu a escola local, provocou pânico entre alunos e professores e causa arrepios em muita gente só de falar nisso. Dezenas de alunos juram que o espírito de um estudante morto há sete anos lhes tem aparecido e conversado com eles.

 

Por:Domingos Grilo Serrinha, Correspondente no Brasil

 

Sérgio Lemos

O fenómeno começou há duas semanas e, de acordo com os que garantem tê-lo vivenciado, foi ficando cada vez mais intenso. De tal forma que ontem, dezenas de estudantes fugiram apavorados da escola e pelo menos 25 alunas tiveram que ser enviadas para o hospital da cidade vizinha, Canindé, para serem atendidas de uma crise histérica colectiva.

De acordo com quem assegura já ter presenciado o fenómeno, é só entrarem na sala de aula que o espírito do colega falecido aparece. Ele aparentemente não quer assustar ninguém, só quer reviver os tempos de escola e puxa conversa com os apavorados alunos vivos, como se fosse a coisa mais normal do mundo.

Vestido com calças de canga azul e uma camisa, narram alunas que dizem tê-lo visto, o defunto anda pela sala e pergunta coisas. Mal ele aparece, os alunos, principalmente do sexo feminino, começam a tremer, a estrebuchar, entram em transe e daí a pouco o pavor já é tão grande que todos desmaiam.

De acordo com o médico Pedro Tiago Frota, do Hospital de Canindé, as 25 jovens e adolescentes, com idades entre os 12 e os 19 anos, que deram entrada no estabelecimento hospitalar apresentavam um quadro de histeria aguda. Elas gritavam, debatiam-se muito e algumas apresentavam bastante agressividade.

Para o padre Hélio Correia, que também é parapsicólogo e foi chamado à escola para dar uma palestra, o fenómeno não tem nada de paranormal, de sobrenatural. Ele afirma que se trata de um mero caso de histeria colectiva, quando, por qualquer motivo, uma pessoa surta e contagia quem está em redor.

Também para o psiquiatra Albano Barreto, o episódio não tem nada de sobrenatural. A histeria colectiva, afirma, acontece num contexto em que existe forte tensão e sofrimento não verbalizado, situações comuns nas áreas mais desfavorecidas.

 

 

in Correio da Manhã

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Junho de 2009

China proíbe venda de frango morto com veneno de cobra

Autoridades sanitárias estão a impedir os restaurantes de servir aquele prato, considerado como desintoxicante.

As autoridades sanitárias chinesas estão a impedir restaurantes do sul e sudoeste do país de servirem frangos cozidos depois de mortos com recurso a serpentes venenosas numa refeição servida como desintoxicante.

O prato, servido em alguns restaurantes da província de Guangdong, no sul, e em Chongqing, sudoeste, gerou uma onda de polémica nos meios de comunicação social e em fóruns da internet.

Um vídeo mostrando um cozinheiro a segurar uma cobra e a forçar o réptil a morder na galinha até à morte (em http:/you.video.sina.com.cn/b/21145091-1405053100.html) gerou comentários indignados.

"É nojento e realmente cruel", sublinha um comentário no site sina.com.cn.

Os comentários depreciativos à nova iguaria chinesa chegaram também à imprensa, com o Chongqing Business Daily a sublinhar que o acto de matar a galhinha com veneno de cobra "é não só cruel e sedento de sangue como também imoral".

As autoridades sanitárias de Guangdong já alertaram os restaurantes para não servirem mais o prato de frango morto com veneno de cobra, medida que agora é também adoptada por Chongqing.

"Embora ninguém tenha tido problemas devido ao veneno da cobra, esta é, pelo menos, uma forma irregular de abater aves", defendem as autoridades provinciais.

A China é conhecida também por várias iguarias exóticas, algumas das quais têm provocado indignação de activistas dos direitos dos animais no mundo ocidental, como servir mioleira de macaco, animal que é colocado vivo numa mesa antes de lhe ser cortado o crânio e retirado o cérebro. 

 

 

in JN

 

Isto é o mais duro golpe na alimentação exótica, desde que em Beirute foi proibida a carne de vaca morta com granadas de mão e em São Salvador o milho frito com Napalm.

Onde é que o mundo irá parar!

publicado por portuga-coruche às 15:03
link | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Março de 2009

Telemóvel na barriga de bacalhau


 

Encontrado por um homem que pescava à beira-mar

Quando pescava numa praia, um britânico encontrou um telemóvel na barriga de um bacalhau de 11 quilos. Como o telemóvel não funcionava, Glen Kerley colocou o cartão noutro aparelho e conseguiu localizar o proprietário, que o tinha perdido quando passeava na praia com o cão. Após secar, o telemóvel voltou a funcionar. 

 

 

in Correio da Manhã

 

Acredito nesta história e até digo mais, já se passou uma parecida comigo. À alguns anos fazia eu o Circuito de Manutenção na Agolada. Certo dia levei a bicicleta Orbita e deixei-a encostada a uma cerca, para correr e depois fazer o Circuito e voltar a correr até à bicicleta.

Acontece que quando voltei não encontrei a bicicleta e, achando que alguém nas proximidades possa ter visto alguém com ela, falei com um senhor que era dono da propriedade onde pastavam umas vacas. O Sr. não viu nada e eu fiquei muito triste pois a culpa de não ter colocado o cadeado era minha. Qual não é o meu espanto quando, dois anos depois o mesmo senhor veio ter comigo, trazendo a bicicleta Orbita e dizendo que matou uma vaca e qual não era o espanto dele, dentro da vaca, encontrava-se a minha bicicleta Orbita. Infelizmente a parte almofadada do selim tinha desaparecido, mas de resto a bicla estava lá todo. Incrível....

 

publicado por portuga-coruche às 10:47
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

Romenos usam raparigas em assaltos a casas

Vaga de roubos de Norte a Sul
Romenos usam raparigas em assaltos a casas
A Polícia de Segurança Pública (PSP) suspeita de uma rede organizada de imigrantes de Leste, constituída por homens e mulheres, que nas últimas semanas efectuou assaltos a moradias e apartamentos em vários pontos do país – nomeadamente, no Porto, em Braga, Faro, Beja e Lisboa
 

Fonte da PSP afirmou que podem ser romenos, croatas ou sérvios, mas que é dificil identificar a sua nacionalidade porque não trazem documentos e as  mulheres que têm sido apanhadas alegam sempre que são menores.

O último episódio ocorreu na passada segunda-feira, quando três moradias na zona de Cascais foram assaltadas, tendo do seu interior sido levado ouro, dinheiro e algum material electrónico. Ao que o SOL apurou, o grupo move-se pelo país de forma aparentemente aleatória, e são os elementos femininos que efectuam os furtos.

Esta onda de assaltos teve início há quase dois meses e vem do centro da Europa. Segundo dados da Europol (polícia europeia) – que tem colaborado com as autoridades portuguesas nesta investigação –, França e Espanha foram os últimos países vítimas deste fenómeno.

*com Ana Isabel Pereira

 

in Sol

 

Teoria interessante, ao que o nosso sitema chegou, faltou de certeza os tomates a várias pessoas, depressa chegariam ao(s) cerebro(s). Ou vão me dizer que uma boa tareia não resultava....... Cantavam e aprendiam......

 "Fonte da PSP afirmou que podem ser romenos, croatas ou sérvios, mas que é dificil identificar a sua nacionalidade porque não trazem documentos e as mulheres que têm sido apanhadas alegam sempre que são menores." ?!?!?!!! Alegam ?!

Esta corja nada faz, passam os dias ao pé dos semáforos com bébés ao colo a pedir, isto de verão, de inverno já se vê o que fazem e ninguem faz nada ?! vão me dizer que nada podem fazer porque isso seria xenofobia ?! cambada de palhaços.....

publicado por portuga-coruche às 16:03
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008

Ladrão fugiu da esquadra da PSP de Santarém

Ladrão fugiu da esquadra da PSP de Santarém

Um homem detido para identificação, depois de ter sido apanhado com um plasma furtado, fugiu ontem da esquadra da PSP de Santarém, disse fonte policial.

 

O indivíduo, que não tinha qualquer documento de identificação em sua posse, foi detido depois de ter sido abordado por um agente que estranhou o facto de caminhar pela rua com um plasma às costas.

 

Pela etiqueta do equipamento, a PSP conseguiu identificar a loja de onde o plasma tinha sido furtado, devolvendo-o. O lojista ainda não se tinha apercebido da falta do plasma, revelou a corporação.

 

Afirmando que o indivíduo apenas se encontrava na esquadra para identificação, a fonte adiantou que, aproveitando um momento de distracção, o homem saiu pela porta da esquadra.

 

Terminadas as diligências, o homem sairia em liberdade, concluiu a fonte.

 

in O Mirante

 

Pelos visto a diferença seria o preenchimento de 20 formulários e uma manhã perdida.

publicado por portuga-coruche às 09:37
link | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Seita canibal checa condenada

Julgamento: Mãe de crianças torturadas fala de manipulação

Klara, a mãe das duas crianças torturadas

Os membros de uma seita canibal da República Checa, que torturava crianças e as forçava a comer a própria carne, foram ontem condenados a penas entre cinco e dez anos de cadeia. A mãe das crianças, Klara Mauerova, de 31 anos, foi condenada a nove anos e a irmã, Katerina, a dez.

Pertencentes ao culto Movimento do Graal, os arguidos recusaram revelar ao tribunal, em Brno, as razões que os levaram a torturar de forma tão cruel Ondrej, de oito anos, e o irmão Jakub, de dez. Os dois rapazes contaram como a mãe e os familiares os queimaram com cigarros, os chicotearam com cintos e os tentaram afogar. Relataram ainda abusos sexuais e a forma sádica como foram forçados a cortar pedaços de carne a si mesmos e a comê-los. As crianças eram mantidas algemadas em gaiolas e forçadas a permanecer de pé dias seguidos, sobre a própria urina e fezes. A mãe, ao que se sabe, assistia a boa parte das torturas através de um vídeo.

Klara admitiu as acusações mas alegou ter sido manipulada pela irmã e por Barbora Skrlova, de 34 anos, condenada a cinco anos de cadeia. Dos restantes três arguidos, Hana Basova , de 28 anos, e Jan Skrla , de 25, foram condenados a sete anos, e Jan Turek a cinco.

F. J. Gonçalves com agências

 

in Correio da Manhã

 

O mal existe, Deus nos ajude e castigue esta gente.

publicado por portuga-coruche às 15:50
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

O mapa do criador

Um mapa com 120 milhões de anos descoberto na Rússia pode mudar nossa compreensão sobre a história da humanidade.

 
Por Stepan Krivoskeyev & Dmitry Plenkin *
 
 
Uma descoberta teoricamente impossível foi realizada em 1999 por cientistas da Universidade Estadual Bashkir, Rússia: uma placa de pedra branca que contêm evidências conclusivas da existência de uma antiga civilização altamente desenvolvida. Essa placa contem um mapa com detalhada e perfeita imagem em relevo somente possível de ser produzido com tecnologia atual. Esse mapa tridimensional de origem desconhecida nos mostra um sistema de canais com aproximada 12.000 km de extensão, barragens,  enormes represas, fundações em formato de diamante de uso indefinido e múltiplas inscrições em forma de hieróglifos!
 
Pistas

“Quanto mais aprendo, quanto mais realizo mais compreendo que não conheço nada”, disse o professor da Universidade de Bashkir, Alexander Chuvyrov. Em 1995, ele e um estudante chinês pós-graduado, estudavam a hipótese de uma possível corrente migratória da China para o território da Sibéria e Ural. Numa expedição para Bashkiria, eles encontraram várias rochas com entalhes feitos numa antiga língua chinesa. Estes achados confirmaram a hipótese dessa corrente migratória chinesa. As subscrições lidas continham em sua maioria informações sobre trocas, pactos, casamentos e registros de óbitos.

Foi durante essas procuras que foram encontradas em arquivos do governador-geral de Ufa, notas datadas dos séculos 18 e inicio do 19, relatando a existência de aproximadamente 200 placas de pedras brancas “incomuns” localizadas próximo da Vila de Chandar, região de Nurimanov. Chuvyrov e seu colega chinês imediatamente concluíram que essas placas poderiam estar relacionadas com os migrantes chineses. Isso motivou os cientistas a realizarem expedições para localizar essas placas de pedras.

 
Pesquisando
Em 1998, depois de ter recebido autorização do governo e formado um time com seus estudantes, Chuvyrov início os trabalhos de pesquisas sobrevoando a região com helicópteros, começando por lugares onde as placas supostamente deveriam estar localizadas. Nas primeiras duas semanas nada foi encontrado. Desapontado, na ocasião, Chuvyrov disse: “…estou começando a pensar que essas placas são meras lendas”.
 
Encontrando
Na terceira semana Chuvyrov visitou Vladimir Krainov - ex-presidente do conselho local de agricultura da vila de Chandar, próximo da cidade de Ufa -, tido como um grande conhecedor da região. Na casa de Krainov, mesmo surpreso com a presença do pesquisador e arqueólogo russo, Schmidt, foi direto ao assunto e perguntou se sabia algo sobre algumas placas de pedras brancas. A resposta que obteve era a que menos esperava: “Não só sei como tenha uma dessas ‘estranhas’ placas aqui mesmo em meu quintal”. Seu primeiro pensamento foi de estarem brincando com ele. “Não levei isso muito a sério no primeiro momento, mas como suas fisionomias continuavam sérias, decidi ir ao quintal e acabar com aquela brincadeira” - recorda-se Chuvyrov. “Me lembro daquele dia claramente: 21 de Julho de 1999. Embaixo da varanda da casa do Vladimir estava uma das placas que tanto procurava!. A placa era tão pesada que três pessoas juntos não puderam movê-la. Fui então à cidade de Ufa pedir ajuda”.
Com a ajuda recebida de Ufa e de outros grupos de pesquisa que chegaram à pequena vila depois da notícia que Chuvyrov havia encontrado uma das placas, a pedra foi cuidadosamente retirada do local - usando-se um rolo de madeira revestido de plástico para não danificá-la - e transportada à universidade de Bashkiria para investigações e estudos. Essa placa de pedra recebeu o nome de “pedra de Dashka”  - em honra à neta de Alexander Chuvyrov nascida um dia antes deste acontecimento.
 
Análises, estudos e pesquisas
Uma semana depois, com a equipe de cientistas ampliada e todos equipamentos no local,  iniciaram os trabalhos. Após a primeira surpresa dos pesquisadores com o peso (987 Kg) e dimensões (148cm de comprimento, 106 de largura e 16 de espessura) a perplexidade dominou o ambiente quando, após a cuidadosa limpeza da pedra, um mapa em releve extremamente bem elaborado começou a aparecer! Os cientistas não podiam acreditar no que viam… “Á primeira vista, - disse Chuvyrov - compreendíamos que aquilo não era um simples pedaço de pedra, mas sim um mapa real. Não um simples mapa, mas um mapa tri-dimensional“…
Mas as surpresas não pararam por ai. A equipe, mais uma vez ampliada com o ingresso de especialistas russos e chineses nas áreas de cartografia, geologia, química e língua chinesa antiga, determinou com precisão que o mapa - em exata escala de 1:1×1km - dessa placa da pedra era  da região de Ural, com os rios Belya, Ufimka e Sutolka. “Identificamos a altitude de Ufa - sendo o Canyon de Ufa o ponto chave de nossas provas - porque conduzimos estudos geológicos e encontramos o seu rastro onde ele estaria de acordo com o mapa antigo. O deslocamento do canyon aconteceu por causa das placas tectônicas que moveram-se do leste”. Em coletiva à imprensa Alexander Chuvyrov disse: “Vejam este ponto, aqui é o Canyon de Ufa – a fratura da crosta terrestre, estendida de cidade de Ufa até a cidade de Sterlitimak. No momento, o Rio Urshak corre pelo antigo canyon”.
 
Hieroglíficos silábicos
Inicialmente os cientistas trabalharam com a hipótese desse mapa ter alguma coisa a haver com o chinês antigo, por causa das inscrições verticais no próprio mapa - Tipo de escrita parecidaUniversidade de Hunan, Chuvyrov desistiu completamente da hipótese sobre “Os indícios chineses”. O cientista concluiu que aquela porcelana que cobria a placa jamais foi usada na China. Embora todos os esforços em decifrar as inscrições tenham sido infrutíferos, foi descoberto que a escrita continha caracteres hieroglíficos-silábicos. Chuvyrov, porém, acredita que pelo menos parte da escrita do mapa tenha sido decifrada: “a latitude e a longitude que coincidem precisamente com a da cidade de Ufa”. era usada em chinês antiga antes do século 3. Para chegar esse suposição os chineses que participavam da equipe pesquisaram a questão e o próprio Chuvyrov visitou a Biblioteca Imperial Chinesa, mas nenhum deles descobriram escrita idêntica ou mesmo similar àquela encontrada na placa. Depois de encontrar seus colegas da
 
Estruturas geológicas
As estruturas geológicas da placa consiste de três camadas: A base tem 14cm de espessura, feita de sólida dolomita. A segunda camada é a mais interessante - é “feito” de vidro de Diopsídio; a tecnologia para o seu manuseio é desconhecida pela ciência moderna! E a terceira camada tem 2mm de espessura e consiste de porcelana de cálcio protegendo o mapa contra danos!
 
Máquina de precisão
Deve ser observado - diz o professor - “que o relevo não foi feito manualmente por um escultor de pedra antigo. Isto simplesmente é impossível. O desenho dessa pedra foi ‘feito’ por uma máquina. Fotografias de raios-x mostram que mecanismos de alta precisão foram usados para trabalhar essa pedra”…
 
Obras gigante
Quanto mais se estudava a placa, mais mistérios apareciam: um gigante sistema de irrigação pode ser visto. Além dos rios, há dois sistemas de canais com 500 metros de largura, 12 represas, 300-500 metros de largura, aproximadamente 10km de distâncias por 3km de profundidade, cada. As represas aparentemente ajudavam transportar a água de uma lado ao outro. Segundo cálculos realizados nesse mesma universidade, para construir as obras vistas nesse mapa seriam necessário remover mais de 1 quatrilhão de metros cúbicos de terra! Fazendo uma comparação desse sistema de irrigação, os canais de Volga-Don mais parecem um risco no relevo de hoje. Segundo o professor Chuvyrov, mesmo hoje a humanidade pode construir apenas uma pequena parte do que esta desenhado no mapa!
 
Idade da placa
Foi difícil determinar uma data aproximada para a placa. Inicialmente foi analisada por radio carbônico e depois os níveis da placa foram escaneados com um cronômetro de urânio; apesar disso os investigadores mostraram diferentes resultados e a idade da placa permaneceu indefinida. No entanto, enquanto examinavam a pedra, duas conchas foram encontradas em sua superfície. A idade delas: Navicopsina munitus, da família Gyrodeidae, com 50 milhões de anos ; e, Ecculiomphalus princeps, da família Ecculiomphalinae, com 120 milhões de anos! A princípio estas datas foram aceitas como uma “versão de pesquisa”. Os cientistas supõem que a segunda é a data correta. O Dr. Cruvyrov diz que o mapa pode ter sido criado na tempo em que o pólo magnético da terra situava-se na área atual terra de Franz Josef, o que significa aproximadamente 120 milhões de anos atrás”.
Perguntado como teria sido possível nossos ancestrais construíem um mapa tridimensional, o professor Chuvyrov disse: “…não temos a mínima idéia, somente suposições. O que sabemos é que esse mapa está além da percepção da humanidade atual; precisamos de um longo tempo para se acostumar com isso. Nós nos acomodamos ao nosso milagre. Primeiro nós achamos que a pedra tinha 3.000 anos. Só que a idade foi aumentando gradualmente, até que nós identificamos as conchas cravadas na pedra. Quem desenhou esse mapa provavelmente usou essa padra com as conchas já encrustradas nela”.
 
Mapa de navegação aérea?
Qual poderia ser o objetivo do mapa? Esta é de certo uma das dúvidas mais interessante. Materiais do achado Bashkiria também fora analisados e estudados no Centro de Cartografia Histórica em Visconsin, USA. Os americanos ficaram perplexos com o achado. De acordo com essas análises e estudos um mapa tridimensional como esse (da pedra de Dashka) só poderia ter um objetivo:navegação aérea. E mais, só poderia ter sido construído via pesquisa aérea!
Somente agora, no início do século 21, é que Estados Unidos iniciaram a criação de um mapa mundial em três dimensões como esse descoberto na Rússia; e mesmo assim esse projeto só será concluído em 2010. A dificuldade maior é a necessidade de milhões de cálculos para fazer um mapa tridimensional. Mesmo usando dezenas de super computadores e milhares de imagens aéreas de alta precisão é um trabalho lento, cobrindo pequenas áreas de cada vez. “Tente mapear no mínimo uma montanha! – comenta Chuvyrov.
 
Qual origem desse mapa?
Perguntado ‘quem então criou esse mapa?’, o professor Chuvyrov, enquanto falava sobre cartografias desconhecidas, foi cuidadoso: “Eu não acredito em extraterrestres. Porque não chamar o autor do mapa simplesmente de ‘O criador’”.
Aparentemente quem viveu e construiu naquela época usou apenas meios de transporte aéreos: Não existe estradas no mapa. Há ainda a hipótese de que os autores desse mapa não viviam lá, apenas preparavam o lugar para uma futura colonização, drenagem água, construíndo barragens e fundações em forma de diamantes naquelas terras. Essa parece ser a mais provável versão; porém, nada pode ser declarado como definitivo por enquanto. Por que não assumir que os autores pertenciam à uma civilização que tenha existido antigamente?
 
Apenas uma parte
As investigações desse mapa traz uma descoberta atrás da outra. Agora os cientistas têm certeza de que esse mapa é apenas um fragmento de um grande mapa da Terra. De acordo com algumas hipóteses, há um total de 348 fragmentos como esse. Os outros fragmentos podem estar provavelmente em algum lugar perto de lá. Nas margens de Chandar, cientistas da equipe do professor Chuvyrov colheram 400 amostras de solo e levantaram a hipótese do mapa inteiro ter existido no desfiladeiro da Montanha Sokolinaya - Montanha do Falcão.
Baseado na escala e área geográfica do mapa encontrado os cientistas formaram um mosaico nos mostrando os outros 347 espaços vazios que, junto com o único fragmento descoberto até agora, nos mostra um mapa mundi com aproximadamente 340 x 340m.
 
Informações “Reservadas”
Inicialmente o governo Russo divulgou informações sobre esse achado e resumos com resultados de muitas pesquisas realizadas na “Pedra de Dashka”, inclusive em quatro Congressos internacionais como o título “Mapa da Engenharia Civil de uma Civilização Desconhecida do Sul de Ural”. Porém, a partir de maio de 2001, informações antigas e especialmente as mais recentes referentes à resultantes das novas pesquisas, testes e estudos dessa placa de pedra foram classificadas como “reservadas”, e saíram do domínio público.
 
* Stepan Krivoskeyev & Dmitry Plenkin, jornalistas russos
 
Notas
1. Esta matéria foi publicada originalmente em três versões pelo jornal Pravda: Versão completa em 19/03/02, versão completa e atualizada em 30/04/02 - da qual esta tradução foi baseada, e versão resumida em 28/07/02.
2. Traduções: Russo para Inglês - Vera Solovieva e Inglês para Português - Antônio Carlos

 

 

in World’s Observatory

 

Alguns links relacionados e com fotos:

http://www.bibliotecapleyades.net/arqueologia/esp_map_creator02.htm#The%20map%20of%20the%20Creator

 

http://s8int.com/phile/sophis40.html

 

A ser verdade, teremos que reformular toda a nossa pré-história, a teoria da evolução e a nossa origem.

Algumas fotos:

 

 

 

 

Estou junto da Universidade referida (não foi fácil, muitos emails devolvidos e com erro) a tentar confirmar esta história que é "incrivel" de mais para ser verdadeira. A ser verdade ou mentira ser-me-á confirmado por alguem ligado à universidade e publicarei aqui a resposta.

 

publicado por portuga-coruche às 15:54
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008

Malásia: espancados até à morte para deixarem de fumar

Parentes de um casal excederam-se na execução de um ritual aparentemente destinado a que o homem deixasse de fumar

 

Os parentes de um casal espancaram-no até à morte na execução de um ritual aparentemente destinado a que o homem deixasse de fumar, informou esta sexta-feira a polícia, escreve a Lusa.

 

O casal morreu vítima de lesões na cabeça depois de ter sido espancado com cabos de vassoura e capacetes de motocicleta durante uma reunião de família na quarta-feira em Kuala Lumpur, disse o chefe da investigação criminal da cidade, Ku Chin Wah.

Um dos filhos do casal e três outros parentes continuam em prisão preventiva, enquanto quatro outros membros da família foram já libertados, disse Ku.

Segundo os detidos, um sobrinho tinha sugerido o ritual de espancamento depois de um elemento masculino do casal se ter queixado de não conseguir deixar de fumar e a mulher lamentar-se de padecimentos no fígado.

Não há certezas sobre o que causou exactamente a morte, mas os media locais noticiaram que o sobrinho havia convencido todos os membros daquela família muçulmana a espancarem o casal.

Uma sobrinha de 15 anos do casal, também ferida no ritual de espancamento foi hospitalizada, Vários outros jovens, entre os quais os filhos do casal, com 14, 19 e 21 anos de idade, também ficaram feridos.
 

 

in IOL Diário

 

Se a ideia era deixar de fumar, resultou......... de qualquer modo com o estado de saúde actual já não lhes faz mal nenhum fumar.

publicado por portuga-coruche às 11:25
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Alunas vêem e falam com c...

. China proíbe venda de fra...

. Telemóvel na barriga de b...

. Romenos usam raparigas em...

. Ladrão fugiu da esquadra ...

. Seita canibal checa conde...

. O mapa do criador

. Malásia: espancados até à...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds