Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Primeiras mortes associadas a Gripe A no Hospital de Santarém

Saúde

 

O Hospital Distrital de Santarém registou os dois primeiros casos de pessoas que morreram com Gripe A, na semana passada. Duas doentes que estavam internadas na unidade tinham dado entrada nas urgências quase ao mesmo tempo e acabaram por morrer ao fim de três semanas, com a diferença de dois dias. Ambas tinham outras patologias associadas que motivaram dificuldades em controlar o vírus H1N1.

 

Segundo confirma a administração do hospital, as duas mulheres tinham 40 e 52 anos. A mais nova é natural de Cabo Verde, residia no concelho de Almeirim e não tinha família em Portugal. A outra é da zona do Cartaxo. O hospital refere que uma delas tinha diabetes e à outra tinha sido diagnosticada hepatite B, o que associado ao contágio pela Gripe A complicou as respectivas situações clínicas.

 

O Hospital de Santarém recebeu também um rapaz de 20 anos que além de estar infectado com o vírus H1N1 sofria também de insuficiência respiratória, tendo sido transferido para o Hospital Pulido Valente em Lisboa.

 

 

in O Mirante

 

 

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 09:40
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

Freira Médica lança acção no YouTube contra vacina da gripe A

 

DR  Freira publicou vários vídeosFreira publicou vários vídeos


 

"Digam não à vacina" é o apelo

Freira lança acção no YouTube contra vacina da gripe A

Decidida a alertar a população para os riscos da vacinação contra o vírus da gripe A (H1N1), uma freira beneditina espanhola iniciou um movimento no YouTube. Mais do que alertar para os efeitos secundários, esta enfermeira e médica apela para que as pessoas “digam não à vacina”.

 

Decidida a alertar a população para os riscos da vacinação contra o vírus da gripe A (H1N1), uma freira beneditina espanhola iniciou um movimento no YouTube.

Mais do que alertar para os efeitos secundários, esta enfermeira e médica apela para que as pessoas “digam não à vacina”.

Teresa Forcades defende que ninguém deve ser obrigado a vacinar-se contra a gripe A e denuncia os interesses políticos e económicos por detrás das empresas responsáveis pela sua produção e comercialização.

A freira aponta uma situação de alegada contaminação para fundamentar a sua posição. Refere especificamente que “um dos laboratórios responsáveis pela produção de vacinas contra a gripe A enviou uma vacina contaminada”. Como tal, diz: “Enquanto não se esclarecer esta situação não a quero para mim, para os meus filhos, nem para ninguém do meu círculo de contactos.”

 

 

in Correio da Manhã

 

gripeA PANDEMIA? TU VIDA CORRE PELIGRO NO A LA VACUNA!!! video 1

 

 

gripeA PANDEMIA? TU VIDA CORRE PELIGRO NO A LA VACUNA!!! video 2

 

 

 

gripeA PANDEMIA? TU VIDA CORRE PELIGRO NO A LA VACUNA!!! video 3

 

 

gripeA PANDEMIA? TU VIDA CORRE PELIGRO NO A LA VACUNA!!! video 4

 

 

 

gripeA PANDEMIA? TU VIDA CORRE PELIGRO NO A LA VACUNA!!! video 5

 

 

gripeA PANDEMIA? TU VIDA CORRE PELIGRO NO A LA VACUNA!!! video 6

 

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 09:49
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009

Vacina da gripe A divide médicos e enfermeiros

Dúvidas quanto à segurança e efeitos secundários deixam muitos profissionais renitentes à vacinação

 

Os profissionais de saúde estão incluídos no primeiro grupo de risco prioritário para a vacinação contra o vírus da gripe A (H1N1), mas há muitos médicos e enfermeiros renitentes em ser vacinados. O Ministério da Saúde desvaloriza as dúvidas.

Numa ronda por vários sindicatos dos médicos e enfermeiros portugueses, o JN constatou que há opiniões diversas em relação à vacinação e que, a avaliar pelos depoimentos recolhidos, há muitos profissionais que não estão decididos a vacinar-se por terem dúvidas em relação à segurança e aos efeitos secundários da vacina.

Pilar Vicente, médica nos hospitais civis de Lisboa e dirigente do Sindicato dos Médicos da Zona Sul, garante que "a maior parte" dos médicos não quer ser vacinada e que até têm sido "desaconselhados por grande parte dos colegas que trabalham na área do medicamento". A "desconfiança" dos médicos assenta no facto de a vacina ter sido concebida "à pressa" e na convicção de que "não foram corridos todos os passos e realizados todos os testes que são habituais na experimentação e na confirmação da sua segurança".

A médica diz, inclusive, que já foram publicados em revistas médicas inglesas (cita o New England Journal of Medicine) artigos que dão conta de efeitos adversos relacionados com perturbações neurológicas e alterações do sistema nervoso periférico e central para justificar as "fortes desconfianças" da comunidade médica em relação à vacina.

A dirigente sindical compreende a decisão do Ministério da Saúde de incluir os médicos e enfermeiros no grupo prioritário de vacinação, mas entende que ninguém os pode obrigar a ser vacinados. Pilar Vicente acredita na responsabilidade individual de cada um deles e que, caso tenham sintomas da doença, "serão os primeiros a abster-se de ir para o serviço e a ficar em casa por precaução para não contaminarem ninguém".

O bastonário da Ordem dos Médicos também entende que "cada médico deve tomar a sua própria decisão" e que, tal como os doentes, "não podem ser tratados à força". E embora diga que "as recomendações da Direcção Geral da Saúde são para cumprir", "isso não significa que seja obrigatório os médicos vacinarem-se".

No Hospital de Aveiro, onde trabalha Sérgio Esperança, presidente do Sindicato dos Médicos da Zona Centro, também há médicos que têm manifestado algum "receio" em relação à vacina por temerem reacções auto-imunes. Mas o dirigente acredita que estas questões estão salvaguardadas, visto que as vacinas foram autorizadas pela Organização Mundial de Saúde e pela Agência Europeia do Medicamento.

Guadalupe Simões, presidente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, diz que a questão também preocupa os enfermeiros, que estão divididos em relação à vacinação. "Há algumas reservas", diz, citando "estudos que suscitam dúvidas" em relação a efeitos contraditórios da vacina e recusando que os enfermeiros sejam obrigados a vacinar-se.

Contactada pelo JN, fonte do Ministério da Saúde desvalorizou as dúvidas dos médicos e enfermeiros e mostrou-se confiante de que não haverá um "não massivo" à vacinação. "Os profissionais de saúde são extremamente conscientes e, no momento certo, saberão tomar a sua decisão", disse.

                                                                                                                                  GINA PEREIRA

in JN

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 10:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Julho de 2009

Diferença entre gripe e constipação

 

 

Fonte: Brochura da Cruz Vermelha Portuguesa

 

Esta brochura é resumidamente a melhor fonte que encontrei de conselhos úteis em relação à Gripe A, está lá tudo o que devemos fazer e saber de momento, incluindo este quadro explicativo que diferencia uma constipação vilgar de uma gripe.

CONSTIPADO OU COM GRIPE?
 
A gripe é uma doença respiratória aguda causada pelo vírus influenza. Esta doença é muito contagiosa e transmite-se facilmente de pessoa para pessoa:
• por via aérea, quando o infectado fala, tosse ou espirra expele gotículas que contêm o vírus e que podem ser inaladas por outras pessoas;
• pelas mãos, tocando numa pessoa infectada ou em superfícies contaminadas com o vírus – que pode sobreviver vários dias num objecto – e, seguidamente, levando as mãos aos olhos, boca ou nariz. Os sintomas da gripe são semelhantes aos sintomas de uma constipação comum, embora se apresentem com maior gravidade. Algumas diferenças entre a gripe e a constipação comum estão representadas no quadro que se segue:

 

publicado por portuga-coruche às 12:37
link do post | comentar | favorito

Lavar as mãos com sabão durante pelo menos 20 segundos

Água e sabão são «suficientes» para correcta lavagem das mãos
 
A utilização de água e sabão na lavagem das mãos é «suficiente» na actual fase de pandemia da gripe A, devendo o uso de soluções anti-sépticas estar reservado aos locais que prestam cuidados de saúde, disse à Lusa uma especialista
 

De acordo com Cristina Costa, chefe da Divisão de Segurança Clínica da Direcção-Geral da Saúde (DGS), explicou que, «na actual fase», produtos como desinfectantes ou soluções anti-sépticas de base alcoólica devem estar reservados aos locais onde se prestam cuidados de saúde.

A Lusa apurou junto de várias farmácias por todo o país que se regista uma corrida aos produtos desinfectantes, como gel e toalhetes, que chega a atingir um aumento de 300 por cento e que já levou a rupturas de stock.

Para Cristina Costa, uma correcta lavagem das mãos, com água e sabão, e uma eficaz secagem a seguir são «suficientes» para garantir uma correcta higiene.

A especialista disse ainda que as mãos devem ser protegidas, pelo que os espirros devem ser dirigidos para os cotovelos ou para lenços de papel descartáveis.

Cristina Costa defende ainda uma desinfecção das superfícies de contacto frequente - com lixívia ou álcool - como manípulos das portas ou corrimões.

A especialista da DGS reconhece, contudo, que poderão ser necessários outros cuidados «se as coisas se complicarem».

As orientações da DGS recomendam que uma «lavagem correcta das mãos deve durar mais de 20 segundos».

 

Lusa / SOL

 

 
tags: ,
publicado por portuga-coruche às 12:16
link do post | comentar | favorito

Erro profissional mata bebé

 

ERRO PROFISSIONAL MATA BEBÉ FILHO DE MARROQUINA VÍTIMA MORTAL DE GRIPE A EM ESPANHA
 
Um bebé nascido por cesariana às 28 semanas, filho da marroquina que foi a primeira vítima mortal da gripe A (H1N1) em Espanha, morreu ontem num hospital de Madrid devido a um“terrível erro profissional”, informaram fontes sanitárias. O pessoal de enfermagem “confundiu a via de administração de um leite específico para bebés prematuros e introduziram-no na veia, quando devia ser por via nasogástrica”, explicou António Barba Ruiz de Gauna, director do “Gregório Maranon”. Os profissionais de enfermagem foram afastados do serviço e o estabelecimento assumirá “todas as responsabilidades humanas”.

 

 

in Global Notícias (Ano 2 nº 431)

 

Um lamentável erro com consequências fatais para um bebé que acabara de perder quem lhe fazia mais falta.

 

publicado por portuga-coruche às 11:24
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Gripe A: Mulher de Seia recusou ser transferida e foi para casa

A mulher suspeita de ter contraído gripe A recusou ser transferida e abandonou o Hospital de Seia. O caso foi participado ao Delegado Regional de Saúde.  A mulher de 60 anos que hoje deu entrada no hospital de Seia e que pode ter gripe A (H1N1) recusou ser transferida para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) e voltou para casa, disse fonte hospitalar.

Segundo Fernando Girão, presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde da Guarda, que abrange aquele hospital, a mulher abandonou as instalações e "recusou ir para o Hospital" de Coimbra.

"Ausentou-se do hospital [de Seia] e foi para casa", contou o responsável. Acrescentou que a equipa do INEM que viajou de Coimbra para a transportar de ambulância "foi lá a casa e ela não quis ir".

Perante a recusa, disse que o caso foi participado ao Delegado Regional de Saúde de Coimbra.

A mulher deu entrada hoje de manhã no serviço de urgência do Hospital de Seia e foi atendida naquele serviço, contou Luísa Lopes, directora da urgência da Unidade Local de Saúde da Guarda.

"Regressou ontem [terça-feira] dos Estados Unidos da América já com sintomatologia e hoje de manhã apresentou-se no Hospital [de Seia]" com sintomas associados à doença, referiu.

Adiantou que logo que o caso foi detectado "foi activado o plano de contingência da gripe local e o processo" seguiu os trâmites definidos pela Direcção-Geral de Saúde.

A doente esteve para ser transferida, durante a manhã, para os HUC, "que é o hospital de referência para os casos suspeitos", acrescentou Luísa Lopes, mas a doente recusou o transporte do INEM.

A mulher esteve "cerca de duas horas" no hospital de Seia, decidindo depois abandonar as instalações da unidade de saúde e recusando assistência em Coimbra.

 

in Expresso

 

Parece anedota mas não é:

- Uma possível ameaça à saúde pública que se recusa a realizar quarentena e vai para casa;

- Um primo do nosso primeiro ministro que é um dos elementos chave do caso Freeport e que está desde Janeiro na China a estudar Kung Fu;

- Os familiares de criminosos que fogem da polícia e levam tiros a reclamar de brutalidade policial......

 

publicado por portuga-coruche às 17:19
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Maio de 2009

Jorge Torgal não faz por menos: três milhões de infectados e 75 mil mortos

 

Epidemia poderá provocar dois a três milhões de infectados e 75 mil mortos em Portugal
 
O director do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Jorge Torgal, alertou hoje que se houver uma verdadeira epidemia da gripe A em Portugal poderão registar-se «dois a três milhões de infectados e 75 mil mortos»

 

O catedrático de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa avança com estes números na base de que a epidemia se desenvolva sem que até ao Inverno seja criada uma vacina contra o vírus.

Jorge Torgal, que falava no 3º Congresso sobre Pandemias na era da globalização, a decorrer até sábado em Coimbra, considera estas «previsões optimistas».

«Se houver uma epidemia e não for criada uma vacina até Outubro, Novembro, a previsão mais optimista é que haverá em Portugal dois a três milhões de pessoas com gripe, o que significa que serão 75 mil pessoas a perder a vida», afirmou.

O especialista sublinha que no ano passado só a gripe sazonal provocou em Portugal «um acréscimo de mortalidade de 1.961 casos, número muito acima do normal» e para o qual não há, até ao momento, explicações.

«Foi nas barbas de todos nós e ninguém se apercebeu nem houve nenhum alarme das autoridades de saúde», observou.

Referindo-se à gripe A, o médico de saúde pública considerou que «Espanha, aqui ao lado, onde quinta-feira havia 57 casos confirmados, dos quais quatro transmitidos no país, é uma fonte de preocupação, um risco grande» para Portugal.

Jorge Torgal alerta que, caso a epidemia se desenvolva, a sociedade portuguesa deve preparar-se logisticamente para uma alteração do quotidiano.

«Quem tem de se preparar de facto são as forças vivas da sociedade civil, para que os cidadãos compreendam como se podem defender pessoalmente», sustentou, em declarações à Lusa.

O médico, que abordou o tema Pandemias na era da globalização, fala «numa modificação quotidiana da sociedade, uma preparação logística que deve ser feita, um caminho de consciencialização».

Refere, a propósito, que, «se há crianças que têm de estar em casa porque as escolas fecham, os pais não podem ir trabalhar».

«As pessoas foram a correr comprar máscaras e Tamiflu, mas se houver uma epidemia provavelmente o mais razoável é não saírem de casa durante duas semanas», advertiu, questionando quem terá mantimentos para tal.

Jorge Torgal esclarece que «não está a defender que as pessoas devem, nesta fase, fazer um armazenamento (de mantimentos) para duas semanas» mas que «se souberem a tempo que é mais seguro para a sua saúde ficar em casa, provavelmente terão meia dúzia de cebolas em vez de ir todos os dias à mercearia comprar uma».

 

Lusa/SOL

 

Comentários Interessantes:

 

Segundo José Antonio Campoy editor da revista Discovery DSALUD a patente do TAMIFLU pertence à GILEAD SCIENCES INC. que autoriza a ROCHE a comercializar e fabricar o produto. A ROCHE por sua vez detem 90% da produção mundial do anís estrelado, a planta utilizada na composição do medicamento. O principal accionista da GILEAD SCIENCES INC. é o Sr. Donald Rumsfeld ex-secretário da defesa do governo dos E.U.A. . Este senhor esteve também ligado à vacinação em massa da população norte-americana (1/4 da população foi vacinada) quando este vírus, H1N1, surgiu em Fevereiro de 1976 durante a administração do presidente GERALD FORD. O surto desta gripe surgiu num aquartelamento militar onde morreu 1 soldado e quatro adoeceram. Foram as únicas vitimas. Da vacinação, por efeitos secundários, morreram algumas dezenas de pessoas (cerca de 50) deixando várias centenas com mazelas para a vida. Curiosamente nos media ninguém escreve ou fala sobre isto. Basta fazer uns breves search na net para encontrar esta informação. As vendas do TAMIFLU passaram de 254 milhões de dólares em 2004 para 1000 milhões em 2005...
 

carlosc, em 2009-05-08 16:42:33

 

É confrangedor o alarmismo e a insegurança,para não dizer terror,com que este senhor debita à população portuguesa as eventuais consequências da gripe A,que até ao momento,que se saiba não contaminou um só português.
As suas afirmações denotam uma total ausência de ética,ponderação,responsabilidade e competência profissional.
É uma vergonha que julguei impossível acontecer num país da Comunidade Europeia.Este senhor deve ter crescido no Zimbabwe
e assimilado bem a filosofia aí existente.
O Ministério da Saúde (não sou nem serei nunca socialista),tem actuado neste caso com a maior competência e
prevenção,absolutamente exemplares,ao ponto de a Ministra da tutela chamar a si,e muito bem,toda e qualquer informação á
Comunicação Social,exactamente para evitar o pãnico que o sr. Jorge Torgal consciente ou inconscientemente provoca com
as suas afirmações balofas.
Já agora,no próximo mês,em que é normal a divulgação de uma marca comercial de àguas inquinada,aguardo com ironia o seu comentário.Depois de tudo o que vai acontecendo neste pobre
país,só nos faltava a idiotice deste senhor.É muito estranho.
 

141148, em 2009-05-08 16:30:59

 

Estas projecções são tão lindas...
Desde Setembro já temos mais de 1300 mortes ligadas ao virus influenza... só em Portugal.
Tal como há 2 anos aquando da morte de 22 indonésios com o h5n1, voltaram a surgir previsões que milhões podem morrer se aquele género de virus não for combatido no ponto inicial.
Por outro lado temos situações engraçada: nenhum desses virus é mortal para os animais onde foi dado como inicial.
A mesma coisa acontece com o humano. Muita gente consegue combater o virus da gripe (influenza) sem qualquer necessidade de antibióticos ou outros produtos farmacéuticos.
O laboratório que desenvolveu o tamiflu teve 220 milhões de euros de lucros líquidos só ás contas das vendas dos comprimidos aquando da chamada gripe das aves... agora deve conseguir muito mais com a gripe A.
E enquanto continuarem a surgir notícias destas vai continuar a ganhar milhões com toda a facilidade.
Tal como fez a tvi durante a semana passada (ao ter anunciado que moura guedes iria entrevistar em directo a primeira vítima portuguesa da gripe A... quando não havia nenhum português infectado) é que se leva muita gente a gastar fortunas para curar doenças que nunca terão ou que se curavam com 1/5 do valor pago.
 

killado, em 2009-05-08 16:28:55

 

hehehehe....tuberculose não tem nada a ver com virus...
são BACILOS....á frente...
na verdade esta parece mais ser uma campanha como a do H5N1 (gripe das aves)
por ano morre mais gente em portugal com gripe normal do que em todo o mundo com gripe das aves...
mas na verdade o TAMIFLU levantou o laboratório a que pertence....e nesta altura de crise, nada melhor do que voltar a dizer que o TAMIFLU é o unico capaz de tratar este tipo de gripe....voltam a vender milhões e milhões ....
na verdade se em todo o mundo, depois de passado este tempo desde que foi detectado, morreram meia-centena de pessoas, temos que ver que enquanto isto correu mundo, morreram mais portugueses (em média) com gripe normal....
pensem nisso...e deixem de considerar a gripe humana como banal, mas sim como muito mais perigosa do que esta....
e vejam se conseguem entender a razão pela qual a vacina da gripe foi desaconselhada á população em geral o ano passado....conseguem entender a razão?
eu não consigo
 

topatudo, em 2009-05-08 16:15:19

 

 

publicado por portuga-coruche às 16:43
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras mortes associad...

. Freira Médica lança acção...

. Vacina da gripe A divide ...

. Diferença entre gripe e c...

. Lavar as mãos com sabão d...

. Erro profissional mata be...

. Gripe A: Mulher de Seia r...

. Jorge Torgal não faz por ...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds