Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

Governo dos EUA 'espia' através do Google e Facebook

Agência Nacional de Segurança consegue entrar nas contas dos americanos

E-mails, conversas online e ficheiros transferidos são analisados pela Agência Nacional de Segurança norte-americana.


Por:J.M.A.

 

A Agência Nacional de Segurança norte-americana tem acesso direto a sistemas informáticos como o do Google, Facebook, Apple e outras grandes empresas, avança um documento secreto a que o jornal britânico ‘The Guardian’ teve acesso.

Este acesso só é possível graças ao PRISM, um programa eletrónico de vigilância usado por aquela agência, que permite recolher material informático, como o histórico de um utilizador, os seus e-mail, ficheiros transferidos e conversas mantidas em chats.

Esta informação foi revelada graças a uma apresentação de Power Point usada para ensinar futuros operadores a mexer no programa, que está a ser divulgada na imprensa britânica e norte-americana.

Segundo o documento, o PRISM consegue “ter acesso direto aos servidores das seguintes companhias norte-americanas: Microsoft, Yahoo, Google, Facebook, Paltalk, AOL, Skype, YouTube e Apple.

 

 

Slide da apresentação de Power Point retirada do site do 'Washington Post'


EMPRESAS NEGAM TER CONHECIMENTO

Apesar de a apresentação em Power Point a que os jornais tiveram acesso referir que estas operações são feitas com o conhecimento das grandes empresas informáticas já citadas, fontes ligadas a estas empresas admitem não saber o que está a acontecer e afirmam que, se tais operações ocorrem, as companhias em questão não têm conhecimento disso.

“Nunca ouvimos falar no PRISM. Não damos acesso direto aos nossos servidores a nenhuma agência governamental. Qualquer entidade que queira esse tipo de informação, tem que solicitar uma ordem judicial que autorize a divulgação da mesma”, disse um porta-voz da Apple.

O chefe do gabinete de segurança do Facebook, Joe Sullivan, sublinhou que nenhuma organização governamental tem autorização para entrar nos servidores daquela rede social. “Quando [entidades] nos pedem dados sobre alguém em particular, nós escrutinamos cuidadosamente cada pedido e damos apenas a informação que é permitida por lei”, garantiu.

GOVERNO E ESCUTAS TELEFÓNICAS

Esta notícia surge depois de o ‘The Guardian’ ter noticiado, quinta-feira, que a Agência Nacional de Segurança dos EUA tem acesso, desde final de abril, aos registos telefónicos de milhares de cidadãos clientes da Verizon, uma das maiores companhias telefónicas norte-americanas.

 

in Correio da Manhã

publicado por portuga-coruche às 07:01
link do post | comentar | favorito

EUA vigiam e acedem aos servidores do Facebook, Google, Youtube e Apple

A Agência Nacional de Segurança dos EUA e o FBI têm acesso aos servidores de nove gigantes da internet, como Microsoft, Yahoo!, Google e Facebook, revelaram o "Washington Post" e o "Guardian". As comunicações via Skype podem, inclusive, ser espiadas em direto.

O diário norte-americano foi contatado por um antigo agente dos serviços de informações, que lhe forneceu documentação, entre a qual uma apresentação em "powerpoint" usada na formação de agentes, descrevendo a parceria entre a Agência Nacional de Segurança (NSA) e as empresas da internet.

O programa secreto, com o nome de código PRISM, está em vigor desde 2007 e permite à NSA ligar-se aos servidores das empresas para consultar informações sobre os utilizadores, existindo motivos para "admitir razoavelmente" que estão no estrangeiro, tudo sem qualquer autorização judicial.

A lei dos EUA protege os seus cidadãos de uma vigilância feita sem autorização, mas as pessoas fora do território norte-americano não beneficiam desta proteção, pelo que podem ser espiados em toda a legalidade.

Skype, AOL, YouTube, Apple e PalTalk participam também no sistema e a plataforma de alojamento de ficheiros Dropbox deveria ser acrescentada em breve.

Segundo o "Guardian", a NSA pode consultar "as mensagens eletrónicas, as discussões por vídeo e áudio, os vídeos, as fotografias, as transferências de ficheiros, os pormenores das redes sociais, e mais".

 

As comunicações via Skype podem, inclusive, ser espiadas em direto.


in Jornal notícias

 

 


publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 9 de Novembro de 2010

Os erros que nos dão dinheiro

Se detectares uma falha no Google, Youtube, Orkut, etc.. podes ganhar dinheiro com isso!

A Google tem agora um programa de recompensas a quem descobrir falhas nos seus sites incluindo o Blogger, Youtube e Orkut. Esta iniciativa foi tomada para que os problemas encontrados sejam mais rapidamente resolvidos pela equipa interna que desenvolveu o produto, e que ao mesmo tempo a vulnerabilidade não seja espalhada na web, recompensado assim quem as descobrir.

 

 

As recompensas variam entre os 500$ e os 3100$. O valor a ser pago varia conforme a gravidade do problema. Nem tudo é aceite, mas sabe-se que problemas afectam directamente a confidencialidade ou a integridade dos dados dos utilizadores são bem recompensados.

Para reportar algum problema, terá de ser maior de idade e enviar por e-mail a descrição do mesmo, e os seus dados para security@google.com“.

 

 

in Ainanas

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009

Google news: Procura-se substituto gratuito

Media

Google vai limitar acesso gratuito às notícias online

Por Susana Almeida Ribeiro

 

Ao sexto clique, acabaram-se as borlas. Pode assim ser resumido o anúncio feito pela Google acerca da consulta gratuita de notícias de jornais online através do Google News. As empresas de media há muito que travam uma luta com o gigante das pesquisas, que agrega os conteúdos e os disponibiliza gratuitamente. Por isso mesmo, a Google passou a bola para o campo dos media. Quem quiser cobrar as suas notícias indexadas no Google News, pode começar a fazê-lo.

Nuno Ferreira Santos

Esta decisão da Google representa uma volta de 180 graus na sua política

 

De acordo com o programa First Click Free, as empresas de media podem evitar o acesso sem restrições aos conteúdos por si produzidos. Os leitores que cliquem em mais de cinco artigos de um jornal em determinado dia começarão a ser reencaminhados para páginas de registo e pagamento online, indica a BBC.

O que acontecia era que, através do Google News, os conteúdos pagos em determinada edição online de um jornal (como por exemplo no “The Wall Street Journal”) acabavam por aparecer aí gratuitamente. Muitos leitores descobriram este “truque” e deixaram de pagar as suas subscrições dos jornais que queriam ler.

“Anteriormente, cada clique de um utilizador era considerado gratuito”, indicou Josh Cohen, da Google. “Agora, actualizámos o programa de forma a que os editores possam limitar o acesso dos utilizadores a não mais do que cinco páginas por dia sem se registarem ou subscreverem as notícias”.

Assim, os utilizadores do Google News poderão começar a ver aparecer as páginas de registo das publicações que consultam, à sexta vez que clicarem num artigo, esclareceu Josh Cohen.

Esta decisão da Google representa uma volta de 180 graus na sua política. O gigante das pesquisas sempre tinha dito que o Google News não era uma parte central do seu negócio. Com isto a Google deixava claro que não se importaria que as empresas de media mandassem retirar os seus conteúdos dos seus apontadores.

Porém, na passada semana, o barão dos media Rupert Murdoch e a Microsoft - que tem por missão retirar utilizadores ao omnipresente Google com o seu recém-estreado Bing - anunciaram uma eventual aliança. A Microsoft estaria disposta, segundo este negócio que ainda está a ser debatido, a pagar à empresa de Murdoch, a News Corporation - que edita jornais como o “The Wall Street Journal”, o “The Times” e o “Sun” - os conteúdos que vier a disponibilizar no Bing.

Alheia ou não a esta notícia, o que é facto é que a Google mudou a sua política seguida até agora, deixando claro que não está disposta a perder conteúdos nem utilizadores. Mais: não está disposta a deixar que os conglomerados de media acabem a estabelecer pactos com a concorrência.

Steve Hewlett, analista de media, indicou à BBC que este é um passo “bastante importante” da parte da Google. “Rupert Murdoch está a tentar criar o consenso de que pagar pelo conteúdo é correcto e que apontadores como o Google, que usam notícias dos jornais mas que não pagam por elas, estão a fazer algo de errado”, disse.

As empresas de media estão a tentar arranjar novas maneiras de fazer dinheiro através dos seus conteúdos online, numa altura em que as taxas de circulação estão a cair a pique e as receitas publicitárias diminuíram drasticamente.

 

 

in Público

 

Se assim for perdem um utilizador e tenho a certeza que perderão muitos mais.

Se os Sites de informação on-line querem ganhar dinheiro que coloquem publicidade junto das notícias. Eu pessoalmente não visito os sites que exigem pagamento para consulta de notícias.

publicado por portuga-coruche às 14:53
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Google dá 10 milhões de dólares às melhores ideias para ajudar o mundo

Se tem uma ideia para ajudar o mundo mas não o dinheiro para pô-la em prática, envie-a à Google

 

A Google anunciou quarta-feira um concurso com um prémio de 10 milhões de dólares para recompensar os projectos que melhorem a vida de um maior número de pessoas, por ocasião dos 10 anos do gigante da Internet.

 

Se tem uma ideia para ajudar o mundo mas não o dinheiro para pô-la em prática, envie-a à Google que anunciou a iniciativa «10 to the 100th», destinada a escolher as cem melhores ideias entre internautas de todo o mundo e repartirá 10 milhões de dólares para as tornar realidade.

Quem tiver uma ideia que acredite possa ajudar um grande número de pessoas pode enviá-la ao motor de busca, depois preencher um formulário simples na web www.project10tothe100.com antes de 20 de Outubro próximo.

«As ideias podem ser pequenas, relacionadas com a tecnologia ou brilhantemente simples mas é necessário que tenham consequências enormes a longo prazo», disse a empresa num comunicado.

«Sabemos que há inumeráveis ideias geniais que necessitam de financiamento e apoio para pô-las em marcha», acrescentou.

As propostas podem estar relacionadas com qualquer campo mas a Google definiu na web algumas das áreas mais comuns, como energia, habitação, saúde ou educação, para simplificar o processo.

O único requisito é que os participantes possam responder a algumas perguntas sobre o alcance e eficiência da sua ideia, a quantas pessoas beneficiaria ou durante quanto tempo terá impacto.

Um grupo de quadros da Google escolherá os cem melhores projectos antes de 27 de Janeiro de 2009. Entre eles os utilizadores poderão votar os 20 melhores e um painel de peritos ainda por nomear seleccionará os vencedores em meados de Fevereiro.

A Google deixou em aberto o número de ideias que podem ganhar. Se forem duas, ambos os projectos dividirão os 10 milhões de dólares, se forem cinco serão dois milhões de dólares para cada um.

«Na Google, não pensamos ser os donos das respostas mas acreditamos que elas estão lá, algures», escreve a empresa na página consagrada a este projecto, um dos destinados a assinalar os 10 anos do que foi primeiro um simples motor de busca antes de se tornar um gigante da revolução Internet.
 

 

in IOL Diário

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 10:30
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Governo dos EUA 'espia' a...

. EUA vigiam e acedem aos s...

. Os erros que nos dão dinh...

. Google news: Procura-se s...

. Google dá 10 milhões de d...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds