Segunda-feira, 6 de Maio de 2013

V Edição da FICOR


Coruche é palco da V Edição da FICOR

 

 

É já no próximo dia 22 de maio, Dia Internacional da Biodiversidade que será inaugurada a FICOR – Feira Internacional da Cortiça que decorrerá no Parque do Sorraia e no Observatório do Sobreiro e da Cortiça, em Coruche até 26 de maio.


A dinâmica que o Município tem imprimido à fileira da cortiça através de diversas atividades que se congregam numa estratégia de desenvolvimento local, setorial e ambiental, à qual foi atribuído o slogan “Coruche, capital Mundial da Cortiça”, tem o seu expoente máximo anual na organização da FICOR.

 

A apresentação oficial da FICOR será realizada no próximo dia 8 de maio às 18h30, no Palácio Quintela, na Rua do Alecrim em Lisboa, sede do IADE – Creative University, parceiro da FICOR.

A partir desse dia e até dia 8 de junho, estará patente no espaço de exposições do Palácio,  uma exposição de fotografia e natureza intitulada genericamente, CORUCHE CAPITAL MUNDIAL DA CORTIÇA.

 

Este ano um dos temas principais da feira será a “Água”, na medida em que as Nações Unidas elegeram 2013 como o "Ano Internacional da Cooperação pela Água". Será realçada a importância dos montados de sobro para a conservação do solo, para a regularização do ciclo hidrológico e para a qualidade da água.

 

Também em 2013, o evento ganhou ainda mais relevo a partir do momento em que o Sobreiro ganhou o estatuto de Árvore Nacional de Portugal. O “Quercus Suber” está identificado entre os mais importantes para a conservação da natureza a nível nacional e europeu, mas também pela sua importância social e económica e o seu forte contributo para o desenvolvimento rural.

 

A FICOR é também uma exposição fortemente direcionada para a inovação da fileira, pretendendo ser uma mostra e um local de debate sobre as novas aplicações da cortiça, este ano fortemente direccionada para o contributo desta nobre matéria-prima na Construção Sustentável, sendo inclusivamente possível visitar um modelo de construção sustentável no recinto da feira – o ECO MODEL.

 

À semelhança dos anos transatos, será também lançada a Plataforma de Transação da Cortiça, pela APFC – Associação de Produtores Florestais de Coruche, relativa à campanha de 2013, a qual tem como objectivo criar uma maior transparência e facilidade de negócio da cortiça, sendo posteriormente transferida para o Observatório do Sobreiro e da Cortiça, onde ficará patente durante os meses de Verão.

 

Este certame tem também um carácter lúdico, com intenção de chegar a todos e sensibilizar a população para a importância e potencialidades da cortiça. Música, provas de vinho, actividades de lazer na natureza e degustação de sabores do montado, são algumas das actividades propostas pela FICOR. Destacamos aqui algumas delas:

 

Sexta-feira à noite às 22 horas, é dia de Corrida de Toiros - A II Corrida dos Municípios com Atividade Taurina com os Cavaleiros João Salgueiro, Rui Fernandes e João Telles Jr., seis toiros da Ganadaria Veiga Teixeira e os grupos de Forcados Amadores de Coruche e de Évora.

 

O desfile de moda - Coruche Fashion Cork terá lugar no sábado 25, e será um dos pontos altos da feira. Tendo como principal inspiração a cortiça, este evento pretende evidenciar as características inovadoras e versáteis desta matéria-prima. O facto de se trabalhar sobre um produto ecológico, reciclável e amigo do ambiente, permite aos jovens criadores de moda do Acrobactic apresentarem as tendências da moda e explorarem novos desafios! Noite de verdadeiro “glamour” onde a prova de espumantes fará parte do programa de animação.

 

A Corrida das Pontes e da Família, é também um dos momentos altos da Feira no que toca às diversas atividades desportivas associadas ao evento e está reservada para domingo de manhã.

 

O program completo do evento estará disponível em breve, nos respetivos sites e páginas do facebook.

 

www.cm-coruche.pt

www.ficor.com.pt

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Maio de 2011

FICOR - Feira Internacional da Cortiça 2011

Coruche, 27 de Maio a 1 de Junho
www.ficor2011.com

 

 

 

 

Mais informações em: www.ficor2011.com

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:10
link | comentar | favorito

O que distingue Coruche como marca nacional

 

 

Por: Joaquim Duarte, editorial jornal O Ribatejo

 

Figurações, símbolos e marcas, temos muitas na região. Golegã, capital do cavalo. Cartaxo, capital do vinho. Santarém, capital do Ribatejo (ou capital do gótico, como também se lê em Veríssimo Serrão e no painel da auto-estrada, ou ainda capital da liberdade, no gosto duvidoso dos pórticos de Moita Flores). Rio Maior, capital do desporto. Almeirim, sopa da pedra (cá está uma das poucas que dispensa a designação de capital). Mação, capital do presunto. E “Fátima, altar do mundo”, a exceder-se a tudo. Enfim, todas estas designações, à parte o acidental exagero que possam transportar, são apenas representações simbólicas, marcas criadas a partir de especificidades locais ou regionais que, através de um simples slogan, pretendem diferenciar e promover estas localidades. Pois também Coruche se descobriu agora como capital mundial da cortiça. E, convenhamos, com inteira oportunidade o fez. Pela dimensão do montado de sobro existente no seu território. Pelas fábricas que tem a laborar no concelho e a produzirem cinco mil rolhas de cortiça por dia. E, sobretudo, pela FICOR, uma feira que começou atrevida e sob a reserva habitual dos críticos locais, mas que conseguiu, em apenas três anos, conquistar o estatuto de Feira Internacional da Cortiça. Uma proeza que nasceu da iniciativa corajosa da câmara municipal, em associação com os produtores, e que descortinou neste nicho de mercado da cortiça – em que Portugal é tão só o maior produtor mundial e, também, o maior exportador, como se pode ver pelos gráficos que publicamos nas páginas do Especial FICOR – uma oportunidade de afirmar o município fora de portas e, com inteira justiça, baptizar “Coruche, capital da cortiça”. A Vila do Sorraia vai receber durante a FICOR e pela segunda vez consecutiva, a bolsa da cortiça, o maior mercado desta matéria-prima que permite fixar os preços a nível mundial.

Como se vê, também o marketing, pela sua natureza invasiva, viajou paulatinamente para outras latitudes que não apenas o da promoção das marcas de produtos provenientes das fábricas. As cidades e vilas também se vêm assumindo como marcas, na busca de uma singularidade que as distinga entre as demais. Embora, diga-se de passagem que nem todas com o mesmo sucesso na promoção económica e cultural das suas especificidades territoriais. Dito de outro modo, a economia tornou-se cultura e o cultural penetrou o comércio. Tudo se pensa em termos de competição e de mercado, de maximização de resultados ao melhor custo, de eficácia e de benefícios. Pelo que as nossas cidades e vilas, como as marcas dos produtos que retemos na memória, são forçadas a construir a sua imagem e legitimidade num tempo e num espaço muito competitivo e frenético. Infelizmente, nem todas com o mesmo sucesso que Coruche já alcançou.

 

in O Ribatejo

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:05
link | comentar | favorito
Sábado, 29 de Maio de 2010

Coruche cria bolsa para facilitar relação entre industriais e produtores

 Industriais e produtores de cortiça têm a partir do dia 28 de Junho, em Coruche, um local onde podem negociar directamente, a Plataforma de Transacção de Cortiça, promovida pela Associação de Produtores Florestais de Coruche e Limítrofes.

A funcionar este fim-de-semana no pavilhão onde decorre a Feira Internacional da Cortiça (Ficor), a plataforma passa a realizar-se semanalmente, às quartas-feiras, no Observatório do Sobreiro e da Cortiça.

O presidente da câmara municipal de Coruche, Dionísio Mendes, que o objectivo desta bolsa é "procurar intervir no mercado", ou seja, "dar visibilidade ao que é a produção de cortiça numa altura em que se estão a fazer os negócios relativamente à tiragem da cortiça".

"Os produtores deixam tirar dos seus sobreiros uma amostra, a chamada cala, que é trabalhada e depois colocada num sítio público permitindo que os industriais se apercebam da cortiça que está para vender, que tipo qualidade têm e formem o preço", afirmou.

No pavilhão onde decorre a Ficor, estão expostas amostras de cortiça retiradas de meia centena de herdades da região.

A plataforma, que foi inaugurada sexta-feira de manhã pelo ministro da Agricultura, António Serrano, procura ajudar o formar o preço e a facilitar a relação entre o produtor e o industrial. "É um ovo de Colombo, mas ninguém a tinha ainda feito. Creio que é mesmo a primeira bolsa de cortiça a nível mundial", disse Dionísio Mendes.

A bolsa vai funcionar nas instalações do Observatório do Sobreiro e da Cortiça, um investimento da autarquia, com financiamentos comunitários, que visa tornar-se uma referência na investigação e no apoio à fileira da cortiça.

Sábado, a autarquia assina com a Filcork, Associação Inter-profissional da Cortiça, um protocolo de cedência de um espaço no observatório para a instalação da sede da associação. "É mais um reforço para a capitalidade de Coruche no mundo da cortiça e um orgulho", disse Dionísio Mendes.

 

in O Mirante

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 11:32
link | comentar | favorito

Ministro da Agricultura inaugurou Feira Internacional da Cortiça em Coruche

O ministro da Agricultura inaugurou esta sexta-feira, a Feira Internacional da Cortiça – Ficor, em Coruche, certame que se realiza pelo segundo ano consecutivo e que decorre até domingo.

Na companhia do presidente da Câmara de Coruche, António Serrano abriu a feira, montado no parque do Sorraia, à beira rio, e disse acreditar que Portugal tem capacidade para reforçar a liderança mundial de produção de cortiça e salientou a importância da fileira florestal para a economia do país.

“O sector representa 800 milhões de euros para as nossas exportações, emprega em Portugal cerca de 12 mil pessoas e representa cerca de três por cento para o Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Esta feira permite reunir todos os interessados do sector sobreiro e montado, que são uma riqueza e património para o país. Vamos tentar encontrar aqui pistas para encontrar os mecanismos de investigação nesta área em torno da preservação da espécie do montado, já que sabemos que há problemas fitossanitários nesta área e é preciso estar atento e não fazer perigar esta espécie para próximas gerações”, assinalou António Serrano. Destacou ainda a qualidade da FICOR e o apoio que o ministério concedeu à organização da Feira Internacional da Cortiça.

Para o presidente da edilidade coruchense a Ficor trás novidades na sua segunda edição, que espera que seja melhor que o evento de 2009. “Temos como novidade que a Filcork - Associação Interprofissional da Cortiça, estrutura vertical do sector da cortiça, terá desde esta data a sua sede e funcionamento no Observatório do Sobreiro e da Cortiça. Queremos que o entendimento com a Autoridade Florestal Nacional se materialize. Das duas candidaturas que temos ao Provere, já obtivemos as primeiras aprovações. Uma para aquisição do equipamento científico e laboratorial e para a biblioteca digital e centro de documentação do Observatório, e outro para a criação de Eco-Parque do Sobreiro na Herdade dos Concelhos”, revelou Dionísio Mendes.

Durante a inauguração foi ainda aberta a Bolsa da Cortiça, uma iniciativa promovida pela Associação de Produtores Florestais de Coruche, para funcionar como ponto negocial e ponto de encontro de produtores e industriais do sector, que funcionará todas as quartas-feiras, No Observatório do Sobreiro e da Cortiça.

Ministro da Agricultura e autarca de Coruche seguiram depois com uma extensa comitiva para visitar os expositores representados na tenda gigante montada no parque do Sorraia, junto à praça de touros. Dois “jograis” envergando vestes com componentes de cortiça receberam o governante com uma “Ode ao Sobreiro”.

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 11:10
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Maio de 2010

Feira Internacional da Cortiça em Coruche a partir de sexta-feira

Objectivo é promover o sector na maior região mundial produtora da cortiça

 

A segunda edição da Ficor – Feira Internacional da Cortiça vai decorrer entre sexta-feira e domingo, numa organização da Câmara Municipal de Coruche que tem já a certeza de que a candidatura apresentada pela autarquia ao Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (Provere), no valor de 500 mil euros, foi aprovada. O que vai permitir dotar o Observatório do Sobreiro e da Cortiça de equipamento científico e tecnológico e também material para o centro de documentação, biblioteca digital e salas de formação.

Inaugurado na primeira edição da Ficor, em 2009, o Observatório é umas das peças essenciais da Feira Internacional da Cortiça que aposta em divulgar e promover a biodiversidade e as vantagens sócio-económicas do montado do sobro. O projecto de funcionamento daquele equipamento é outras das novidades da feira a ser divulgada.

O certame realiza-se em dois locais distintos: numa tenda gigante montada no parque do Sorraia, zona ribeirinha de Coruche, junto à praça de toiros, e no Observatório, na Zona Industrial do Monte da Barca. Novidades são a apresentação do projecto Intercork, campanha internacional de promoção da cortiça, que já decorre com 20 milhões de euros de apoios governamentais, e também a criação de um eco-parque dedicado à cortiça na Herdade Municipal dos Concelhos.

Segundo o presidente da Câmara de Coruche, Dionísio Mendes (PS), será um espaço de valorização da floresta e do montado de sobro, com actividades pedagógicas e didácticas, para dar visibilidade à cortiça e ao sobreiro como ecossistemas integrados.

O presidente da Câmara de Coruche considera que a Ficor justifica plenamente a aposta da autarquia iniciada em 2009 e reconhece que os grandes beneficiários são os produtores e industriais. “Pretendemos ser feira vertical, que chegue a todos os sectores da fileira, mas o principal interesse é para os produtores e a venda da cortiça, numa região produtora e de indústria. É também a aposta nas áreas não tradicionais da cortiça, como na moda, em roupas, componentes automóveis, naves espaciais, mobiliário, sapatos, revestimentos, pavimentos, a par dos apreciadores de vinho darão mais importância à rolha”, defendeu Dionísio Mendes.

Presente na inauguração, António Gonçalves Ferreira, representante da Associação de Produtores Florestais de Coruche (APFC), salientou a boa colaboração existente entre aquela entidade e a autarquia e o trabalho profundo que a edilidade tem desempenhado.

 

Bolsa da Cortiça todas as quartas-feiras

A Ficor promove ainda o arranque da “Bolsa da Cortiça”, no Observatório do Sobreiro, mercado no qual produtores e compradores vão poder fazer negócios. Será, a partir do certame, todas as quartas-feiras. A feira será ainda marcada pela assinatura do protocolo entre a Retecork – Rede Europeia de Territórios Corticeiros e a Associação de Municípios Portugueses do Vinho, que tem como objectivo contribuir para que os restaurantes dos municípios aderentes a esta associação sirvam vinhos com rolhas de cortiça como vedantes.

 

Programa da Ficor

A feira é inaugurada às 10h00 de dia 28, sexta-feira, no parque do Sorraia, com a presença do ministro e do secretário de Estado da Agricultura. Nesse dia destaque para a realização de foto-parade pelas ruas da vila e para as provas de vinhos promovidas pela AMPV. À noite tem lugar o II Coruche Fashion Cork, com passagem de modelos que desfilam com artigos de cortiça, e o Espaço Cork by Night, a partir da meia-noite, na praça da água. Do programa científico, a ter lugar no Observatório, realiza-se o seminário “A relevância da estratégia de eficiência colectiva Provere – O Montado de Sobro e a Cortiça.

No sábado, dia 30, a AMPV e a Retecork – Rede Europeia de Territórios Corticeiros assinam um protocolo de promoção da rolha de cortiça nos vinhos. É apresentado o livro “Mulheres Corticeiras”, da italiana Stefania Mattarello, enquanto à noite há corrida de toiros na praça de Coruche e mais uma Cork by Night. No Observatório, a APFC promove um colóquio em torno da produção e do mercado com diversos oradores.

O último dia da Ficor fica marcado pela realização de diversas actividades de ar livre na Herdade dos Concelhos, que terá visitas guiadas ao montado. À tarde Câmara de Coruche e Fundação de Alter Real formalizam a assinatura do protocolo de Promoção e Valorização do Valor Genético do Cavalo do Sorraia.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 08:10
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

Feira Internacional da Cortiça de volta a Coruche

Objectivo é promover o sector na maior região mundial produtora da cortiça

 

Entre as novidades da Ficor, que se realiza de 28 a 30 de Maio, está a garantia do investimento em equipamento para o Observatório do Sobreiro e da Cortiça e o objectivo de criação de um eco-parque temático.

 

A Câmara de Coruche promove de 28 a 30 de Maio a segunda edição da Ficor – Feira Internacional da Cortiça com a certeza de que a candidatura apresentada pela autarquia ao Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (Provere), no valor de 500 mil euros, foi aprovada e vai permitir dotar o Observatório do Sobreiro e da Cortiça com equipamento científico e tecnológico e também material para o centro de documentação, biblioteca digital e salas de formação.

Inaugurado na primeira edição da Ficor, em 2009, o Observatório é umas das peças essenciais da Feira Internacional da Cortiça que aposta em divulgar e promover a biodiversidade e as vantagens sócio-económicas do montado do sobro. O projecto de funcionamento daquele equipamento é outras das novidades da feira a ser divulgada.

O certame foi apresentado sexta-feira, na Quinta Grande, e realiza-se em dois locais distintos: numa tenda gigante montada no parque do Sorraia, zona ribeirinha de Coruche, junto à praça de toiros, e no Observatório, na Zona Industrial do Monte da Barca.

Novidades na feira de 2010 são a apresentação do projecto Intercork, campanha internacional de promoção da cortiça, que já decorre com 20 milhões de euros de apoios governamentais, e também a criação de um eco-parque dedicado à cortiça na Herdade Municipal dos Concelhos. Segundo o presidente da edilidade, Dionísio Mendes (PS), será um espaço de valorização da floresta e do montado de sobro, com actividades pedagógicas e didácticas, para dar visibilidade à cortiça e ao sobreiro como ecossistemas integrados.

A Ficor promove ainda o arranque da “Bolsa da Cortiça”, no Observatório do Sobreiro, mercado no qual produtores e compradores vão poder fazer negócios. Será, a partir do certame, todas as quartas-feiras. A feira será ainda marcada pela assinatura do protocolo entre a Retecork – Rede Europeia de Territórios Corticeiros e a Associação de Municípios Portugueses do Vinho, que tem como objectivo contribuir para que os restaurantes dos municípios aderentes a esta associação sirvam vinhos com rolhas de cortiça como vedantes.

Com estes ingredientes o presidente da Câmara de Coruche considera que a Ficor justifica plenamente a aposta da autarquia iniciada em 2009 e reconhece que os grandes beneficiários são os produtores e industriais. “Pretendemos ser feira vertical, que chegue a todos os sectores da fileira, mas o principal interesse é para os produtores e a venda da cortiça, numa região produtora e de indústria. É também a aposta nas áreas não tradicionais da cortiça, como na moda, em roupas, componentes automóveis, naves espaciais, mobiliário, sapatos, revestimentos, pavimentos, a par dos apreciadores de vinho darão mais importância à rolha”, defendeu Dionísio Mendes.

Presente na inauguração, António Gonçalves Ferreira, representante da Associação de Produtores Florestais de Coruche (APFC), salientou a boa colaboração existente entre aquela entidade e a autarquia e o trabalho profundo que a edilidade tem desempenhado.

 

Programa da Ficor

 

A feira é inaugurada às 10h00 de dia 28, sexta-feira, no parque do Sorraia, com a presença do ministro e do secretário de Estado da Agricultura. Nesse dia destaque para a realização de foto-parade pelas ruas da vila e para as provas de vinhos promovidas pela AMPV. À noite tem lugar o II Coruche Fashion Cork, com passagem de modelos que desfilam com artigos de cortiça, e o Espaço Cork by Night, a partir da meia-noite, na praça da água. Do programa científico, a ter lugar no Observatório, realiza-se o seminário “A relevância da estratégia de eficiência colectiva Provere – O Montado de Sobro e a Cortiça.

No sábado, dia 30, a AMPV e a Retecork – Rede Europeia de Territórios Corticeiros assinam um protocolo de promoção da rolha de cortiça nos vinhos. É apresentado o livro “Mulheres Corticeiras”, da italiana Stefania Mattarello, enquanto à noite há corrida de toiros na praça de Coruche e mais uma Cork by Night. No Observatório, a APFC promove um colóquio em torno da produção e do mercado com diversos oradores.

O último dia da Ficor fica marcado pela realização de diversas actividades de ar livre na Herdade dos Concelhos, que terá visitas guiadas ao montado. À tarde Câmara de Coruche e Fundação de Alter Real formalizam a assinatura do protocolo de Promoção e Valorização do Valor Genético do Cavalo do Sorraia.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Maio de 2010

Cortiça: Coruche organiza segunda edição da Feira Internacional

Coruche, Santarém, 30 abr (Lusa) - A Câmara Municipal de Coruche vai organizar a segunda edição da Feira Internacional da Cortiça (FICOR), entre 28 e 30 de Maio.

 

Coruche, Santarém, 30 abr (Lusa) - A Câmara Municipal de Coruche vai organizar a segunda edição da Feira Internacional da Cortiça (FICOR), entre 28 e 30 de Maio.

Durante esta iniciativa será apresentado o projeto de funcionamento do Observatório do Sobreiro e da Cortiça, cujo financiamento foi aprovado no âmbito dos fundos comunitários da CCDR do Alentejo.

Na apresentação da FICOR, o presidente da Câmara, Dionísio Mendes, referiu que a autarquia viu aprovada uma candidatura coletiva ao Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (Provere) no valor de 500 mil euros.

 

LUSA

 

in Expresso

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

Comissão Executiva da Retecork reuniu-se em Silves

 

Foto
d.r.
Retecork em Silves

 A Comissão Executiva da Retecork – Rede Europeia de Territórios Corticeiros reuniu-se no passado dia 9 de Janeiro, entre as 14h00 e as 18h30, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Silves.

Nesta reunião, estiveram presentes todos os elementos que compõem o órgão directivo desta rede, presidido actualmente por Lluís Medir Huerta, do Município de Palafrugell (Catalunha/Espanha).

Esteve presente, ainda, o presidente da Assembleia-geral da Rede, Dionísio Simão Mendes, presidente da Câmara Municipal de Coruche.

Foram discutidos alguns dos assuntos mais prementes relacionados com o sector corticeiro, nomeadamente a abertura dos períodos de candidatura a projectos financiados, como o Interreg Sudoe, a Red Rural Nacional e o Projecto Redecor, tendo sido apresentado o relatório das actividades desenvolvidas pela organização durante o passado semestre e discutidas algumas ideias a implementar no futuro, nomeadamente algumas acções de divulgação/promoção de boas práticas, relacionadas com a recolha e reciclagem de rolhas de cortiça.

Foi, ainda, debatida a organização de um encontro de museus e centros de interpretação relacionados com o sector corticeiro. Nesse contexto, os participantes visitaram o Museu da Cortiça, situado na Fábrica do Inglês, em Silves, tendo manifestado unanimemente o desejo de que se possa encontrar uma solução para que este espaço museológico se mantenha aberto e em funcionamento e tendo ficado expressa em acta essa posição.

Isabel Soares, presidente da Câmara de Silves, aproveitou a ocasião para lançar uma proposta a todos os membros da Retecork, para que se possa realizar, nesta cidade, um festival de gastronomia, que associe as tradições das regiões produtoras de cortiça e o vinho, promovendo as actividades tradicionais e dando a conhecer a identidade de cada um dos participantes.

A cortiça, no concelho de Silves, tem uma importância histórica determinante, já que foi a indústria mais dinâmica neste Município, no início do século XX, tendo sido este concelho o maior produtor de rolhas de cortiça do mundo.

Actualmente, essa importância ainda é significativa, existindo uma Unidade Industrial da Corticeira Amorim a laborar na freguesia de Silves, núcleo esse que produz essencialmente materiais para isolamentos.

A proposta de realização da reunião da Comissão Executiva da Retecork em Silves foi apresentada por Isabel Soares, na anterior reunião deste órgão, que teve lugar em Coruche, por ocasião da Feira Internacional de Cortiça (FICOR) e foi aceite pelo colégio de membros, estando prevista que a próxima reunião terá lugar em Espanha e a próxima Assembleia geral ocorra em Itália.

 

in Barlavento

publicado por portuga-coruche às 10:54
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. V Edição da FICOR

. FICOR - Feira Internacion...

. O que distingue Coruche c...

. Coruche cria bolsa para f...

. Ministro da Agricultura i...

. Feira Internacional da Co...

. Feira Internacional da Co...

. Cortiça: Coruche organiza...

. Comissão Executiva da Ret...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds