Sábado, 10 de Novembro de 2012

O QUE PAGAMOS NA FACTURA DA ELECTRICIDADE

 

 

 - 7% de Taxa para a RDP e RTP (para que Malatos, Jorge Gabrieis, Catarinas Furtados e outras que tais possam receber 17.000 e mais €/mês);

- 3% são a harmonização tarifaria para os Açores e Madeira, ou seja, é um esforço que o país (TODOS NÓS) fazemos pela insularidade, dos madeirenses e açorianos, para que estes tenham electricidade mais barata. Isto é, NÓS já pagamos durante 2011, 75 M€ para os ilhéus terem a electricidade mais barata !!!

- 10% para rendas aos Municípios e Autarquias. Mas que m... vem a ser esta renda? Eu explico: a EDP (TODOS NÓS) pagamos aos Municípios e Autarquias uma renda sobre os terrenos, por onde passam os cabos de alta tensão. Isto é, TODOS NÓS, já pagamos durante 2011, 250 M€ aos Municípios e Autarquias por aquela renda.

- 30% para compensação aos operadores. Ou seja, TODOS NÓS, já pagamos em 2011, 750 M€ para a EDP, Tejo Energia e Turbo Gás.

- 50% para o investimento nas energias renováveis. O Kw é pago aos operadores eólicos aos triplo do preço, como incentivo ao investimento neste sector, resumindo, pagamos mais 1.250 M€.

- 7% de outros custos incluídos na tarifa, ou sejam 175 M€. Que custos são estes? São Custos de funcionamento da Autoridade da Concorrência, custos de funcionamento da ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Eléctricos), planos de promoção do Desempenho Ambiental da responsabilidade da ESE e planos de promoção e eficiência no consumo, também da responsabilidade da ERSE.

Estão esclarecidos? Isto é uma vergonha. NÓS TODOS pagamos tudo !

Pagamos para os açorianos e madeirenses terem electricidade mais barata, pagamos aos Municípios e Autarquias, para além de IMI's, IRS's, IVA's em tudo que compramos e outras taxas... somos sugados, chupados, dissecados...


publicado por portuga-coruche às 10:11
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011

Pagar a água fora do prazo custa o dobro

Consumidores penalizados

 

Os consumidores de todo o País que se atrasarem no pagamento da factura da água, até agora sujeitos apenas ao pagamento de juros de 1% ao mês, vão passar a incorrer imediatamente em processo de execução fiscal. 

 

O que significa que vão pagar cerca do dobro do valor inscrito na factura. A medida chega em época de crise, em que muitos portugueses se atrasam no pagamento da água, e é imposta com a entrada em vigor da lei do Orçamento do Estado (OE) para este ano.

A Câmara de Lagos, no Algarve, fez um estudo sobre os aumentos segundo o qual uma factura de 7,57 euros (valor correspondente a um consumo de 5 m3 de água naquele município) passa a custar 18,42 euros se for paga fora do prazo, enquanto uma de 19,65 euros (15 m3 de água) sobe para 35,74 euros. Com a entrada em vigor da lei do OE para 2011, "deixa de haver um período de cobrança voluntária na tesouraria municipal apenas com acréscimo de juros, passando o pagamento, após o prazo, a efectuar-se somente em processo de execução fiscal, o que implica o pagamento adicional de encargos legais [custas processuais]", adianta o alerta da Câmara de Lagos.

 

in Correio da Manhã

 

Necessitamos da água para viver e realizar a nossa higiene

O "Estado" e a "Lei", duas figuras simbólicas que se supõem de bem. Representam-nos como cidadãos e zelam pelo bem do país. Se o estado não possui meios eficazes de cobrança acaba por não obter as receitas necessárias. Isso pode ser verdade mas torna esse objectivo a função central do funcionamento do "Estado" e da "Lei", enquanto deveria ser o "Cidadão" a figura central da existência e funcionamento do "Estado" e da "Lei".

Se o "Estado" e a "Lei" não nos protegem e tratam-nos sempre "à má fila", especialmente quando mais necessitamos de apoio e nada temos para dar, quando antes de eleitos nos prometem zelar por nós, só nos esclarecem, estamos a crescer amigos! Tudo isto só serve para nos acordar.....

A água é um recurso de todos nós. Não é um negócio mas um bem comum essencial, um direito dos Portugueses.

A água é necessária para nos hidratarmos e muito mais vital que a comida. Necessitamos de água para a nossa higiene intima e alimentar, sendo actualmente um dos elementos mais vitais para que qualquer família consiga viver.

Estes gestores públicos decidiram retirar dividendos de tudo isto e acabam por tornar a água em mais um serviço como a TVCabo ou o gás que vem de outros países.

Sabemos que gerir este recurso tem os seus custos, em infra-estruturas da rede e no próprio tratamento da água. Mas este recurso não pode ser gerido como se fosse pertença de uma empresa fornecedora porque aí o recurso começa a ser caro para dar lucro e ainda para mais porque é monopolizado, ou seja não podemos optar por um fornecedor mais barato por não existir concorrência.

Neste momento, porque a água é vital e não podemos viver sem ela, estamos entre a "espada" e a "parede". É um recurso caro mas que necessitamos e não podemos prescindir, conformados aceitamos os valores que nos exigem.

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 8 de Dezembro de 2010

Ladrões!

Energia: Governo manda cobrar outros serviços

Metade da factura não é energia

O presidente da EDP, António Mexia, explicou ontem que a empresa é "agente cobrador" de outras entidades, ficando com apenas 48 euros por cada 100 que cobra ao cliente. Com efeito, na factura da EDP é cobrado o consumo energético propriamente dito mas também vários custos associados ao uso da rede e outros denominados de "interesse geral", que se destinam a subsidiar as energias renováveis, por exemplo.

  

Por:Raquel Oliveira

 

 

 

EDP explica que factura inclui muitos custos que se prendem com as políticas governamentais

Este esclarecimento da EDP surge na sequência da petição lançada pela Deco que defende o corte de custos na factura de electricidade. Recorde-se que a Entidade Reguladoras dos Serviços Energéticos (ERSE) propõe em aumento de tarifa de 3,8% para o próximo ano.

Nesse sentido, a EDP quer deixar claro que há um conjunto de custos que cobra na factura que se prendem com a política energética definida pelo Governo e não com a vontade da empresa. Por outro lado, se esses custos não aparecem discriminados na factura também não é por decisão da empresa, já que é a ERSE que define o que deve constar daquele documento.

António Mexia fez ainda questão de sublinhar que a EDP já ganha mais dinheiro fora de Portugal do que no País, nomeadamente devido aos investimentos em Espanha e nos Estados Unidos.

 

AJUSTAMENTOS NAS EMPRESAS

Carlos Zorrinho, secretário de Estado da Energia, afirmou ontem ao ‘Jornal de Negócios’ desconhecer a proposta da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) que prevê aumentos de electricidade de dez por cento para as grandes empresas (alta tensão) e de quatro por cento para as pequenas e médias (média e baixa tensão). Mas manifestou-se disponível para ajustamentos, apesar de nada ter que ver com a definição dos aumentos, garantindo ser uma tarefa do regulador. Com efeito, o preço da tarifa da electricidade é fixado anualmente pela ERSE, depois de ouvidos os vários agentes que operam no sector. Os grandes consumidores, e até alguns clientes domésticos, podem comprar energia a outros produtores (sem ser a EDP) no chamado mercado liberalizado, nomeadamente aos espanhóis.

 

in Correio da Manhã

 

publicado por portuga-coruche às 10:00
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O QUE PAGAMOS NA FACTURA ...

. Pagar a água fora do praz...

. Ladrões!

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds