Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

Recolha de roupa usada

 

Muita da roupa que chega à instituição não está em condições de ser entregue


Misericórdia de Santarém e Cruz Vermelha recusam receber roupa usada

 

 

 


fotoO excesso de roupa doada, muitas vezes em más condições, e alguns problemas de acondicionamento levaram as instituições escalabitanas a suspender a recolha. Noutros concelhos ribatejanos, as câmaras promovem campanhas para enviar roupa para África.

 

Numa época em que é habitual ver crescer os donativos para aqueles que mais precisam a delegação de Santarém da Cruz Vermelha Portuguesa e a Santa Casa da Misericórdia de Santarém decidiram fazer uma maior selectividade na recolha de roupa usada nas suas instalações para os mais carenciados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Os casos têm motivações diferentes e ocorrem há vários meses. Na Misericórdia de Santarém as pessoas têm sido avisadas de que existe um excedente de roupa pessoal. “O que temos feito ver é que a roupa que nos é doada deve ter o mínimo de condições para ser entregue a quem precisa, o que muitas vezes não acontece. Não devemos dar aos outros o que achamos que não serve para nós”, constata Maria José Casaca, directora da Misericórdia.

A instituição tem mais necessidade de roupa de cama e de atoalhados para entregar a quem vive em condições precárias. De resto, continua a ser hábito ver todas as quintas-feiras não menos de uma vintena de pessoas recolherem roupas para si e para familiares. “Curiosamente não é nesta época de Natal que surgem mais donativos, mas sim nas mudanças de estação quando as pessoas verificam que roupa já não lhes faz falta”, acrescenta Maria José Casaca.

Na Cruz Vermelha a decisão tem a ver com os problemas que vinham acontecendo junto à sua sede, na avenida António Maria Baptista (junto ao antigo presídio militar). Segundo o presidente da delegação, José Júlio Eloy, eram deixadas roupas em sacos quando a sede estava fechada ou durante o fim-de-semana. “Os interessados levavam o que lhes interessava e deixavam o resto espalhado no chão, o que dava um péssimo aspecto. Também tivemos alguns problemas com pessoas que brigavam pelas roupas”, refere José Júlio Eloy, ressalvando que alguma roupa que se entregue em bom estado não será recusada.

Por outro lado, a Cruz Vermelha entregou também duas camionetas de roupa à Misericórdia de Santarém, devido à falta de condições de acondicionamento no seu espaço.

Roupa usada que é encaminhada para África

Na região, as câmaras municipais de Almeirim e de Coruche (além de Azambuja, Salvaterra de Magos e Vila Franca de Xira) foram duas das que se associaram ao projecto Humana People to People (ver caixa) para recolha de roupas e calçado. Foram montados depósitos em vários pontos dos dois municípios.

No caso de Almeirim foram instalados 18 contentores nas quatro freguesias do concelho. Dezasseis dos 18 contentores pertencem à Humana People to People, enquanto outros dois são da Caritas e da Fraterna Ajuda Cristã (FAC). De Junho a Setembro o projecto recolheu 33.751 quilos. A roupa que não se encontra em condições vai para reciclagem.

“São números que nós nunca pensámos quando iniciámos esta campanha. A iniciativa excedeu as expectativas E nestes números não entram os dados da FAC e Caritas, uma vez que eles não os contabilizam por quilos”, salienta o vereador da Câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro.

Em Coruche a situação é idêntica. A recolha de roupa da Humana Portugal faz-se em quatro depósitos na vila de Coruche, outros tantos no Couço, e com mais um depósito por cada uma das seis restantes freguesias do concelho. “O projecto está no terreno há cerca de dois meses e estamos a pensar em alargar o número de depósitos. Nas primeiras semanas os depósitos ficaram cheios. Agora tem-se feito uma recolha por parte da associação de 15 em 15 dias. Este projecto tem ainda o mérito de evitar que roupas degradadas sejam depositadas em lixeiras ou contentores de lixo”, explica o vereador da Câmara de Coruche, Francisco Oliveira.

 

Associação de apoio a países de língua oficial portuguesa

A Humana Portugal foi criada há 10 anos e está ligada à Humana People to People, associação que envolve a Guiné-Bissau, Moçambique e Angola. A Humana Portugal apoia o desenvolvimento desses países de língua oficial portuguesa através da doação de roupa em segunda mão. A associação pertence à Federação das Associações ligadas ao Movimento Internacional da Humana People to People. Uma organização internacional presentemente representada por 26 associações nacionais, distribuídas por quatro continentes.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 10:13
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Recolha de roupa usada

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds