Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012

Pais estranham refeições mais baratas nas escolas

 
A Confederação de Associação de Pais estranha que os preços das refeições das escolas sejam cada vez mais baixos e pede aos pais para que estejam atentos ao que é colocado nos pratos dos filhos.

«Nós hoje temos preços de refeição mais baratos do que existiam há quatro anos», revela à Lusa o presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), Albino Almeida, contrabalançando esta realidade com o aumento do custo de vida.

Para Albino Almeida, a descida de preços está relacionada com o desejo das empresas em conseguir ganhar os concursos. «Só isso é motivo suficiente para estarmos atentos à qualidade e à qualidade dos alimentos», defende.

À Confap chegam várias vezes histórias de escolas onde a comida não agrada aos pais por ser de má qualidade ou parecer «manifestamente insuficiente».

Sem identificar os estabelecimentos de ensino, Albino Almeida exemplificou com um caso em que foi servida uma sopa aos alunos «sem qualidade» e outro em que «as doses da carne eram manifestamente insuficientes». O responsável diz que ainda hoje guarda as fotografias tiradas às refeições colocadas nos pratos dos alunos.

Contactado pela agência Lusa, o vice-presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, António José Ganhão, garante que a qualidade das refeições tem vindo a melhorar nos últimos anos e que as denúncias das associações de pais se referem a casos pontuais, que as escolas tentam resolver no momento.

O presidente da Associação Nacional de Directores de Agrupamentos e Escolas Públicas, Adalmiro Fonseca, acredita que a descida de preços é conseguida com cortes no pessoal contratado, mas «nunca com cortes na comida».

Apesar de minimizar as críticas das associações de pais, Adalmiro Fonseca alerta para o facto de um número inferior de empregados na cantina poder corresponder a refeições menos saborosas: «Já me queixei disso na minha escola. Cortaram nos funcionários e o serviço obviamente ficou pior, porque a comida não era servida com a rapidez necessária e esfriava».

Já Manuel Esperança, do Conselho das Escolas, defende que a qualidade das refeições «depende» das empresas fornecedoras e que a garantia da qualidade é uma responsabilidade das direcções regionais e das escolas.

«Se uma escola vir que a comida que está a ser dada aos miúdos não tem qualidade ou que a quantidade não cumpre as normas do caderno de encargos é obrigada a denunciar a situação à direcção regional», lembra Manuel Esperança.

A Lusa questionou o Ministério da Educação e Ciência (MEC) sobre o número de queixas que anualmente chegam às direcções regionais de educação, mas a tutela optou por explicar os procedimentos seguidos: «Todas as queixas que chegam às Direcções Regionais, independente do motivo (qualidade, quantidade, diversidade, higiene, número de trabalhadores adstritos ao serviço) são tratadas com as empresas fornecedoras através de contactos directos, designadamente reuniões».

O MEC garantiu que «as Direcções Regionais de Educação mantêm um contacto permanente com os Agrupamentos/Escolas, intervindo junto das empresas fornecedoras sempre que lhe são relatados problemas de qualquer índole, de forma a ultrapassar as eventuais deficiências detectadas».

Albino Almeida reconhece que, sempre que foram feitas queixas, «a qualidade da comida melhorou substancialmente».

Para a Confap, a forma de contornar eventuais problemas era permitir às associações de pais «total acesso» às cantinas e aos contratos de concessão celebrados com as empresas.

«A vigilância tem um objectivo, que é garantir a qualidade e a quantidade. Os pais têm o direito de conferir que aquilo que o Estado está a pagar é aquilo que chega aos pratos dos nossos filhos», defendeu Albino Almeida.

Lusa/SOL

 

 

in SOL

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 5 de Setembro de 2011

Ken Robinson: Escolas matam a criatividade?

 
 Ken Robinson afirma que as escolas matam a criatividade
 
 
 
"Versão Youtube"
 
 
 

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 13:15
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Abril de 2011

A ROSA ACABOU COM AS ALDEIAS DE PORTUGAL

Uma espécie de lista clandestina de escolas a fechar em 2011

Abrantes
Escola Básica do 1.º Ciclo de fontes
Escola Básica do 1.º Ciclo de Souto
Escola Básica de Brunheirinho,Bemposta,Abrantes
Escola Básica de Vale das Mós, Vale das Mós, Abrantes
Escola Básica de Amoreira, Rio de Moinhos, Abrantes
Escola Básica de Martinchel, Martinchel, Abrantes
Escola Básica da Concavada, Concavada, Abrantes

Águeda
Escola Básica de Castanheira do Vouga, Águeda
EB Lomba, Águeda

Aguiar da Beira
Escola Básica de Cortiçada, Aguiar da Beira

Alandroal
Escola Básica de Montejuntos,Alandroal
Escola Básica de Venda,Alandroal
Escola Básica de Terena,Alandroal

Albergaria-a-Velha
Escola Básica de Igreja, Albergaria-a-Velha
Escola Básica de Paus, Albergaria-a-Velha

Alcácer do Sal
Escola Básica de Casebres,Alcácer do Sal
Escola Básica de Palma,Alcácer do Sal

Alcanena
Escola Básica de Gouxaria, Alcanena, Alcanena
Escola Básica da Louriceira, Louriceira, Alcanena
Escola Básica de Monsanto, Monsanto, Alcanena
Escola Básica do 1.º Ciclo de Espinheiro
Escola Básica de Malhou, Malhou, Alcanena
Escola Básica de Bugalhos, Bugalhos, Alcanena
Escola Básica do 1.º Ciclo de Filhós

Alcobaça
Escola Básica Casal do Abegão, Évora de Alcobaça, Alcobaça
Escola Básica Mélvoa, Pataias, Alcobaça
Escola Básica Silval, Turquel, Alcobaça
Escola Básica de Frei Domingos, Benedita, Alcobaça
Escola Básica de Acipreste, Évora de Alcobaça, Alcobaça
Escola Básica de Valado de Santa Quitéria, Alfeizerão, Alcobaça
Escola Básica do Casal Velho, Alfeizerão, Alcobaça

Alenquer
Escola Básica Passinha, Alenquer (Santo Estêvão), Alenquer
Escola Básica do Bairro, Abrigada, Alenquer
Escola Básica de Azedia, Pereiro de Palhacana, Alenquer
Escola Básica de Lapaduços, Vila Verde dos Francos, Alenquer
Escola Básica de Pereiro de Palhacana, Pereiro de Palhacana, Alenquer
Escola Básica de Paúla, Cabanas de Torres, Alenquer
Escola Básica da Torre, Carregado, Alenquer
Escola Básica de Camarnal, Alenquer (Triana), Alenquer
Escola Básica de Vila Verde dos Francos, Vila Verde dos Francos, Alenquer

Alijó
Escola Básica de São Mamede de Ribatua, Alijó
Escola Básica de Castedo, Alijó

Aljustrel
Escola Básica de Jungeiros, Aljustrel Almada
Escola Básica de Costas do Cão, Trafaria, Almada

Almeida
Escola Básica de Miuzela, Almeida

Almeirim
Escola Básica da Raposa, Raposa, Almeirim

Almodôvar
Escola Básica de Semblana, Almodôvar
Escola Básica de Telhada, Almodôvar
Escola Básica de Aldeia dos Fernandes, Almodôvar
Escola Básica de Rosário, Almodôvar
Escola Básica de Stª Clara-a-Nova, Almodôvar


Alpiarça
Escola Básica do Casalinho, Alpiarça, Alpiarça
Escola Básica do 1.º Ciclo de Almoster
Escola Básica do 1.º Ciclo de Venda dos Olivais

Alvaiázere
Escola Básica de Pelmá, Alvaiázere

Amarante
Escola Básica de Moure, Amarante
Escola Básica de Senhora do Campo, Amarante

Amares
Escola Básica de Bouro (Santa Marta), Igreja, Amares

Anadia
Escola Básica de Ferreiros, Anadia
Escola Básica de Pedralva, Anadia
Escola Básica de Chãozinho, Anadia
Escola Básica de Ancas, Anadia

Ansião
Escola Básica de Torre de Vale de Todos, Ansião

Arcos de Valdevez
Escola Básica de Arcos de Valdevez, Arcos de Valdevez
Escola Básica de Eira do Penedo, Arcos de Valdevez

Arganil
Escola Básica de Pomares, Arganil
Escola Básica de Folques, Arganil
Escola Básica de Secarias, Arganil

Armamar
Escola Básica de Folgosa, Armamar
Escola Básica de Travanca, Armamar
Escola Básica de Vila Seca, Armamar
Escola Básica de Lumiares, Armamar


Arouca
Escola Básica de Parameira, Arouca
Escola Básica de Agras, Mansores, Arouca
Escola Básica de Belece, Arouca
Escola Básica de Várzea, Socorrais, Arouca

Arraiolos
Escola Básica de Ilhas,Arraiolos
Escola Básica de S.Pedro da Gafalhoeira,Arraiolos
Escola Básica de Sabugueiro,Arraiolos
Escola Básica de Igrejinha,Arraiolos

Arronches
Escola Básica de Barulho, Arronches

Arruda dos Vinhos
Escola Básica de Adoseiros, Santiago dos Velhos, Arruda dos Vinhos,

Aveiro
Escola Básica António Lopes dos Santos, Bonsucesso, Aveiro

Avis
Escola Básica de Figueira e Barros, Avis
Escola Básica de Alcôrrego, Avis
Escola Básica de Ervedal, Avis

Azambuja
Escola Básica de Aveiras de Baixo, Aveiras de Baixo, Azambuja
Escola Básica de Britos nº. 1, Azambuja, Azambuja
Escola Básica de Britos nº. 2, Azambuja, Azambuja Baião
Escola Básica de Cimo de Vila, Baião
Escola Básica de Senhora, São Tomé de Covelas, Baião
Escola Básica de Pedregal, Baião
Escola Básica de Igreja, Viariz, Baião
Escola Básica de Portomanso, Baião

Batalha
Escola Básica do 1.º Ciclo de Alcanadas
Escola Básica do 1.º Ciclo de Torre
Escola Básica do 1.º Ciclo de Casal Vieira

Beja
Escola Básica de Stª Clara do Louredo, Beja

Belmonte
Escola Básica do 1.º Ciclo de Maçainhas
EB Carvalhal Formoso, Belmonte
EB Colmeal da Torre, Belmonte
Escola Básica de fonte do Ruivo, Belmonte

Benavente
Escola Básica de Foros de Almada, Santo Estêvão, Benavente

Bombarral
Escola Básica do Barrocalvo, Carvalhal, Bombarral
Escola Básica de São Mamede, Roliça, Bombarral

Borba
Escola Básica de Orada,Borba
Escola Básica de Nora,Borba

Bragança
Escola Básica de Samil, Bragança
Escola Básica de Espinhosela, Bragança
Escola Básica de Salsas, Bragança
Escola Básica de Quintanilha, Bragança
Escola Básica de Rebordãos, Bragança
Escola Básica de Parada, Bragança

Cadaval
Escola Básica de Pêro Moniz, Pêro Moniz, Cadaval
Escola Básica de Cercal, Cercal, Cadaval

Caldas da Rainha
Escola Básica Cabreiros, Salir de Matos, Caldas da Rainha
Escola Básica Guisado, Salir de Matos, Caldas da Rainha
Escola Básica Trabalhias, Salir de Matos, Caldas da Rainha
Escola Básica da Lagoa Parceira, Caldas da Rainha (Nossa Senhora do Pópulo), Caldas da Rainha
Escola Básica de Santa Susana, A dos Francos, Caldas da Rainha
Escola Básica de Carreiros, A dos Francos, Caldas da Rainha
Escola Básica do Casal da Marinha, Santa Catarina, Caldas da Rainha
Escola Básica de Peso, Santa Catarina, Caldas da Rainha

Campo Maior
Escola Básica de Degolados, Campo Maior

Cantanhede
Escola Básica do 1.º Ciclo de Fervença
Escola Básica do 1.º Ciclo de Aljuriça
Escola Básica de Taboeira, Cantanhede
Escola Básica de Lemede, Cantanhede
Escola Básica de Gândara, Cantanhede
Escola Básica de Camarneira, Cantanhede
Escola Básica de Varziela, Cantanhede
Escola Básica de Casal de Cadima, Cantanhede

Carregal do Sal
Escola Básica do 1.º Ciclo de Pardieiros
Escola Básica do 1.º Ciclo de Póvoa de Stº Amaro
Escola Básica do 1.º Ciclo de Sobral de Papízios
Escola Básica do 1.º Ciclo de Vila Meã
Escola Básica do 1.º Ciclo de Travanca de S. Tomé
Escola Básica de Beijós, Carregal do Sal
Escola Básica de Casal Mendo, Carregal do Sal

Cartaxo
Escola Básica Casais da Amendoeira (EB1)

Castanheira de Pêra
Escola Básica de Bolo, Castanheira de Pêra

Castelo Branco
Escola Básica do 1.º Ciclo de Tinalhas
Escola Básica do 1.º Ciclo de Retaxo
Escola Básica do 1.º Ciclo de Cebolais de Cima
Escola Básica de Póvoa de Rio de Moinhos, Castelo Branco
Escola Básica de Malpica do Tejo, Castelo Branco
EB Freixial do Campo, Castelo Branco
EB Salgueiro do Campo, Castelo Branco
Escola Básica de Sarzedas, Castelo Branco

Castelo de Paiva
Escola Básica de Oliveira de Reguengo, Sardoura, Castelo de Paiva
Escola Básica de Nojões, Real, Castelo de Paiva
Escola Básica de Vila Verde, Castelo de Paiva

Castelo de Vide
Escola Básica de Póvoa e Meadas, Castelo de Vide

Castro Daire
Escola Básica do 1.º Ciclo de Póvoa do Veado
Escola Básica do 1.º Ciclo de Reriz
Escola Básica do 1.º Ciclo de Mamouros
Escola Básica do 1.º Ciclo de Cetos
Escola Básica do 1.º Ciclo de Mosteiro de Cabril
Escola Básica de Picão, Castro Daire
Escola Básica de Carvalhas, Castro Daire

Castro Marim
Escola Básica de Odeleite - Castro Marim
Castro Verde
Escola Básica de São Marcos da Ataboeira, Castro Verde
Escola Básica de Entradas, Castro Verde

Celorico da Beira
Escola Básica do 1.º Ciclo de Casas de Soeiro
Escola Básica do 1.º Ciclo de Cortiçô da Serra
Escola Básica do 1.º Ciclo de Estação
Escola Básica do 1.º Ciclo de Forno Telheiro
Escola Básica do 1.º Ciclo de Mesquitela
Escola Básica do 1.º Ciclo de Ratoeira
Escola Básica do 1.º Ciclo de Açores
Escola Básica do 1.º Ciclo de Baraçal
Escola Básica do 1.º Ciclo de Aldeia Rica
Escola Básica de Vale de Azares, Celorico da Beira

Chamusca
Escola Básica de Semideiro, Ulme, Chamusca
Escola Básica do Chouto, Chouto, Chamusca
Escola Básica de Ulme, Ulme, Chamusca

Chaves
Escola Básica de Vale de Anta nº 1, Chaves
Escola Básica de Loivos, Chaves
Escola Básica de Soutelo, Chaves
Escola Básica de Rebordondo, Chaves
Escola Básica de Mairos, Chaves
Escola Básica de Santo Estevão, Chaves
Escola Básica de Cimo de Vila, Chaves

Cinfães
Escola Básica de Meridãos nº 1, Cinfães
Escola Básica de Desamparados, Cinfães
Escola Básica de Bustelo, Cinfães
Escola Básica de Gralheira, Cinfães
Escola Básica de Boassas, Cinfães
Escola Básica de Ferreiros, Cinfães
Escola Básica de Meridãos nº 2, Fermentãos, Cinfães
Escola Básica de Valinhas de Baixo, Cinfães
Escola Básica de Covelas, Cinfães

Coimbra
Escola Básica de Rocha Nova, Coimbra
Escola Básica de Paço, Coimbra
Escola Básica de Vil de Matos, Coimbra
Escola Básica de Botão, Coimbra
Escola Básica de Vila Verde, Coimbra
Escola Básica de Ardazubre, Coimbra
Escola Básica de Castelo Viegas, Coimbra
Escola Básica do 1.º Ciclo de Casal do Lobo
Escola Básica de Cidreira, Coimbra

Constância
Escola Básica de Aldeia, Santa Margarida da Coutada, Constância

Coruche
Escola Básica de Azerveira, São José da Lamarosa, Coruche
Escola Básica de Erra, Erra, Coruche
Escola básica do 1.º ciclo de Fazendas de Pelados

Covilhã
Escola Básica do 1.º Ciclo de Vales do Rio
EB Coutada, Covilhã
EB S. Jorge da Beira, Covilhã
EB Barco, Covilhã
EB Casegas, Covilhã
EB Ourondo, Covilhã
Escola Básica de Erada, Covilhã

Crato
Escola Básica de Gáfete, Crato

Cuba
Escola Básica de Faro do Alentejo, Cuba
Escola Básica de Vila Alva, Cuba
Escola Básica de Vila Ruiva, Cuba

Elvas
Escola Básica de Barbacena, Elvas
Escola Básica de Vila Fernando, Elvas

Estremoz
Escola Básica de Stª Vitória do Ameixial,Estremoz
Escola Básica de S. Domingos de Ana Loura,Estremoz
Escola Básica de São Bento do Cortiço,Estremoz
Escola Básica de S. Lourenço,Estremoz
Escola Básica de Évora Monte,Estremoz

Évora
Escola Básica de Vendinha,Évora
Escola Básica de Boa -Fé,Évora
Escola Básica de Torre dos Coelheiros,Évora
Escola Básica de S. Miguel de Machede,Évora

Ferreira do Alentejo
Escola Básica de Odivelas, Ferreira do Alentejo
Escola Básica de Canhestros, Ferreira do Alentejo
Escola Básica de Peroguarda, Ferreira do Alentejo
Escola Básica de Stª Margarida do Sado, Ferreira do Alentejo
|
Ferreira do Zêzere
Escola Básica Igreja Nova, Igreja Nova do Sobral, Ferreira do Zêzere
Escola Básica do Beco, Beco, Ferreira do Zêzere
Escola Básica de Carril, Dornes, Ferreira do Zêzere
Escola Básica da Cruz dos Canastreiros, Beco, Ferreira do Zêzere

Figueira da Foz
Escola Básica do 1.º Ciclo de Matos
Escola Básica do 1.º Ciclo de Matas
Escola Básica de Netos, Figueira da Foz
Escola Básica de Calvete, Figueira da Foz
Escola Básica de Caceira, Figueira da Foz
Escola Básica de Lares, Figueira da Foz
Escola Básica do 1.º Ciclo de Serra da Boa Viagem
Escola Básica de Santo Amaro da Boiça, Figueira da Foz

Figueira de Castelo Rodrigo
Escola Básica do 1.º Ciclo de Reigada
Escola Básica do 1.º Ciclo de Vermiosa

Figueiró dos Vinhos
Escola Básica do 1.º Ciclo de Aguda

Fornos de Algodres
Escola Básica do 1.º Ciclo de Algodres

Fundão
Escola Básica de Aldeia Nova do Cabo, Fundão
Escola Básica de Orca, Fundão
Escola Básica de Alcongosta, Fundão
Escola Básica de Souto da Casa, Fundão
Escola Básica de Janeiro de Cima, Fundão
Escola Básica de Salgueiro, Fundão

Gavião
Escola Básica da Comenda, Gavião
Escola Básica de Vale de Gaviões, Gavião

Góis
Escola Básica do 1.º Ciclo de Ponte de Sotão
Escola Básica de Alvares, Góis
Escola Básica de Bordeiro, Góis
EB Ponte de Sotão, Góis

Gouveia
Escola Básica do 1.º Ciclo de Lagarinhos
Escola Básica do 1.º Ciclo de Arcozelo da Serra
Escola Básica do 1.º Ciclo de Folgosinho
Escola Básica de Vinhó, Gouveia

Grândola
Escola Básica de Cadoços,Grândola
Escola Básica de Lousal, Grândola
Escola Básica de Água Derramada,Grândola
Escola Básica de Aldeia Nova de São Lourenço,Grândola
Escola Básica de Aldeia do Futuro,Grândola

Guarda
Escola Básica do 1.º Ciclo de Vale de Estrela
Escola Básica do 1.º Ciclo de Carvalheira
Escola Básica do 1.º Ciclo de Cubo
Escola Básica do 1.º Ciclo de Castanheira
Escola Básica do 1.º Ciclo de Arrifana
Escola Básica do 1.º Ciclo de Rapoula
Escola Básica de Vila Fernando, Guarda
Escola Básica de Rochoso, Guarda
Escola Básica de Videmonte, Guarda
Escola Básica de Maçainhas, Guarda
Escola Básica de Pêra do Moço, Guarda
Escola Básica Casa de Trabalho Jesus Maria José, Rochoso, Guarda

Guimarães
Escola Básica de Souto (São Salvador), Guimarães

Idanha-a-Nova
Escola Básica de Penha Garcia, Idanha-a-Nova
Escola Básica de Relva, Idanha-a-Nova

Lagos
Escola Básica de Almádena - Lagos

Lamego
Escola Básica do 1.º Ciclo de Matancinha

Leiria
Escola Básica do 1.º Ciclo de Alcaidaria- Milagres
Escola Básica de Memória, Leiria
Escola Básica de Boavista, Leiria
Escola Básica n.º 1 de Maceira, Leiria

Lisboa
Escola básica do 1.º ciclo Bairro de Belém
Escola Básica Lisboa nº. 68, Penha de França, Lisboa

Loulé
Escola Básica de Cortelha - Loulé
Escola Básica de Querença - Loulé

Loures
Escola Básica Pinheiro de Loures nº. 1, Loures, Loures
Escola Básica Pinheiro de Loures nº. 2, Loures, Loures
Escola Básica de Pintéus, Santo Antão do Tojal, Loures
Escola Básica de Lousa, Lousa, Loures

Lourinhã
Escola Básica da Ventosa, Santa Bárbara, Lourinhã

Lousã
Escola Básica de Pegos, Lousã
Escola Básica de Ponte Velha, Lousã
Escola Básica de Casal de Ermio, Lousã
Escola Básica de Serpins, Lousã

Mação
Escola Básica de Penhascoso, Mação
Escola Básica de Carvoeiro, Mação
Escola Básica de Ortiga, Mação
Escola Básica de Cardigos, Mação
Escola Básica de Envendos, Mação

Mafra
Escola Básica Achada, Mafra, Mafra
Escola Básica Azenhas dos Tanoeiros, Encarnação, Mafra
Escola Básica Barril, Encarnação, Mafra
Escola Básica Galiza, Encarnação, Mafra
Escola Básica Ribamar, Santo Isidoro, Mafra
Escola Básica Santo Isidoro, Santo Isidoro, Mafra
Escola Básica Sobreiro, Mafra, Mafra

Maia
Escola Básica de Vilar de Luz, Maia

Mangualde
Escola Básica de Fornos de Maceira Dão, Mangualde
Escola Básica de Lobelhe do Mato, Mangualde

Manteigas
Escola Básica do 1.º Ciclo de Sameiro

Marco de Canaveses
Escola Básica de Travassos, Marco de Canaveses

Marinha Grande
Escola Básica de Garcia, Marinha Grande

Mealhada
Escola Básica do 1.º Ciclo de Silvã
Escola Básica do 1.º Ciclo de Lameira de S. Pedro

Mértola
Escola Básica de Penilhos, Mértola
Escola Básica de S. Miguel do Pinheiro, Mértola
Escola Básica de Corte do Pinto, Mértola
Escola Básica de Mina de S. Domingos, Mértola
Escola Básica de Santana de Cambas, Mértola

Mesão Frio
Escola Básica de Oliveira, Mesão Frio

Mira
Escola Básica de Lagoa, Mira
Escola Básica de Casal de São Tomé, Mira

Miranda do Corvo
Escola Básica do 1.º Ciclo de Casal da Senhora
Escola Básica do 1.º Ciclo de Sendim

Miranda do Douro
Escola Básica de Palaçoulo, Miranda do Douro

Mirandela
Escola Básica de Suçães, Mirandela
Escola Básica de Abreiro, Mirandela
Escola Básica de Vale de Salgueiro, Mirandela
Escola Básica de Cachão, Mirandela
Escola Básica de Lamas de Orelhão, Mirandela
Escola Básica de Pereira, Mirandela
Escola Básica de Romeu, Mirandela

Moimenta da Beira
Escola Básica de Caria nº 1, Moimenta da Beira

Moita
Escola Básica do Carvalhinho, Moita, Moita

Monchique
Escola Básica de Marmelete - Monchique

Mondim de Basto
Escola Básica do 1.º Ciclo n.º 2 de Praça

Monforte
Escola Básica de Stº Aleixo, Monforte
Escola Básica de Assumar, Monforte

Montalegre
Escola Básica de Vila da Ponte, Montalegre
Escola Básica de Cabril, Montalegre
Escola Básica de Ferral, Montalegre

Montemor-o-Novo
Escola Básica de Cabrela,Montemor-o-Novo
Escola Básica de Vendas,Montemor-o-Novo
Escola Básica de S. Cristovão,Montemor-o-Novo
Escola Básica de Cortiçadas do Lavre,Montemor-o-Novo
|
Montemor-o-Velho
Escola Básica do 1.º Ciclo de Resgatados
Escola Básica do 1.º Ciclo de Ribeira de Moinhos
Escola Básica de Torre, Montemor-o-Velho

Montijo
Escola Básica de Corte Esteval, Sarilhos Grandes, Montijo

Mora
Escola Básica de Brotas,Mora
Escola Básica de Pavia,Mora

Moura
Escola Básica de Sto. Amador, Moura

Mourão
Escola Básica de Aldeia daLuz,Mourão

Nazaré
Escola Básica de Fanhais, Nazaré, Nazaré

Nelas
Escola Básica do 1.º Ciclo de Póvoa de Stº António
Escola Básica do 1.º Ciclo de Vale de Madeiros
Escola Básica do 1.º Ciclo de Moreira
Escola Básica do 1.º Ciclo de Vila Ruiva
Escola Básica de Aguieira, Nelas

Odemira
Escola Básica de Luzianes-Gare, Odemira
Escola Básica de Pereiras-Gare, Odemira
Escola Básica de Stª Clara-a-Velha, Odemira
Escola Básica de Brejão, Odemira
Escola Básica de Cavaleiro, Odemira
Escola Básica de Amoreiras-Gare, Odemira
Escola Básica de S. Martinhos das Amoreiras, Odemira
Escola Básica de Vale de Santiago, Odemira
Escola Básica de Almograve, Odemira
Escola Básica de Bicos, Odemira

Odivelas
Escola Básica Chafariz d´EL Rei, Póvoa de Santo Adrião, Odivelas


Oeiras
Escola Básica Pinheiro Chagas, Carnaxide, Oeiras

Oleiros
Escola Básica de Orvalho, Oleiros
Escola Básica de Estreito, Oleiros

Oliveira de Frades
Escola Básica do 1.º Ciclo n.º 1 de Paranho
Escola Básica de S. João da Serra, Oliveira de Frades
Escola Básica de Varzielas, Oliveira de Frades
Escola Básica de Souto Maior, Oliveira de Frades

Oliveira do Hospital
Escola Básica de Seixas, Oliveira do Hospital
Escola Básica de Santa Ovaia, Oliveira do Hospital
Escola Básica de Senhor das Almas, Oliveira do Hospital
Escola Básica de Gavinhos de Baixo, Oliveira do Hospital
Escola Básica de Meruge, Oliveira do Hospital

Ourém
Escola Básica Vale da Perra, Atouguia, Ourém
Escola Básica de Coroados, Seiça, Ourém
Escola Básica do Sobral, Nossa Senhora das Misericórdias, Ourém
Escola Básica da Mata, Urqueira, Ourém
Escola Básica da Urqueira, Urqueira, Ourém
Escola Básica de Formigais, Formigais, Ourém
Escola Básica de São Jorge, Freixianda, Ourém
Escola Básica de Giesteira, Fátima, Ourém

Ourique
Escola Básica de Garvão, Ourique
Escola Básica de Panóias, Ourique
Escola Básica de Santana da Serra, Ourique

Ovar
Escola Básica de Gondesende, Ovar

Palmela
Escola Básica da Lagoa do Calvo, Marateca, Palmela
Escola Básica de Aldeia Nova da Aroeira, Palmela, Palmela
Escola Básica de Lagameças, Palmela, Palmela
Escola Básica do Forninho, Marateca, Palmela
Escola Básica da Carregueira, Pinhal Novo, Palmela

Paredes
Escola Básica de Aguiar, Aguiar de Sousa, Paredes

Pedrógão Grande
Escola Básica de Graça, Pedrógão Grande

Penacova
Escola Básica de São Mamede, Penacova
Escola Básica de Aveleira, Penacova

Penalva do Castelo
Escola Básica do 1.º Ciclo de V. Cova do Covelo

Penamacor
Escola Básica do 1.º Ciclo de Benquerença
Escola Básica do 1.º Ciclo de Águas
EB Pedrógão, Penamacor
EB Salvador, Penamacor
Escola Básica de Aldeia do Bispo, Penamacor

Peniche
Escola Básica de Casais Brancos, Atouguia da Baleia, Peniche
Escola Básica de Atouguia da Baleia nº. 2, Atouguia da Baleia, Peniche
Escola Básica de Ribafria nº. 2, Atouguia da Baleia, Peniche
Escola Básica de Reinaldes, Atouguia da Baleia, Peniche

Pinhel
Escola Básica do 1.º Ciclo de Ervedosa
Escola Básica do 1.º Ciclo de Lameiras
Escola Básica do 1.º Ciclo de Pínzio
Escola Básica do 1.º Ciclo de Souro Pires
Escola Básica de Alverca da Beira, Pinhel
Escola Básica de Pala, Pinhel
|
Pombal
Escola Básica do 1.º Ciclo de Carvalhal
Escola Básica do 1.º Ciclo de Outeiro do Louriçal
Escola Básica do 1.º Ciclo de Torneira
Escola Básica de Carvalhal, Pombal
Escola Básica de Casal da Rola, Pombal
Escola Básica de Barbas Novas, Pombal
Escola Básica de Ilha de Cima, Pombal
Escola Básica de Assamaça, Pombal
Escola Básica de Vieirinhos, Pombal

Ponte da Barca
Escola Básica de Burmeirães nº 1, Ponte da Barca
Escola Básica de Saném, Ponte da Barca
Escola Básica de Devesa, Ponte da Barca
Escola Básica de Igreja, Nogueira, Ponte da Barca

Ponte de Lima
Escola Básica de Igreja, Outrelo, Ponte de Lima

Portalegre
Escola Básica de Reguengo, Portalegre
Escola Básica de Carreiras, Portalegre
Escola Básica de Alagoa, Portalegre

Portel
Escola Básica de Amieira,Portel
Escola Básica de Oriola,Portel
Escola Básica de São Bartolomeu,Portel
Escola Básica de Vera Cruz,Portel

Porto de Mós
Escola Básica do 1.º Ciclo de Chão Pardo

Póvoa de Lanhoso
Escola Básica de Vilela, Monte, Póvoa de Lanhoso

Redondo
Escola Básica de Stª Susana,Redondo
Escola Básica de Aldeias de Montoito,Redondo

Reguengos de Monsaraz
Escola Básica de Caridade,Reguengos de Monsaraz
Escola Básica de Perolivas,Reguengos de Monsaraz
Escola Básica de Outeiro,Reguengos de Monsaraz

Rio Maior
Escola Básica de Arrouquelas, Arrouquelas, Rio Maior
Escola Básica de Azambujeira, Azambujeira, Rio Maior
Escola Básica de Marmeleira, Marmeleira, Rio Maior
Escola Básica da Ribeira de São João, Ribeira de São João, Rio Maior
Escola Básica de São João da Ribeira, São João da Ribeira, Rio Maior
Escola Básica do 1.º Ciclo de Arruda dos Pisões

Sabugal
Escola Básica do 1.º Ciclo de Aldeia da Ponte
Escola Básica do 1.º Ciclo de Aldeia Velha
Escola Básica do 1.º Ciclo de Vila Boa
Escola Básica de Rapoula do Côa, Sabugal
Escola Básica de Cerdeira, Sabugal
Escola Básica de Santo Estêvão, Sabugal
Escola Básica de Bendada, Sabugal
Escola Básica de Ruvina, Sabugal

Salvaterra de Magos
Escola Básica da Várzea Fresca, Foros de Salvaterra, Salvaterra de Magos

Santa Maria da Feira
Escola Básica de Framil, Canedo, Santa Maria da Feira

Santa Marta de Penaguião
Escola Básica de Gundeiro nº 1, Santa Marta de Penaguião

Santarém
Escola Básica de Gançaria, Gançaria, Santarém
Escola Básica de Almoster nº. 1, Almoster, Santarém
Escola Básica de Azoia de Baixo, Azoia de Baixo, Santarém
Escola Básica de Achete, Achete, Santarém
Escola Básica de Vaqueiros, Vaqueiros, Santarém
Escola Básica do Sobral, São Vicente do Paul, Santarém
Escola Básica de Pombalinho, Pombalinho, Santarém
Escola Básica do 1.º Ciclo de V. Nova do Coito

Santiago do Cacém
Escola Básica de Vale de Água, Santiago do Cacém
Escola Básica de Abela, Santiago do Cacém
Escola Básica de Cruz de João Mendes, Santiago do Cacém
Escola Básica de S. Bartolomeu da Serra, Santiago do Cacém
Escola Básica de Boticos , Santiago do Cacém
Escola Básica de Aldeia dos Chãos, Santiago do Cacém
Escola Básica de Relvas Verdes, Santiago do Cacém
Escola Básica de Brescos, Santiago do Cacém
Escola Básica de Deixa-o-Resto, Santiago do Cacém

São João da Pesqueira
Escola Básica de Castanheiro do Sul, São João da Pesqueira

São Pedro do Sul
Escola Básica do 1.º Ciclo de Fermontelos
Escola Básica do 1.º Ciclo de S. Félix
Escola Básica do 1.º Ciclo de Oliveira
Escola Básica do 1.º Ciclo de Valadares
Escola Básica do 1.º Ciclo de Freixo
Escola Básica do 1.º Ciclo de Serrazes
Escola Básica de Sul, São Pedro do Sul
Escola Básica de Manhouce, São Pedro do Sul

Sardoal
Escola Básica de Panascos, Alcaravela, Sardoal

Sátão
Escola Básica de Avelal, Sátão
Escola Básica de Vila Boa, Sátão

Seia
Escola Básica de Vide, Seia
Escola Básica de São Martinho, Seia
Escola Básica de Santa Comba, Seia
Escola Básica de Sabugueiro, Seia
Escola Básica de Pinhanços, Seia

Seixal
Escola Básica de Conde Ferreira, Seixal, Seixal
|
Serpa
Escola Básica de Vales Mortes, Serpa
Escola Básica de Montes do Pinto, Serpa

Sertã
Escola Básica de Serra de São Domingos, Sertã
Escola Básica de Cumeada, Sertã

Sesimbra
Escola Básica Quinta do Conde nº. 1, Quinta do Conde, Sesimbra

Setúbal
Escola Básica de Algeruz - Casa do Gaiato, Gâmbia-Pontes-Alto da Guerra, Setúbal

Sever do Vouga
Escola Básica do 1.º Ciclo de Sanfins
Escola Básica de Paradela do Vouga, Sever do Vouga

Silves
Escola Básica de Calvos - Silves
Escola Básica de Malhão - Silves

Sintra
Escola Básica de Albogas, Almargem do Bispo, Sintra
Escola Básica de Camarões, Almargem do Bispo, Sintra
Escola Básica de Varge Mondar, Rio de Mouro, Sintra
Escola Básica de Padre Agostinho da Mota, Rio de Mouro, Sintra

Sobral de Monte Agraço
Escola Básica de Moitelas, Sapataria, Sobral de Monte Agraço
Escola Básica de Serreira, Sapataria, Sobral de Monte Agraço
Escola Básica da Silveira, Sapataria, Sobral de Monte Agraço
Escola Básica de Almargem, Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço
Escola Básica de Pontes de Monfalim, Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Soure
Escola Básica do 1.º Ciclo de Pouca Pena
Escola Básica de Sobral, Soure
Escola Básica de Simões, Soure
Escola Básica do 1.º Ciclo de Casal do Redinho

Tábua
Escola Básica do 1.º Ciclo de Mêda de Mouros
Escola Básica do 1.º Ciclo de Pinheiro de Coja
Escola Básica do 1.º Ciclo de Ázere
Escola Básica do 1.º Ciclo de Sinde
Escola Básica do 1.º Ciclo de Várzea de Candosa
Escola Básica do 1.º Ciclo de Candosa
Escola Básica do 1.º Ciclo de Espariz
Escola Básica do 1.º Ciclo n.º 1 de Percelada

Tabuaço
Escola Básica de Chavães, Tabuaço
Escola Básica de Távora, Tabuaço

Tarouca
Escola Básica de São João de Tarouca, Tarouca
Escola Básica de Salzedas, Tarouca
Escola Básica de Meixedo, Tarouca
Escola Básica de Mondim da Beira, Tarouca
Escola Básica de Ucanha, Tarouca
Escola Básica de Tarouca nº 2, Valverde, Tarouca
Escola Básica de Vila Chã da Beira, Tarouca
Escola Básica de Arguedeira, Tarouca
Escola Básica de Granja Nova, Tarouca
Escola Básica de Dálvares, Corujeira, Tarouca
Escola Básica de Tarouca nº 1, Tarouca

Terras de Bouro
Escola Básica de Terras de Bouro, Moimenta, Terras de Bouro

Tomar
Escola Básica do Fetal de Cima, Além da Ribeira, Tomar
Escola Básica da Serra de Cima, Sabacheira, Tomar
Escola Básica de Olalhas, Olalhas, Tomar
Escola Básica da Charneca da Peralva, Paialvo, Tomar
Escola Básica da Roda Grande, Asseiceira, Tomar
Escola Básica de Paialvo, Paialvo, Tomar
Escola Básica de Santa Cita, Asseiceira, Tomar
Escola Básica de Carregueiros, Carregueiros, Tomar
Escola Básica de Porto da Lage, Madalena, Tomar
Escola Básica de Asseiceira, Asseiceira, Tomar

Tondela
Escola Básica do 1.º Ciclo de Ferreirós do Dão
Escola Básica de Caparrosa, Tondela
Escola Básica de São João do Monte, Tondela
Escola Básica de Santa Ovaia de Baixo, Tondela

Torre de Moncorvo
Escola Básica de Felgar, Torre de Moncorvo
Escola Básica de Carvalhal, Torre de Moncorvo

Torres Novas
Escola Básica do Carvalhal de Aroeira, Torres Novas (São Pedro), Torres Novas
Escola Básica de Chancelaria, Chancelaria, Torres Novas
Escola Básica de Vila do Paço, Paço, Torres Novas
Escola Básica de Alcorochel, Alcorochel, Torres Novas
Escola Básica de Casais Castelos, Riachos, Torres Novas
Escola Básica de Parceiros de Igreja, Parceiros de Igreja, Torres Novas
Escola Básica do 1.º Ciclo de Rodrigues Nicho
Escola Básica Árgea

Torres Vedras
Escola Básica de Vila Facaia, Ramalhal, Torres Vedras
Escola Básica de Cambelas, São Pedro da Cadeira, Torres Vedras
Escola Básica da Cerca, Silveira, Torres Vedras
Escola Básica de Sendieira, Freiria, Torres Vedras
Escola Básica da Costa d´Água, Ventosa, Torres Vedras
Escola Básica do 1.º Ciclo de Montengrão
Escola Básica de Fernandinho, Ventosa, Torres Vedras
Escola Básica do Furadouro, Dois Portos, Torres Vedras

Trancoso
Escola Básica de Freches, Trancoso
Escola Básica de Cogula, Trancoso

Vale de Cambra
Escola Básica de Lordelo, Vila Chã, Vale de Cambra
Escola Básica de Janardo, Vale de Cambra
Escola Básica Santa Cruz, Vale de Cambra

Valença
Escola Básica de Valença, Antas, Valença

Valpaços
Escola Básica de Veiga de Lila, Valpaços
Escola Básica de Vassal, Valpaços
Escola Básica de Argeriz nº 1, Valpaços

Vendas Novas
Escola Básica de Campos dos Infantes,Vendas Novas
Escola Básica de Monte Branco,Vendas Novas

Vieira do Minho
Escola Básica de Pinheiro, Barbeito, Vieira do Minho
Escola Básica de Parada de Bouro, Aldeia, Vieira do Minho

Vila do Bispo
Escola Básica de Barão de São Miguel - Vila do Bispo
Escola Básica de Budens - Vila do Bispo
Escola Básica de Salema - Vila do Bispo
Escola Básica de Burgau - Vila do Bispo

Vila do Conde
Escola Básica de Igreja, Outeiro Maior, Vila do Conde

Vila Flor
Escola Básica de Vilas Boas, Vila Flor
Escola Básica de Seixo de Manhoses, Vila Flor
Escola Básica de Freixiel, Vila Flor

Vila Franca de Xira
Escola Básica de Quintas, Castanheira do Ribatejo, Vila Franca de Xira
Escola Básica de Cachoeiras, Cachoeiras, Vila Franca de Xira

Vila Nova de Cerveira
Escola Básica de Outeiro, Vila Nova de Cerveira

Vila Nova de Famalicão
Escola Básica de Portela, Vila Nova de Famalicão

Vila Nova de Foz Côa
Escola Básica do 1.º Ciclo de Numão

Vila Nova de Paiva
Escola Básica de Queiriga, Vila Nova de Paiva

Vila Nova de Poiares
Escola Básica do 1.º Ciclo Entroncamento

Vila Real
Escola Básica de Guiães, Vila Real
Escola Básica de Benagouro, Vila Real
Escola Básica de Goutães, Vila Real
Escola Básica de Pousada, Vila Real
Escola Básica de Couto, Vila Real
Escola Básica de Borbela nº 1, Vila Real
Escola Básica de Samardã, Vila Real
Escola Básica de Vila Meã, Vila Real
Escola Básica de Tuizendes, Vila Real
Escola Básica de São Cibrão, Vila Real
Escola Básica de Vila Seca nº 2, Fraga de Almotolia, Vila Real
Escola Básica de Sabroso, Vila Real
Escola Básica de Nogueira, Vila Real
Escola Básica de Vendas de Cima, Campeã, Vila Real
Escola Básica de Vila Nova, Vila Real

Vila Velha de Ródão
Escola Básica de Fratel, Vila Velha de Ródão

Vinhais
Escola Básica de Vilar de Lomba, Vinhais
Escola Básica de Rebordelo, Vinhais

Viseu
Escola Básica do 1.º Ciclo de V. Chã do Monte
Escola Básica do 1.º Ciclo de Passos
Escola Básica do 1.º Ciclo de Travassôs (Barreiros)
Escola Básica do 1.º Ciclo de Bassim
Escola Básica do 1.º Ciclo de Paraduça
Escola Básica do 1.º Ciclo de Prime
Escola Básica do 1.º Ciclo de Vila Corça
Escola Básica do 1.º Ciclo de Carragoso
Escola Básica de Pindelo, Viseu
Escola Básica de Teivas, Viseu
Escola Básica de Couto de Baixo, Viseu
Escola Básica de Gumiei, Viseu
Escola Básica de Lustosa, Viseu
Escola Básica de Várzea, Viseu
Escola Básica de Rebordinho, Viseu
Escola Básica de Boaldeia, Viseu
Escola Básica de Nogueira de Côta, Viseu
Escola Básica de Moure de Madalena, Viseu
Escola Básica de Folgosa, Viseu
Escola Básica de Queirela, Viseu

Vouzela
Escola Básica do 1.º Ciclo Stª Comba nº 2
Escola Básica do 1.º Ciclo de Outeiro
Escola Básica do 1.º Ciclo de Fornelo do Monte
Escola Básica do 1.º Ciclo de Figueiredo das Donas
Escola Básica do 1.º Ciclo de Carvalhal do Estanho
Escola Básica do 1.º Ciclo de Vasconha
Escola Básica de Caria, Vouzela

 

 

in Blog "A TERRA do ALTO ALENTEJO"

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011

Secretário de Estado visitou investimentos na área da educação em Coruche

Presidente da câmara espera que Governo mantenha em 2011 apoio à construção de centros escolares

 

O secretário de Estado Adjunto da Educação, Alexandre Ventura, visitou Coruche no dia 29 de Dezembro para apreciar os investimentos que ali estão a ser realizados na área da educação.

Na companhia do presidente da câmara, Dionísio Mendes (PS), e de vários autarcas e técnicos, o governante visitou o novo pavilhão desportivo da escola secundária, a obra do novo centro escolar de Coruche e ficou a saber o que a autarquia planeia avançar com núcleos escolares para as freguesias da Lamarosa e Fajarda.

O governante inaugurou, em tom informal, o pavilhão da escola secundária, que já funcionava há algumas semanas. Uma obra a cargo da câmara que se substituiu ao Ministério da Educação, ficando a haver o valor da empreitada de cerca de 273 mil euros a pagar em 2011 e 2012 pelo Governo.

Depois da visita ao pavilhão, a comitiva deslocou-se às obras do centro escolar que decorrem no terreno atrás da Escola EB 2/3 Dr. Armando Lizardo. O equipamento tem de estar concluído até Julho de 2011 e estar disponível para o ano lectivo seguinte. Envolve um investimento de 2,4 milhões de euros.

Já nos paços do concelho, Alexandre Ventura ficou a conhecer em realidade virtual e em maqueta os projectos dos núcleos escolares da Lamarosa e da Fajarda. Durante os discursos, Dionísio Mendes salientou o esforço que a câmara está a fazer com o investimento no sector educativo. “Esperamos que no próximo ano o parque escolar de Coruche fique bastante próximo daquilo que ambicionamos. Estamos a falar de um investimento de quatro milhões de euros para quatro equipamentos e até sugeri ao senhor secretário de Estado que o apoio à construção de centros escolares continue em 2011. Nesse caso, avançaremos para o centro escolar dos Foros da Branca”, explicou o autarca.

Alexandre Ventura garante que foi um prazer aperceber-se da nova realidade do parque escolar de Coruche, melhorando condições de ensino para crianças e professores. Quanto a mais apoios em 2011, o governante foi realista. “As dificuldades aguçam o engenho para se rentabilizar recursos e será uma grande oportunidade para todos termos o engenho e a sabedoria de fazer mais e melhor com menos recursos disponíveis”, referiu a O MIRANTE Alexandre Ventura.

O presidente da CAP do Agrupamento de Escolas de Coruche é também um homem satisfeito. Jorge Barata considera que em relação à escola secundária foi colmatada uma lacuna que vinha sendo reivindicada desde 1984 para realização de educação física em espaço coberto, que é alternativa ao ringue com piso em cimento.

Com os núcleos escolares da Lamarosa e da Fajarda, avaliados em 1,7 milhões de euros, a Câmara de Coruche pretende concentrar todos os alunos dessas freguesias em equipamentos únicos.

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010

Ranking de escolas divulgado

os

(© Jornal O Templário, em 15-10-2010 18:16, por Jornal O Templário)

 

Colégios lideram ranking das escolas


O Colégio Infante Santo, de Santarém, e o Colégio São Miguel, de Ourém, registaram as melhores médias no distrito

 

Foram divulgados hoje os rankings das escolas com base nos resultados dos exames nacionais no ensino básico e secundário.
No distrito de Santarém surge o Colégio Infante Santo, de Santarém, no 1.º lugar do ranking entre as escolas do ensino básico. A nível nacional ocupa a 28.ª posição.
Seguem-se a Esc. Secundária com 3º Ciclo de Dr. Ginestal Machado (Santarém), em 77.º a nível nacional, a Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Dr. António Chora Barroso (Torres Novas) em 98.º, a Esc. Secundária com 3º Ciclo de Sá da Bandeira (Santarém), em 102.º, e a Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Gualdim Pais (Tomar), em 138.º.
No que se refere às escolas secundárias do distrito, o Colégio São Miguel, de Ourém, mantém a liderança, situando-se em 32.º lugar a nível nacional. Segue-se a Escola Secundária Maria Lamas (Torres Novas), em 60.º, a Escola Secundária Santa Maria do Olival (Tomar), a seguir, e a Escola Secundária/3 Artur Gonçalves (Torres Novas) na posição seguinte. (Ver tabela completa)

Ranking das Escolas 2010
Distrito de Santarém
Ensino Secundário
32 - Colégio São Miguel (privado) – Ourém
60 - Escola Secundária Maria Lamas - Torres Novas
61 - Escola Secundária Santa Maria do Olival – Tomar
62 - Escola Secundária/3 Artur Gonçalves - Torres Novas
94 - Escola Secundária do Entroncamento – Entroncamento
116 - Escola Secundária Dr. Ginestal Machado – Santarém
143 - Escola Secundária Sá da Bandeira – Santarém
151 - Centro de Estudos de Fátima – CEF – Ourém
152 - Escola Secundária de Alcanena – Alcanena
176 - Escola Secundária Dr. Augusto César S. Ferreira - Rio Maior
200 - Escola Secundária Dr. Solano de Abreu – Abrantes
228 - Escola Secundária de Ourém – Ourém
265 - Escola Secundária Marquesa de Alorna (Almeirim) - Almeirim
314 - Escola Secundária Jácome Ratton – Tomar
323 - Escola Secundária do Cartaxo – Cartaxo
337 - Escola Secundária de Benavente – Benavente
347 - Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes – Abrantes
351 - Escola Secundária de Coruche – Coruche
365 - Escola Secundária de Salvaterra de Magos - Salvaterra de Magos
411 - Escola EB 2,3/S Pedro Ferreiro - Ferreira do Zêzere

Ranking das Escolas 2010
Distrito de Santarém
Ensino Básico

28 - Colégio Infante Santo - Santarém
77 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Dr. Ginestal Machado - Santarém
98 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Dr. António Chora Barroso - Torres Novas
102 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Sá da Bandeira - Santarém
138 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Gualdim Pais - Tomar
148 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. de José Relvas - Alpiarça
166 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Santa Maria do Olival - Tomar
189 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Mem Ramires - Santarém
207 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Entroncamento - Entroncamento
218 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Alexandre Herculano - Santarém
251 - Centro de Estudos de Fátima - Ourém
259 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Manuel de Figueiredo - Torres Novas
293 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Artur Gonçalves - Torres Novas
297 - Colégio São Miguel - Ourém
307 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Fazendas de Almeirim - Almeirim
311 - Colégio Sagrado Coração de Maria (Fátima) - Ourém
326 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santa Iria – Tomar
330 - Esc. Básica Integrada de Marinhas do Sal - Rio Maior
338 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. D. Maria II - Vila Nova da Barquinha
358 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Dr. Ruy de Andrade - Entroncamento
372 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Coruche - Coruche
380 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Febo Moniz - Almeirim
392 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de D. João II (Santarém) - Santarém
403 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Alcanede - Santarém
403 - Esc. Básica Integrada de Fernando Casimiro Pereira da Silva - Rio Maior
418 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. de Pedro Ferreira - Ferreira do Zêzere
430 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Cartaxo - Cartaxo
445 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Dr. Anastácio Gonçalves - Alcanena
463 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos D. Afonso, IV Conde de Ourém - Ourém
475 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Ourém - Ourém
522 - Esc. Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira (Rio Maior) - Rio Maior
574 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Dr. Manuel Fernandes - Abrantes
575 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Alcanena - Alcanena
606 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. de Mestre Martins Correia - Golegã
615 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. de Drª Maria Judite Serrão Andrade - Sardoal
636 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Salvaterra de Magos - Salvaterra de Magos
643 - Esc. Secundária com 3º Ciclo de Maria Lamas - Torres Novas
648 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cónego Dr. Manuel Lopes Perdigão - Ourém
680 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. de Chamusca - Chamusca
708 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Freixianda - Ourém
711 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de D. Miguel de Almeida - Abrantes
741 - Esc. Secundária Dr. Solano de Abreu - Abrantes
747 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Dr. Armando Lizardo - Coruche
748 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Porto Alto - Benavente
768 - Esc. Secundária Marquesa de Alorna (Almeirim) - Almeirim
797 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. de Octávio Duarte Ferreira - Abrantes
811 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de D. Manuel I (Pernes) - Santarém
882 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. de Prof. João Fernandes Pratas - Benavente
887 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Duarte Lopes - Benavente
923 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Pontével - Cartaxo
932 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. de Mação - Mação
941 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de D. Nuno Álvares Pereira - Tomar
957 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ens. Sec. de Luís de Camões - Constância
1008 - Esc. Secundária Jácome Ratton - Tomar
1016 - Esc. Básica dos 2º e 3º Ciclos de Marinhais - Salvaterra de Magos

 

 

in Jornal O Templário

 

 

É apenas um indicador, mas não favorece nada Coruche nem quem trabalha ou é responsável em Coruche na educação.

Quantos professores ainda existem que acham que é no ensino que se criam os "Homens e Mulheres" de "amanhã"?!

Quem acredita ainda, como responsável por uma escola ou grupos de escolas que é na educação que está a "chave" para o futuro do nosso país?

Creio que sejam poucos, raros, criaturas românticas em vias de extinção.

O actual típico professor é visto pelos pais como um funcionário público que põe em primeiro lugar aquilo que lhe é devido por direito, depois uma série de "coisas" até que se chega à escola e por fim, em último da lista, por uma questão de consciência, o "aluno". Afinal é este que lhe tira o sono, "mal educado", desmotivado e rebelde é o maior impedimento a que chegue ao fim do dia "bem disposto" e livre das famosas aspirinas.... "Que bom que seria trabalhar num local em que seria o aluno que ensinava o professor! Ser pago para aprender e não para ensinar"......

 Os pais são vistos pelos professores como uns pseudo-patrões que embora não saibam educar os filhos lhes exigem que façam o trabalho que não souberam fazer em casas, com ares de especialistas instantâneos em educação e pedagogia dão palpites sobre tudo e sobre nada e nem admitem que se grite ou dê um estalo à "criatura" que nem sequer foi ensinada a sentar-se e respeitar que está ali a tentar trasmitir-lhe conhecimentos que poderão ser o "pilar" de uma pessoa culta, um bom profissional ou educador.

Para "apimentar" toda esta questão estão ainda o ministério da educação e toda a hierarquia até ao aluno que, conforme o governo assim é a reforma. São eles que "idealizam" e "sistematizam", controlam e regulam o sistema, para que se torne naquilo que aspiram que seja.

Hora decidem fazer mega-escolas (embora se saiba que lá fora "deu buraco" e se chegou à conclusão que não funcionam), hora decidem que todos os alunos do ensinoo básico necessitam ter uma "brinquedo" chamado Magalhães, onde os pais gastam 50 euros para depois a maioria dos professores não saber sequer como o utilizar como instrumento de ensino.

Enfim... e depois querem resultados....

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 22 de Julho de 2010

Mega-escolas não fucionaram noutras experiências

Na Finlândia, só três por cento dos estabelecimentos têm mais de 600 alunos

Ao contrário de Portugal, lá fora aposta-se no regresso a escolas mais pequenas

Por Clara Viana

 

Os primeiros grandes agrupamentos nascem no próximo ano lectivo (Rui Gaudêncio (arquivo))

 

Em Nova Iorque, a taxa de sucesso entre os alunos que foram transferidos para escolas mais pequenas é superior à dos que permanecem nos velhos estabelecimentos.

 

 

A criação de grandes agrupamentos escolares que irá começar a tomar forma em Portugal no próximo ano lectivo está em queda noutros países, que já viveram a experiência e tiveram maus resultados. Na Finlândia, a pequena dimensão é apontada como uma das marcas genéticas de um sistema de ensino que se tem distinguido pelos seus resultados de excelência.

Em Portugal, para já, os novos agrupamentos, que juntam várias escolas sob uma mesma direcção, terão uma dimensão média de 1700 alunos, in- dicou o secretário de Estado da Educação, João Trocado da Mata. O número limite fixado foi de três mil estudantes.

Em Nova Iorque, o mayor Michael Bloomberg tem vindo a fazer precisamente o oposto. Desde 2002 foram fechados ou estão em processo de encerramento 91 estabelecimentos. Entre estes figuram mais de 20 das grandes escolas públicas secundárias da cidade, que foram substituídas por 200 novas unidades. Nas primeiras chegavam a coabitar mais de três mil alunos. Nas novas escolas, o número máximo vai pouco além dos 400.

Em algumas das grandes escolas que fecharam portas eram menos de 40 por cento os alunos que tinham êxito nos estudos. No conjunto das escolas da cidade, esta percentagem é de 60 por cento, mas entre os estudantes que estão nas novas unidades já subiu para os 69 por cento, revela um estudo financiado pela Fundação Bill e Melinda Gates, divulgado no final do mês passado.

A fundação criada pelo dono da Microsoft tem sido um dos parceiros da administração do mayor Bloomberg na implementação da reforma lançada há oito anos. O estudo, desenvolvido pelo centro de investigação MDRC, abrangeu 21 mil estudantes, dos quais cerca de metade está já a frequentar as novas escolas. Uma das conclusões: entre estes, a taxa de transição ou de conclusão dos estudos é superior em sete pontos à registada entre os alunos inquiridos que frequentam outros estabelecimentos de ensino.

Uma escala mais humana

Até 2014 terão passado à história dez por cento dos estabelecimentos com piores resultados. O objectivo fixado por Bloomberg duplica a meta estabelecida pela administração de Obama, que no ano passado desafiou os estados a fecharem cinco por cento das suas escolas mais fracas. No âmbito do novo programa Race to the top, lançado para combater o insucesso escolar, aos estados com melhores estratégias e resultados serão garantidos mais fundos para a educação.

Mas o objectivo não é só fechar as escolas com milhares de alunos e substituí-las por unidades com uma dimensão mais humana - embora este enfoque na "personalização" seja considerado vital. A mudança de escala está também a ser acompanhada pela implementação de novos currículos, pela fixação de um corpo docente mais qualificado e por uma maior autonomia das escolas.

Esta aposta em escolas mais pequenas, mais bem qualificadas e com maior autonomia faz também parte das prioridades do novo primeiro-ministro conservador britânico, David Cameron, o que, a ser levado por diante, constituirá uma profunda inversão da tendência registada na última década no Reino Unido. O número de escolas com mais de dois mil estudantes quase quadruplicou e cerca de 55 por cento das secundárias têm mais de 900 alunos.

Com esta dimensão, a função dos docentes passou frequentemente a ser mais a de "apagar fogos" do que a de ensinar, constata-se num documento elaborado pela organização de professores Teach First.

Aumentar permite poupar

Um estudo elaborado há uns anos pelo EPPI-Centre, de Londres, com base nas experiências dos países da OCDE, concluía que os alunos tendem a sentir-se menos motivados nas escolas maiores e que os professores se sentem menos felizes com o ambiente vivido nestas.

Ao invés dos resultados obtidos em Nova Iorque, no que respeita às escolas secundárias concluía-se, em contrapartida, que os resultados dos alunos tendem a ser melhores em escolas maiores. O que era justificado pela existência nestes estabelecimentos de corpos docentes com mais valências. Por outro lado, o aumento da dimensão traduz-se numa redução do que o Estado tem de despender por cada aluno. Em Portugal, no ensino não superior, esta factura rondará os três mil euros por ano.Em Portugal, a par com a concentração de agrupamentos, irão também ser encerradas as escolas do 1.º ciclo com menos de 20 alunos. A lista das que fecharão no próximo ano lectivo deverá ser conhecida esta semana. Desde 2000 já fecharam portas 5172 escolas deste nível de ensino.

A ministra da Educação justificou esta medida dizendo que se pretende garantir que todas as crianças beneficiem "de escolas com os requisitos que a educação do século XXI exige". Na Finlândia, quase não existem escolas com menos de 21 alunos, mas 40 por cento têm menos de 50 estudantes e são apenas três por cento as que vão além dos 600. Outra norma obrigatória: para chegar à sua escola, as crianças não podem ser obrigadas a deslocar-se mais do que cinco quilómetros. Por cá, serão cada vez mais os alunos que terão de percorrer uma distância quatro vezes superior a esta.

 

in Público

publicado por portuga-coruche às 08:40
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 12 de Julho de 2010

Duas escolas encerram e duas mantêm-se em funcionamento no concelho de Coruche

A Câmara de Coruche aceitou a proposta da Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo (DRELVT) para encerramento das escolas básicas de I ciclo da Azervadinha e do Vale Verde, que têm menos de 21 alunos, limite mínimo estabelecido para o seu funcionamento. Em contrapartida, a autarquia propôs à DRELVT que se mantenham em funcionamento as escolas de I Ciclo da Azerveira e da Erra.

Segundo a vereadora da câmara com o serviço de educação, Fátima Galhardo, no caso da Escola da Azervadinha 1, há dez alunos que deverão ser integrados na escola da Azervadinha 2, nos Montinhos dos Pegos, a dois quilómetros de distância. A sala da escola da Azervadinha 1 ficará disponível para receber a valência de jardim-de-infância. Pelo menos é essa a proposta que a câmara apresentou à tutela.

Quanto à Escola do Vale Verde 1, tem apenas 14 crianças, e irá ser encerrada, com os alunos a serem transferidos para a Escola de Vale Mansos, a dois quilómetros de distância e que tem 53 alunos.

No que respeita à Escola de I ciclo da Erra, que a autarquia também não quer que seja encerrada, Fátima Galhardo constata que no corrente ano lectivo já vários encarregados de educação de Coruche preferiram inscrever os seus filhos da escola da freguesia vizinha, devido à lotação da EB 1 de Coruche, que tem 13 turmas e cerca de 300 alunos. “Nestas condições prevemos que num futuro próximo a escola de Erra terá mais de 30 crianças face às 18 actuais, pelo que propusemos à DRELVT a manutenção daquele estabelecimento em funcionamento”, explica a vereadora.

A Câmara de Coruche quer ainda manter em funcionamento a escola da Azerveira, freguesia da Lamarosa, por se encontrar numa zona mais dispersa e distante. “A Escola EB 1 da Lamarosa, que tem 50 crianças, não tem capacidade para acolher os alunos da Azerveira. Como temos algumas crianças de famílias de imigrantes que podem ir para a escola da Azerveira, vamos esperar este ano lectivo até termos concluída a nova unidade escolar na Lamarosa”, esclarece Fátima Galhardo.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Maio de 2010

Câmara de Coruche abre concurso para fornecimento de refeições em escolas

A Câmara de Coruche decidiu rescindir contrato com a empresa que confecciona as refeições para alunos das escolas EBI/JI do Couço, EB 2/3 Dr. Armando Lizardo, em Coruche, e noutras cinco escolas de primeiro ciclo do concelho, além da Escola Profissional de Coruche.

 

 

De acordo com a vereadora com o pelouro da educação, Fátima Galhardo (PS), o contrato com a empresa está a chegar ao fim e a autarquia entendeu que é melhor rescindir o vínculo e abrir um concurso público internacional, com o objectivo de melhorar o serviço prestado.

 

 

“Não aceitamos que a confecção da comida não seja feita no próprio dia para todos os alunos e queremos qualidade e não apenas quantidade. Quem vier a ganhar o concurso terá de servir bem e melhor”, explicou Fátima Galhardo.

 

 

A vereadora da CDU, Ortelinda Nunes, concordou com a decisão camarária, recordando que no caso das refeições servidas na escola e jardim de infância do Couço, muitos pais e encarregados de educação optaram por outras soluções do que ter os filhos a comerem nas refeições servidas no refeitório escolar. “Está em causa a qualidade da alimentação”, acrescentou.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:25
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Abril de 2010

Castigos corporais. Reguadas fazem bons alunos?

Castigos corporais. Reguadas fazem bons alunos

por Kátia Catulo

 

A reguada regressou às escolas do Texas a pedido dos pais. Em Portugal as memórias são demasiado frescas para se defender o mesmo

 

 

Não se passou assim tanto tempo que a palmatória tenha caído no esquecimento colectivo. A professora fria, austera e de régua na mão ainda assombra os pesadelos de muita gente crescida. E está de volta. Não aqui, em Portugal, onde a prática foi proibida em 1993, mas numa cidade de 60 mil habitantes do Texas nos Estados Unidos.Nas 14 escolas públicas de Temple, foram os próprios pais a pedir o regresso da reguada para disciplinar os filhos mais rebeldes. O conselho escolar da cidade votou e aprovou por unanimidade o castigo em Maio do ano passado, que só é aplicado pelo director e em casos considerados graves. Três reguadas na palma da mão é a pena máxima para os que agridem os professores e funcionários, para os que roubam os colegas, para os que são apanhados a assaltar a escola, ou que sejam acusados de bullying.

O castigo, instituído há quase um ano, só foi aplicado uma vez. Bastou para "reduzir drasticamente a violência escolar", explicou ao jornal "Washington Post" Steve Wright, o director do conselho escolar de Temple. O efeito preventivo da palmatória terá sido suficiente para assustar os alunos agressivos e todos estarão satisfeitos: pais, professores e alunos.

Em Portugal não seria bem assim. Só a ideia causa arrepios a uma boa parte dos pais e dos professores do ensino básico e secundário. Não só porque a pedagogia do medo já não tem muito sucesso entre os educadores portugueses, mas principalmente porque a maioria dos adultos ainda se lembra de quando era miúdo e teve de estender a mão à palmatória. A experiência pessoal conta muito para rejeitar a medida adoptada nas escolas do Texas.

Rosário Varela, professora de Português da Escola Secundária Luís Freitas Branco, em Oeiras, guardou um ódio de estimação tão profundo à sua professora primária que até se recusou a comparecer à homenagem que lhe prestaram há uns anos. Maria José Novo, professora do 1.o ciclo na Amadora também se recorda do medo que tinha de errar nas contas de matemática por causa das palmatórias. Fernanda Ramos, presidente da Associação de Pais da Secundária da Ramada (Odivelas), nem se lembra mais porque apanhou "tantas reguadas" na escola. Perante um passado tão tenebroso seria improvável que quisessem copiar a experiência americana.

O que defendem são doses elevadas de diálogo e também muita criatividade para despertar nos alunos o gosto de aprender. É o que dizem todos, sem excepção, mas também confessam que só isso não resolve nada. É a partir deste ponto que começam as queixas. Professores acusam os pais de se demitirem da educação dos seus filhos. Pais criticam os professores por não estarem preparados para lidar com a indisciplina na escola, apesar de admitirem que, em regra, há cada vez mais encarregados de educação "divorciados" da escola, diz Paula Chuço, da associação de pais Agrupamento Vertical de Mora. Só que isso não serve como única justificação: "As crianças são por natureza irrequietas e não basta querer para ser professor." É preciso formação específica, vocação e até o carisma conta para conseguir disciplinar uma turma, defende Paula Chuço. E esforço da parte das famílias, acrescenta Fernanda Ramos, da associação de pais da Secundária da Ramada: "Reconheço, enquanto mãe, um desinteresse dos pais perante a vida escolar dos filhos. Basta ver a adesão quase inexistente deles nas reuniões convocadas pela associação ou pelos professores. Mas também sei que uma mesma turma pode ser indisciplinada com um professor e bem comportada com outro, logo há que procurar saber os motivos dessa diferença."

Que a escola em regra se tornou num "depósito" para os pais com "carreiras exigentes" deixarem os filhos é ponto assente para a professora de Português Rosário Varela Pinto. Que, em muitos casos, são os pais a precisar de "umas boas reguadas" por serem tão "displicentes" é outra "verdade" para Mário Octávio Oliveira, professor de Electrónica da Secundária Luís Freitas Branco. Mas ambos reconhecem que a escola é incapaz de disciplinar os alunos. "As medidas sancionatórias não têm qualquer efeito dissuasor sobre os adolescentes", conta Rosário Pinto. Nem sequer consequências sérias: "A partir do momento que, por exemplo, uma suspensão de um aluno não conta como falta para acumular e para reprovar de ano, que efeito é que uma sansão destas pode ter?"

 

 

 in iOnline

 

O Texas .... se são os adultos a dar os maus exemplos, se a violência e rebeldia são exacerbadas nos media, na TV e no Cinema, é claro que as crianças e jovens também as veneram. Especialmente porque vivemos uma época audiovisual. O Texas é bom exemplo em pouquíssimas coisas e mau exemplo em muitas e está será um deles.

 

Em Portugal o principal problema prende-se não só com a permissividade do sistema disciplinar, mas também com a incapacidade dos pais em se imporem e de, no núcleo familiar, cometerem erros básicos como deixar que os "meninos" se convençam que podem fazer o que querem e sem respeitar seja quem for, que não sofrem quaisquer consequências.

 

Não será nunca a violência que vai acabar com a violência. Até porque isso iria dar umas dicas de como resolver os problemas: "Se os adultos e professores obtém o que querem batendo e punindo fisicamente os outros então é assim que eu também o conseguirei". 

 

É claro que um "par de estalos" ás vezes faz milagres e resolve algumas audácias pela raiz. Contudo não pode ser sistema e ainda por cima é difícil de incluir em qualquer regulamento, pois dificilmente se conseguiria indicar quando é ou não correcto se utilizar e por outro lado como evitar os abusos.

 

Os jovens são por natureza exibicionistas. Ddisputam audácias e gostam de impressionar os colegas com macaquices e como o sistema é permissivo deixa que estes comportamentos se instalem até que chega a altura que tudo passa das marcas mas já é tarde para fazer o que quer que seja.

 

Por outro lado existem alunos que nunca foram obrigados a se autodisciplinar para realizar uma tarefa. Se sempre fizeram em casa o que quiseram e os pais nunca se conseguiram impor porque "carga de água" metendo-os numa sala com alguém que dizem ser professor se vão comportar de forma diferente?

 

Para as situações referidas existem soluções que obrigariam a uma mudança de regras nas escolas, à formação de professares nesse sentido e, possivelmente à criação de um educador dentro da escola que não existe e que lhe caberia a tarefa de identificando os excessos do primeiro caso ou as carências do segundo,  agir em conformidade de modo a corrigir definitivamente a situação.

 

Uma sala de aula só funciona se tiver alunos! Se alguns não querem ou não conseguem ser alunos tem que ser corrigidos, sob pena de não se conseguir ensinar a ninguém. Por causa de um aluno muitas vezes nenhum aprende, logo ninguém consegue ser aluno.

 

publicado por portuga-coruche às 08:30
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Março de 2010

Pais agridem responsável de jardim-de-infância de Alcanena

Filha de nove anos terá dito aos pais que homem a tentou beijar na boca

foto

Instituição repudia acusações de pedofilia mas quer ver o caso “totalmente esclarecido” e chama Polícia Judiciária para investigar.

 

 

 

 

Um membro da direcção do Centro de Bem-Estar Social de Alcanena, com o pelouro da creche e jardim-de-infância, foi violentamente agredido na tarde de quinta-feira, 18 de Março, pelos pais de uma aluna da escola primária localizada nas proximidades dessas valências. A agressão ocorreu pelas 17h30 no átrio do jardim-de-infância, à frente de crianças, pais e funcionários. Na vila o caso está a ser bastante comentado, existindo no entanto versões contraditórias sobre o que terá acontecido na realidade.

Para “esclarecer todas e quaisquer dúvidas que possam existir na comunidade”, a instituição vai pedir à Polícia Judiciária que investigue o caso, optando por afastar preventivamente – embora ainda não o tivesse deliberado - o membro da direcção até que tudo esteja em pratos limpos. “A Polícia Judiciária terá todas as portas abertas na instituição”, frisou a O MIRANTE Guilherme Ramos, actual presidente da direcção do Centro de Bem-Estar Social de Alcanena.

De acordo com o apurado, o suposto assédio sexual teria acontecido na segunda-feira, 15 de Março. A aluna estava a jogar à bola quando esta saltou a vedação e foi parar aos terrenos do jardim-infantil do Centro de Bem-Estar Social. Acompanhada por uma colega, atravessou a rede através de um rombo quando supostamente foi interpelada pelo responsável. A menina queixou-se aos professores que este a terá tentado beijar e a colega que a acompanhou também o terá dito.

Os pais foram chamados à escola no dia seguinte. Na quinta-feira, decidiram ir pedir explicações ao visado e esperaram que o mesmo saísse das instalações do jardim-de-infância, onde a mãe da menina chegou a trabalhar quatro anos como funcionária adminsitrativa. Após o confronto verbal, seguiu-se o físico. Na sequência das agressões, o homem, com cerca de 70 anos, teve que receber tratamento no Hospital de Torres Novas e a GNR foi chamada ao local. No sábado, o agredido apresentou queixa na GNR contra os pais da criança por ofensas à integridade física.

 

Instituição quer que Polícia Judiciária investigue

 

Também Centro de Bem-Estar Social de Alcanena vai avançar com uma queixa-crime contra os pais da criança por dois motivos: invasão de propriedade privada e difamação, uma vez que o pai da criança terá dito, durante as agressões, que “existia um pedófilo” a trabalhar naquele local. “Essa é a acusação mais grave que fizeram à associação. As educadoras estão continuamente com as crianças, seja nos recreios, seja enquanto dormem. Para nós não restam dúvidas, o problema é a dúvida que esteja na população”, frisou Guilherme Ramos.

“Queremos isto bem esclarecido e com todas as consequências para quem faz esta acusação”, reforça Guilherme Ramos para quem o caso se resume a uma “enfabulação”. Mesmo assim, e por conselho, o visado pelas acusações – que é membro da direcção desde 2008 - não vai voltar ao jardim-de-infância até que as investigações estejam concluídas

O MIRANTE tentou ouvir a versão dos pais da criança, nomeadamente para saber se apresentaram, por sua vez, alguma queixa na GNR ou no Ministério Público. Chegou mesmo à fala, na manhã de quarta-feira, 24, com a mãe da menina que se mostrou muito incomodada com o nosso contacto, não querendo prestar quaisquer declarações, desligando o telefone em seguida

 

in O Mirante.

 

Então agora perante qualquer suspeita e desentendimento bate-se e pronto? Uma coisa é a apresentação de uma queixa outra é julgar uma situação que realmente poderá ser um caso de pedofilia mas também poderá ser uma demonstração de afecto. Dar um beijo na cara a uma criança ou fazer uma festa poderá dar numa situação destas? Se uma criança chorar não a podemos pegar ao colo? Este caso necessita ser esclarecido. O facto de existir uma testemunha leva-me a crer que o que se passou não passa de um mal entendido, mas não estava lá e cabe ás autoridades esclarecer o que se passou e punir os responsáveis.

 

publicado por portuga-coruche às 07:20
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Pais estranham refeições ...

. Ken Robinson: Escolas mat...

. A ROSA ACABOU COM AS ALDE...

. Secretário de Estado visi...

. Ranking de escolas divulg...

. Mega-escolas não fucionar...

. Duas escolas encerram e d...

. Câmara de Coruche abre co...

. Castigos corporais. Regua...

. Pais agridem responsável ...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds