Quinta-feira, 2 de Junho de 2011

Comissão Europeia gastou milhões em festas e jactos privados

Ao mesmo tempo que pedia aos 27 para reduzirem custos por causa da crise, a Comissão Europeia gastou oito milhões de euros em jactos privados, festas "cocktail" e férias em resorts de luxo em locais exóticos. Durão Barroso gastou 28 mil euros em quatro noites em Nova Iorque.
 
As estadias na Papua Nova Guiné, Gana ou Vietname, para onde até levaram as suas famílias, chegaram a incluir comitivas de 44 pessoas. Já Durão Barroso, para passar quatro noites em Nova Iorque, em 2009, com os seus oito assistentes, pagou 28 mil euros.

Estes dados foram divulgados pelo jornal britânico “Daily Telegraph”, que cita uma investigação do Bureau of Investigative Journalism, uma iniciativa sem fins lucrativos que se dedica a promover a investigação jornalística. De acordo com os dados recolhidos, só em viagens de avião privadas para os comissários foram gastos 7,5 milhões de euros, entre 2006 e 2010.

Só em festas de luxo foram gastos 300 mil euros, incluindo uma em Amesterdão – que custou 75 mil euros – que foi descrita como “cheia de maravilhas como nenhuma outra”. Para estes eventos eram contratadas orquestras de topo, e ofereciam-se aos oradores de vários eventos jóias da prestigiada marca Tiffany. Em algumas deslocações, os comissários eram ainda transportados em limusinas, o que teve um custo de 110 mil euros.

Durão Barroso fez um gasto de 28 mil euros no hotel New York Península em Setembro de 2009, onde as suites custam 780€ por noite, aquando da participação na Cimeira da ONU para as Mudanças Climáticas. O limite para a estadia em Nova Iorque está definido, nos regulamentos da Comissão, em 275€ por noite. Contactada, a Comissão considerou que o valor é razoável porque os preços foram inflacionados pela Cimeira.

O jornal afirma que a divulgação dos dados causou uma onda de críticas no Reino Unido, e vários ministros de David Cameron terão reagido “furiosamente” aos gastos extravagantes. O ministro britânico para a Europa, David Lidington, disse que “é bastante evidente que a Comissão Europeia pode poupar antes de vir pedir aos governos mais dinheiro”.

A Comissão Europeia decidiu aumentar em 4,9% o seu orçamento para 2012 face ao actual, o que só no Reino Unido vai significar um aumento de três mil milhões de euros em impostos.
 
Por Bruno Simões - brunosimoes@negocios.pt
 
 
publicado por portuga-coruche às 07:10
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Julho de 2010

CDU apresenta 11 propostas de redução de despesa na Câmara de Coruche

 A CDU de Coruche desafia a autarquia a aprovar um plano de contenção de despesas que responda à crise que se vive no país e que no concelho levou a uma redução de 434 mil euros nas transferências do orçamento de Estado.

 

 

Apontando o dedo à maioria PS que gere a Câmara de Coruche, da qual diz ainda não ter dado qualquer sinal para reduzir ou conter gastos e continua a promover “festas e romarias”, a CDU apresenta 11 propostas concretas para redução de custos.

 

 

A CDU de Coruche quer que se suspenda o protocolo com a Refer, relativo ao transporte de passageiros para Lisboa, o qual a câmara comparticipa com dez mil euros mensais, e uma redução do valor do subsídio a pagar à Comissão de Festas de Coruche de 100 mil euros para 90 mil euros.

  

Entre as medidas de contenção e redução de despesa propostas estão ainda a redução para um fim-de-semana da Semana da Juventude, me vês de seis dias, a suspensão em 2010 da organização da Feira do Barato e das Oportunidades e do Festival dos Anos 80, por se realizar apenas 15 dias após as Festa de Coruche.

  

A coligação sugere ainda que o boletim municipal passa a ser editado trimestralmente, que seja suspensa toda a publicidade na comunicação social, com excepção da institucional, e a suspensão de atribuição de subsídios e apoios financeiros a associações e entidades externas ao concelho.

  

Para a CDU Coruche é ainda importante recuperar 50 por cento das dívidas de consumo de água ao município, desde 2002, avaliada em 213 mil euros, reduzir consumos em combustíveis e comunicações e diminuir em dez por cento as despesas fixas de representação pagas mensalmente aos eleitos em regime de permanência.

 

 

Justifica a CDU que essas propostas são medidas indispensáveis para ajudar a manter os investimentos necessários ao concelho e à população e reduzir impactos negativos da diminuição das receitas públicas.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

Protestos contra contas anormais de consumo de água da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo

Meia centena de consumidores revoltados pediram ajuda à Câmara Municipal da Chamusca


Protestos contra contas anormais de consumo de água da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo
 

 

Facturação confusa e falta de esclarecimentos estão a provocar cada vez mais protestos em toda a área de actuação da empresa. Presidente do conselho de administração da empresa admite dificuldades.
 

fotoHá pessoas perplexas com as contas de consumo de água que estão a receber da empresa que começou a gerir o sistema de águas de alguns municípios da Lezíria do Tejo. Na segunda-feira à tarde um grupo de cerca de 60 munícipes foi à reunião do executivo camarário da Chamusca manifestar o seu descontentamento. Alguns estão a receber facturas com vários meses de contagem e há casos de contas superiores a 600 euros. O próprio presidente da Câmara da Chamusca, Sérgio Carrinho (CDU), que faz parte da empresa, reconhece que há situações que não estão bem.

A Câmara da Chamusca disponibilizou um funcionário para ajudar os munícipes a fazerem reclamações por escrito para a Águas do Ribatejo. “Vamos tentar que seja encontrado um procedimento que evite estas situações”, declarou o autarca. Alguns consumidores queixam-se também de estarem a pagar avultadas taxas de saneamento, quando nem sequer estão servidos por redes de esgotos. “Estão a aparecer consumos elevados que fazem subir os escalões”, o que torna as facturas ainda mais onerosas, realça Sérgio Carrinho.

Há casos de pessoas que pediram a instalação do contador para terrenos onde pretendem construir, onde não existem casas, que não se serviram da água da rede pública e que na primeira factura lhes foi cobrado cinco metros cúbicos. E curiosamente na segunda factura, no mês seguinte, não foi cobrado qualquer valor. A confusão é de tal forma que há clientes a receberem facturas referentes a consumos que já pagaram e outros cujas facturas aparecem com descontos que não se sabe bem a que é que correspondem. Também é estranho que em alguns casos seja feita a leitura da contagem do contador todos os meses e mesmo assim apareçam nas facturas valores apurados por estimativa.

Maria do Rosário Crespo, uma das munícipes que se foi queixar à Câmara da Chamusca, relata que “de um mês para o outro apareceram facturas de água no valor de oitenta euros. Recebo pouco mais de 200 euros de reforma, tenho que comprar medicamentos, como é que posso pagar este valor de água? Nem que eu deixasse uma torneira a correr 24 horas por dia durante um mês dava para perfazer 80 euros de consumo. Isto é um roubo o que estão a fazer às pessoas”, desabafou. Também Jorge Laranjinha diz ter começado a receber facturas de mais de 600 euros e garante não ter feito esse consumo.

O presidente da Câmara da Chamusca disse publicamente que “as pessoas que estão aqui a reclamar não são grandes consumidores de água, mas temos que ver todos os casos um a um. A Águas do Ribatejo não foi formada para criar situações anormais, o objectivo não é tirar dinheiro às pessoas. Se forem detectados erros e as pessoas já tiverem pago indevidamente, o valor será descontado faseadamente”, salientou.

A empresa que é formada pelos municípios de Almeirim, Chamusca, Salvaterra de Magos, Benavente, Coruche e Alpiarça, dá sinais de alguma dificuldade em encontrar solução para o problema. O presidente do conselho de administração da empresa e presidente da Câmara de Almeirim garante que tem insistido com os funcionários para que tudo seja esclarecido. Sousa Gomes admite que havia sistemas de contagem e cobrança diferentes em cada município e que é difícil harmonizar os procedimentos. Mas houve tempo para preparar o funcionamento da empresa antes de esta entrar em funcionamento.

Os consumidores perderam também ligação a quem lhe fornece o serviço. Quando o abastecimento estava nas mãos das câmaras municipais era fácil chegar ao contacto dos responsáveis quando havia problemas. Agora as pessoas têm dificuldade em serem recebidas pelos responsáveis da empresa de capitais unicamente públicos. E é quase impossível que alguém lhes preste esclarecimentos via telefone, porque ou não atendem ou não passam da telefonista. Sousa Gomes também reconhece que a informação aos clientes não tem funcionado bem, mas acredita que nos próximos meses a situação deve estabilizar. Até lá resta aos munícipes reclamar por escrito e esperar estarem a pagar o valor justo pela água que consumiram.

 

Há casos de pessoas que pediram a instalação do contador para terrenos onde pretendem construir, onde não existem casas, que não se serviram da água da rede pública e que na primeira factura lhes foi cobrado cinco metros cúbicos

 

in O Mirante

 

Vai lá vai ....

 

"Há casos de pessoas que pediram a instalação do contador para terrenos onde pretendem construir, onde não existem casas, que não se serviram da água da rede pública e que na primeira factura lhes foi cobrado cinco metros cúbicos"

 

Se até a estes cobram, imagino o que não tem sido as minhas facturas. Paguei sempre mas fiquei de conferir e vou mesmo verificar!

publicado por portuga-coruche às 10:42
link | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Dezembro de 2009

Águas do Riatejo vão à "pedra" na Chamusca

Munícipes foram à reunião de Câmara da Chamusca protestar contra facturas de água astronómicas

 

O salão nobre da Câmara Municipal da Chamusca foi pequeno para acolher as mais de meia centena de pessoas que encheram o edifício da autarquia na tarde de segunda-feira, 30 de Novembro. Os populares mobilizaram-se e protestaram durante a reunião pública de câmara. Em causa está o elevado preço das facturas da água no concelho desde que o sector passou a ser administrado pela empresa Águas do Ribatejo.

 

O presidente do município da Chamusca, Sérgio Carrinho, ouviu as reclamações da população e pediu para que quem quiser reclamar que pode fazê-lo durante esta semana nos serviços da autarquia. As reclamações serão enviadas para a Águas do Ribatejo (AR) que responderá a cada cidadão para explicar todos os casos individualmente.

 

“Sei que as pessoas que estão aqui a reclamar não são grandes consumidores de água, mas temos que ver todos os casos um a um. A AR não foi formada para criar situações anormais, o objectivo não é tirar dinheiro às pessoas. Se forem detectados erros e as pessoas já tiverem pago indevidamente, o valor será descontado faseadamente”, disse o autarca.

 

Sérgio Carrinho comprometeu-se ainda a marcar uma reunião pública com a AR onde os populares podem participar e esclarecer todas as suas dúvidas.

 

in O Mirante

 

As facturas da Água, Energia Eléctrica e Gás, são cada vez mais insustentáveis. São bens essenciais explorados por empresas que procuraram ter lucros cada vez maiores e quem não aguentar que de desenrasque. Não tenho piscinas nem faço os 500 metros de bruços no chuveiro, não ligo aquecimentos a não ser que seja mesmo necessário! O que quero dizer é que na minha casa não cometemos exageros mas se pagar 100 euros por estas 3 coisas num mês é porque quase não estivemos em casa. Talvez se formos de férias, mas nesse caso acabamos por ter que gastar nas férias onde o preço destas coisas está incluído/diluído no valor que se paga. È também raro o dia de semana em que alguém almoça em casa e por isso não se gasta gás nem energia eléctrica nem água.

Algumas "alminhas" dizem que os valores são feitos tendo em vista a redução de consumos  para que as pessoas poupem ?! poupem o quê ?! Cá para mim são é feitos para explorar-nos.

Para além do mais ainda pagamos coisas como Contribuição Audiovisual ?! Quem tem TV Cabo não devia estar isento disto ?! É para a RTP ter dinheiro para comprar jogos de futebol para ter mais audiências que as privadas ?! Pois .....

Ao consultar a factura da água dou-me conta que não pago só a água, pago o saneamento, quota de serviço, quota de serviço de saneamento e ainda resíduos urbanos.

Esta malta acha que eu sou rico! É tudo isto é legal e do pleno conhecimento dos nossos políticos que quando não são políticos trabalham para estas empresas!

publicado por portuga-coruche às 12:29
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Comissão Europeia gastou ...

. CDU apresenta 11 proposta...

. Protestos contra contas a...

. Águas do Riatejo vão à "p...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds