Quinta-feira, 21 de Março de 2013

Homem armado assalta banco na Chamusca

Um homem armado assaltou esta quinta-feira, 21 de março, ao início da tarde, a agência da Caixa Geral de Depósitos na Chamusca, levando uma quantia que não foi revelada.

Segundo fonte da GNR, o assalto à agência bancária, que fica situada na estrada nacional 118, próximo da câmara municipal, registou-se às 13h28, tendo o indivíduo fugido a pé para parte incerta.

A forma de atuar do assaltante, que agiu sozinho e com a cara tapada, levanta suspeitas que possa ser a mesma pessoa que esta terça-feira assaltou a dependência da Caixa de Crédito Agrícola Mutuo do Tramagal.

A investigação foi entregue à polícia judiciária, uma vez que se trata de um assalto à mão armada.

 

in Rede Regional

 

publicado por portuga-coruche às 07:10
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Junho de 2010

Chamusca dá "nega" a "Rua José Saramago"

Voto de pesar pela morte de José Saramago chumbado

A maioria dos eleitos na Assembleia Municipal da Chamusca votou desfavoravelmente uma moção do Bloco de Esquerda que propunha a aprovação de um voto de pesar e sugeria a atribuição do nome do escritor José Saramago a uma rua na Chamusca. A moção foi rejeitada com sete votos contra da maioria dos elementos das bancadas do PS e PSD, 12 abstenções, oito da bancada da CDU e quatro elementos das restantes bancadas da oposição. Apenas o eleito do BE votou favoravelmente.

 

in O Mirante

 

 

Tem razão, com tantas "Av. do Brasil", Rua n.º 31, etc.., realmente seria mau gosto nomear de Rua José Saramago uma rua da inesquecível Chamusca que tem nomes de rua muito importantes, como por exemplo "Rua do Barreiro" ou ainda "Rua do Malcozinhado"! Isso iria arruinar toda a equidade dos nomes de rua!

 A mim pessoalmente caiam-me todos os parentes na lama! Se algum dia fosse à Chamusca e me deparasse com uma rua chamada "José Saramago".

Eu também não gosto de muito do que escreveu que tive a oportunidade de ler, mas li, li e acho importante reconhecer quer aqueles que gostamos quer os outros de quem alguém gosta.

Para mim tanto devem ser lembrados os bons como os maus exemplos, os certos como os errados. A recusa de lamentar a morte de alguém mesmo um intelectual de "esquerda" ou de "direita", mesmo que ateu, não é nada cristã.

Afinal, crentes ou não, somos todos filhos de Deus.  

Acredito que neste momento Saramago, confrontado com a realidade que não só negou como promoveu a sua negação, é uma alma mais tranquila intelectualmente, por constatar aquilo que, obviamente, o  incomodava, daí ser temática corrente na sua literatura.

Acredito mesmo que materialista e ateu, Saramago foi uma das expressões de Deus. Como todos nos somos.

Também acredito que no final todos seremos julgados pela nossa própria bitola. Não espere ser perdoado quem não quer perdoar nem espere ser amado quem não quer amar.

 

 O blogger da Chamusca Nuno fez o um comentário interessante em defesa da decisão da Assembleia:

 

De Nuno a 25 de Junho de 2010 às 20:31

 

 

Parece-me que o que está aqui em jogo não é a importância de José Saramago. Trata-se apenas de uma questão de critério de toponímia. A Assembleia Municipal da Chamusca soube aplicá-lo bem. Repare que até a bancada comunista se absteve, e relembro que Saramago era um distinto militante comunista.

A atribuição deste nome a uma rua da Chamusca era uma total falta de bom senso, quando há tantas personalidade chamusquenses históricas, e mesmo da actualidade, que carecem de ser homenageadas desta forma. Quanto aos nomes de ruas da "inesquecível " Chamusca, o meu amigo fique sabendo que essas são as designações por que são popularmente conhecidas essas ruas pelo povo chamusquense desde há séculos. Haverão com certeza edilidades que utilizam outros critérios. Nós aqui preferimos ser genuínos e valorizar aquilo que é nosso, sem qualquer tipo de artificialismos ou "emoções" do momento. Em Coruche utilizarão outros critérios, não sei. Nem sequer tenho nada a ver com isso.

Mas não tente impregnar esta questão com conflitos ideológicos e questiúnculas políticas. Nós aqui na Chamusca não ligamos a isso. Trabalhamos todos para o bem comum da nossa comunidade. Para a próxima fale daquilo que conhece.

Cumprimentos
 
 

Siga os comentários Aqui
publicado por portuga-coruche às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

Águas do Ribatejo explicam tarifário na Chamusca

A empresa intermunicipal Águas do Ribatejo promove na manhã de sexta-feira, 29 de Janeiro, uma sessão pública no Cine-Teatro da Chamusca onde vão ser dadas explicações sobre o tarifário praticado pela empresa e que gerou protestos de consumidores na Chamusca e noutros concelhos abrangidos.

 

O encontro inicia-se às 10h15 com a apresentação do programa de investimentos e os objectivos da empresa para o concelho da Chamusca. Seguem-se, pelas 11h00, as explicações sobre o tarifário e outras questões, sendo o debate aberto à participação dos interessados.

 

in O Mirante

 

Aguardo religiosamente pela video-reportagem da MirateTV!

Estou mesmo a ver chegarem lá e dizerem que por necessitarem de gravete para os avultados investimentos que tem planeados tendo em vista o melhoramento do fornecimento e da qualidade da água. Aqueles que estão à espera que lhes digam que realmente o preço da água é exagerado e não corresponde ao que se deveria pagar, podem esquecer! Os Homens até poderão justificar cada cêntimo. Mas depois de ter lido os argumentos já referidos em posts anteriores......

publicado por portuga-coruche às 15:24
link do post | comentar | favorito
Sábado, 26 de Dezembro de 2009

Tarifário das Águas do Ribatejo aumenta 10 por cento em 2010

A factura de água e de saneamento básico da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo, que serve os municípios de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Coruche, Chamusca e Salvaterra de Magos, vai sofrer um aumento de 10 por cento a partir do dia 5 de Janeiro de 2010. A tarifa é comum aos seis municípios, e os valores de cada factura vão ser influenciadas pelos respectivos consumos.

 

 

Os responsáveis pela empresa intermunicipal explicam que este aumento de 10 por cento é o mínimo recomendado pelas entidades reguladoras comunitárias e também pela entidade reguladora nacional, a E.R.S.A.R. (Entidade Reguladora de Serviços de Águas e Resíduos). O vice-presidente da Águas do Ribatejo, António José Ganhão (CDU), sublinha que “a água e o tratamento de águas residuais não podem por lei ser vendidos abaixo do preço de consumo. Isto veio modificar o panorama a que muitos munícipes estavam habituados”.

 

 

Apesar de as tarifas serem mais baixas do que em outros municípios da região, as novas facturas da água têm originado alguma contestação por parte dos munícipes que receberam facturas com valores muito acima daqueles a que estavam habituados, como sucedeu na Chamusca.

 

 

NOTÍCIA COMPLETA NA EDIÇÃO SEMANAL NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA

 

in O Mirante

 

Cito:

"Os responsáveis pela empresa intermunicipal explicam que este aumento de 10 por cento é o mínimo recomendado pelas entidades reguladoras comunitárias e também pela entidade reguladora nacional, a E.R.S.A.R. (Entidade Reguladora de Serviços de Águas e Resíduos). O vice-presidente da Águas do Ribatejo, António José Ganhão (CDU), sublinha que “a água e o tratamento de águas residuais não podem por lei ser vendidos abaixo do preço de consumo."

 

Se a lei os impede, a lei está errada e tem que mudar! Parece-me se desculpam uns com os outros e o pobre depois é que sofre.

Quem são as "entidades reguladoras comunitárias" e quem é a E.R.S.A.R. ? Isto não deveria ser mais transparente e conhecermos as caras de quem acha que vai "salvar" os recursos hídricos indo ao bolso dos consumidores e virando as costas aos campos de golfe que germinam por aí e às piscinas que os próprios tem em casa?

Quando é que estes burgueses, promovidos por artigos e legitimados pelo diário da república são retirados do poleiro, juntamente com todos aqueles que detendo o poder nos asfixiam o mais que podem, argumentando que é para bem e em nome do país, quando a única coisa que cresce é a sua própria barriga?

 

publicado por portuga-coruche às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

População da Chamusca reivindica saída da Águas do Ribatejo

Num abaixo-assinado, com cerca de mil assinaturas, entregue sexta-feira, na reunião da Assembleia Municipal, ao presidente da mesa, ao presidente da câmara e à presidente da Junta de Freguesia da Chamusca, por Jorge Laranjinha, a população reivindica a saída do município da empresa Águas do Ribatejo.

A população exige ainda a anulação das taxas de saneamento e lixo. A entrega do dossier com as assinaturas foi efectuado e recebido sem qualquer comentário de nenhuma das partes envolvidas.

Mas durante a reunião, o assunto foi amplamente discutido pelos eleitos e pelo executivo da câmara, e a principal decisão tomada foi a de solicitar uma reunião pública com a Águas do Ribatejo para que seja explicada a facturação de forma a que a população tome conhecimento exacto do que está efectivamente a pagar.

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 10:31
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

Protestos contra contas anormais de consumo de água da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo

Meia centena de consumidores revoltados pediram ajuda à Câmara Municipal da Chamusca


Protestos contra contas anormais de consumo de água da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo
 

 

Facturação confusa e falta de esclarecimentos estão a provocar cada vez mais protestos em toda a área de actuação da empresa. Presidente do conselho de administração da empresa admite dificuldades.
 

fotoHá pessoas perplexas com as contas de consumo de água que estão a receber da empresa que começou a gerir o sistema de águas de alguns municípios da Lezíria do Tejo. Na segunda-feira à tarde um grupo de cerca de 60 munícipes foi à reunião do executivo camarário da Chamusca manifestar o seu descontentamento. Alguns estão a receber facturas com vários meses de contagem e há casos de contas superiores a 600 euros. O próprio presidente da Câmara da Chamusca, Sérgio Carrinho (CDU), que faz parte da empresa, reconhece que há situações que não estão bem.

A Câmara da Chamusca disponibilizou um funcionário para ajudar os munícipes a fazerem reclamações por escrito para a Águas do Ribatejo. “Vamos tentar que seja encontrado um procedimento que evite estas situações”, declarou o autarca. Alguns consumidores queixam-se também de estarem a pagar avultadas taxas de saneamento, quando nem sequer estão servidos por redes de esgotos. “Estão a aparecer consumos elevados que fazem subir os escalões”, o que torna as facturas ainda mais onerosas, realça Sérgio Carrinho.

Há casos de pessoas que pediram a instalação do contador para terrenos onde pretendem construir, onde não existem casas, que não se serviram da água da rede pública e que na primeira factura lhes foi cobrado cinco metros cúbicos. E curiosamente na segunda factura, no mês seguinte, não foi cobrado qualquer valor. A confusão é de tal forma que há clientes a receberem facturas referentes a consumos que já pagaram e outros cujas facturas aparecem com descontos que não se sabe bem a que é que correspondem. Também é estranho que em alguns casos seja feita a leitura da contagem do contador todos os meses e mesmo assim apareçam nas facturas valores apurados por estimativa.

Maria do Rosário Crespo, uma das munícipes que se foi queixar à Câmara da Chamusca, relata que “de um mês para o outro apareceram facturas de água no valor de oitenta euros. Recebo pouco mais de 200 euros de reforma, tenho que comprar medicamentos, como é que posso pagar este valor de água? Nem que eu deixasse uma torneira a correr 24 horas por dia durante um mês dava para perfazer 80 euros de consumo. Isto é um roubo o que estão a fazer às pessoas”, desabafou. Também Jorge Laranjinha diz ter começado a receber facturas de mais de 600 euros e garante não ter feito esse consumo.

O presidente da Câmara da Chamusca disse publicamente que “as pessoas que estão aqui a reclamar não são grandes consumidores de água, mas temos que ver todos os casos um a um. A Águas do Ribatejo não foi formada para criar situações anormais, o objectivo não é tirar dinheiro às pessoas. Se forem detectados erros e as pessoas já tiverem pago indevidamente, o valor será descontado faseadamente”, salientou.

A empresa que é formada pelos municípios de Almeirim, Chamusca, Salvaterra de Magos, Benavente, Coruche e Alpiarça, dá sinais de alguma dificuldade em encontrar solução para o problema. O presidente do conselho de administração da empresa e presidente da Câmara de Almeirim garante que tem insistido com os funcionários para que tudo seja esclarecido. Sousa Gomes admite que havia sistemas de contagem e cobrança diferentes em cada município e que é difícil harmonizar os procedimentos. Mas houve tempo para preparar o funcionamento da empresa antes de esta entrar em funcionamento.

Os consumidores perderam também ligação a quem lhe fornece o serviço. Quando o abastecimento estava nas mãos das câmaras municipais era fácil chegar ao contacto dos responsáveis quando havia problemas. Agora as pessoas têm dificuldade em serem recebidas pelos responsáveis da empresa de capitais unicamente públicos. E é quase impossível que alguém lhes preste esclarecimentos via telefone, porque ou não atendem ou não passam da telefonista. Sousa Gomes também reconhece que a informação aos clientes não tem funcionado bem, mas acredita que nos próximos meses a situação deve estabilizar. Até lá resta aos munícipes reclamar por escrito e esperar estarem a pagar o valor justo pela água que consumiram.

 

Há casos de pessoas que pediram a instalação do contador para terrenos onde pretendem construir, onde não existem casas, que não se serviram da água da rede pública e que na primeira factura lhes foi cobrado cinco metros cúbicos

 

in O Mirante

 

Vai lá vai ....

 

"Há casos de pessoas que pediram a instalação do contador para terrenos onde pretendem construir, onde não existem casas, que não se serviram da água da rede pública e que na primeira factura lhes foi cobrado cinco metros cúbicos"

 

Se até a estes cobram, imagino o que não tem sido as minhas facturas. Paguei sempre mas fiquei de conferir e vou mesmo verificar!

publicado por portuga-coruche às 10:42
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Dezembro de 2009

Águas do Riatejo vão à "pedra" na Chamusca

Munícipes foram à reunião de Câmara da Chamusca protestar contra facturas de água astronómicas

 

O salão nobre da Câmara Municipal da Chamusca foi pequeno para acolher as mais de meia centena de pessoas que encheram o edifício da autarquia na tarde de segunda-feira, 30 de Novembro. Os populares mobilizaram-se e protestaram durante a reunião pública de câmara. Em causa está o elevado preço das facturas da água no concelho desde que o sector passou a ser administrado pela empresa Águas do Ribatejo.

 

O presidente do município da Chamusca, Sérgio Carrinho, ouviu as reclamações da população e pediu para que quem quiser reclamar que pode fazê-lo durante esta semana nos serviços da autarquia. As reclamações serão enviadas para a Águas do Ribatejo (AR) que responderá a cada cidadão para explicar todos os casos individualmente.

 

“Sei que as pessoas que estão aqui a reclamar não são grandes consumidores de água, mas temos que ver todos os casos um a um. A AR não foi formada para criar situações anormais, o objectivo não é tirar dinheiro às pessoas. Se forem detectados erros e as pessoas já tiverem pago indevidamente, o valor será descontado faseadamente”, disse o autarca.

 

Sérgio Carrinho comprometeu-se ainda a marcar uma reunião pública com a AR onde os populares podem participar e esclarecer todas as suas dúvidas.

 

in O Mirante

 

As facturas da Água, Energia Eléctrica e Gás, são cada vez mais insustentáveis. São bens essenciais explorados por empresas que procuraram ter lucros cada vez maiores e quem não aguentar que de desenrasque. Não tenho piscinas nem faço os 500 metros de bruços no chuveiro, não ligo aquecimentos a não ser que seja mesmo necessário! O que quero dizer é que na minha casa não cometemos exageros mas se pagar 100 euros por estas 3 coisas num mês é porque quase não estivemos em casa. Talvez se formos de férias, mas nesse caso acabamos por ter que gastar nas férias onde o preço destas coisas está incluído/diluído no valor que se paga. È também raro o dia de semana em que alguém almoça em casa e por isso não se gasta gás nem energia eléctrica nem água.

Algumas "alminhas" dizem que os valores são feitos tendo em vista a redução de consumos  para que as pessoas poupem ?! poupem o quê ?! Cá para mim são é feitos para explorar-nos.

Para além do mais ainda pagamos coisas como Contribuição Audiovisual ?! Quem tem TV Cabo não devia estar isento disto ?! É para a RTP ter dinheiro para comprar jogos de futebol para ter mais audiências que as privadas ?! Pois .....

Ao consultar a factura da água dou-me conta que não pago só a água, pago o saneamento, quota de serviço, quota de serviço de saneamento e ainda resíduos urbanos.

Esta malta acha que eu sou rico! É tudo isto é legal e do pleno conhecimento dos nossos políticos que quando não são políticos trabalham para estas empresas!

publicado por portuga-coruche às 12:29
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009

E que tal um leilão?

Cavaleiro Andante

E que tal um leilão?

 

Uma fritadeira, telefone, máquina da calcular, computador, impressora e mais alguns bens são alguma da maquinaria considerada obsoleta que a Câmara de Coruche vai enviar para abate. O Cavaleiro não duvida da inoperacionalidade das maquinetas em causa para os serviços de uma autarquia do século XXI, mas de certeza que esse manancial de tecnologia de anos passados enriqueceria qualquer casinha mais modesta. Porque não fazer um leilão a preços base irrisório, inspirado no que fez a vizinha Câmara da Chamusca?

 

in O Mirante

 

Boa  ideia. O dinheiro poderia beneficiar por exemplo umas lombas ali junto à Creche e Jardim de Infância na Quinta do Lago onde às vezes passam viaturas a acelerar enquanto os pais e mães correm pela passadeira para deixar ou buscar os filhos. Algum dia poderemos ter ali uma desgraça. Deus queira que não.

publicado por portuga-coruche às 10:05
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Homem armado assalta banc...

. Chamusca dá "nega" a "Rua...

. Águas do Ribatejo explica...

. Tarifário das Águas do Ri...

. População da Chamusca rei...

. Protestos contra contas a...

. Águas do Riatejo vão à "p...

. E que tal um leilão?

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds