Segunda-feira, 9 de Agosto de 2010

Anda tudo trocado

As alterações climáticas não param de nos supreender e se por um lado a Russia "está em brasa" no Brasil, Bolicia e Peru nunca caiu tanta neve, tendo já morrido centenas de crianças no Peru de frio, na Bolivia e devido ao frio já morreram 6 milhões de peixes....

Seguem-se algumas notícias com os respectivos créditos e referências:

 

 

Rússia: onda de calor sem precedentes nos últimos mil anos

por Agência Lusa

O diretor dos Serviços Meteorológicos russos, Alexandre Frolov, declarou hoje que o país nunca conheceu uma onda de calor tão intenso durante os mil anos da sua história.

“Desde o momento da formação do nosso país, ou seja, num período de mil anos, nada de semelhante aconteceu do ponto de vista do calor. Nem nós, nem os nossos antepassados fixámos tal coisa”, disse em conferência de imprensa.

"Trata-se de um fenómeno absolutamente único, não há nada igual nos arquivos das observações”, frisou.

Frolov sublinhou que este fenómeno não confirma, nem desmente a hipótese do “aquecimento global”.

“Se nos próximos 30 anos a situação se repetir, então estaremos perante o aquecimento global”, acrescentou.

O Ministério para Situações de Emergência russo informou que continuam ativos 557 focos de incêndios numa área de 174 mil hectares. Nalgumas regiões, os bombeiros conseguiram estabilizar a situação e o número de novos incêndios é inferior aos apagados: 239 e 247 respetivamente.

No verão de 2010, a Rússia registou 26 mil fogos florestais numa área de 750 mil hectares. No combate às chamas participam mais de 160 mil bombeiros, apoiados por 26 meios técnicos, incluindo 42 aviões e helicópteros.

Países como a Ucrânia, Cazaquistão, Arménia, Azerbaijão, Polónia, França e Alemanha enviaram homens, aviões e helicópteros para ajudar no combate às chamas.

 

PAISAGEM BRANCA (5/8/2010)

Neva em 15 cidades do Sul do Brasil

São Paulo - Quinze cidades de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul registraram ontem queda de neve. Duas rodovias na serra catarinense chegaram a ser interditadas por causa do acúmulo de flocos de gelo.

Em Santa Catarina, nevou em nove cidades. Seis delas não registravam o fenômeno havia 11 anos, de acordo com o Ciram (Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia).

Em São Joaquim, nevou continuamente das 11h45 até as 18h, segundo o serviço meteorológico MetSul.

Já no Rio Grande do Sul, nevou em seis cidades. Cambará do Sul, que na terça-feira teve a primeira neve do ano, registrou ontem a menor temperatura do País: -3,6ºC, segundo dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

As cidades de Vacaria e Gramado, na serra gaúcha, registravam ocorrência de neve na madrugada desta quarta-feira. Na última segunda (2) já tinha nevado em Cambará do Sul, também na região de serra do Rio Grande do Sul.

Em Vacaria o fenômeno durou cerca de 10 minutos e começou por volta das 4h50. Já em Gramado, a neve aconteceu por volta das 5h30. A queda de neve durou aproximadamente 50 minutos na cidade, mas às 7h os moradores disseram que ainda era possível ver os flocos de neve derretendo.

O meteorologista Gil Russo, do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), afirmou que a madrugada foi uma das mais frias do ano em algumas áreas da região Sul.

A previsão é de geada para grande parte dos dois Estados e temperaturas baixas até o fim da semana.

 

in Diário do Nordeste

 

Peru declares state of emergency amid plunging temperatures

Hundreds die from extreme cold in remote mountain villages also struggling with severe poverty

 

Annie Kelly The Observer

A doctor checks a child in Lima, where temperatures have also plunged and a vaccination project is now under way. Photograph: Enrique Castro-Mendivil/Reuters

Peru has declared a state of emergency after hundreds of children died from freezing conditions that have seen temperatures across much of the South American country plummet to a 50-year low. In 16 of Peru's 25 regions, temperatures have fallen below -24C.

Reports from the country say 409 people, most of them children, have already died from the cold, with temperatures predicted to fall further in coming weeks.

Worst hit are Peru's poorest and most isolated communities, which are already living on the edge of survival in remote Andean mountain villages more than 3,000 metres above sea level.

Although those living at such high-altitude would expect temperatures to drop below zero at this time of year, NGOs and government officials say many are unable to withstand the extreme cold which they are now experiencing.

"Over the past three or four years we have seen temperatures during the winter months get lower, and people are unable to survive this," said Silvia Noble, from Plan Peru, an NGO. "This cold weather is now extending into areas that never saw these low temperatures before and children and elderly people are especially at risk as they are not physically strong enough to last month after month of sub-zero conditions."

Last December, Observer reporters visited farming communities living at more than 3,000 metres above sea level in Huancavelica – one of the areas worst hit by the current cold snap – to find families already struggling with rising child mortality fuelled by malnutrition, poverty and what they say are increasingly erratic and unreliable weather patterns.

Seven months on, local NGOs say these mountain villages are now racked with pneumonia, chronic respiratory illnesses and hunger.

The freeze is also killing hundreds of alpaca. Farmers are struggling to keep livestock alive due to frozen water points and a lack of food, which could have severe repercussions on the ability of families to see out the winter.

The declaration of a state of emergency means authorities in affected states can get emergency funds to provide medicine, blankets and shelter to those most at risk.

 

in The Guardian/ The Observer

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:30
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Julho de 2010

Coruche atinge os 42º

Entrevista a Teresa Abrantes

"Temperatura tão alta à noite quanto a máxima durante o dia"

por RITA CARVALHO

 

 

Teresa Abrantes, meteorologista da Instituto de Meteorologia.

 

As temperaturas de 40 graus são normais para esta altura do ano?

Não é uma situação normal, pois as temperaturas em Julho costumam ser mais baixas. Por exemplo, em Lisboa, a média da temperatura máxima é de 27 graus, e, ontem, na Amareleja, em Alcácer do Sal e em Coruche passou dos 42 graus. Contudo, também não se pode dizer que é uma situação excepcional, pois já aconteceu noutros anos, por exemplo, em 2003, quando a Amareleja atingiu 47,4 graus.

Nisto do tempo, as pessoas tendem a ter a memória fraca...

Quando vivemos dias como estes, temos tendência para achar que são sempre os mais quentes. Mas para confirmar estas informações, temos de consultar os arquivos se para ver se os valores são ou não normais.

O calor vai continuar?

Sim. Mas na quinta-feira a temperatura já começa a baixar.

Pode considerar-se, então, que estamos perante uma onda de calor?

Tecnicamente não estamos em onda de calor, pois são necessários cinco dias seguidos com temperaturas de cinco graus acima da média. Mas o cidadão comum tem a sensação de que é uma onda de calor, porque a temperatura está muito elevada para esta época do ano. Por exemplo, no domingo à noite, em Portalegre e em Castelo Branco, a temperatura foi tão alta quanto a máxima que, em média, se regista durante o dia nesta altura do ano.

Vamos ter um Verão sempre assim, tão quente?

Neste momento, não temos dados que nos permitam dizer isso. Há muitos cenários, e as várias previsões apontam situações diferentes que não são conclusivas.

As previsões das alterações climáticas para o nosso país apontam para a existência de mais ondas de calor e de mais dias muito quentes. É a isso que já estamos a assistir?

Não podemos dizer com segurança que tal se deve às alterações climáticas, pois estes fenómenos fazem parte da variabilidade do clima, e acontecem tal como no passado já aconteceram.

Apesar dos avisos da meteorologia, as pessoas continuam a ir parar às urgências dos hospitais com problemas devido ao calor. O sistema ainda não é 100% eficaz?

O sistema de avisos e de alertas tem evoluído muito nos últimos tempos devido à coordenação entre as várias entidades. Através da Internet e da comunicação social são difundidos os avisos meteorológicos, devendo a população, as autoridades de saúde e a Protecção Civil depois tomar as devidas precauções. Mas, se calhar, a informação ainda não chega às pessoas mais vulneráveis, como são, por exemplo, os idosos.

 

in Diário de Notícias Portugal

tags: , ,
publicado por portuga-coruche às 07:10
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Anda tudo trocado

. Coruche atinge os 42º

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds