Sexta-feira, 23 de Julho de 2010

Igreja alerta para riscos de violência por causa da crise e da desigualdade social

Por António Marujo

 

 

Cáritas irá gerir fundo nacional para socorrer vítimas da crise com contribuições das diversas dioceses.

 

 

A Igreja pede um “pacto social” para ajudar a combater a crise no país (Foto: Manuel Roberto/arquivo)

 

D. Carlos Azevedo, presidente da Comissão Episcopal católica da pastoral social, alertou ontem para a possibilidade de o agravamento da crise poder gerar violência e revolta por parte dos mais sacrificados. "Perante a perda do emprego, a ausência de ter que comer, pode haver situações de violência, de revolta", afirmou o bispo auxiliar de Lisboa, no final da reunião do Conselho da Pastoral Social, que reúne as instituições católicas nesta área.

Num discurso duro sobre a situação do país, o bispo considerou necessária "uma contestação política organizada que questione estruturas financeiras, comerciais, culturais, políticas", de modo a permitir "um pacto social mais sustentado e justo".

Em conferência de imprensa após a reunião, Carlos Azevedo fez um apelo a que a actual situação seja ultrapassada com o empenhamento de todos: "A crise é tão grave que não poderemos superá-la uns contra os outros: empresários contra sindicatos, sindicatos contra patrões, Governo contra oposição, oposição contra Governo." Posições "rígidas" e "enfrentamento de grupos de interesses" só provocarão mais vítimas, avisou.

Para socorrer as vítimas da crise, saiu da reunião a ideia de unificar os diversos fundos de solidariedade das dioceses. A Cáritas Portuguesa, que irá coordenar o fundo, avançará, para já, com 30 mil euros, recolhidos na operação Dez milhões de estrelas, no Natal do ano passado. A ideia é "congregar esforços" de modo a "rentabilizar os bens disponíveis", explicou o seu presidente, Eugénio Fonseca. Dentro de "poucos dias" haverá um encontro entre diferentes responsáveis para decidir de que forma funcionará este novo fundo nacional.

Na sua intervenção inicial, Carlos Azevedo criticou ainda o que considerou ser o apelo "obsceno" que ainda é feito nalguma publicidade, "mesmo de alguns bancos".

Os responsáveis católicos fizeram uma avaliação positiva do rendimento social de inserção (RSI), uma "ajuda fundamental para muita gente", disse Carlos Azevedo. Não comentando directamente as alterações introduzidas há dias no RSI por acordo entre PS e CDS-PP, o bispo manifestou a ideia de que o "acompanhamento deve ser muito exigente". Mas, por outro lado, a fraude fiscal "é um dos pontos da grande desigualdade" que subsiste no país. "Grandes gestores, com os seus ordenados fabulosos, permitiram que fossem ladrões dos outros", sublinhou.

Carlos Azevedo disse ainda que os empresários têm a "obrigação moral de investir". E criticou a "democracia de carga corporativa e opaca", apelando ao movimento social cristão para que se preocupe em "repensar o significado político do seu compromisso", sem se ancorar "num impossível apoliticismo".

 

in Público

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Abril de 2010

José Tomás dá volta ao distrito em bicicleta para divulgar iniciativas da Cáritas

José Tomás, o ”veterano ciclista” de Casais Castelos, Riachos, Torres Novas, arranca este domingo de Páscoa para mais uma aventura. Tomás vai durante três dias dar a volta ao distrito de Santarém mas desta vez não vai sozinho aproveitando as férias escolares, consigo José Tomás leva o seu neto e ainda um amigo, dois jovens que também acederam embarcar na aventura.

A partida está programada para as 8 horas de domingo, no Bairro do Nicho (Riachos). A etapa inicial ligará Riachos a Mora, com passagem pela Golegã, Chamusca, Chouto, Gaviãozinho, Foros do Arrão, Montargil e Canélias. O primeiro dia de descanso será passado no parque de campismo de Mora.

No dia seguinte os três ciclistas começam a pedalar às 7 horas e seguem para a zona sul dos distrito. Passarão por diversas localidades como Coruche, Almeirim, Santarém, Pernes, Alcanena, Minde e a etapa termina em Fátima. O terceiro e último dia da volta ao distrito terá passagem por Ourém, Tomar, Atalaia, Entroncamento e chegada prevista a Torres Novas (13 horas).

Além do desafio pessoal desta iniciativa, os ciclistas terão a oportunidade para divulgar a Caritas e as campanhas de solidariedade que este organismo tem em curso, bem como as formas de apoio que existem para essas mesmas iniciativas.

 

 

in Jornal Torrejano

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009

Igreja continua a fazer o que compete ao Estado

ado/Lusa  União de Sindicatos de Braga promoveu ontem uma acção de solidariedade para com os ex-trabalhadores da DelphiUnião de Sindicatos de Braga promoveu ontem uma acção de solidariedade para com os ex-trabalhadores da Delphi 

Delphi: Mil funcionários vão ser dispensados em Ponte de Sor e na Guarda

Igreja dá a mão aos despedidos

A Igreja vai ajudar os 430 trabalhadores da Delphi de Ponte de Sor que serão despedidos no final do ano. Roupas, alimentos e dinheiro são algumas das formas de apoio encontradas pela Cáritas Diocesana de Portalegre para minimizar os problemas causados pela falta de trabalho. 

 

"Temos de ser solidários, porque não existem outras perspectivas de inserção para aquelas pessoas", referiu o bispo de Portalegre e Castelo Branco, D. António Dias. Um dos exemplos é Francisco Godinho, de 47 anos e empregado há 25 na unidade. "Tenho mulher e um filho. Sou novo de mais para me reformar e velho para me darem trabalho." Para conhecer a realidade da Delphi de Ponte de Sor, o presidente da Cáritas de Portalegre, Elícidio Bilé, reúne-se hoje com trabalhadores e sindicatos. "No início as pessoas têm dinheiro, mas depois perdem a esperança. O nosso papel é ajudá-las também a ter confiança, e até a apoiar a criação do próprio emprego através do micro-crédito", adiantou.

Além das dispensas em Ponte de Sor, a multinacional prevê despedir 500 trabalhadores na fábrica da Guarda até Março de 2010 e colocar em lay-off 300 em Braga. E se na Guarda a situação está a criar algum "clima de medo", em Braga o anúncio levou a União de Sindicatos a organizar de imediato uma acção de solidariedade.

CLIMA DE MEDO NA GUARDA

Na Delphi da Guarda está a instalado um clima de "medo" sobrea lista das primeiras 300 pessoas que a empresa despedirá a 31 de Dezembro. Os trabalhadores não sabem quem sairá da empresa, e por isso evitam falar sobre o assunto, com receio de que o seu nome, não estando na lista, possa vir a ser incluído como represália.

SAIBA MAIS

DELPHI NO MUNDO

Com sede em Troy, no estado de Michigan, EUA, a Delphi tem mais de cem mil funcionários em 32 países, entre os quais Portugal.

1981

A multinacional instalou-seem Portugal em 1981. Tem cinco unidades de norte a sul do País.

l3500

Nas fábricas de Guarda e Castelo Branco (cabos), Seixal (sistemas para motores), Ponte de Sor (airbag e apoios para motores)e Braga (aparelhos de som) trabalham mais de 3500 pessoas.

Alexandre M. Silva/Pedro Galego com Lusa / J.P.
 
in Correio da Manhã

 

 Mesmo sem recursos e trabalhando muitas vezes na base do voluntariado a Cáritas continua a tornar a vida melhor para todos aqueles que é possivel.

 

tags:
publicado por portuga-coruche às 09:29
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 24 de Março de 2009

Mais fome leva Cáritas a criar refeitórios sociais

Crise

por RITA CARVALHO, COM SUSANA PINHEIRO

 

Carências das famílias levam à criação de novas respostas sociais, como vales  para fazer compras no supermercado, ou refeições que são levadas para tomar em casa

Em Beja, os pedidos de ajuda alimentar à Cáritas subiram quase 35%. Na casa de apoio aos sem- -abrigo de Coimbra, já comem diariamente 40 a 60 pessoas, e na diocese de Braga 30 utentes também recorrem às refeições sociais. As carências alimentares das famílias estão a crescer de tal forma que a Cáritas está a estudar o alargamento destes refeitórios sociais a outras dioceses do País. Mas há mais indícios da gravidade da crise. Segundo a Cáritas, cada vez mais pessoas procuram os balneários para fazerem a sua higiene.

Nalgumas dioceses estes refeitórios sociais serão instalados em estruturas já existentes, como lares que servem refeições mas cuja abrangência será alargada, noutras vai ser estudada uma nova resposta. Para matar a fome às dezenas de pessoas que diariamente continuam a chegar, estão já em curso outras soluções: cabazes de alimentos para confeccionar em casa, vales para as famílias fazerem compras no supermercado, ou distribuição de refeições para tomar em casa.

Outra solução, praticada por exemplo em Lisboa, é o encaminhamento das pessoas para centros paroquiais ou outras estruturas, mais próximas da residência, onde possam comer sem pagar. O custo é suportado pela Cáritas.

"Queremos prestar ajuda a pessoas novas que estão a aparecer, tentando proteger a sua intimidade", disse ao DN Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas nacional. Há dioceses que já têm esta distribuição de refeições, nomeadamente aos sem-abrigo, mas estas pessoas, de outro nível social, têm reticências em expor-se. Em Setúbal, por exemplo, comem a horas diferentes dos utentes habituais ou levam a refeição para casa.

Na valência de Braga, apesar do serviço ter começado em 2005, comem diariamente 30 pessoas - na maioria homens entre os 25 e 35 anos, desempregados, que vivem em quartos alugados ou sem condições e que têm problemas de álcool ou toxicodependência. Mas aqui a crise também se faz sentir, com o aumento de pedidos de apoio: mais 150 no ano passado.

Em Coimbra, a diocese já está a preparar uma solução de refeitório social, que será complementar às outras respostas já existentes na cidade. Ao DN, o padre Luís explicou que está a ser estudada uma distribuição de refeições à noite em dois pontos da cidade. "É preciso ir ao encontro destas pessoas, pois são de um classe social diferente que procura ser discreta. Pois quando se usa uma gravata é difícil estender a mão."

O responsável diocesano diz que na casa do Farol, dirigida a sem-abrigo e fora do centro, são servidas 40 a 60 refeições diárias, mas agora quem procura ajuda são famílias e desempregados.

Eugénio Fonseca sublinha, contudo, que esta resposta social em estudo é muito dispendiosa e não pode ser suportada durante muito tempo. Além disso, mais do que acudir a emergências, o propósito da organização é "ajudar as pessoas a reconstruir o seu projecto de vida".

 

in DN - Diário de Notícias

publicado por portuga-coruche às 10:27
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Colóquio "Ser Criança... Não fique indiferente!"

Dia 27 de Maio, Auditório do Museu Municipal de Coruche
Organização: Cáritas Paroquial de Coruche

 

 

A Cáritas Paroquial de Coruche, no âmbito do Projecto "Educar para o Futuro"- Programa Ser Criança, irá

 

 

 

 

realizar no dia 27 de Maio de 2008 o Colóquio "Ser Criança... Não fique indiferente!".
Este Colóquio tem como objectivo dar a conhecer o trabalho desenvolvido pelo projecto "Educar para o Futuro" e criar um espaço de reflexão/formação para técnicos, na área das crianças e jovens em risco.

O Colóquio contará com a colaboração de vários profissionais de diferentes áreas de saber e cujo trabalho se constitui como uma referência nas várias áreas de intervenção do projecto.
 


As inscrições são obrigatórias, mas gratuitas.
Limite da vagas: 70
Informações/inscrição contactar: Cáritas Paroquial de Coruche,
Telefone: 243 679 387; Fax: 243 660 388

 

 

Panfleto de divulgação >>

 

in Câmara Municipal de Coruche

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 12:10
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Igreja alerta para riscos...

. José Tomás dá volta ao di...

. Igreja continua a fazer o...

. Mais fome leva Cáritas a ...

. Colóquio "Ser Criança... ...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds