Sábado, 12 de Dezembro de 2009

Falso peditório para Carmen

A pequena Cármen, de Gondomar, só precisa de um dador de medula óssea. Família garante que não pediu dinheiro nem deu autorização a Carlos Azevedo para angariar fundos em nome de CármenA pequena Cármen, de Gondomar, só precisa de um dador de medula óssea. Família garante que não pediu dinheiro nem deu autorização a Carlos Azevedo para angariar fundos em nome de Cármen11 Dezembro 2009 - 00h30
 

IPO não está associado à campanha

Falso peditório para Carmen

A família de Carmen, a menina de quatro anos que sofre de Leucemia Mieloblástica Aguda, avisa que não está a pedir dinheiro para a criança e acusa uma associação de estar a angariar fundos sem qualquer autorização, acusando-a de aproveitamento. A campanha está a ser feita pela associação SocialKids, fundada em Junho, e a recolha de dinheiro está a decorrer na Natalis – Feira de Natal de Lisboa, na FIL.

 

'Não demos autorização para fazer nenhuma recolha monetária', disse ao CM Paulo Pinheiro, pai de Carmen, acrescentando que pretende 'desmascarar algum tipo de aproveitamento ilícito'. Também a tia da criança, Carmo Pinheiro, está indignada com a situação: 'Estão a usar a imagem da minha sobrinha indevidamente. Nunca pedimos dinheiro. Pedimos dadores, a força e a esperança das pessoas.'

O presidente da assembleia da SocialKids diz estar a ser vítima de 'calúnia' e refere que as suspeitas que recaem sobre a sua associação são 'totalmente falsas'. Carlos Azevedo alega que a SocialKids é uma associação sem fins lucrativos que presta assistência a crianças com paralisia cerebral, aos sem--abrigo, idosos e crianças com doenças terminais do Instituto Português de Oncologia (IPO), com o qual diz ter 'um protocolo verbal'. No entanto, em resposta ao CM, a administração do IPO do Porto faz saber que 'foi contactada por indivíduos em nome da Social Kids, mas não existe qualquer protocolo com o IPO'. 'Qualquer campanha em desenvolvimento pela SocialKids não tem o aval do Instituto. O IPO--Porto não se associa a qualquer peditório neste contexto', lê-se ainda num comunicado. Já o director da Natalis – Feira de Natal de Lisboa, Miguel Comporta, refere que cada stand é responsável pela sua actuação e acrescenta: 'A SocialKids, que alegadamente estará a fazer uma recolha de fundos, apresentou um documento que prova estar autorizada a fazê-lo. Sabemos que é para apoio solidário. Não temos conhecimento de nenhum acto ilícito.'

FAMÍLIA DE BEBÉ COM DOENÇA RARA BURLADA NA NET

Os pais do Dinis, uma criança de 21 meses com Leucoencefalopatia, Calcificações e Quistos Cerebrais, doença neurológica grave e extremamente rara, também foram vítimas de uma burla há cerca de dois meses. Um homem, residente m Montemor-o-Novo, montou um esquema na internet, no qual se fazia passar pelos pais da criança e pedia ajuda, 'nem que fosse com um cêntimo'. O homem foi detido pela Polícia Judiciária um mês depois, mas saiu em liberdade. Acabou por se suicidar cinco dias depois.

APONTAMENTOS

SITE EM CONSTRUÇÃO

O site da SocialKids está em construção e o número de telefone referido no folheto da associação não está disponível.

QUIMIOTERAPIA

A Carmen iniciou na terça-feira o 4.º ciclo de quimioterapia no IPO do Porto. Ontem já brincou.

500 DOADORES

A campanha de doação de sangue que decorreu anteontem no Novo Hotel, em Lisboa, contabilizou 500 dadores.




 

Joana Nogueira
 
in Correio da Manhã

 

 

Ninguém resolve isto? Eis um dos comentário no site do CM:11 Dezembro 2009 - 16h01  | "Aníbal Cunha
Eu passei agora mesmo na Natalis e o vi que o sr. da foto continua a fazer o peditório. Como é que a FIL permite isto???"

Ou seja: Portugal continua a ser o paraíso dos vigaristas....

publicado por portuga-coruche às 15:56
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

Paula tem novo caso

Paula Neves é suspeita de praticar centenas de burlas em todo o PaísNuno André Ferreira  Paula Neves é suspeita de praticar centenas de burlas em todo o País

 
 

Viseu: PSP remeteu ao Ministério Público processo dos três homens drogados

Paula tem novo caso

O Ministério Público (MP) já recebeu o processo em que Paula Neves, a ‘burlona da internet’, é acusada de ter drogado e roubado três homens em Viseu, em Fevereiro. As vítimas foram hospitalizadas com amnésia e uma delas, de 60 anos, recuperou passados oito meses. Espera-se que este caso chegue a tribunal, para se juntar a outros que decorrem contra a mulher.
 

Segundo revelou ontem ao CM fonte da PSP, o processo já foi enviado ao MP, que agora terá de decidir se acusa ou não a mulher, de 39 anos, procurada por centenas de crimes semelhantes praticados em todo o País, alguns após conhecer as vítimas através da internet. Foi na sequência do caso de Viseu que Paula Neves acabou por se entregar na PSP da Serafina, em Lisboa, tendo confessado alguns dos crimes.

Foi posta em liberdade e as polícias e os tribunais nunca mais souberam do seu paradeiro. A ex-prostituta, que devia estar a ser julgada no Tribunal de Santarém – por ter enganado a mulher que lhe arrendou um quarto –, faltou por duas vezes ao julgamento, que, por isso, foi adiado sem data marcada. Neste momento, é procurada para ser notificada.

Aliás, foi já durante este período, na semana passada, que cometeu pelo menos mais um crime, na Figueira da Foz, onde drogou e roubou um taxista. A vítima, Ernesto Cardoso, 61 anos, voltou terça-feira à praça de táxis: "Ainda sinto que a minha cabeça falha e não tenho nenhuma memória do tempo em que estive apagado", referiu.

A burlona está indiciada por crimes tão diversos como burla, ofensa à integridade física, posse de estupefacientes (fármacos), furto, burla informática, dano e subtracção de documento. A maioria dos processos está ainda em fase de investigação.




 

Carlos Ferreira/Luís Oliveira

 

in Correio da Manhã

 

É assim tão difícil apanhar esta criminosa ?! Se divulgassem fotos e mandado de captura era apanhada em três tempos. Mas isso não é possível porque este país está cheio de leis e leizinhas e depois ela ainda tem os seus direitos, só quem não tem direitos são as vítimas, algumas das quais nem podem comparecer nem agora nem nunca.

publicado por portuga-coruche às 15:57
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Outubro de 2009

Casal de idosos burlado em 3500 euros

Dois homens fizeram-se passar por técnicos da Segurança Social e disseram que o dinheiro tinha de ser trocado

 

Um casal de idosos de Insalde, Paredes de Coura, foi burlado em 3500 euros por dois falsos técnicos da Segurança Social, informou esta quinta-feira fonte da GNR à Lusa.
De acordo com a fonte, o casal, residente no lugar de Rebordães, foi abordado na passada terça-feira por dois indivíduos «bem vestidos e bem falantes», que se apresentaram como sendo da Segurança Social.

 

A fonte acrescentou que os burlões disseram que estavam ali para eventualmente ajudarem o casal a ter acesso a um programa de apoio à recuperação de habitações, pediram para ver o contador da luz, entraram e «rapidamente convenceram» os idosos a darem-lhes todo o dinheiro que tinham em casa.

Terão dito que as notas que eles tinham iriam sair de circulação e que precisavam de ser «imediatamente trocadas».
Os idosos tinham 3500 euros, provenientes da venda de vacas.

Deram todo o dinheiro aos burlões, com a promessa de que no dia seguinte eles voltariam à sua casa com as «novas» notas.
Os indivíduos puseram-se em fuga num veículo que ostentaria o dístico EP (empresa pública), com o qual conseguiam dar «maior credibilidade à sua alegada condição de técnicos da Segurança Social».

 

in IOL Diário

publicado por portuga-coruche às 09:26
link | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Julho de 2009

Burla nos serviços de chamadas móveis - onde andam as autoridades ?

“A internet tem uma série de quadros em determinados sites onde nos desafiam para fazer um teste ao QI.A pessoa inocentemente abre essa janela e passa ao teste com várias perguntas. A partir daí caiu numa burla. No fim do teste pedem
o número do telemóvel para onde, segundo eles, será enviado o resultado do pretenso teste. Falso. A partir daí começam a aparecer mensagens no telemóvel (com conteúdos do tipo ganhe uma máquina digital, etc.). De um momento para o outro comecei a gastar uma barbaridade no meu telemóvel TMN.
Carregava com 25 euros e dois dias depois já não tinha dinheiro, até que comecei a controlar as chamadas e aí apercebi-me que havia algo de errado. Telefonei para a linha de apoio, onde fui bem atendido e a senhora, após confirmar, disse-me que eu tinha
activado um serviço em que recebia mensagens as quais eram pagas por mim no valor de um ou dois euros cada. Apercebi-me logo da burla e perguntei como podia acabar com esta situação, e ela disse-me que teria de mandar uma mensagem com a palavra stop para um número, ou ligar um número e pedir para desactivar o serviço.
Eu liguei a dizer que também queria reclamar, mas do outro lado disseram ‘aqui é só para desactivar serviços e não aceitamos
reclamações’.”

JORGE MANUEL DA SILVA BARREIRA
Lisboa
in Global Notícias (Ano 2, nº441) - Cartas dos Leitores

 

Eu também fui burlado por e-mail, supostamente da Repsol, onde me era proposto preencher um questionário sobre se era um condutor "verde" ou seja: se desligava ou não o carro se estava muito tempo numa fila, etc. Havia também a informação de que podia ganhar, acho que 900 euros em combustível. A armadilha estava armada .... terminado o questionário são pedidos nome e contactos, no fim aparece-me uma página a dizer que acabei de subscrever um serviço de chamadas móveis e recebo 2 sms no telemóvel, um de que activei o serviço e com um contacto de informações que não atendeu a chamada e a dizer como desactivar o serviço, assim como a informação de que não me livrava sem pelo menos gastar 4 euros; o outro com questões tipo jogo. Depressa tentei cancelar o serviço com 2 sms e ainda fiz umas chamadas para a minha operadora, a Vodafone.

Pergunto: serão este tipo de armadilhas lícitas ? porque não agem as autoridades ? as reguladoras de comunicações, as políciais e as judiciais ? Devo acrescentar que contactei o departamento juridico da Repsol e a Deco que estão ao corrente da situação.

tags: , ,
publicado por portuga-coruche às 11:54
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Peniche: PSP investiga «conto do vigário»

Homem de 72 anos foi burlado em 800 euros, por outro homem na casa dos 60

 

 
A PSP de Peniche está a investigar um caso de burla de 800 euros de que foi vítima um septuagenário, instado a demonstrar ser «pessoa fiável» para entregar uma doação em dinheiro a uma instituição de caridade, escreve a Lusa.

 

O idoso foi inicialmente abordado por um homem, de cerca de 60 anos, que lhe disse que «tinha o pai doente acamado com cancro e que este queria fazer uma doação a uma instituição», relatou à Lusa fonte da PSP.

Para tal, disse ao septuagenário que precisava de duas testemunhas para assistir à doação, tendo retirado do bolso a quantia de dinheiro, em «diversos maços de notas fictícias», que pretendia entregar à instituição.

Mais do que ser testemunha, a vítima terá sido depois instada a ser a «fiel depositária» do dinheiro e ser ela a entregar directamente o donativo.

Nessa altura, «fez com que o indivíduo fosse levantar ao banco 800 euros como garantia de ser uma pessoa fiável e ficasse com o donativo a dar à instituição».

Para levar o idoso a cair no conto do vigário, um outro homem, de cerca de 60 anos, apareceu, fazendo-se passar por testemunha e com igual valor monetário para entregar como garantia de ser pessoa idónea, no momento em que o lesado regressava com os 800 euros do banco.

De acordo com a PSP, depois de colocar todo o dinheiro no mesmo saco de notas falsas, os dois alegados burlões pediram ao septuagenário para ir aos correios comprar uma folha azul timbrada para preencherem e entregarem na instituição juntamente com o dinheiro.

Ao regressar ao local, os suspeitos tinham fugido com o dinheiro e o homem de 72 anos, apercebendo-se que tinha sido vítima de uma burla, acabou por apresentar queixa na PSP, que está agora a investigar o caso.
 

 

in IOL Diário

 

Este caso é muito parecido com o de Tomar.... hummm

publicado por portuga-coruche às 12:37
link | comentar | favorito

Idoso de Tomar foi burlado e fica sem 4.500 euros

fotoUm homem de 79 anos residente no concelho de Tomar foi burlado por três indivíduos em 4.500 euros. O caso passou-se na sexta-feira, 20 de Março, dia em que habitualmente António Duarte Ferreira, morador em Vale da Figueira, freguesia de Carregueiros, vai ao mercado semanal com a esposa. No domingo seguinte à burla ainda não estava recomposto do sucedido e foi com os olhos rasos de lágrimas que explicou a O MIRANTE como foi vítima de um “esquema malandro” que lhe levou boa parte das poupanças que ganhou a trabalhar na construção civil.

 

Eram 10h30 da manhã quando, junto à Farmácia da Misericórdia, perto do Tribunal Judicial da cidade, foi abordado por um homem com cerca de 60 anos que lhe pediu indicações sobre a localização de uma firma. O septuagenário conta que este homem o tratou logo por “amigo”. Com vontade de ajudar, António Ferreira disponibilizou-se em ir mostrar o local quando um segundo indivíduo se mete na conversa e desenrolam um assunto na sua presença.

 

“Só me lembro de um dizer para o outro que tinha sido autuado em 37 mil euros e precisavam de fazer um novo projecto da casa na empresa de construção”. Dali foram até junto ao Tribunal de Tomar, a cerca de 10 metros, quando surge um terceiro homem dentro do carro. “Agradeceram-me a ajuda e ofereceram-se para me levar de novo até à farmácia. Assim que entrei no carro já não me lembro se o carro virou para a esquerda ou direita”, explica.

 

António Ferreira deu por si num local desconhecido junto a uma agência da Caixa Geral de Depósitos. Mais tarde soube que era Telheiras, em Lisboa. Os três homens indicaram ao septuagenário onde era o Instituto de Oncologia e que iriam doar 3.500 euros à instituição pelo que ele deveria aguardar no carro. Vinte minutos depois entraram no carro e “convidaram-no” para ir à Caixa Geral de Depósitos. Já dentro da instituição bancária pediram-lhe o bilhete de identidade ao que o idoso acedeu. Em seguida o mesmo homem entregou o documento à funcionária bancária que digitou no computador e retirou os extractos da conta.

“Penso que já lá tinham estado a falar com ela. Foi tudo muito rápido”, conta, recordando que as mãos tremiam quando assinava os papéis que permitiam o levantamento do dinheiro da conta a prazo. Em seguida, a mesma funcionária colocou o dinheiro em três envelopes. Na rua, os três indivíduos colocaram-lhe no bolso da camisa uma carteira com três jornais. Em seguida abalaram.

 

António Ferreira foi socorrido por um taxista que o sentiu desorientado. Pediu que o levasse até à esquadra mais próxima para apresentar queixa e procedeu à descrição física dos burlões. Conseguiu recordar de memória o contacto do filho que mora em Tomar e que foi ao seu encontro. Durante todo esse tempo, a esposa, Maria Luisa, andou cinco horas aflitas à sua procura. “Não me perguntem como isto aconteceu… Ainda não me conformo”, diz o septuagenário entristecido. Alguns familiares da vítima estão revoltados com a facilidade com que os burlões conseguiram levantar o dinheiro numa instituição bancária.

 

Burla não é inédita

 

Não é a primeira vez que acontece uma burla deste género em Tomar. A 25 de Janeiro de 2008, também Manuel Peres Nunes, de 72 anos, um pedreiro reformado morador em Porto Mendo, na freguesia da Madalena, foi vítima do mesmo esquema. O caso também teve lugar numa sexta-feira de manhã e no mesmo local. Ficou lesado em cinco mil euros. Acabou sozinho em Lisboa não tendo qualquer memória de como foi lá parar. Como tinha algum dinheiro na carteira, meteu-se no comboio e regressou a Tomar, optando por não fazer queixa na polícia. Nunca conseguiu recuperar o dinheiro

 

Conselhos para evitar burlas

 

O comandante da PSP de Tomar, o subintendente Vítor Trindade, indicou que, desde que assumiu o cargo no final de Agosto de 2008, apenas há registo de um caso de uma burla de 200 euros, ocorrida em frente aos CTT de Tomar no final do ano. O responsável explica a O MIRANTE que os burlões “estudam bem as pessoas” antes de as usurpar.

Não transportar muito dinheiro nos bolsos, ou se o fizerem, que esteja separado em vários compartimentos e evitar exibir objectos de valor são alguns dos conselhos que os idosos devem seguir. Devem ainda evitar andar sozinhos e dar informações sobre a vida pessoal a estranhos. “Sempre que a pessoa é abordado por desconhecidos e a conversa remete para lucros, normalmente, está-se perante uma situação de burla”, alerta. O melhor é terminar de imediato a conversa estabelecida e até contactar a PSP caso haja insistência de terceiros.

 

in O Mirante

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 09:51
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Mais histórias da burlona assassina que continua à solta

Algarvephotopress 
 
Francisco e Isaura Pacheco ficaram com uma mala de Paula, com roupa e receitas de sopas para emagrecerFrancisco e Isaura Pacheco ficaram com uma mala de Paula, com roupa e receitas de sopas para emagrecer

 

Março 2009 - 00h30
 

Lagos: Septuagenários enganados pela burlona Paula Neves

Drogou idosos e levou 15 mil euros

Paula Cristina Neves, que se entregou à PSP em Lisboa no dia 9 de Fevereiro depois de ter cometido múltiplos crimes de burla em todo o País, é suspeita de mais um caso no Algarve. Um casal de idosos de Lagos foi vítima em Junho de 2008. 
 

Paula Neves arrendou uma casa para férias, fez-se passar por psicóloga e desapareceu com 15 mil euros do casal, que drogou e enganou, simulando a intenção de comprar a casa com o dinheiro de uma herança milionária.

Francisco e Isaura Pacheco, de 70 e 72 anos, ainda choram no sofá da sala da moradia em Porto de Mós, onde acolheram Paula Neves durante quatro dias. A burlona disse chamar-se Lídia Almeida e apresentou-se como psicóloga do Hospital Curry Cabral, em Lisboa. Rapidamente se fez amiga do casal Pacheco. "Era muito simpática e estava sempre a oferecer coisas", recorda Isaura.

O casal tinha a moradia à venda por 375 mil euros. Paula dizia estar interessada e nunca discutiu o preço. Garantia que estava para receber uma herança de um milhão de euros e aparentava ter posses, mostrando no seu computador portátil fotos de alegadas propriedades suas em Tondela, Seixal e Aljustrel.

No dia 30 de Junho, Paula foi com o casal a Vila Real de Santo António. Dizia que ia receber já parte da herança, mas alegou, à chegada, ter-se esquecido de um cheque de dez mil euros. Pediu 15 mil euros para abrir uma conta solidária e aí receber a herança. O casal estaria drogado. "Na véspera deu-me uns pós e um comprimido", diz Isaura. "Sentia-me atordoado", acrescenta Francisco, que foi novamente drogado e perdeu a consciência numa esplanada onde os três foram beber sumos. Paula desapareceu com o dinheiro.

BURLONA ESTÁ EM LIBERDADE

Já em 2002 ficou em liberdade, depois de ter deixado um noivo no altar, na Batalha, desaparecendo com ouro e deixando o prejuízo da boda a que não compareceu. Paula Neves, 38 anos, drogou e burlou homens e mulheres por todo o País, nos últimos anos. Entregou-se às autoridades após deixar amnésicos dois homens em Viseu e continua em liberdade.

Filha de mãe prostituta, cresceu no Casal Ventoso, em Lisboa. Também foi prostituta, mas depois dedicou-se às burlas. Tem processos em Lisboa, Santarém, Viseu, Setúbal, Vila Franca de Xira, Faro e Pombal. Desde Julho do ano passado que a PSP está na posse de uma fotografia da burlona, fornecida pelo casal Pacheco. Nunca foi apanhada até se entregar.

Paulo Marcelino
 
in Correio da Manhã 
 
O que falta mais para a prenderem ?!

 

Ela própria já se entregou, mas pelos vistos não confessou todos os crimes.

Todos erramos e cometemos falhas. Paula Neves traiu e fez mal a muita gente.

 

 

publicado por portuga-coruche às 11:44
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2009

Testemunho de outro taxista burlado

Crime: Taxista de Lisboa descreve ao CM envenenamento e roubo

“Mais do que burlona ela é uma assassina”

"Só me lembro de estar encostado no banco do carro, de olhos abertos, mas sem conseguir mexer um único músculo. E de vê-la tirar-me os fios de ouro pela cabeça sem conseguir reagir. Depois só acordei todo entubado no hospital de Aveiro. Foi sorte não ter morrido. E por isso digo que ela é uma assassina, não uma simples burlona" – que continua à solta depois de drogar dezenas de pessoas no País todo para roubar. Neste caso, a vítima é Fernando Conceição, taxista, de 47 anos, que perdeu "tudo o que tinha, até a própria família", por causa de Paula Neves, a ‘burlona da net’. "Ainda hoje estou a pagar por isso."

 

Fernando conheceu Paula Neves em Abril de 2007. "Por acaso. Apanhei-a no Martim Moniz [Lisboa] e levei-a a um cabeleireiro na avenida Visconde Valmor. Disse-me que era a drª Lídia Franco, advogada, e começou com falinhas mansas sobre taxistas bons. Pediu-me o contacto e eu dei. Ligou um mês depois. Pediu que a fosse buscar a Fátima e a trouxesse a Lisboa. Fiz o serviço, pelo qual pagou 150 euros, e ela prometeu ligar de novo."

Dias depois, já em Junho de 2007, Paula Neves cumpre o prometido. "Quis que eu fosse buscá--la a Santarém. Tinha um julgamento em Nelas. Era de manhã e, como o táxi com que trabalho estava com o meu sócio, levei o meu carro pessoal. Pagava 70 cêntimos ao quilómetro. Já no carro mudou de rota e disse que tinha de passar pelo Barreiro. Estranhei, mas não liguei muito. No caminho parou numa pastelaria para comprar bolos e sumos. Depois seguimos em direcção a Aveiro." A armadilha estava montada.

"O PIOR FOI PERDER A MINHA FAMÍLIA"

"Quando chegámos a Aveiro, ela pediu para eu encostar o carro porque tinha as pernas inchadas. Ofereceu-me sumo e eu aceitei. Era amargo, mas disse para eu abanar pois era de fruta concentrada. Senti-me estranho e encostei-me", recorda Fernando ao CM. "Pouco depois, já não me mexia. Tirou-me tudo o que conseguiu, ficaram os anéis de ouro porque os dedos incharam." Paula Neves roubou-lhe ouro no valor de cinco mil euros e 350 euros em dinheiro. "Acordei no hospital, desorientado. Arranquei os tubos e fugi. Peguei no carro mas bati em dez veículos estacionados. Despistei-me e parti o carro todo." Mas "o pior foi perder a família. A minha mulher nunca compreendeu e, após 20 anos, separámo--nos. Deixei de viver com os meus filhos [rapaz, de 17 anos, e menina, de nove] e passei a estar num estado permanente de ansiedade e a sofrer de insónias e tensão alta." 

QUIS SABER PESO PARA PREPARAR ENVENENAMENTO

De acordo com Fernando Conceição, num dos serviços anteriores ao que terminou quase tragicamente em Aveiro, Paula Neves preparou o terreno para o seu objectivo. "Perguntou qual era o meu peso e a actividade física que eu praticava. Agora sei que era para preparar o veneno na quantidade certa. Não deve ter feito bem as contas e pôs droga a mais no sumo, pois se não fosse o hospital de certeza que tinha morrido", confessa o taxista, que andou "cinco dias com o organismo totalmente desregulado". Fernando acredita ainda que "num dos serviços efectuados ela foi vender ouro roubado a outra vítima à praça do Chile, Lisboa". "Na altura, disse que era de uma tia, mas tenho a certeza de que era roubado. E foi aí que ela foi vender o ouro que me roubou." 

OUTROS CASOS

DEIXA NOIVO NO ALTAR

Em Maio de 2002, Paula Neves abandonou o noivo no altar. As explicações da burlona à vítima foram tão convincentes que o homem julgou que Paula tinha sido raptada. Não foi a tempo de evitar um prejuízo superior a 150 mil euros.

UMA VÍTIMA NO MONTIJO

Filipe Barroso, taxista de 67 anos, também foi drogado por Paula Neves em Maio do ano passado. Aceitou um sumo e acabou no hospital do Montijo. Morreu há cerca de um mês sem nunca ter recuperado das mazelas sofridas.

João C. Rodrigues

 

in Correio da Manhã

publicado por portuga-coruche às 10:15
link | comentar | favorito
Domingo, 15 de Fevereiro de 2009

Morte de taxista coruchense associada a burlona

Montijo: Taxista foi abandonado no hospital

Homem fica sem quatro mil euros

Em Junho do ano passado o taxista Filipe Barroso, 67 anos, foi drogado e roubado no Montijo por uma mulher que fugiu sem deixar rasto. Ao ver, no CM, a fotografia da burlona Paula Neves, a família acredita tratar-se da mesma pessoa. Filipe Barroso faleceu há cerca de um mês, sem nunca ter recuperado plenamente das mazelas sofridas no ataque.

Eram 08h15 de 14 de Junho de 2008 quando uma mulher entrou no café da família, em Coruche. Bem vestida, disse que era juíza, pediu um café e sentou-se na esplanada. No local encontrava-se apenas a mulher da vítima.

Pouco depois dirigiu-se à praça de táxis onde se encontrava Filipe Barroso e pediu-lhe para a levar a Santarém. Já nesta cidade, disse ao taxista para a levar ao Barreiro, passando primeiro pelo Fórum Montijo. Pelo caminho, com uma simpatia ardilosa, a burlona ganhou a confiança do homem.

Foi por isso que, à chegada ao Montijo, pelas 11h00, o taxista aceitou um sumo oferecido pela falsa juíza para tomar os seus comprimidos. A bebida estava drogada e partir daí o taxista não se lembra do que aconteceu. A conjugação do produto que se encontrava na bebida e os medicamentos provocaram uma reacção inesperada, pelo que a burlona acabou por levar a vítima ao hospital do Montijo. Não se demorou muito no local, fugindo com a pasta da vítima, que tinha quatro mil euros, os documentos e a chave do carro.

"Pelas notícias que temos vindo a ler sobre a Paula Neves temos quase a certeza de que se trata da mesma mulher que roubou o meu pai", disse ao CM o filho da vítima, que pediu anonimato.

SEM DADOS SOBRE PROCESSO

"Quando chegámos ao hospital do Montijo o meu pai não me reconheceu a mim nem à minha irmã. Estava branco e completamente desorientado, não sabia onde estava nem se lembrava de como tinha ido ali parar", afirmou ao CM o filho de Filipe Barroso.

Foi um médico que os informou de que o pai tinha sido drogado. De imediato, apresentaram queixa na PSP, que fez peritagens na viatura e nas garrafas de sumo, entretanto recuperadas. O Fórum Montijo facilitou imagens de videovigilância onde se vê a burlona. No entanto, até ao momento, a família não foi informada sobre a evolução do processo.

Taxista há 30 anos, a partir daquele dia Filipe Barroso "nunca mais foi o mesmo" nem recuperou plenamente.

O seu estado de saúde agravou--se, sucumbindo a um AVC no dia 8 de Janeiro.

 

João Nuno Pepino / Antunes de Oliveira
 
In Correio da Manhã

 

Afigura-se uma situaçãp com GHB (conhecida como "a droga da violação, pois tem sido usada por violdores) ou uma droga de enfeito semelhante.

Eis um artigo da Wikipedia sobre ela:

O gama-hidroxibutirato (GHB) surgiu no início da década de 1990 do século XX como uma droga de abuso. Foi sintetizada como análogo do ácido gama-aminobutírico GABA, como o objetivo de se conseguir uma substância similar, capaz de atravessar a barreira hemato-encefálica. Foi investigado como agente anestésico, porém devido aos seus efeitos colaterais (contrações musculares involuntárias e delírio) foi abandonado. Posteriormente foi usado como estimulador do crescimento muscular, efeito que não foi comprovado cientificamente. Por causar diminuição do nível de consciência, depressão respiratória e convulsões, foi banido pelo FDA americano (United States Food and Drug Administration). Como medicamento, que em raros casos ainda são utilizados para o tratamento de distúrbio do sono e epilepsia no Brasil, tem seu uso controlado, sendo a importação do medicamento regumentada pelos controles da ANVISA. Como droga é produzido ilícitamente e permanece sendo frequentemente usado, quer individualmente "Droga" ou por terceiros como "Droga do Estupro" e "Boa Noite Cinderela". Casos de morte tem sido descritos tanto no uso individual como droga e também no uso para a prática de crimes de estupro e furtos.

 

in Wikipedia

 

publicado por portuga-coruche às 19:23
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

Burlões fazem-se passar por analistas da água

Na passada quarta-feira, 17 de Setembro, José António Félix chegou a casa, no lugar de Casal Calado, mesmo a tempo de correr com um dos farsantes. “O meu marido desconfiou da pinta do homem e pediu-lhe a identificação. Foi quando ele arrancou no carro e fugiu a grande velocidade”, contou ao nosso jornal a esposa, Angelina Félix, acrescentando que o alegado burlão conduzia um BMW preto, do qual ninguém conseguiu tirar a matrícula.
Ainda não há vítimas de roubos ou furtos, mas o caso está a provocar grande apreensão entre os habitantes destes lugares, onde várias famílias já foram contactadas pela suposta empresa de controlo da qualidade da água.
“Que eu conheça, foram contactadas quatro pessoas”, contou ao nosso jornal um outro morador, Ricardo Tomás, não só em Casal Calado, mas também no Pé da Serra e Fonte da Bica, pequenos lugares próximos uns dos outros.
“Primeiro, telefonam e perguntam a que horas estamos em casa. Fazem muitas perguntas e tentam descobrir se somos novos ou velhos”, acrescentou ainda Angelina Félix, que lamenta não se recordar do nome da empresa. Sobre o homem que tentou entrar na sua residência, pedindo-lhe que fervesse um litro de água, acrescenta apenas que nunca o tinha visto e que anda pela casa dos 30 anos.
O caso já levou a Câmara Municipal de Rio Maior, que é responsável pela qualidade da água da rede pública, a emitir um comunicado onde afirma ser totalmente alheia a esta situação e a informar que não contratou qualquer empresa para realizar análises.

 

in O Ribatejo

publicado por portuga-coruche às 14:45
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. FOROS DE SALVATERRA Casal...

. Coruche – Suspeitos de bu...

. AVISO: Cuidado com os "fa...

. Burlonas confessam ter dr...

. Paula Neves, presa em Tir...

. Burlão dizia-se filho de ...

. Dupla droga e burla operá...

. Santarém na rota da Máfia

. Procurava uma companheira...

. Anda em Tomar a "tomar" o...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds