Sexta-feira, 9 de Julho de 2010

Ainda a tragédia de Fátima

Fátima: Inês tinha três anos e caiu de uma altura de 12 metros

Menina morre em queda

"Mãe, não fui eu. Tentei agarrá-la, mas não consegui!", exclamava o pequeno Rafael, de cinco anos, abraçado à progenitora, enquanto os bombeiros tentavam reanimar a irmã, de três anos, que acabara de cair da janela do apartamento – a 12 metros de altura –, ontem de manhã, na avenida Beato Nuno, em Fátima. Inês Rodrigues caiu desamparada na via pública e não sobreviveu aos ferimentos. O óbito foi confirmado no local pelos médicos do INEM.

 

 Por:Francisco Pedro / J.T.

 

José Rodrigues inconsolável com a morte da neta, que ajudou a criar

 

A queda registou-se pelas 08h30. Segundo apurou o CM, a menina estaria a brincar com o irmão, trepou para a janela e caiu. A mãe, Elizabete Rodrigues, 32 anos, encontrava-se a tomar banho quando foi alertada pelos gritos do filho. Desceram ambos à rua e depararam-se com Inês prostrada no chão, envolta numa poça de sangue. A equipa dos Bombeiros Voluntários de Fátima chegou passados minutos, imobilizou a menina e iniciou as manobras de reanimação. 'Ela tinha pulso, mas já estava com bastante carência de oxigénio', explicou António Gaspar, comandante da corporação. Os médicos da VMER do Hospital de Leiria ainda se deslocaram a Fátima, só que pouco mais puderam fazer do que declarar o óbito. Após o acidente, o casal e o seu filho mais velho foram transportados ao Hospital de Leiria para receberem apoio psicológico. A Câmara Municipal de Ourém também enviou uma técnica social para acompanhar a família.

A mãe da menina trabalha num restaurante da Cova da Iria, perto do Santuário. O pai, Agostinho Ferreira, 35 anos, é profissional da construção civil e estaria a exercer funções na zona de Coimbra. Residem em Fátima há dois anos. Na semana passada mudaram-se para o apartamento na avenida Beato Nuno para dar melhores condições de vida aos três filhos – de oito meses, três e cinco anos. O sonho acabou em tragédia. 'São horas do diabo', lamenta, com as lágrimas nos olhos, José Carreira Rodrigues, avô materno da vítima.

O corpo foi transportado para a morgue do Hospital de Tomar, para ser autopsiado. Só depois será marcado o funeral, que deverá realizar--se nas Matas de Espite, no concelho de Ourém, a terra natal dos pais. A GNR fez uma inspecção judiciária à casa, remetendo os dados ao Ministério Público.

'CONSTRUÇÕES SEM GUARDAS':  Sandra Nascimento,presidente da APSI

Correio da Manhã – A falha humana é a principal culpada nas quedas de janelas e varandas?

Sandra Nascimento – Não. Há a tendência para culpabilizar quem está com a criança, mas é importante saber também que barreiras físicas têm os edifícios para prevenir as quedas.

– Essas barreiras são obrigatórias nas construções?

– Existe uma norma técnica de prevenção, mas a Lei não obriga os projectistas a cumpri-la. Ainda vemos muitas construções novas sem guardas seguras nas varandas e mecanismos de limitação de abertura nas janelas.

– Têm-se verificado muitas quedas de crianças em prédios?

– Os dados que temos indicam que houve 13 casos em 2007, seis em 2008 e quatro em 2009.

RAPAZ CARBONIZADO EM SOTÃO

Tinha aterrado em Lisboa, por volta da hora do almoço, com a mãe, a irmã mais nova e uma amiga, vindos de França, onde vivem há muitos anos, para passar dois meses de férias em Portugal. Marco, de apenas 12 anos, acabou por morrer carbonizado, na madrugada de ontem, na primeira noite que passou na casa da família, em Varge Mondar, Rio de Mouro, Sintra. Um fogo destruiu por completo o sótão da vivenda, onde o jovem estava.

Marco e Eva (seis anos), já nascidos em França, adoravam vir a Portugal rever familiares e passar férias e, desta vez, até trouxeram uma amiga, de 9. Mas nada correu como planeado.

Segundo o Correio da Manhã conseguiu apurar, uma sobrecarga eléctrica numa tomada esteve na causa da tragédia que se abateu sobre esta família de emigrantes. Ao que tudo indica, a sobrecarga foi provocada pela ligação de vários aparelhos – uma televisão, uma PlayStation e uma guitarra – à mesma ficha.

'Isto é muito injusto. Ninguém merece morrer assim, muito menos uma criança que estava sempre feliz', disse um familiar, ao mesmo tempo que olhava para os destroços do sótão. 'Vinham cá todos os anos passar férias, iam ficar dois meses, já tinham tudo planeado. Hoje [ontem] estava mesmo planeado irem à praia, e depois acontece esta tragédia. Está tudo estragado'.

O incêndio teve início pelas 02h00 e foi dominado cerca de uma hora depois.

JOVEM MORRE JUNTO A PISCINA

A tragédia abateu-se sobre uma família britânica quando, anteontem, pelas 18h20, a filha, de apenas 15 anos, sentiu-se mal ao tomar banho com umas amigas na piscina da residência, uma vivenda situada na zona de São João do Estoril, acabando por morrer. Na altura em que os bombeiros chegaram ao local a vítima ainda apresentava sinais de vida, mas viria a falecer pouco depois.

Ao que o nosso jornal conseguiu apurar, a jovem tomava banho com as amigas na piscina quando, subitamente, desmaiou. De imediato foi retirada da piscina pelas amigas e por familiares que estavam por perto. Os bombeiros do Estoril chegaram poucos minutos após ter sido dado o alerta e, apesar de todos os esforços na tentativa de reanimar a vítima, esta acabou por falecer.

PORMENORES

APOIO PSICOLÓGICO

Os psicólogos do INEM já não prestam apoio a vítimas e famílias, devido às medidas impostas recentemente anunciadas. A família de Marco não teve essa ajuda.

20 BOMBEIROS NO LOCAL

O alerta aos bombeiros de Algueirão-Mem Martins chegou às 02h00 e, no local, o incêndio foi combatido por 20 elementos.

RECUSAM ALOJAMENTO

A família recusou o realojamento temporário disponibilizado pela Segurança Social. Ficaram em casa de uma vizinha.

NOTAS

DADOS: ACIDENTES MORTAIS

As quedas estão na origem da maior parte dos acidentes com crianças. Segundo a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI), são a terceira principal causa de morte

ALERTA: TERCEIRO CASO

A queda de Inês Rodrigues foi a terceira dogénero registada em Fátima nos últimos dois anos, segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários locais, António Gaspar

SEGURANÇA: CONSELHOS ÚTEIS 

As janelas acessíveis a crianças pequenasdevem ter um mecanismo que limite a abertura a 10 cm e exija dois movimentos coordenados para serem accionadas ou desbloqueadas

 

 

in Correio da Manhã

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 08:00
link | comentar | favorito

Homem de 54 anos morre em tirada de cortiça

 Um homem de 54 anos, residente no lugar do Zebrinho, freguesia de São José da Lamarosa, concelho de Coruche, morreu sábado, dia 3, numa tirada de cortiça em Vale de Figueira, concelho de Santarém. A situação passou-se eram perto de oito da manhã quando o homem disse a três colegas de trabalho que ia à casa de banho. Acabou por ser encontrados momentos depois caído no chão inanimado. O trabalhador foi atendido pela Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Hospital de Santarém mas viria a falecer no local.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:10
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Julho de 2010

A tragédia aconteceu em Fátima

Criança de 2 anos morre de queda de quarto andar

 

 

 

 

Uma criança de dois anos morreu depois de cair na manhã desta quarta-feira, dia 7, de um quarto andar de um edifício de Fátima, na Avenida Beato Nuno, junto à Rotunda do Peregrino. O acidente ocorreu por volta das 8h44, em circunstância que ainda estão por apurar. Os bombeiros e uma equipa médica deslocaram-se ao local, mas não conseguiram reanimar a criança.

Segundo o comandante dos Bombeiros de Fátima, Gaspar Reis, a criança apresentava fracturas múltiplas, suspeitando-se que tenha caído de cabeça. O corpo da criança foi transportado para o Instituto de Medicina Legal para ser sujeito a autópsia e as autoridades estão a investigar o caso.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:05
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Junho de 2010

Carina fracturou a coluna

Autópsia de jovem de 21 anos desaparecida confirma morte por acidente de viação

TERESA CARDOSO E NUNO MIGUEL MAIA

A autópsia efectuada ao corpo de Carina Ferreira concluiu que a jovem de Lamego teve morte imediata na sequência de uma fractura da coluna. As lesões detectadas são compatíveis com o acidente que conduziu o carro ao fundo de uma ravina, na A24.

Quando os inspectores de uma equipa especial da Polícia Judiciária (PJ) do Porto encontraram, na passada segunda-feira, o cadáver da desaparecida ainda com o cinto de segurança colocado, no seu Peugeot 106, logo se desenhou a forte possibilidade do acidente.

Só que não estava determinada a concreta causa da morte, pelo que ainda se colocava a possibilidade teórica de intervenção de terceiros.

O exame médico-legal veio a confirmar a morte como consequência do acidente, mas em especial da fractura da coluna, uma zona muito sensível, crucial mesmo quanto ao funcionamento geral do organismo.

Conforme noticiou o JN, presumivelmente, para a ocorrência do acidente no passado dia 1 de Maio, viatura conduzida por Carina Ferreira seguia em velocidade excessiva ou pelo menos o suficiente para embater no talude da A-24, numa zona em que não havia "rails".

Depois, o Peugeot ganhou balanço e voou por cima de uma cerca destinada a impedir o acesso a animais, caindo na ravina. Parou cerca de 30 metros à frente. O automóvel ficou do avesso e já estava coberto por alguns arbustos, estado em que foi encontrado por inspectores da PJ, que andavam, a pé, a pesquisar aquela zona há vários dias.

O local onde foi encontrado o corpo situa-se na estrada Lamego-Peso da Régua e na zona em que, pela última vez, foram activadas as células dos telemóveis de Carina Ferreira, que ia para uma festa cubana no Clube de Caça e Pesca da Régua.

A família da vítima do acidente não quis presenciar as operações de resgate do corpo.

Cerimónia com oito padres

A igreja de Santa Cruz, em Lamego, foi ontem pequena para receber as centenas de pessoas que se associaram às exéquias fúnebres de Carina Ferreira. Universitários, desportistas, militares e gente anónima juntaram-se à família num último adeus.

José Ferreira, o pároco da freguesia da Sé que presidiu à cerimónia litúrgica, ao lado de mais sete sacerdotes, falou da "angústia e incerteza" da família que durante 37 dias não soube o paradeiro da filha.

"Sentimos muito a perda de alguém que é ceifado prematuramente. Mas a vida é muito precária, muito frágil. Está sempre presa por um fio muito ténue que se pode quebrar a qualquer momento".

O sacerdote reconheceu ainda, na homilia, que Lamego "tem sido assolado por uma série de acontecimentos que assombraram a nossa vida quotidiana", numa alusão ao caso do estudante que morreu ao cair de uma varanda em de Mar, Espanha.

 

Artigo in Jornal de Notícias

 

Foto in 24Horas n.º 3473

 

publicado por portuga-coruche às 07:55
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

Coruche: Idosa morre em lareira

Uma idosa, com 77 anos, foi encontrada morta junto da lareira da sua residência, ao final da tarde de ontem, em S. José da Lamarosa, Coruche. Os vizinhos estranharam o fumo que saía da casa e alertaram os Bombeiros Voluntários de Coruche, que já encontraram o corpo semicarbonizado. A GNR tomou conta da ocorrência.

 

in Correio da Manhã

 

Vamos acompanhar esta triste notícia. Infelizmente, apesar dos avisos constantes todos os invernos acontece isto. Umas vezes mais perto outras mais longe.

 

publicado por portuga-coruche às 09:22
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

Faleceu o Dr. Isabelinha

Médico oftalmologista exerceu durante mais de meio século em Santarém
 

Médico Joaquim Isabelinha morreu uma semana antes de fazer 101 anos
 

A sua faceta filantrópica mereceu-lhe o reconhecimento do povo e de diversas entidades fotopúblicas. Era sócio número um da Académica de Coimbra, cidade onde se formou e jogou futebol.
 

Faleceu na manhã desta terça-feira no Hospital de Santarém, Joaquim Gonçalves Isabelinha, médico oftalmologista que durante mais de meio século exerceu em Santarém, e que celebraria no dia 5 de Dezembro 101 anos de vida. O funeral realizou-se esta quarta-feira. O corpo foi sepultado no jazigo de família no cemitério de Almeirim. Deixa um filho, três netos e uma bisneta.

Nascido em Almeirim no seio de uma família de comerciantes, Joaquim Isabelinha formou-se em Medicina em Coimbra corria o ano de 1936. Na “cidade dos doutores” o seu jeito para a prática do futebol atinge o expoente. A par do curso jogava na Académica, de que era sócio número um. Chegou a defrontar o Porto e o Benfica. Diz que o tratavam por “adversário amigo”. A ligação afectiva a Coimbra foi cimentada pelo nascimento dos seus filhos nessa cidade.

Mas foi também durante a sua estada em Coimbra que ocorreu um dos grandes dramas da sua vida. Estava-se na quadra natalícia, andava Joaquim Isabelinha no segundo ano do curso. Na ante-véspera de Natal falece a sua mãe e passados doze dias, na véspera de Reis, morre o pai. Acontecimentos nefastos obrigaram-no a tomar decisões que definiram o curso da sua vida.

O então estudante de Medicina assume que não tem jeito para os negócios e decide continuar o curso. Do património deixado pelos pais faz questão de não alienar nada. Recorre a um empréstimo bancário para financiar o resto do curso. Depois de três anos e meio de especialização em Oftalmologia, tirada em Lisboa, assenta arraiais em Santarém. Em 1940 ele e Rui Puga eram os únicos especialistas da área em Santarém. Prestou também serviço no hospital da cidade.

Entendeu sempre a medicina como um sacerdócio. Era frequente aparecerem-lhe no consultório do Largo do Seminário pacientes sem posses para pagar a consulta. Joaquim Isabelinha nunca negou os préstimos a ninguém. Quem não podia pagar era assistido gratuitamente. A sua faceta de benemérito, reconhecida pela comunidade, levou-o durante anos a distribuir dinheiro por pessoas carenciadas da sua Almeirim natal. Onde tem nome de rua, tal como em Santarém.

Uma das recordações mais gratas da sua vida profissional remonta ao dia em que prestou assistência ao famoso ganadeiro espanhol Álvaro Domecq, que na altura se encontrava a passar uns dias numa quinta nos arredores de Santarém. O dr. Isabelinha não levou qualquer dinheiro pela consulta, o que justificou com o contributo dado pelo espanhol para a festa brava, de que sempre foi aficionado.

Em Fevereiro de 2006, O MIRANTE atribuiu a Joaquim Isabelinha o Prémio Vida na Gala Personalidades do Ano referente a 2005. Em Dezembro de 2008, foi alvo de uma grande homenagem pública em Santarém por ocasião do seu centésimo aniversário, onde participaram, entre outras personalidades, o presidente da Associação Académica de Coimbra, o reitor da Universidade de Coimbra e os presidentes das câmaras de Coimbra e de Santarém.

 

Entendeu sempre a medicina como um sacerdócio. Era frequente aparecerem-lhe no consultório do Largo do Seminário pacientes sem posses para pagar a consulta. Joaquim Isabelinha nunca negou os préstimos a ninguém.

 

 

 

in O Mirante

 

Celebrizou-se não só pela sua eficácia como oftalmologista, mas também, como "médico dos pobres", Deu milhares de consultas grátis, tal como milhares de cirurgias.

Gostava muito de ajudar os pobres que constantemente lhe batiam à porta. Deixou de viajar, coisa que gostava muito só para ter dinheiro para dar.

Nos últimos anos saía de casa com um andarilho e ainda pagava uns almoços a pobres, tendo ainda dinheiro para oferecer à Igreja.

Que Deus o receba com toda a paz que merece. Morreu um homem bom. É deste tipo de gente que nos precisamos. Que descanse em paz.

 

publicado por portuga-coruche às 09:31
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 8 de Agosto de 2009

Faleceu hoje Raul Solnado

Pra quê
Sofrer com despedida?
Se quem parte não leva,
Nem o sol, nem as trevas
E quem fica não se esquece
Tudo o que sonhou, eu sei
Tudo é tão simples que cabe
Num cartão postal
E se a história é de amor
Não acaba tão mal.

 

Rita Lee

publicado por portuga-coruche às 13:57
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

Tomar: militar da GNR vai a sepultar sexta-feira

 


O militar da GNR que faleceu ontem em Salvaterra de Magos é sepultado amanhã (sexta-feira) nas Serras da Sabacheira, Tomar
 

 

Estão a ser investigadas as circunstâncias em que Sérgio Fonseca, de 30 anos, militar da GNR, perdeu a vida quando ia de moto e embateu numa retroescavadora em Salvaterra de Magos.
O acidente ocorreu ontem de manhã e deixou em estado de choque familiares, amigos e os seus colegas da Equipa de Intervenção Rápida do Destacamento da GNR de Coruche.
Natural da freguesia de Sabacheira, Tomar, o militar, estava a viver em Marinhais, com a sua mulher e dois filhos gémeos com três anos de idade.
O funeral realiza-se sexta-feira, dia 10, às 16 horas para o cemitério das Serras da Sabacheira, onde residem os seus pais.
 

 

 

in O Templário

publicado por portuga-coruche às 09:10
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 9 de Julho de 2009

Militar da GNR morre em colisão com uma retroescavadora

Militar da GNR morre em colisão com uma retroescavadora

 

A.S.

 

O Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação do Destacamento da GNR de Coruche está a investigar as causas do acidente ocorrido em Marinhais, freguesia de Salvaterra de Magos, e que ontem de manhã matou um militar.

Segundo apurou o JN, o militar, com pouco mais de 30 anos, seguia num motociclo que colidiu frontalmente com uma retroescavadora. Fonte da GNR explicou que o condutor da máquina estaria a mudar de direcção quando se deu a colisão.

"Talvez não tivesse sido feita uma boa sinalização", avançou a fonte, explicando que "só depois das investigações poder-se-á saber o que realmente aconteceu".

O acidente ocorreu por volta das 9.15 horas, na EN 367, que liga Marinhais à Serra, e que é perpendicular à linha ferroviária. O militar, que residia em Marinhais, deslocava-se para o serviço.

O guarda ainda foi transportado pelos bombeiros de Salvaterra de Magos para o centro de saúde de Benavente onde viria a ser confirmado o óbito. O corpo seguiu depois para o Gabinete Médico Legal de Vila Franca de Xira onde será realizada a autópsia.

O militar, que tinha pouco mais de 30 anos, integrava a equipa de Intervenção do Destacamento de Coruche da GNR. Era casado e tinha dois filhos menores.

Ontem, ao início da tarde, uma equipa de psicólogos da Guarda estava na residência do casal para apoiar a família, garantiu fonte da GNR.

A mesma fonte descreveu o ambiente como de "grande consternação" já que "o militar, para além de excelente profissional, era muito querido das pessoas". O funeral ainda não está marcado.

 

in JN

publicado por portuga-coruche às 09:50
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Aldeia de luto chora a mo...

. Carrinha d'Os Corujas env...

. Fajarda: Acidente causa u...

. Amy Jade Winehouse (14/09...

. Condutor de moto morre em...

. Homem morreu electrocutad...

. Um morto em despiste em C...

. Morreu o forcado que pega...

. Morreu o forcado que pega...

. Faz Hoje anos que morreu ...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds