Sexta-feira, 4 de Abril de 2008

Solange F. “Gostava de ter um ‘talk show’ gay”

O rosto da rebeldia do formato ‘Curto Circuito’ quer quebrar tabus e gosta de pôr as pessoas à prova

Que balanço faz destes quatro anos a apresentar o ‘Curto Circuito’?

Tenho entrevistado pessoas de todo o tipo e conhecido gente de várias áreas. O facto de o programa ser transmitido em directo é uma grande aprendizagem e não gostaria que fosse de outra forma. Contudo, acho que teria a mesma espontaneidade se fosse gravado (provavelmente era censurada mais vezes...). Mas uma das coisas mais importantes para mim é o facto de o programa me permitir ouvir as opiniões dos outros e aprender a respeitá-las. Lembro-me que quando debatemos o tema do aborto comecei por dizer que era contra e, no final, depois de ouvir vários telespectadores, comecei a pensar de outra forma. Só espero que isso não aconteça só comigo.

Qual tem sido o ‘feedback’ dos jovens que assistem ao programa?

Eles encaram-nos como um grupo de amigos. O programa não é apenas um espaço onde se partilha opiniões mas também desabafos. Eles sabem que nos podem contar tudo sem o risco de serem criticados. E depois há aquela palhaçada toda com a qual não se aprende nada...

Mudava alguma coisa no formato?

Sim. Já teve várias alterações e vai continuar a adaptar-se aos interesses do público. Na minha opinião, acho que o programa podia ter uma componente lúdica mais interactiva, em que os jovens pudessem ganhar prémios. Além disso, gostava que eles também pudessem estar em estúdio para debater os temas. O ideal seria ter duas pessoas com opiniões diferentes.

Desde o início, a Solange tem sido o rosto da irreverência do ‘Curto Circuito’...

Não é defeito, é feitio. Desde miúda que sou contestatária e reclamo sempre quando os meus direitos não são respeitados. Por isso gosto quando o programa aborda temas polémicos, pois posso colocar as pessoas à prova. O facto de estas perceberem que existem outras opiniões e que estas devem ser respeitadas já é um passo à frente para mudar mentalidades.

Gosta de provocar?

Eu provoco naturalmente. A verdade é que nem gosto muito de dar nas vistas (é claro que este cabelo não ajuda!). Gosto, sobretudo, de pessoas que me excitam a nível intelectual, que tenham ideias diferentes.

A representação continua em ‘stand by’?

Infelizmente, sim. Mas também tenho muito pouco tempo. Estou a tirar o curso de Psicologia Clínica de manhã e à tarde tenho o programa. É claro que gostava de voltar ao teatro e encontraria certamente energias para subir aos palcos todas as noites, mas a verdade é que não tem havido oportunidades.

Gostava, por exemplo, de participar numa próxima telenovela?

Como é que hei-de responder de uma forma politicamente correcta?... Nunca se diz 'desta água não beberei'. Contudo, essa não é propriamente a minha ‘praia’. Depende do projecto.

E de apresentar um programa só seu?

Já tive várias ideias de programas mas a verdade é que sou preguiçosa de mais para apresentar um projecto. Gostava de ter um programa à semelhança dos que são transmitidos no Pink TV, o canal francês dedicado à comunidade homossexual. A ideia era ter um espaço assumidamente gay mas não exclusivamente gay. Um talk show, com entrevistas, discussão de temas e divulgações de eventos, até porque os gay gostam de determinados tipos de roupa, marcas, música e literatura. Também me lembrei de fazer um programa do género do ‘Curto Circuito’ mas onde se falasse de sexo para um público mais novo. A maioria das pessoas julga que existe muita informação nesta matéria e os jovens estão muito esclarecidos mas isso não é verdade.

Ou seja, dois temas tabu. Acredita que o facto de ter assumido em público a sua homossexualidade vai ajudar a mudar as mentalidades dos portugueses?

Nunca pensei nisso até agora. Tenho recebido um ‘feedback’ muito positivo e sei, pelas mensagens que recebo, que a minha revelação ajudou muitas pessoas de maneiras diferentes. Se calhar temos de começar com estes pequenos passos. Na minha opinião, os pais deviam falar mais sobre este tema com uma certa normalidade, de forma a perceberem que ser gay não é uma opção mas uma orientação. Daí que este tipo de programas sejam importantes. Talvez o Nuno Santos se lembre de criar um espaço inovador na SIC Radical.

Acredita que a mudança deve começar no seio familiar?

Claro que sim. Conheço muitos casos de jovens que não assumem a sua homossexualidade por causa da família. Conheço outros que, ao fazerem-no, foram expulsos de casa. É horrível ter de esconder a sua verdadeira identidade, de não ter o direito a ser livre e feliz só porque muita gente é homofóbica sem saber porquê. As pessoas têm de tirar esse peso de cima e dizer: 'O meu filho é gay. E depois? Deixem lá o miúdo em paz!'

 

HOMOSSEXUALIDADE HÁ MUITO QUE ESTAVA ASSUMIDA: REVELAÇÃO POLÉMICA

Solange F. assumiu publicamente a sua homossexualidade numa reportagem especial do semanário ‘Expresso’ em que participavam outras mulheres. Ela, porém, era a única figura pública. 'Sou lésbica. E depois?', diz a apresentadora de ‘Curto Circuito’. 'Não fiz esta revelação por mim, pois há muito que assumi a minha homossexualidade. A única diferença é que agora as pessoas que não conheço de lado nenhum também sabem. Se choquei alguém não o fiz gratuitamente. Apenas espero que isto possa ajudar alguém ou fazer ver as coisas de uma forma diferente.'

 

PERFIL: ACTRIZ DE TEATRO

A apresentadora de ‘Curto Circuito’ nasceu a 28 de Dezembro de 1976 em Lisboa. Tem o curso superior de Actor e estuda Psicologia Clínica. Aos 20 anos estreou-se nos palcos da Cornucópia, pela mão de Luís Miguel Cintra. Os palcos continuam a ser a sua paixão.

 

Sónia Dias

 

in Correio da Manhã online

publicado por portuga-coruche às 15:18
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De portuga-coruche a 4 de Abril de 2008 às 16:01
Aposto que o CM mandou uma Jornalista em vez de um Jornalista porque assim a solange estaria mais à vontade.....
Atenção que não tenho nada contra as "mulheres de lingua amarela". Digo "lingua amarela" não por ser uma doença, tipo a "lingua azul", mas porque já observei a cor e o halito......

Comentar post

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds