Quarta-feira, 13 de Agosto de 2008

DAI renuncia à produção de açúcar de beterraba e dedica-se apenas à refinação

DAI renuncia à produção de açúcar de beterraba e dedica-se apenas à refinação

A DAI, Sociedade de Desenvolvimento Agro-Industrial renunciou à quota de 15 mil toneladas de produção de açúcar de beterraba que tinha para a campanha 2008/2009, tornando-se refinador exclusivo de ramas.

Constituída em 1993 com o objectivo de produzir açúcar a partir de beterraba, a fábrica com sede em Coruche, que começou a laborar em 1997, desencadeou em 2007 um processo de adaptação da unidade fabril para a refinação, na sequência da decisão da Comissão Europeia (CE) de reduzir a sua quota de produção.

No relatório e contas de 2007, a empresa sublinha a conclusão «com sucesso da adaptação da unidade fabril para a actividade de refinação» e destaca a decisão de renunciar à quota de 15 mil toneladas de açúcar de beterraba, a que corresponde uma indemnização de cerca de três milhões de euros, considerada elegível pelo Ministério da Agricultura.

Em 2007, a quota de produção de açúcar a partir de beterraba foi reduzida de 70 mil para 34.500 toneladas, passando este ano para as 15 mil toneladas, no âmbito das medidas adoptadas pela CE para reduzir a produção de açúcar na União Europeia (UE).

Na decisão de abdicar da quota pesou o facto de a empresa não ter conseguido cumprir em 2007 as 34.500 toneladas, uma vez que a beterraba entregue pelos produtores (203 mil toneladas) culminou em 31 mil toneladas de açúcar branco, «prefigurando a dificuldade em garantir o abastecimento» da matéria-prima necessária e «economicamente justificável» para as 15 mil toneladas de quota.

Nas negociações com Bruxelas, a DAI conseguiu que lhe fosse atribuída, em 2007, uma quota de 65 mil toneladas para refinação de açúcar de cana para assegurar a continuidade da unidade.

A adaptação, que implicou investimentos da ordem dos 12 milhões de euros, decorreu durante 2007, ano em que a fábrica laborou durante cerca de 200 dias, «frequentemente com valores de produção próximos de mil toneladas diárias de açúcar».

O exercício de 2007, que culminou com um resultado líquido negativo de 3,8 milhões de euros, ficou marcado pelo «considerável» aumento do volume de negócios, mais 68 por cento que em 2006, «fruto das cerca de 175 mil toneladas vendidas, com reforço da posição nos mercados tradicionais (110 mil toneladas), mas também dos negócios de prestação de serviços de refinação».

«O resultado financeiro negativo justifica-se pelo aumento do endividamento médio mensal e pelo aumento cíclico dos indexantes das taxas de juro europeias resultantes da actuação monetária do Banco Central Europeu», lê-se no relatório.

O ano de 2007 ficou ainda marcado pela constituição de uma sociedade em Moçambique, na qual a DAI detém 50 por cento do capital, destinada à produção de açúcar de cana, «de modo a assegurar no futuro uma maior estabilidade no aprovisionamento e melhor qualidade das ramas».

Foi ainda constituída, com a espanhola Azucarera EBRO, a NCA, Nueva Comercial Azucarera, da qual a DAI detém 12,5 por cento do capital, com o objectivo de manter e consolidar a presença naquele que é o seu principal mercado (95 por cento das vendas) e obter ganhos com a racionalização logística e as sinergias entre os dois accionistas.

Em 2007 a empresa iniciou ainda um processo de melhoria da eficiência energética, tendo produzido energia para as suas necessidades e injectado na rede pública «um quantitativo digno de registo», sendo seu objectivo introduzir futuramente o aprovisionamento e utilização do gás natural.

in AgroNotícias

 

Também no Sol online podemos encontrar esta notícia, onde acresce os comentários dos utilizadores

Beterraba açucareira deixa de ser cultivada em Portugal
A cultura de beterraba açucareira, iniciada há pouco mais de uma década em Portugal, tem este ano a sua última campanha, com o fim da produção de açúcar a partir deste tubérculo na fábrica de Coruche
 

Manuel Campilho, presidente da Associação Nacional de Produtores de Beterraba (Anprobe), não esconde o inconformismo e repete as críticas ao ministro da Agricultura, «que aceitou que se liquidasse esta cultura» em Portugal.

No seu entender, só por «incompetência» Portugal pode ter saído penalizado na reforma encetada em 2006 pela União Europeia no sentido de reduzir a produção europeia de açúcar em 6 milhões de toneladas até à campanha 2009/2010.

«Portugal aceitou ser tratado como um grande produtor e colocado em pé de igualdade com países exportadores como a Alemanha e a França, quando na realidade produzimos apenas 20 por cento do açúcar que consumimos», disse Manuel Campilho à agência Lusa.

Para o presidente da Anprobe, só a «incapacidade de previsão» não permite encarar este como um produto estratégico para o país, sobretudo numa altura em que a subida dos preços dos combustíveis obrigaria a encarar a regionalização da produção.

«A beterraba era uma cultura alternativa para os agricultores portugueses, por isso nos batemos pela fábrica» da DAI, Sociedade de Desenvolvimento Agro-Industrial, em Coruche, que começou a laborar em 1997 e que implicou um investimento da ordem dos 80 milhões de euros.

A quota de 70.000 toneladas de açúcar de beterraba atribuída à DAI foi reduzida em 2007 para 34.500 e este ano para 15.000, tendo a empresa decidido, após autorização da Comissão Europeia, dedicar-se exclusivamente à refinação de açúcar de cana, o que obrigou a investimentos de adaptação da ordem dos 12 milhões de euros.

Numa década, os produtores portugueses conseguiram atingir níveis recorde de produção (mais de 90 toneladas por hectare, o dobro dos obtidos na campanha de 1997), sublinhou Manuel Campilho.

Na sua Quinta da Lagoalva, em Alpiarça, a colheita nos 25 hectares semeados, que começou a semana passada, perspectiva valores da ordem das 100 toneladas por hectare.

Na sementeira do Outono, esta cultura será substituída por milho e ervilha ou por girassol, dado que a DAI decidiu renunciar à quota da próxima campanha.

«A beterraba provou ser uma alternativa muito interessante», disse Manuel Campilho à Lusa, lamentando que a Alemanha e a França tenham quebrado a solidariedade que desde 1968 reinava na confederação de produtores europeus.

No seu entender, a reforma do açúcar decidida «unilateralmente» pela Comissão veio «desorganizar o mercado» com a abertura à importação de ramas «sem limites».

O regime de reestruturação do açúcar adoptado em 2006 pela Comissão Europeia visa reduzir a produção na União, em 6 milhões de toneladas até à campanha de 2009/2010, para níveis considerados sustentáveis.

A Organização Comum de Mercado (OCM) do Açúcar é regida, desde 1968, por regulamentos da Comunidade Europeia, que estabelecem as regras no que diz respeito a preços, quotas e trocas comerciais com países terceiros.

Para o ministro da Agricultura, Jaime Silva, os produtores de beterraba «não têm razões de queixa» da negociação feita pelo Governo português.

Sublinhando o montante significativo de ajudas ao abandono da produção até 2013, da ordem dos 6,4 milhões de euros, o ministro frisou, há um ano, o facto de Portugal ter conseguido garantir a continuação da laboração da DAI.

Jaime Silva afirmou na ocasião que os agricultores que abandonaram a produção de beterraba, recebendo ajudas, não deixaram de produzir, tendo optado por outras culturas economicamente interessantes.

 

Lusa/SOL

 

OS COMENTÀRIOS:

 

Incrível!!! Pelos vistos as negociações entre o governo, a DAI e a União Europeia já decorreram à muito tempo, mas só agora a Anprobe resolve falar (pelo menos publicamente). Porque será?

homemlivre, em 2008-08-12 12:41:34


È a politica deste Governo XUXA.A única coisa a fazer é correr com eles nas próximas eleições.Pior do que esta canalha é dificil...Estamos a pagar os erros que cometemos.Um Estado e um Governo Autoritário e Estalinista que finge ser Democrático.Quando há qualquer coisa que começa a dar "certo"....a canalha acaba com ela.
ram, em 2008-08-12 12:35:47

 

Não à subsidiodependência!
gipsyking, em 2008-08-12 12:15:34

o ministro é um atrasado mental!
numa altura em que importava assegurar uma reserva agrícola no âmbito dos combustíveis alternativos a beterraba deveria ter sido considerada uma cultura estrategica para o país, o governo, que vai investir uma quantia faraónica em autoestradas de que já não necessitamos mais(o que falta são vias complementares) deveria ter investido na reconversão da industria, que poderia fornecer 20.000 toneladas de bioetanol por ano, sem comprometer os preços ao consumidor de produtos alimentares.
Com a sua habitual insanidade o ministro fez ruir uma das últimas soluções para a crise energética do país.
A crise pelos vistos não é realmente na energia, mas no governo, com cavalgaduras destas a mandar estamos condenados!

balburdio, em 2008-08-12 11:19:22

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 10:16
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Gonçalves a 7 de Maio de 2011 às 19:19
Os europeus ricos querem mandarem nas nossas produções para terem o MONOPÓLIO dos MERCADOS de forma a sufocarem os produtores Portugueses e porem-nos a pedinchar esmolas a quem nos criou a crise, e quem nos governou até aqui é que permitiu tudo isto, porque os portugueses caíram na esparrela do dinheiro fácil e no facilitismo. Votem em partidos diferentes que nos defendam no meio destes Leões selvagens e dos lobos vestidos de cordeiro. Votem Bloco de Esquerda ou CDU, que dizem as verdades e nunca lhes foi dado oportunidade.
De Gonçalves da AVEIRO a 7 de Maio de 2011 às 20:35
Entramos na CEE para trabalhar de graça !
A CEE financiou a IP5, IP3, IC1, isto é itinerários principais e itinerários complementares às Auto-estradas, comprando os terrenos aos proprietários por um preço muito baixo já que não se destinava a Auto-estrada, só que este governo do PS, mudou as regras ao jogo com a máxima arrogância, desprezando as manifestações dos seus eleitores e mentindo aos Portugueses como faz o pinóquio. Sócrates não mereces viveres neste país humilde trabalhador e explorado por ti, e deixas-te as nossas quotas de produção da agricultura e pescas para os europeus terem o MONOPÓLIO da produção e ganharem milhões. Tu e o Ministro da Agricultura andaram os dois a pastar a Toura. Quando acordastes já foi tarde
Se fosse a ti ia parta o Algarve passar 3 noites no Hotel Xereton em Albufeira por 7.000.00 euros como fizeste hà dois anos atrás e andavas tu a pedir esforços aos portugueses e agora andamos a ser vaiados pelo mundo por tua causa. Vai para Cabo Verde com Dias Loureiro gozar dos teus rendimentos, salvo seja, o nosso dinheiro e do BPN. Não tens personalidade porque senão, permitias que as escutas que estão em Aveiro por ordem do Juiz fossem escutadas por todos nós ou estás com medo?
Um dia destes vamos ser invadidos pelos Japonese tal vez tu possas aprender alguma coisa com eles, até porque eles são 127.000 milhões e nós 10.000Mi, com o Aeroporto em Beja podias convidá los para vir para cá instalar-se nas planícies alentejanas ou no centro ou no norte para esmagar-mos a força dos alemães e franceses. Tu não sabes porque como Engenheiro não percebes nada de contabilidade, a verdade é essa. Conforme a Fábrica de Açúcar, fomos impedidos de produzir porque as formas de cálculo de quotas não é correcta é injusta. Como queres produzir e aumentar a produção se não te deixam.
Sai da CEE e exporta para o resto do mundo pela via marítima, pois porque as auto-estradas que tu mandaste construir são para os Espanhóis e todos os outros entrarem com os seus produtos a todo o gás.
Se estado fosse detentor como foi da EDP que deu 1000 Milhões de lucro que foram para os accionistas banqueiros, BRISA, PT, CAIXA GERAL DEPÓSITOS, não precisavas de nos esmagar com a TROIKA nem muito menos com as tuas políticas, baixavas os impostos e os custos de produção no IVA, IRC, Gasol e ELECTRICIDADE e assim podíamos exportar e sermos ricos e bem sucedidos.
Nós não conseguimos exportar porque os custos de produção em portugal são 180% mais caros do que no resto da Europa.
O estado português devia produzir como fazem as outras empresas para pagar aos coronéis da marinha e exercito e força aérea, e deixar de sufocar as empresas, a classe média com impostos que mais são um roubo violento.
Só fragata Vasco da Gama gasta tanto como os carros todos da PSP e GNR do nosso país, a REFER gasta mais que as 300 Câmaras do país, isto é uma vergonha.
Só grandes contabilistas é que vão por a escrita em dia porque contigo é como o TITANIC em 5 minutos e nós é mais 5 anos estamos no fundo.
Enquanto os meus Avós souberem criar uma galinhas e uns porcos lá em casa eu não passo fome mas até isso tu queres acabar. És mesmo uma ave rara!
Tu fizeste um pacto com alguém muito poderoso para nos destruíres, tu não gostas dos portugueses e dá-te prazer causar-nos dor como o SADO-MASOQUISMO, SADO era um homem que sentia prazer quando causava dor.
Tu não tiveste amor de PAI nem de Mãe, também não podes dar o que não recebeste !
Tu és um lobo vestido de cordeiro!
Mas por vezes cai-te a máscara.
De jogos de motas a 11 de Maio de 2011 às 16:57
Impecavel, Joao

Comentar post

.Citações Diárias

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds