Segunda-feira, 21 de Junho de 2010

Antigo Cinema Império cai aos bocados no Couço

No interior da antiga sala de espectáculos começa-se a notar a degradação

Fábrica Paroquial do Couço, proprietária do imóvel, e Câmara de Coruche, não se entendem quanto ao fim a dar ao primeiro cinema do concelho.

 

 

Ricardo Carreira

 

 A Câmara de Coruche e a Fábrica Paroquial do Couço não se entendem quanto ao futuro do antigo Cinema Império, que se encontra em avançado estado de degradação, desde que foi desactivado nos anos 80.

 

O imóvel é propriedade da paróquia, que o pretende requalificar para dispor de espaço para a catequese e outras actividades suas. Mas o projecto que apresentou na câmara implica a destruição dos dois corredores laterais do antigo cinema e o rebaixamento do tecto, que tem vários rombos, para colocação de nova cobertura.

Para o padre José Cordeiro esse é o destino ideal do antigo cinema e a alteração do edifício permitiria dispor de mais espaço. “Além de precisarmos de espaço para a catequese, iríamos construir uma cozinha e manter o palco para algumas actividades”, explica José Cordeiro, revelando que na altura o valor estimado da intervenção estava calculado em 60 mil euros.

O esboço do projecto foi apresentado à Câmara de Coruche em 2009. O presidente da autarquia não concorda com aquele fim. Dionísio Mendes (PS) considera ainda que o espaço é um ex-libris da vila e do concelho e não poderá ser alterada a sua traça.

“Não concordamos com a alteração do edifício. A paróquia quer eliminar dois corredores e colocar uma cobertura metálica. Não nos faz diferença que o recinto seja utilizado para a catequese mas defendemos que deve ser um espaço ao serviço da população do Couço para a realização de diversas actividades”, refere Dionísio Mendes.

Recorda ainda que pôs à disposição de José Cordeiro um técnico do município para se estudar o aproveitamento do edifício e a possibilidade de o financiamento ser comparticipado pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional, através do programa Proder.

O edifício de dois pisos fica ao lado da Casa do Povo do Couço. Tem um muro que o contorna e portão de entrada. Na fachada está escrito “Império” a letras douradas. A porta principal está fechada a cadeado e no primeiro piso da fachada há janelas com persianas.

Principalmente no interior do antigo cinema começa-se a notar a degradação. Há paredes sem estuque em vários locais. Na ampla plateia apodrece a madeira das cadeiras, o mesmo acontecendo no primeiro balcão. As caixilharias das janelas estão danificadas e a cobertura do edifício abateu em vários pontos. Também junto à antiga sala de projecção, onde o tecto também abateu, resta apenas uma fita suja e os buracos de onde se pode ver o palco.

O antigo cinema tinha capacidade para algumas centenas de pessoas. “Com o estado de abandono, tem sido alvo de algum vandalismo, além de já termos dado conta de situações de consumo e tráfico de droga”, acrescenta o padre Cordeiro. Que lamenta o impasse a que se chegou mas lembra que o imóvel é propriedade da paróquia, que tem o direito de fazer dele o que achar mais conveniente.

 

Mandado construir para apoiar a “causa” da igreja

 

O Cinema Império foi mandado construir em 1946/47 pela família Barreiras, muito influente na vila, em terreno pertencente à Paróquia do Couço. Teria como objectivo fomentar as causas da igreja mas rapidamente ganhou uma índole comercial. Por ali passaram os grandes sucessos nacionais e internacionais num cinema a que a população do Couço teve acesso primeiro que a de Coruche, sede de concelho.

Segundo o Padre José Cordeiro o declínio começou nos anos 60. Com o 25 de Abril o cinema passou para uma comissão de moradores que o alugou a uma pessoa. Só em 1976/77 ele voltou para a posse da Fábrica da Igreja Paroquial. Esteve emprestado ao Rancho Folclórico “Os Malmequeres” do Sorraia e passou os últimos filmes na década de oitenta.

“Vi aqui muitos filmes, nos anos 80, quando tinha seis ou sete anos, como o Tarzan”, conta Nuno Virgílio, que tem as chaves do cadeado da porta principal, enquanto mostra todas as zonas do velho cinema. Quanto à recuperação do Império, não tem dúvidas. “Valia mais ir abaixo, com estas condições não serve. Penso que mais vale construir um de raiz. Acho que as paredes estão muito degradadas, que não valerá a pena”, conclui.

 

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:10
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds