Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

Climategate. Quando a ciência não é transparente

 

Climategate. Quando a ciência não é transparente
 
O especialista em clima Filipe Duarte Santos diz que o caso Climategate está a mudar a forma como se faz ciência
 
 
 
Num só cenário, uma das fontes energéticas mais poluentes e uma das mais limpas do mundo. As chaminés fumegantes de Vattenfall?s Jaenschwalde, central a carvão no Leste da Alemanha, contrastam com as ventoinhas de Cottbus
PAWEL KOPCZYNSKI/Reuters
Passaram duas semanas desde que os emails roubados dos servidores da Unidade de Investigação Climática da Universidade (CRU) de East Anglia, no Reino Unido, foram divulgados na internet, mas estes continuam a alimentar uma polémica sem precedentes em torno das alterações climáticas.
A Conferência de Copenhaga, na próxima semana, não vai ser afectada, garantem diferentes especialistas ao i, mas a opinião pública já foi: o aquecimento global, provocado por emissões de gases de efeito de estufa cada vez mais intensas, foi posto em causa nos media, e as justificações dos investigadores envolvidos no caso não calaram os cépticos.

Filipe Duarte Santos, professor da Universidade de Lisboa e um dos maiores especialistas nacionais em clima, recusa que o caso venha a ter repercussões nas negociações de Copenhaga. "A ciência não é afectada", diz ao i. Porém, nas suas palavras, a situação em que se viram envolvidos investigadores de topo e um centro de investigação responsável pela grande maioria dos dados climáticos no Reino Unido, é "deplorável". "Os emails entre cientistas devem ser públicos. Deve haver uma transparência total." Filipe Duarte Santos diz que a principal consequência do caso, que recebeu o nome de Climategate depois de inicialmente ter sido omitido por órgãos de comunicação como o "The New York Times" ou a BBC, passa por uma mudança urgente na forma como se encara a ciência: "Os dados climáticos devem ser acessíveis. A ciência é algo repetível. Uma conclusão deve poder ser avaliada em qualquer centro de investigação, sem limitações", sublinha. Quanto à possibilidade de as alterações climáticas em curso serem provocadas pela acção humana, com o aumento das emissões de CO2, há muito mais dados para além da informação que poderá ou não ter sido manipulada no Reino Unido - as investigações ainda estão em curso. "Os sinais [do aquecimento global ] são claríssimos", sublinha o investigador português.

"Ciência imberbe" Sem desfecho à vista, o caso Climategate continua quente. Rui G. Moura, especialista em climatologia e autor do blogue mitos-climaticos.blogspot.com é uma das vozes críticas em Portugal. "Manipularam revistas científicas, ameaçaram directores e dirigentes de universidades. As temperaturas desde 1998 estacionaram ou têm vindo a diminuir. Isto não é explicado pela tese deles", acusa. "A única coisa de que se tem a certeza é que o dióxido de carbono é um gás com efeito de estufa. Esta mentira consegue sobreviver porque a climatologia é uma ciência imberbe", adianta. Defende que as alterações climáticas em curso fazem parte de uma variação natural do clima, que tem a ver com o facto de estarmos no fim de um período interglacial - eras regulares que duram 10 mil anos. "Não há nada a fazer. Devem tomar-se medidas de adaptação e não estar a gastar-se dinheiro inutilmente [em negociações]", diz.

A dúvida Mais de mil emails foram postos a circular na internet com conversas entre cientistas de renome, como Phil Jones, director da Unidade de Investigação Climática da Universidade de East Anglia ou Michael Mann, climatologista americano, autor de mais de 80 artigos científicos. Nos documentos lêem-se críticas a trabalhos de cientistas rotulados como "cépticos", que põem em causa a actual tese sobre as alterações climáticas. Os comentários sugerem que estes cientistas deviam ser afastados e que se intervenha na informação na comunicação social. Há, contudo, duas referências consideradas mais preocupantes pelos críticos. A primeira é que Phil Jones teria incentivado o Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC) a excluir do relatório de 2007 (que pedia metas de 50% a 85% na redução das emissões de gases com efeitos de estufa até 2050) artigos científicos que contrariavam a tese do aquecimento global. Pede-se ainda que sejam apagados emails relacionados com este pedido, para evitar a sua revelação de acordo com a legislação inglesa.

A segunda descreve uma manipulação num gráfico para "esconder o declínio" da temperatura do planeta desde o final da década de 90. Terão sido misturados dados reconstrutivos - obtidos, por exemplo, através de dendrologia, uma técnica que relaciona a largura dos anéis das árvores com o clima de um terminado ano - com temperaturas actuais

Rajendra Pachauri, director do IPCC, disse já que não existe qualquer possibilidade de um grupo de cientistas ter interferido no documento das Nações Unidas. "As pessoas devem ser discretas. Tudo o que escrevemos, mesmo em privado, pode tornar-se público", comentou. "Se alguém tentasse uma coisas destas num encontro do IPCC seria devorado." Phil Jones, o principal protagonista da polémica - que pediu a suspensão de funções enquanto o caso estiver a ser investigado - garante que nenhum email esconde qualquer tentativa de manipulação: "O mais importante é que a CRU continue a sua investigação de ponta com o menos interrupções e distracções possível", disse na terça-feira, quando se afastou do cargo.
"Devem tomar-se medidas de adaptação e não estar-se a gastar dinheiro inutilmente [em negociações]. A climatologia é uma ciência imberbe"

Rui G. Moura Especialista em climatologia
 
 
publicado por portuga-coruche às 12:57
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres


Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds