Quinta-feira, 11 de Outubro de 2012

As verdades ocultadas por trás da divida e da ajuda da TROIKA.

Um artigo indispensável de Garcia Pereira... As mentiras sobre o caos de Portugal. 


PORQUE NÃO DEVEMOS ACEITAR A "AJUDA" DA TROIKA


"Se não tivéssemos dinheiro agora para fazer face às questões relevantes para o Povo Português, também não é com o acordo da Troika que o teríamos, já que dos 78 mil milhões de euros a que o mesmo se reporta, 12 mil milhões são para meter directamente na banca, 34 mil milhões para pagar juros - os juros exorbitantes, especulativos e usurários que a banca estrangeira, em particular a alemã, nos foi impondo - e 30 mil para avales e outras garantias do Estado a instituições do sector financeiro. Ou seja, nada destinado ao pagamento de salários, pensões ou subsídios ou a matar a fome a quem dela sofre.

A verdade é que, sem esta "ajuda" da Troika, o País continua a produzir - ainda que bastante menos do que podia e devia - e os trabalhadores continuam a pagar todos os meses os seus impostos e contribuições. Todos os meses são produzidos cerca de 15 mil milhões de euros de riqueza (média mensal do nosso PIB) pelo que é uma falácia dizer que o País já não teria dinheiro para pagar salários no próximo mês. Pois só não teria se continuasse a pagar os tais juros especulativos, a meter dinheiro na banca (só no BPN já lá vão mais de 5 mil milhões), nas parcerias público-privadas (que representam mais de 50 mil milhões de dívida), etc., etc.

Se a isto se somar que, como todos sabemos, em Portugal só paga impostos quem trabalha, que, por exemplo, a banca tem pago cerca de 1/4 dos impostos pagos pela generalidade das empresas enquanto a sua dívida ao exterior é a mais elevada de todas e que a evasão e fraude fiscais são calculadas, por defeito, pela própria Troika, em cerca de 7,5 mil milhões de euros, creio que fica à vista que consequências negativas para o Povo Português decorrerão é dele aceitar cumprir as imposições da Troika e pagar uma dívida que não contraiu e que era, e é, perfeitamente possível ao País seguir o caminho do não pagamento de tal dívida.

Finalmente, um plano de desenvolvimento económico assente no aproveitamento das nossas vantagens competitivas (como as nossas águas e a nossa localização geo-estratégica) permitiria criar economia e, mais do que isso, atrair investimento. Recordo que, por exemplo, o Porto de Sines - que é o único porto atlântico de águas profundas da Península Ibérica e que dispõe da mais moderna tecnologia - é contribuinte líquido positivo para o Estado Português, tem uma taxa de endividamento financeiro de 0% e vai auto-financiar-se para a sua ampliação. E a própria Lisnave, vendida a privados pelo preço simbólico de 1€ está hoje a impôr-se como uma empresa altamente rentável na área da reparação naval, onde sempre fomos dos melhores do mundo. Estes são apenas alguns exemplos mas acredito que é este o caminho!



Por Garcia Pereira
in Blog Não votem mais neles, pensem...

publicado por portuga-coruche às 07:07
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

Três caixas ATM atacadas de madrugada

Em Pombal, Coruche e Vila Viçosa


Três caixas multibanco foram assaltadas durante a madrugada desta quinta-feira, mas apenas num dos casos, em Pombal, os ladrões conseguiram consumar o roubo. 

Segundo fonte da GNR disse à agência Lusa, às 04h05, um número indeterminado de pessoas fez explodir uma caixa multibanco em Gonçalvinho, Vila Cã, Pombal, conseguindo roubar o dinheiro e fugir em duas viaturas.

 

Noutro incidente, ocorrido às 03h10, um grupo de quatro ou cinco pessoas tentou assaltar a caixa multibanco no Centro Social de Foros da Branca, em Coruche, mas não conseguiu consumar o roubo, acabando por fugir em duas viaturas.

 

À mesma hora, no edifício da Junta de Freguesia de Casebres, em Alcácer do Sal, um outro grupo de pessoas tentou assaltar uma caixa multibanco, mas também não conseguiu roubar qualquer quantia em dinheiro. Fugiram numa viatura ligeira.

 

 

in Correio da Manhã

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

Ingratidão e falta de memória

A Alemanha regista a pouco honrosa distinção de ter entrado em bancarrota em 1920 e em 1953. Da última vez, Berlim contou com a ajuda financeira da Grécia

 

 

A ingratidão dos países, tal como a das pessoas, é acompanhada quase sempre pela falta de memória. Em 1953, a Alemanha de Konrad Adenauer entrou em default, falência, ficou Kaput, ou seja, ficou sem dinheiro para fazer mover a actividade económica do país. Tal qual como a Grécia actualmente.

A Alemanha negociou 16 mil milhões de marcos em dívidas de 1920 que entraram em incumprimento na década de 30 após o colapso da bolsa em Wall Street. O dinheiro tinha-lhe sido emprestado pelos EUA, pela França e pelo Reino Unido.

Outros 16 mil milhões de marcos diziam respeito a empréstimos dos EUA no pós--guerra, no âmbito do Acordo de Londres sobre as Dívidas Alemãs (LDA), de 1953. O total a pagar foi reduzido 50%, para cerca de 15 mil milhões de marcos, por um período de 30 anos, o que não teve quase impacto na crescente economia alemã.

O resgate alemão foi feito por um conjunto de países que incluíam a Grécia, a Bélgica, o Canadá, Ceilão, a Dinamarca, França, o Irão, a Irlanda, a Itália, o Liechtenstein, o Luxemburgo, a Noruega, o Paquistão, a Espanha, a Suécia, a Suíça, a África do Sul, o Reino Unido, a Irlanda do Norte, os EUA e a Jugoslávia. As dívidas alemãs eram do período anterior e posterior à Segunda Guerra Mundial. Algumas decorriam do esforço de reparações de guerra e outras de empréstimos gigantescos norte-americanos ao governo e às empresas.

Durante 20 anos, como recorda esse acordo, Berlim não honrou qualquer pagamento da dívida.

Por incrível que pareça, apenas oito anos depois de a Grécia ter sido invadida e brutalmente ocupada pelas tropas nazis, Atenas aceitou participar no esforço internacional para tirar a Alemanha da terrível bancarrota em que se encontrava.

Ora os custos monetários da ocupação alemã da Grécia foram estimados em 162 mil milhões de euros sem juros.

Após a guerra, a Alemanha ficou de compensar a Grécia por perdas de navios bombardeados ou capturados, durante o período de neutralidade, pelos danos causados à economia grega, e pagar compensações às vítimas do exército alemão de ocupação. As vítimas gregas foram mais de um milhão de pessoas (38 960 executadas, 12 mil abatidas, 70 mil mortas no campo de batalha, 105 mil em campos de concentração na Alemanha, e 600 mil que pereceram de fome). Além disso, as hordas nazis roubaram tesouros arqueológicos gregos de valor incalculável.

Qual foi a reacção da direita parlamentar alemã aos actuais problemas financeiros da Grécia? Segundo esta, a Grécia devia considerar vender terras, edifícios históricos e objectos de arte para reduzir a sua dívida.

Além de tomar as medidas de austeridade impostas, como cortes no sector público e congelamento de pensões, os gregos deviam vender algumas ilhas, defenderam dois destacados elementos da CDU, Josef Schlarmann e Frank Schaeffler, do partido da chanceler Merkel. Os dois responsáveis chegaram a alvitrar que o Partenon, e algumas ilhas gregas no Egeu, fossem vendidas para evitar a bancarrota.

“Os que estão insolventes devem vender o que possuem para pagar aos seus credores”, disseram ao jornal “Bild”.

Depois disso, surgiu no seio do executivo a ideia peregrina de pôr um comissário europeu a fiscalizar permanentemente as contas gregas em Atenas.

O historiador Albrecht Ritschl, da London School of Economics, recordou recentemente à “Spiegel” que a Alemanha foi o pior país devedor do século xx. O economista destaca que a insolvência germânica dos anos 30 faz a dívida grega de hoje parecer insignificante.

“No século xx, a Alemanha foi responsável pela maior bancarrota de que há memória”, afirmou. “Foi apenas graças aos Estados Unidos, que injectaram quantias enormes de dinheiro após a Primeira e a Segunda Guerra Mundial, que a Alemanha se tornou financeiramente estável e hoje detém o estatuto de locomotiva da Europa. Esse facto, lamentavelmente, parece esquecido”, sublinha Ritsch. O historiador sublinha que a Alemanha desencadeou duas guerras mundiais, a segunda de aniquilação e extermínio, e depois os seus inimigos perdoaram-lhe totalmente o pagamento das reparações ou adiaram-nas. A Grécia não esquece que a Alemanha deve a sua prosperidade económica a outros países. Por isso, alguns parlamentares gregos sugerem que seja feita a contabilidade das dívidas alemãs à Grécia para que destas se desconte o que a Grécia deve actualmente.

 

 

Por Sérgio Soares

in iOnline

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:17
link | comentar | favorito

John Lennon

John Winston Lennon (Liverpool, 9 de outubro de 1940 — Nova Iorque, 8 de dezembro de 1980).

Hoje faria 72 anos .....









Quando John Lennon tinha 5 anos, perguntou a mãe: - Mãe, qual é a moral da vida? E a mãe respondeu: - Ser feliz. Outro dia no colégio, a professora de John Lennon  manda-o fazer uma redacção sobre o que queria ser quando crescesse, e John Lennon respondeu que queria ser feliz. No dia seguinte a professora chama Lennon e diz que não gostou do trabalho, dizendo que não entendeu o objectivo da pergunta. John Lennon respondeu: - Desculpe, mas a professora é que não entende o objectivo da vida.
Link para uma galeria de fotos raras de John Lennon


publicado por portuga-coruche às 07:07
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2012

Mic - Nota de Imprensa

Nota de imprensa

 

 

 

Gabinete do Presidente da Câmara de Coruche reage a  comunicado do MIC
VEJA A NOSSA RESPOSTA! 

O MIC emitiu dois comunicados que pode ler na nossa página em www.miccoruche.org , um deles intitulado “Executivo PS diz saudar a (r)epublica” que também se encontra no fim deste email.

Veio o Sr. Presidente da Câmara de Coruche, através da sua secretária pessoal, Mara Lagriminha, reagir ao mesmo através do email que abaixo também se junta.

Veja a resposta do MIC, sempre empenhado na verdade e no bem estar das populações! Custe o que custar, doa a quem doer! Com o MIC a mentira não passará!

 

 

ABAIXO, EM ÚLTIMO O COMUNICADO INICIAL, MAIS ACIMA A RESPOSTA DA AUTARQUIA E MAIS ACIMA A NOSSA RESPOSTA!

Pelas Pessoas, Por Coruche!

MIC – Movimento Independente de Cidadãos por Coruche

Contactos: www.miccoruche.org               geral@miccoruche.org              919 739 393

 

From: Geral - MIC
Sent: Tuesday, October 02, 2012 4:50 PM
To: op147967dt@cm-coruche.pt
Cc: mara.coelho
Subject: RE: Executivo PS diz saudar a (r)epública
 
Ex.ma Sr.ª Secretária do Presidente da Câmara de Coruche
Mara Lagriminha
 
Acusamos a recepção do vosso email que muito agradecemos e ao qual temos, somente, a fazer alguns reparos e considerandos;
 
1 – O MIC e a sua Direcção conhecem muito bem a história de Portugal e em particular a do século XX, sendo a Ditadura do Estado Novo, referendada pelo povo em 1933, responsável por ter retirado o País da bancarrota a que a 1.ª República o conduziu, evitando a sua entrada na 2.ª Grande Guerra, poupando Portugal e os portugueses a um dos maiores horrores do século XX.
 
2 – O Estado Novo foi responsável pelo maior desenvolvimento económico de Portugal, tendo o País após os anos 50 tido consecutivamentesuperavits, ao contrário dos déficits crónicos da 1.ª e da 3.ª repúblicas.
 
3 – Durante o Estado Novo, Portugal passou de Estado Falido à maior reserva de ouro da Europa e a segunda do mundo.
 
4 – Construiu várias obras emblemáticas como o Instituto Superior Técnico, os Hospitais de Santa Maria em Lisboa e São João no Porto, construiu milhares de escolas primárias, diminuindo o analfabetismo de cerca de 70% no fim da 1.ª República para menos de 40%. Construiu o Estádio Nacional, a marginal de Cascais, a ponte sobre o Tejo (baptizada de ponte Salazar em 1962), o início da auto-estrada Lisboa-Porto, criou a RTP, a RDP, enfim criou tudo aquilo que o País não tinha e que o governo Sócrates do PS nos últimos anos encerrou (ex. milhares de escolas e maternidades).
 
5 - Como Vexas reconhecem, o Estado Novo fez obra em Coruche, entre outras o Mercado Municipal, as 7 pontes desde o Sorraia até ao Monte da Barca (obra que se deve exclusivamente ao injustiçado Major Luís Alberto de Oliveira), acalcetamento das ruas, a grandiosa Obra de Rega do Vale do Sorraia, a electrificação, a implementação dos telefones, etc. etc.
 
6 - Como facilmente se constata, nada do que é a posição do vosso gabinete se comprova, não passando de discurso político cheio de inverdades e preconceitos.
 
7 - Felizmente, não podem Vexas omitir que a obra é do Estado Novo, requalificaram-na e vão inaugurá-la! Muito bem!
 
8 - Agora, não festejem a 1.ª república, que não foi mais do que um regime Assassino que perseguiu a igreja, proibiu o voto das mulheres, destruiu o País! Foi esse estado cataclísmico que levou ao 28 de Maio de 1926 e à instauração de uma Ditadura que o povo quis, porque finalmente houve paz social.
 
9 - Lisboa, era semelhante ao Iraque e ao Afeganistão da actualidade, com combates diários e assassinatos cruéis e sem sentido. Veja-se a formiga branca! Veja-se que a 1.ª república assassinou até aqueles que a fundaram (ex. Machado dos Santos).
 
10 – A tradição não se inova, mantêm-se! É isso que a define!
 
11 - Vexas parecem ser Velhos do Restelo por quererem comemorar datas ultrapassadas e que nada dizem ao povo português!
 
Ex.ma Senhora Secretária da Presidência, não se incomode com a crítica, nem com as opiniões contrárias à sua! Incomode-se sim, com a Insensibilidade Social que o seu gabinete mostra e pratica, recusando sequer discutir propostas que visam aliviar as famílias da crise que a 3.ª República criou!
 
Essas propostas apresentadas pelo MIC na última Assembleia Municipal, de baixar o IMI e abdicar da receita do IRS a favor das famílias, é que deviam ser acarinhadas e discutidas por vós, para celebrar a SOLIDARIEDADE e não os ideais da República Francesa que nada têm a ver connosco.
 
Para defender a Verdade e as Pessoas, podem Vexas contar sempre connosco!
 
Para celebrar a mentira e um regime instituído através de crimes de sangue que nunca foi legitimado pelo povo não contem connosco! Repudiamos a violência e a anarquia!
 
O 5 de Outubro que comemoramos e assinalamos é o de 1143 e nunca o de 1910!
 
Com os nossos cumprimentos, extensíveis a todo o executivo camarário, somos,
 
Abel Matos Santos
Gonçalo Ramos Ferreira
MIC – Movimento Independente de Cidadãos por Coruche
 
Anexo: O estado a que o País chegou! Primeira República e sucessivos governos socialistas constituem a principal razão do atraso de Portugal!
 
Sent: Tuesday, October 02, 2012 3:32 PM
To: geral@miccoruche.org
Subject: RE: Executivo PS diz saudar a (r)epública

Exmo(s) Sr.(s)

Em comunicado, o MIC de Coruche censura o executivo da Câmara Municipal de Coruche, por este “saudar o regime republicano (o estado a que o País chegou?) reinaugurando no 5 de Outubro uma obra levada a efeito sob a égide do Estado Novo”.

O espectro do salazarismo e o sectarismo do MIC inibe a sua direcção de interpretar a História de forma rigorosa. O regime ditatorial oficiosamente conhecido como “Estado Novo”, não foi uma monarquia e é cronologicamente identificado como Segunda República, sendo responsável por mais de quarenta anos de repressão, estagnação social, política e económica de Portugal constituindo a principal razão do atraso de desenvolvimento e “do estado a que o país chegou”.

Orgulha-se o Executivo Municipal de comungar os valores da República, da Democracia, da Laicidade, e de assinalar as comemorações do 5 de Outubrosaudando a Primeira República, com a inauguração de uma das obras mais relevantes deste mandato autárquico – A requalificação do Mercado Municipal! (ou queriam que o deixássemos cair por vir do Estado Novo!)

Reforçando o ímpeto de desenvolvimento associado à República, os valores éticos, sociais e os princípios inerentes a esta como, a escola pública, a assistência médica pública, o direito ao emprego, o conceito de interesse público.

Inovar a Tradição, é o desígnio deste novo equipamento que responde aos apelos da população e comerciantes.

Destacamos ainda que a Câmara Municipal apesar da conjuntura económica nacional, tem apostado no investimento, sendo este o caminho que entendemos como o mais acertado para ultrapassar a crise.

Celebremos o progresso e a liberdade, Celebremos a igualdade e a fraternidade!

Celebremos a República!

Com os melhores cumprimentos,

Pelo Gabinete do Presidente

A Secretária

Mara Lagriminha

E-mail: mara.coelho@cm-coruche.pt


publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Outubro de 2012

A crise foi planeada pela Alemanha







publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Outubro de 2012

Mic - Nota de Imprensa

 

 

 

 


 Nota de imprensa


Executivo PS diz saudar a (r)epública

O executivo camarário (socialista, laico e republicano) no seu convite para a "inauguração" do Mercado Municipal e no âmbito das comemorações da implantação da república, convida-nos a saudar o regime republicano (o estado a que o País chegou?) reinaugurando no 5 de Outubro uma obra levada a efeito sob a égide do Estado Novo. E esta hein?!



 

http://www.miccoruche.org/index.php?option=com_content&view=article&id=222:executivo-ps-diz-saudar-a-republica&catid=1:latestnews&Itemid=157


VEJA TAMBÉM O MIC NO JORNAL PÚBLICO

http://p3.publico.pt/actualidade/sociedade/3077/movimentos-civicos-menos-partidos-mais-sociedade-menos-estado


Pelas Pessoas, Por Coruche!

MIC – Movimento Independente de Cidadãos por Coruche


Contactos: www.miccoruche.org        geral@miccoruche.org     919 739 393


publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Outubro de 2012

Mic - Nota de Imprensa

 

 


Nota de imprensa

 

 

 

PS recusa discutir proposta que visa decretar IRS e IMI mínimos

MIC - Movimento Independente de Cidadãos por Coruche, propõe à Assembleia Municipal de Coruche que aprove que o Município de Coruche passe a prescindir dos 5% a que tem direito no IRS dos contribuintes do município e que passe a cobrar a taxa mínima do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI).

Dado a actual conjuntura económica e as dificuldades financeiras que o país atravessa, estas medidas justificam-se;

  • pelo facto de a autarquia gozar de boa saúde financeira;
  • devido às dificuldades das famílias coruchenses;
  • esta proposta visa aliviar as famílias da elevada carga fiscal aos mesmo tempo que ajuda a reduzir a perda de população do concelho;

Aos imóveis devolutos (risco de insalubridade, risco de insegurança, risco de saúde pública) serão cobradas as taxas do IMI elevadas ao triplo.

Nota: O MIC apresentou esta proposta à discussão/votação e o Presidente da AM, José Coelho, eleito pelo PS, recusou. Assim se vê o solidariedade e o socialismo. É que não basta parecê-lo, é preciso sê-lo!

O Grupo Municipal do MIC

Abel Matos Santos

Gonçalo Ramos Ferreira

Pelas Pessoas, Por Coruche!

MIC – Movimento Independente de Cidadãos por Coruche

Contactos: www.miccoruche.org        geral@miccoruche.org     919 739 393


mic, nota de imprensa, imi, irs, proposta

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds