Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011

O que é que João Jardim quereria dizer com "Sociedades Secretas"?!

Tentamos levantar um pouco o "véu" do mistério mas a relação entre o mito e a realidade continua aí. Desconheço o que é verdade e o que é imaginação, teoria da conspiração e por aí fora.

Este post foi retirado de um desses blogs que afirmam existir uma conspiração global, no fim vem o link, tirem as vossas próprias conclusões.

 

Lista dos participantes portugueses nas reuniões de Bilderberg e "coincidências"

 

Lista dos portugueses de Bilderberg:


Francisco Pinto Balsemão, participante permanente desde 1988, é ele que escolhe os portugueses que todos os anos participam.

1988: Vitor Constancio e Francisco Lucas Pires
1991: Carlos Monjardino e Carlos Pimenta
1992: António Barreto e Roberto Carneiro
1993: Nuno Brederode Santos e Fernando Faria de Oliveira
1994: José Manuel Durão Barrosso e Miguel Veiga
1995: Luis Amaral, Maria Carrilho e José Cutilero
1996: Margarida Marante e António Vitorino
1997: António Borges e José Galvao Teles
1998: Vasco Coutinho, Miguel Horta e Costa e Marcelo Rebelo de Sousa
1999: Joaquim Fraitas do Amaral, João Cravinho, Eduardo Grilo, Vasco Mello, Francisco Murteira Nabo, Ricardo Espirito Santo Salgado, Jorge Sampaio, Nicolau Santos, Artur Santos Silva
2000: Teresa Patrício Gouveia
2001: Guilherme de Oliveira Martins e Vasco Graça Moura
2002: António Borges e Elisa Ferreira
2003: Eduardo Ferro Rodrigues, Jorge Sampaio e José Durão Barroso
2004: José Sócrates, Pedro Santana Lopes e António Vitorino
2005: José Durão Barroso, António Guterres e Nuno Morais Sarmento
2006: Augusto Santos Silva e José Pedro aguiar-Branco
2007: Leonor Beleza
2008: Rui Rio e António Costa
2009: Manuela Ferreira Leite e Manuel Pinho
2010: Paulo Rangel e Teixeira dos Santos


Para quem gosta de "coicidências" estrangeiras:


Coincidências?Bill Clinton que participa no encontro Bilderberg na Alemanha em 91 foi eleito presidente dos Estados Unidos da América em Agosto de 1992.

Tony Blair que participa no encontro Bilderberg na Grécia em 93 torna-se líder do partido em Julho de 94 torna-se primeiro-ministro em Maio de 97.

Jack Santer o anterior chefe de estado (demitido por corrupção) participou no encontro Bilderberg na Alemanha em 91 e torna-se presidente da UE em Janeiro 95.

Romano Prodi participou no encontro Bilderberg em Portugal em Junho de 99 toma posse como presidente da UE em Setembro de 99.

George Robertson participa no encontro Bilderberg na Escócia em 98 e toma posse como secretário-geral da NATO em 99.Outra GRANDE coincidências é que desde ‘71 todos os líderes da NATO, pertenciam à Bilderberg.







Para quem gosta de "coincidências" portuguesas:


Na reunião que teve lugar de 3 a 6 de Junho, em Stresa, em Milão, Santana Lopes e José Sócrates estiveram presentes, juntamente com Pinto Balsemão. Curiosamente, Santana seria primeiro-ministro dois meses depois e nem passaria um ano para José Sócrates chefiar o Governo. Outros três intervenientes na crise política de 2004, o Presidente da República, Jorge Sampaio, Durão Barroso, então primeiro-ministro, e Ferro Rodrigues, então líder do PS, também estiveram em reuniões de Bilderberg. Sampaio esteve presente em 1999, na reunião de Sintra. Durão é um velho conhecido de Bilderberg, tendo estado presente em 1994, 2003 e já este ano, na Alemanha, na qualidade de presidente da Comissão Europeia. Já Ferro Rodrigues esteve presente na reunião de 2003.

Os últimos quatro primeiros-ministros portugueses ascenderam ao cargo após terem participado nos encontros. António Guterres participou, em 1994, na conferência realizada em Helsínquia, na Finlândia, juntamente com Durão Barroso e com o advogado portuense e militante do PSD Miguel Veiga. No ano seguinte, em 1995, após a vitória do PS nas legislativas, Guterres é convidado a formar governo e Barroso, que era ministro dos Negócios Estrangeiros no terceiro Governo de Cavaco Silva, passou à oposição.

Decorridos seis anos, António Guterres demite-se do governo, na sequência da derrota eleitoral do PS nas autárquicas de 2001. Eduardo Ferro Rodrigues assume a chefia do executivo até à realização de eleições legislativas e também a liderança do PS. Jorge Sampaio — também ele um convidado de Bilderberg, tendo participado na conferência de 1999, realizada em Sintra — marca as eleições para 17 de Março de 2002. O PSD ganha as eleições e Durão Barroso, presidente do partido desde 1999, é convidado a formar governo.

No ano seguinte, em 2003, Durão Barroso compareceu no encontro do grupo de Bilderberg, realizado em Versailles, em França. Desta vez foi acompanhado por Eduardo Ferro Rodrigues. Mas perspectivou-se aí uma nova missão para o primeiro-ministro. Barroso não leva o mandato até ao fim e pede a demissão para desempenhar o cargo de presidente da Comissão
Europeia

Em 2004, Jorge Sampaio decide reconduzir o PSD, rejeitando a hipótese de convocação de eleições antecipadas, o que leva Ferro Rodrigues a demitir- se de secretário-geral do PS. Pedro Santana Lopes, então presidente da Câmara Municipal de Lisboa, foi convidado a participar na conferência do grupo Bilderberg, que se realizou no início de Junho, em Stresa, Itália. Um mês depois Santana Lopes forma governo, a convite do Presidente da República. Mas o novo presidente do PSD e novo primeiro-ministro não se deslocou sozinho a Itália. Foi com ele José Sócrates, antigo ministro do Ambiente de António Guterres e que seria eleito três meses depois secretário-geral do PS.

Na delegação portuguesa de 2004, além do sempre presente Francisco
Pinto Balsemão, participou também pela segunda vez numa conferência de Bilderberg António Vitorino. A sua estreia ocorreu em 1996, em Toronto, no Canadá, quando era vice-primeiro-ministro e ministro da Defesa do Governo de António Guterres. Na altura, também o acompanhou a jornalista Margarida Marante.

Depois da saída de António Vitorino do governo, em 1997, ocupou nos dois anos seguintes o lugar de presidente da Portugal Telecom Internacional e o de presidente da assembleia geral do Banco Santander Portugal. Cargos que deixou para ser empossado como comissário europeu, na Comissão presidida por Romano Prodi. Na reunião de 2004, Vitorino era comissário responsável pela Justiça e Assuntos Internos em fim de mandato e o seu nome era avançado como candidato possível à presidência da Comissão europeia e à eleição de 2006 para a Presidência da República portuguesa.

A estada de Santana Lopes no governo é breve. Dissolvida a Assembleia da República e convocadas eleições legislativas, José Sócrates, já então secretário-geral do PS, conquista a maioria absoluta em 20 de Fevereiro de 2005. Para a conferência Bilderberg, que decorreu em Maio desse ano, em Rottach-Egern, na Alemanha, foram convidados o presidente da Comissão europeia e mais dois candidatáveis, um a uma instância internacional e outro à liderança do PSD.

Durão Barroso acompanhou o seu amigo pessoal Nuno Morais Sarmento, que é, no entanto, ultrapassado em Portugal na corrida para a direcção do PSD por Luís Marques Mendes. Pelo contrário, António Guterres é confirmado em Maio para o cargo de Alto Comissário da ONU para os Refugiados.

Mas Bilderberg serve também para afastar quem não se enquadre nos objectivos definidos. Foi o que aconteceu a Margareth Tatcher ao manifestar reservas a uma crescente integração europeia. O mesmo poderá ter acontecido a Ferro Rodrigues, quando nas eleições de 2004 para o Parlamento Europeu se manifestou contra a venda de 49 por cento do capital da empresa Águas de Portugal. Posição essa que contraria a política comunitária e os objectivos capitalistas. José Sócrates nomeia-o chefe da delegação portuguesa junto da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) em Paris. Os acontecimentos dão consistência à tese da governação mundial capitalista. Daí que se perceba o secretismo que envolve os conclaves de Bilderberg.

Para que o silêncio seja assegurado, participam nos encontros representantes dos maiores grupos de comunicação social, tanto administradores como jornalistas. Mas participam igualmente para se informarem sobre o que interessa à agenda mediática. Entre os portugueses contam-se Margarida Marante (encontro de 1996), Nicolau Santos (1999) Nuno Brederode Santos (1993) e o próprio Pinto Balsemão, patrão do grupo Impresa.

 

In Blog “Octopus

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 20 de Setembro de 2011

Tenho um "palpite" para onde cairá o UARS....

Com a sorte com que anda o nosso querido Adalberto João, a porcaria do satelite ainda nos vai cair na Madeira.....

 

 

Satélite da NASA descontrolado a caminho da Terra

 

Segundo a agência espacial norte-americana, um satélite de observação atmosférica, de quase seis toneladas, deverá reentrar na atmosfera da Terra nos próximos dias. SIGA A SUA TRAJETÓRIA

 
Siga a trajetória do UARS a caminho da Terra: http://www.nasa.gov/rss/uars_update.xml  


Os especialistas da NASA calculam que a reentrada da atmosfera terrestre do satélite UARS deverá acontecer na próxima sexta-feira, uma previsão que, admitem, tem uma margem de erro de cerca de um dia.

À medida que o satélite, de seis toneladas, se aproximar da Terra será possível um cálculo mais exato, assim como uma previsão do local do impacto, embora os cientistas da NASA acreditem que deverá cair no oceano.

Os fragmentos que não ardam na reentrada da atmosfera poderão estender-se por uma área de 800 quilómetros, mas a possibilidade que algum caia sobre alguém é de uma para 3.200. "Extremamente remota", garante a NASA.

O UARS foi lançado para o espaço a bordo do Discovery, há 20 anos, com a missão de medir a camada do ozono e a composição química da alta atmosfera, assim como os ventos e temperaturas da estratosfera. Esteve em óbita até dezembro de 2005. Desde então, não há comunicação com o satélite e a sua trajetória é seguida apenas com recurso a radares e telescópios.


Ler mais: http://aeiou.visao.pt/satelite-da-nasa-descontrolado-a-caminho-da-terra=f623116#ixzz1YUI1URon

 

 

 

in Visão

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:55
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011

As "Farpas" continuam actuais!

Aproxima-te um pouco de nós, e vê. O país perdeu a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada, os carácteres corrompidos. A práctica da vida tem por única direcção a conveniência.

 

Não há príncipio que não seja desmentido. Não há instituição que não seja escarnecida. Ninguém se respeita. Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos. Ninguém crê na honestidade dos homens públicos.

 

Alguns agiotas felizes exploram. A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia. O povo está na miséria. Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente. O desprezo pelas ideias em cada dia. Vivemos todos ao acaso. Perfeita, absoluta indiferença de cima abaixo!

 

Toda a vida espiritual, intelectual, parada. O tédio invadiu todas as almas. A mocidade arrasta-se envelhecida das mesas das secretárias para as mesas dos cafés.

 

A ruína económica cresce, cresce, cresce. As quebras sucedem-se. O pequeno comércio definha. A indústria enfraquece. A sorte dos operários é lamentável. O salário diminui. A renda também diminui. O Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo.


(...)

 

A agitagem explora o lucro. A ignorância pesa sobre o povo como uma fatalidade. O número das escolas só por si é dramático. O professor é um empregado de eleições.

 

(...)

 

....a população ignorante, entorpecida, de toda a vitalidade humana conserva únicamente um egoísmo feroz e uma  devoção automática.

 

No entanto a intriga política alastra-se. O país vive numa sonolência enfastiada.

 

(...)

 

A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências. Diz-se por toda a parte: o país está perdido! Ninguém se ilude. Diz-se nos conselhos de ministros e nas estalagens. E que se faz? Atesta-se, conversando e jogando o voltarete que de norte a sul,n o Estado, na economia, no moral, o país está desorganizado-e pede-se conhaque! Assim todas as consciências certificam a podridão; mas todos os temperamentos se dão bem na podridão!

 

in Farpas, por Eça de Queiroz e Ramalho Ortigão, com publicação em Junho de 1871.

 

 

publicado por portuga-coruche às 08:00
link | comentar | favorito

¿Comienza el declive del panga?

Las importaciones de la especie vietnamita se han estancado en España

Autor: espe abuín
 
Hace algunos años, no demasiados, un lustro apenas, nadie conocía el panga. Hoy es ya el tercer producto pesquero congelado que más se importa en España y la cantidad que entra al sur de los Pirineos ha ido creciendo de año en año. El mercado español es uno de los principales abonados a un pescado vietnamita de agua dulce, que se cultiva en el delta del río Mekong, y que llega a pescaderías y grandes superficies congelado, fileteado y sin espinas. Una presentación tan cómoda que, combinada con su bajo precio, ha permitido al producto invadir la cadena comercial a velocidad de vértigo.

En Europa, el panga solo ha encontrado en Polonia y en Rusia más adeptos que en España, aunque su consumo ha crecido, y de forma exponencial, en todos los países del Viejo Continente desde el 2005.

Ahora bien, las dudas que se han sembrado acerca de sus cualidades nutricionales -dejando ya al margen aquellas que cuestionan abiertamente su calidad y su salubridad- parecen haber calado en algunos puntos de Europa. Si en España la importación de esta especie acuícola de agua dulce se ha estancado por primera vez en muchos años, en países vecinos, como Francia, el consumo ha caído considerablemente. El pescado también ha cosechado un fiasco en el mercado alemán, carne de cañón para la especie, tan adictos como son allí los consumidores a las varitas de pescado para lo que se emplea cualquier variedad barata de producto blanco.

Que en el mercado nacional el panga ya no campa tan a sus anchas como antes no se le ha escapado a los armadores gallegos. «Ya no se encuentra en cualquier sitio, como hasta hace nada», asegura José Antonio Suárez Llanos, gerente adjunto de la Cooperativa de Armadores de Vigo (Arvi). Además, no duda en achacar parte de esas cortapisas que han conseguido frenar la plaga del Pangasius al trabajo de la organización. No en vano han aportado materia prima de sus propias bodegas para que los comedores escolares de los colegios públicos ofreciesen pescado autóctono en el menú en lugar del panga. Y con eso han logrado que «no en todos los centros públicos, pero sí en una muestra muy significativa» se haya desterrado una especie piscícola «que nutricionalmente no tiene nada que ver con lo nuestro».

 

 

Precios más bajos

Claro que no han sido solo esas campañas las que han servido de barrera al flujo del panga, confiesa Suárez Llanos. Influye, y no poco, el hecho de que haya bajado el precio de los filetes de merluza, uno de los productos que más directamente puede plantar cara al pescado vietnamita, en el sentido de que se presentan de idéntica manera a la que le ha garantizado al panga el visado de entrada tanto en la UE como en Galicia.

El gerente adjunto de Arvi aún apunta otro factor que ha propiciado el declive de la especie: el análisis de la OCU de varias partidas de producto, que no ha hecho más que reafirmar sus tesis de que se trataba de un producto de dudosa calidad y escasas cualidades nutricionales.

Ahora bien, si el retroceso todavía tímido del panga deja un respiro a sus principales rivales, la merluza y el fletán, solo en el caso del último recibe Galicia beneficios. Y es que la merluza fileteada no suele llevar el sello gallego, sino que más bien se trata de producto congelado que llega procedente de otros países, como Argentina o Namibia, mientras la gallega aparece entera.

2010

 

El cénit

La importación de panga alcanzó su punto álgido el año pasado, con 62.500 toneladas.

236 %

 

Imparable

Ese el porcentaje de incremento que arrojaron las importaciones de panga en cinco años.

58 %

 

Caída

En el primer semestre de este año, las importaciones de panga han sufrido un brusco descenso.

 

 

Dica do amigo Filomeno

Autor: Espe Abuín

In La Voz de Galicia

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 15 de Setembro de 2011

Coruche – Detido por furto em residência

Um homem foi detido, ao início da madrugada de hoje (dia 15), em Coruche, pela GNR local. Alertada para o facto de uma residência estar a ser alvo de furto, a patrulha deslocou-se ao local acabando por surpreender o indivíduo, de 28 anos, na habitação. Os militares apreenderam uma máquina fotográfica que estava já na posse do suspeito. Foi notificado para comparecer hoje a tribunal.

 

Fonte: GNR

 

 

in Portal da Segurança

 

 

 

tags: , ,
publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011

População alarmada com dupla de ladrões

 

 
Suspeitos de mais de 30 assaltos

Dois homens suspeitos de mais de 30 roubos por esticão e furtos em residências, no distrito de Santarém, estão identificados pelas autoridades policiais, mas continuam a monte, para desespero da população.

 

Segundo apurou o CM, a dupla actua quase sempre à hora do almoço, e desloca-se num carro cinzento, já referenciado pela GNR. Só nas últimas duas semanas, os dois homens são suspeitos da prática de mais de três dezenas de crimes, nos concelhos de Abrantes, Almeirim, Alpiarça e Coruche.

A maioria dos casos imputados a esta dupla está relacionada com roubos por esticão na via pública, havendo também indícios do seu envolvimento em furtos a residências.

 

Por:F.P.

in Correio da Manhã

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:20
link | comentar | favorito

Governo cria estratégia para integrar a única "verdadeira minoria étnica que Portugal tem"

O Governo está a delinear uma estratégia para integrar a comunidade cigana no país, a única "verdadeira minoria étnica que Portugal tem" e que se estima ser constituída por cerca de 50 mil pessoas.

 
 
 
A notícia foi avançada hoje à agência Lusa pelo secretário de Estado Adjunto do Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Feliciano Barreiras Duarte, que está a conduzir a Estratégia Nacional para a Integração das Comunidades Ciganas.

"Esta estratégia tem a ver com a necessidade de Portugal procurar encontrar as melhores respostas que permitam uma efetiva integração das comunidades ciganas no nosso país", disse o governante.

Em declarações à Lusa, o secretário de Estado referiu ter sido solicitado pela União Europeia para concluir a estratégia até final do ano, para "fazer parte de uma estratégia mais ampla de caráter europeu".

Sublinhando que a comunidade cigana é a "verdadeira minoria étnica que Portugal tem", Feliciano Barreiras Duarte disse que se trata de uma comunidade com "vários problemas associados à sua própria maneira de viver: são muito nómadas, as crianças não vão à escola e há grandes défices de integração derivada da ausência de hábitos de vida associados à educação e ao trabalho".

Segundo o responsável, "Portugal vai associar-se ao que se está a tentar fazer na Europa e procurar dar um contributo para que se retire muitas destas pessoas não só da marginalidade mas, acima de tudo, de alguma deficiência ao nível da sua estrutura económica e social".

O secretário de Estado admitiu que em Portugal ainda existe algum preconceito para com esta comunidade, por razões diversas. "Uma delas tem a ver com o próprio comportamento destas comunidades. São pessoas que muitas vezes estão envolvidas em atos criminosos e em alguns desacatos", apontou.

"O objetivo do Governo é de conduzir uma política que conduza à normalidade da integração destes cidadãos no nosso país", sublinhou Feliciano Barreiras Duarte, ressalvando que tudo será feito numa lógica de respeito pelas suas diferenças.

Segundo o governante, pretende-se que esta comunidade possa, no futuro, "enfrentar um outro estilo de vida, nomadamente ficar mais sedentária, o que lhe permite desenvolver um curso de vida diferente, desde logo apostando em alguns pilares como a educação, o trabalho e a própria habitação, por forma a ter uma vida normal".

Colabora com o Governo na elaboração desta Estratégia Nacional o Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI), representantes das várias comunidades imigrantes em Portugal, em particular da comunidade cigana, e representantes de outras áreas da governação, como os ministérios da Saúde, Administração Interna e Solidariedade Social, entre outros.

 

 

por LUSA

in RTP

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:15
link | comentar | favorito

Semana da Mobilidade - De 16 a 22 de Setembro

Semana da Mobilidade envolve 55 municípios de norte a sul do país

09.09.2011 - 13:04

Mobilidade alternativa é o tema da Semana Europeia da Mobilidade 2011
Mobilidade alternativa é o tema da Semana Europeia da Mobilidade 2011 (Manuel Roberto/Arquivo)

 

A Semana Europeia da Mobilidade, que decorre entre 16 e 22 de Setembro, vai mobilizar 55 municípios portugueses. Entre os países participantes, Espanha é o recordista, com 629 localidades inscritas.
 

“Mobilidade alternativa” é o tema da edição deste ano da Semana Europeia da Mobilidade, uma iniciativa que foi lançada em 2002 e que conta com o apoio político e financeiro da Comissão Europeia. O objectivo é sensibilizar os cidadãos para as vantagens de andarem a pé, de bicicleta e de transportes públicos. E também encorajar as cidades a promoverem esses modos de transportes e a investirem nas infra-estruturas necessárias.

Em Portugal, o número de participantes tem vindo a diminuir nos últimos anos. Em 2008 foram 67 os municípios envolvidos, em 2009 foram 62 (alguns deles com mais do que uma cidade ou vila) e em 2010 foram 66. Este ano, estão envolvidas nesta iniciativa 55 autarquias de norte a sul do país.

Dessas, 46 comprometem-se a executar, de forma permanente, pelo menos uma medida que contribua para que os cidadãos abdiquem dos seus automóveis em favor de meios de transporte mais amigos do ambiente. Há ainda 38 municípios que vão promover um dia sem carros, em uma ou mais zonas.

Almada é, como já vem sendo hábito, uma das autarquias participantes. Em 2010, este município arrecadou aliás o prémio que anualmente distingue a participação “mais efectiva e inovadora” na Semana Europeia da Mobilidade, deixando para trás as cidades de Múrcia (Espanha) e Riga (Letónia).

Lisboa também está inscrita e prevê concretizar duas medidas permanentes: instalar estacionamento para bicicletas e parques de estacionamento para motociclos. No fim-de-semana de 17 e 18 de Setembro, a Avenida Defensores de Chaves vai estar fechada ao trânsito.

Almeirim, Barcelos, Bragança, Caminha, Coimbra, Coruche, Évora, Lagos, Mealhada, Mirandela, Oliveira do Bairro, São João da Madeira, Serpa, Vila Nova de Gaia e Vila Real de Santo António são alguns dos municípios com iniciativas previstas para a semana de 16 a 22 de Setembro.

Em Espanha são 629 os participantes, na Áustria 249, na Hungria 98, em França 95 e na Polónia 87. Apesar de a iniciativa ser designada como Semana Europeia da Mobilidade, nela também participam países como Argentina, Brasil e Japão.

 

 

Por Inês Boaventura

in Público

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:10
link | comentar | favorito

Alojamento de famílias ciganas gera contestação em Alcobaça

A Câmara de Alcobaça realojou a família de etnia cigana, que há mais de 30 anos vivia em barracas no terreno junto ao novo Centro Escolar, em três apartamentos em diversos pontos da cidade. Uma solução que à partida é de cariz temporário, encontrada depois de diversas tentativas de instalar as 14 pessoas (oito adultos e seis crianças) noutros espaços – goradas ou pela contestação dos populares ou pela impossibilidade de construir em terrenos da autarquia que se encontram em área de Reserva Ecológica Nacional –, mas que permite a abertura do estabelecimento escolar já no próximo dia 15 de Setembro.


Os três apartamentos escolhidos localizam-se junto à Casa do Povo, Estádio Municipal e Centro Histórico. E é precisamente neste último alojamento que parece estar o problema. Em menos de uma semana três protestos em frente ao edifício da Câmara (realizados 30 de Agosto, 1 e 5 de Setembro) deram conta do descontentamento de alguns moradores e comerciantes do centro histórico da cidade. E se na rua o número de contestatários foi reduzindo de manifestação para manifestação, nas redes sociais o debate foi aguerrido e deu azo a críticas, acusações e muitos insultos.


No evento criado no Facebook e intitulado “Protesto Indignado da População de Alcobaça”, que pretendia mobilizar para uma manifestação junto aos Paços do Concelho na passada segunda-feira, misturam-se ‘vozes’ de alcobacenses e forasteiros, militantes de diversos partidos e até do advogado da família em causa. E há centenas de comentários com as mais diversas posições.


Há quem defenda a família e se diga “chocado com a quantidade de pessoas que consegue manifestar tanto preconceito”. Quem ache “assustador como conseguem ser tão desumanos com um grupo de seres humanos, repito, seres humanos, sem fazerem ideia do que é ser castigado pela xenofobia histórica que esta gente sofre, continuando ainda hoje a serem fechadas portas de oportunidades bem como a sofrerem humilhações sem dó nem piedade”. E há quem questione quantas pessoas dariam oportunidade de trabalho aos membros da família cigana em causa. Há até membros da etnia cigana que admitem que alguns dos seus pares abusam, mas questionam se “não há pessoas bem piores que os ciganos”.


Há os que preferem não tomar posição e apelam ao bom senso. Os que sensibilizam para que não haja violência. Que dizem que os alcobacenses devem “ser imparciais e práticos a resolver estes problemas no futuro e não perder tempo com teorias… O nosso concelho tem 18 freguesias e apenas existem problemas, que eu saiba, com a etnia cigana em Alcobaça e Aljubarrota”.


Muitos dos comentários são solidários com o protesto. Há quem chegue a mostrar-se disponível para ir a Alcobaça “ajudar no que for preciso”. Há quem fale do “povo cigano que não faz nada em prol da cidade, peço desculpa… arranjam confusão, roubam, etc etc” e de “ameaças anónimas”. Alerta-se para o sentimento de insegurança que grassa pela cidade, diz-se que as pessoas de etnia cigana “não cumprem os deveres de qualquer cidadãos”, mas são os primeiros a reclamarem os seus direitos.


E diz-se também que a população de Alcobaça está “indignada e revoltada contra a sensação de impunidade que alguns têm em matérias de segurança, de pagamento de impostos, de cumprimento de regras e deveres a que acresce a sensação geral de privilégios obtidos, quer na atribuição de casas, quer de benefícios monetários, tal como rendimento mínimo”.


As acusações e críticas sobem de tom quando se pede que “haja pessoas como o Nicolas Sarkozy com umas costelas do Jean-Marie Le Pen à mistura a ver se põem ordem nisto”, recordando o que se passou recentemente em França, de onde foram expulsos muitos ciganos romenos.

Autarquia diz que compreende, advogado diz que é “xenofobia pura”

 

À Gazeta das Caldas o presidente da autarquia alcobacense, Paulo Inácio, explica que a família foi dividida por uma casa que a Câmara já possuía e por outras duas “subarrendadas em contexto de habitação social”. Uma solução aprovada por unanimidade em reunião de executivo camarário e que dá seguimento a um compromisso que tinha sido assumido já pelo executivo de Gonçalves Sapinho.


Paulo Inácio falou com os manifestantes e acredita que não há razão para alarme. “Até compreendo, mas tivemos a preocupação de espalhar os elementos da família, para não criar guetos”, diz.


Já o advogado da família cigana, Adelino Granja, diz que “não existe qualquer fundamento para este protesto”, que diz ser “racismo e xenofobia pura”.


Garantindo que “não há nada de antecedentes criminais” na família em causa, Adelino Granja salienta que se trata de “homens e crianças que nasceram em Alcobaça e aqui estão registados”. E “como qualquer pessoa carenciada neste país, têm acesso às ajudas sociais, independentemente da sua etnia”.


Dizendo que felizmente a família não tem acesso à Internet, pelo que não sabe de tudo o que lá é dito, o advogado lamenta que o protesto seja contra o alojamento “de um casal jovem com uma criança deficiente no centro histórico” da cidade.


Quanto ao teor das mensagens que se podem ver no Facebook, Adelino Granja acredita que “estão envolvidos membros do Partido Nacional Renovador”, o que diz provar-se facilmente por comentários como “tudo pela nação, nada contra a nação”.


“Muitas das pessoas que se manifestaram devem estar a sentir-se usadas pois estão a ser manietadas por pessoas de etnias partidárias, com o intuito de levarem por diante os seus propósitos racistas e xenófobos”, diz o advogado.


As famílias foram mudadas para os apartamentos em finais de Agosto. De acordo com o advogado, dentro de seis meses, e caso não seja encontrada uma solução definitiva para o seu realojamento, serão feitos contratos definitivos de alojamento. O assunto deverá em breve ser debatido na Assembleia Municipal, onde já provocou celeuma na sessão de Junho passado.

 

Joana Fialho
jfialho@gazetacaldas.com

 

 

in Gazeta das Caldas

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:05
link | comentar | favorito

Investigadores mostram escavações na Erra

A estação arqueológica das Casas Novas, no concelho de Coruche, vai estar de “portas abertas” no sábado, 17 de Setembro, a partir das 15 horas, numa visita guiada pelos professores Victor Gonçalves e Ana Catarina Sousa.

Estes investigadores, pelas 17 horas, no museu municipal de Coruche, vão apresentar os resultados das escavações que decorrem neste povoado do neolítico antigo na margem esquerda do rio Sorraia, frente ao Cabeço do Pé da Erra.

Os interessados em participar nesta visita têm à sua disposição um minibus da Câmara Municipal de Coruche, que garante transporte de ida e volta, sujeito à lotação de 19 lugares.

 

in O Ribatejo

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds