Sábado, 4 de Abril de 2009

Investigação até ao fim da GNR

fotoA vida dos agentes de investigação não é fácil. Que o digam os militares do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Coruche que participaram na operação que conduziu ao encerramento do bar de alterne e prostituição Lua Azul de Marinhais. Para irem ao fundo da questão os agentes fizeram passar-se por clientes e um deles chegou mesmo a negociar favores sexuais com uma das prostitutas tendo acompanhado a mulher ao quarto para provocar o flagrante delito. E foi já aí, provavelmente com a mulher em posição de combate, que o militar se identificou.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 22:47
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 3 de Abril de 2009

Os três últimos desejos de Alexandre, o Grande

Quando à beira da morte, Alexandre convocou os seus generais e relatou seus 3 últimos desejos:

1 - Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época; 

2 - Que fosse espalhado no caminho, até seu túmulo, os seus tesouros
conquistados (prata, ouro, pedras preciosas...); 

3 - Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do
caixão, à vista de todos.

Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a Alexandre quais as razões. Alexandre explicou:

1 - Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte;

2 - Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;

3 - Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos.

publicado por portuga-coruche às 16:30
link | comentar | favorito

O que Aristóteles ensinou a Alexandre, o Grande

O que Aristóteles ensinou a Alexandre, o Grande
Prof. Luiz Machado
 
Inicialmente, vejamos quem são os personagens principais que figuram neste artigo: ARISTÓTELES, o gênio mais vasto da Antigüidade, nascido na Macedônia, no norte da Grécia, e viveu de 384 a 322, antes de Cristo; ALEXANDRE, que a História veio a chamar de “O Grande,” ou “Magno”, viveu de 356 a 323, antes de Cristo, criou o maior império de que se tem notícia, não obstante seu curto período de vida (33 anos).
Como se vê, ambos nasceram na Macedônia; Alexandre, na cidade de Pela.


Nós podemos resumir os ensinamentos do Estagirita (como também é conhecido Aristóteles, que nasceu na cidade de Estagira) nos seguintes itens:
1º) – é preciso ter objetivos bem definidos em termos de prazo, quantidade, requisitos de qualidade; enfim, tudo aquilo que nos permita verificar se eles foram atingidos;
2º) – traduzir os objetivos em imagens mentais em termos de resultados;
3º) – colocar emoções no atingimento dos resultados, ou seja, emotizá-los;
4º) – jamais duvidar que obterá os resultados, pois dúvida vem de dois e se há dois caminhos, o cérebro não sabe qual seguir;
5º) – estar disposto a pagar o preço.

Alexandre teve outros professores: em primeiro lugar, sua mãe, Olímpia, que criou as condições para que ele desenvolvesse sua autoconfiança desde cedo; em segundo lugar, seu pai, Filipe II, rei da Macedônia, que escolheu Aristóteles para preceptor (aquele que se incumbe da educação de um jovem acompanhando-o) de seu filho Alexandre; nas técnicas militares recebeu ensinamentos de Lisímaco.

Alexandre sabia que não se administra senão gente; por isso, era exímio na arte de conduzir seu exército, com a idéia de que só podia atingir seus resultados com a colaboração de seus comandados. Ao estudarmos a estratégia e táticas de Alexandre, temos a oportunidade de verificar o que é a inteligência em ação.

Alexandre foi um excelente administrador, especializado em recursos humanos, no sentido de despertar nos seus comandados a certeza da conquista dos resultados, criando as condições para que cada qual elevasse sua própria auto-estima.

Na história das vitórias de Alexandre, e como ele chegava a elas, encontramos inúmeros exemplos de aplicação da Emotologia, pois eles demonstram como os seus comandados mobilizavam suas reservas cerebrais para atingir objetivos que até pareciam impossíveis.

Vamos ilustrar o que vimos dizendo com apenas um episódio: em setembro de 325 a. C., ao atravessar um dos mais inóspitos desertos do planeta, na marcha para o sul da Gedrósia, seu exército ficou sem água. Os comandados tornaram-se tão leais que decidiram juntar o pouco de água que restava, espremendo as últimas gotas de seus cantis feitos de bexiga de cabra, para oferecer a seu rei a quantidade conseguida. Então, diante de seu exército, Alexandre derramou na areia a água que lhe fora oferecida num capacete de prata. Com esse gesto, transmitiu a mensagem: “O meu destino será o mesmo que o de vocês”. É incrível como o exército conseguiu sobreviver. Só há uma explicação: aquele que voluntariamente se priva de água pode viver duas vezes mais do que aquele que é forçado a ficar sem beber por vários dias. Comprovou-se, mais uma vez, que o ser humano normalmente usa pouco de suas reservas mentais.

A Emotologia é a Ciência que trata da Mobilização de reservas cerebrais, normalmente não usadas como elemento de auto-realização.

Professor Luiz Machado, Ph.D.
Cientista Fundador da Cidade do Cérebro
Mentor da Emotologia

 

 

in Engenharia de Produção

publicado por portuga-coruche às 16:23
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 2 de Abril de 2009

Carta de um militar a Lula da Selva

Carta ao Presidente Lula

Brasília, 9 de maio de 2008.

Sr. Presidente Lula,

 
Vossa Excelência, por ser ignorante ou embusteiro, não sabe ou finge não saber que antigamente a Linha de Tordesilhas delimitava as fronteiras do Brasil. Assim, quando Cabral chegou ao Brasil, a Amazónia e todo o atual Centro-Oeste brasileiro pertenciam a Espanha, não a Portugal, desde 1494.

Foram os portugueses que nos legaram a Amazônia, com sua ocupação física e a manutenção daquela imensa área, com a construção de inúmeras fortificações militares, como o Forte Príncipe da Beira, no Amazonas, em 1776. E quem tomava conta desses fortes? Não eram os Índios, Sr. Lula, eram os militares - assim como, até hoje, são os militares os únicos que se sacrificam servindo em Pelotões de Fronteira, tanto na Amazônia, como no Pantanal matogrossense (Forte Coimbra), enfrentando a malária, ONGs e sujeitos despreparados como o Sr., e são os únicos que têm condições reais de manter aquela extensa área sob o domínio do Brasil, área essa que outrora era denominada de Hiléia ou Inferno Verde.

Indio nunca tomou conta de nada, Sr. Lula, já que não tinha condições bélicas para enfrentar os bandeirantes portugueses e brasileiros, muito mais bem-armados. Em 500 anos, os Índios n�o aprenderam sequer a plantar feijão e arroz, e criar algumas galinhas, para seu sustento próprio, por isso exigem hoje esses latifundios raposânicos e ianomâmicos em Roraima.

Para que o Sr. tome conhecimento do histórico de ocupação da Amazônia, sugiro que leia a monografia do coronel-aviador Márcio João Zanetti, disponível no endereço

http://library.jid.org/en/mono45/Zanetti%20.pdf.

 

 Presidente Lula: volte à escola, já que no passado o Sr. fugiu do Mobral!

 

Atenciosamente,

 

Félix Maier

Capitão do Exército - QAO R/1

 

in Blog Praça darmas

 

Também lhe poderia endereçar algumas, uma vez que é um dos que na OMC se esforçou para que acabasse o cultivo de beterraba e o açúcar de beterraba em Coruche, segundo ele para defender as culturas e empregos de cana de açúcar, todos sabemos que os trabalhadores são escravos e as culturas pertencem a fazendeiros estrageiros que são os poucos e únicos beneficiários dessas políticas. Quanto ao preço que conseguem (165 dólares contra os nossos 700 dólares) de certeza que se tivessem que pagar seguros de vida, impostos e Segurança Social, formação e subsídio de refeição e uma série de coisas que aqui na Europa se paga decerto o açúcar saia muito mais caro que o nosso. Gaba-se esse senhor de que o açúcar lhe saí muito mais barato, pudera......

 

Fonte: http://www.wsws.org/pt/2007/jan2007/por1-j25.shtml

 

 

publicado por portuga-coruche às 16:46
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 1 de Abril de 2009

É por isso que não vou a escurções. Livra!

d.r. 

 

Português desaparecido em Espanha

Corpo achado 12 anos depois

Desaparecido desde 23 de Fevereiro de 1997, Manuel Filipe Viegas foi encontrado sem vida na Sierra Nevada, em Espanha, a 30 quilómetros do local onde foi visto pela última vez. A Guardia Civil confirma que as ossadas pertencem ao português, de 68 anos, natural de Vila Nova de Cacela, que desapareceu durante uma excursão.

 

Também os filhos de Manuel Viegas estiveram em Espanha e reconheceram as roupas e o relógio usados pelo pai. “As calças são muito parecidas, a etiqueta da camisola é da mesma marca e a prótese dentária também é semelhante”, confirmaram ontem ao CM os filhos João e Nuno Viegas, que já não tinham esperança de encontrar o corpo do familiar. “Agora é possível fazer um funeral digno”, dizem.

O agricultor desapareceu numa visita ao Parque Alhambra, conforme noticiou o CM em 1997. As autoridades esperam pela confirmação dos testes de ADN.

José Carlos Marques / Rui Pando Gomes com M.M.
 
in Correio da Manhã

 

publicado por portuga-coruche às 17:49
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds