Terça-feira, 12 de Agosto de 2008

Beterraba açucareira deixa de ser cultivada em Portugal

 

Produção de açúcar a partir deste tubérculo na fábrica de Coruche chega ao fim. Produtores lamentam e acusam Governo de «incompetência» nas negociações

A cultura de beterraba açucareira, iniciada há pouco mais de uma década em Portugal, tem este ano a sua última campanha, com o fim da produção de açúcar a partir deste tubérculo na fábrica de Coruche.

 

Manuel Campilho, presidente da Associação Nacional de Produtores de Beterraba (Anprobe), não esconde o inconformismo e repete as críticas ao ministro da Agricultura, «que aceitou que se liquidasse esta cultura» em Portugal.

No seu entender, só por «incompetência» Portugal pode ter saído penalizado na reforma encetada em 2006 pela União Europeia no sentido de reduzir a produção europeia de açúcar em 6 milhões de toneladas até à campanha 2009/2010.

«Portugal aceitou ser tratado como um grande produtor e colocado em pé de igualdade com países exportadores como a Alemanha e a França, quando na realidade produzimos apenas 20 por cento do açúcar que consumimos», disse Manuel Campilho à agência Lusa.

«Incapacidade de previsão»

Para o presidente da Anprobe, só a «incapacidade de previsão» não permite encarar este como um produto estratégico para o país, sobretudo numa altura em que a subida dos preços dos combustíveis obrigaria a encarar a regionalização da produção.

«A beterraba era uma cultura alternativa para os agricultores portugueses, por isso nos batemos pela fábrica» da DAI, Sociedade de Desenvolvimento Agro-Industrial, em Coruche, que começou a laborar em 1997 e que implicou um investimento da ordem dos 80 milhões de euros.

Quota reduzida de 70 mil toneladas para 34 mil e depois para 15 mil

A quota de 70 mil toneladas de açúcar de beterraba atribuída à DAI foi reduzida em 2007 para 34 mil e este ano para 15 mil, tendo a empresa decidido, após autorização da Comissão Europeia, dedicar-se exclusivamente à refinação de açúcar de cana, o que obrigou a investimentos de adaptação da ordem dos 12 milhões de euros.

Numa década, os produtores portugueses conseguiram atingir níveis recorde de produção (mais de 90 toneladas por hectare, o dobro dos obtidos na campanha de 1997), sublinhou Manuel Campilho.

Na sua Quinta da Lagoalva, em Alpiarça, a colheita nos 25 hectares semeados, que começou a semana passada, perspectiva valores da ordem das 100 toneladas por hectare.

Na sementeira do Outono, esta cultura será substituída por milho e ervilha ou por girassol, dado que a DAI decidiu renunciar à quota da próxima campanha.

«A beterraba provou ser uma alternativa muito interessante», disse Manuel Campilho à Lusa, lamentando que a Alemanha e a França tenham quebrado a solidariedade que desde 1968 reinava na confederação de produtores europeus.

Mercado desorganizado

No seu entender, a reforma do açúcar decidida «unilateralmente» pela Comissão veio «desorganizar o mercado» com a abertura à importação de ramas «sem limites».

O regime de reestruturação do açúcar adoptado em 2006 pela Comissão Europeia visa reduzir a produção na União, em 6 milhões de toneladas até à campanha de 2009/2010, para níveis considerados sustentáveis.

A Organização Comum de Mercado (OCM) do Açúcar é regida, desde 1968, por regulamentos da Comunidade Europeia, que estabelecem as regras no que diz respeito a preços, quotas e trocas comerciais com países terceiros.

Ministro da Agricultura: produtores de beterraba «não têm razões de queixa»

Para o ministro da Agricultura, Jaime Silva, os produtores de beterraba «não têm razões de queixa» da negociação feita pelo Governo português.

Sublinhando o montante significativo de ajudas ao abandono da produção até 2013, da ordem dos 6,4 milhões de euros, o ministro frisou, há um ano, o facto de Portugal ter conseguido garantir a continuação da laboração da DAI.
 

 

in IOL Diário

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 12:31
link | comentar | favorito

Quer tornar-se invisível?

 

Saiba que essa possibilidade não está assim tão distante. Cientistas inventaram materiais que desviam a luz de um objecto

Parece retirado de um filme de ficção científica, mas não é. A invisibilidade está mesmo muito perto de ser conseguida, segundo informam as revistas Nature e Science.

 

Cientistas de uma Universidade da Califórnia, financiados pelo Pentágono, criaram dois novos materiais que conseguem desviar a luz dos objectos, tornando-os, desta forma, invisíveis.

Os chamados meta-materiais com refracção negativa não existem na natureza e foram criados numa escala nano, sendo medidos em bilionésimos de metro. Como a luz não é absorvida nem reflectida pelo objecto, é possível vê-la por trás dele, iluminando o que normalmente estaria escondido. Ou seja, tornando o objecto invisível.

Um dos meta-materiais é feito de metais e assemelha-se a uma rede de pesca colocada em várias camadas. Torna-se transparente numa ampla gama de comprimentos de onda luminosa e reverte a direcção da luz. O outro usa minúsculos fios de prata dentro de óxido de alumínio poroso, colocados a uma distância mínima um do outro.

A investigação foi liderada pelo cientista Xiang Zhang e foi financiada pelo governo americano. Para já, os cientistas querem aplicar estes materiais em lentes microscópicas. No entanto, o Pentágono estará certamente interessado em começar a «esconder» tanques e militares.
 

 

in IOL DIário

tags:
publicado por portuga-coruche às 11:00
link | comentar | favorito

Meteorologia falha previsões de calor

Meteorologia falha previsões de calor


CARLA AGUIAR
NATACHA CARDOSO

Clima. A previsão de chuva intermitente até ao fim-de-semana veio relançar a desconfiança sobre as estimativas do Instituto de Meteorologia, que apontavam para um dos verões mais quentes e secos. Julho e Agosto baixam temperaturas

O ano começou com previsões meteorológicas algo dramáticas, a prometer um dos verões mais quentes e secos dos últimos anos. Ao invés, chuva e temperaturas cerca de um grau abaixo do normal marcaram alguns dias de Julho e ensombram Agosto, que depois de ontem e hoje, volta a ter chuva no fim-de-semana. O que falhou nas previsões?

O meteorologista Costa Alves não hesita em admitir que "as previsões meteorológicas de médio prazo ainda não estão tão evoluídas como gostaríamos". Por isso, sustenta que "talvez devesse ter havido maior prudência na exposição pública de um trabalho de investigação que fez uma previsão sazonal para um prazo mais longo que o habitual".

Em todo o caso, a previsão do Instituto Português de Meteorologia baseou-se no mesmo modelo do centro europeu de previsão de temperatura de médio prazo em que, por exemplo, o Reino Unido se baseou para prever um ano mais frio. Já a meterologista Ilda Simões, do Instituto de Meteorologia, lembra que aquela previsão, apresentada para Portugal, "tinha apenas uma probabilidade de certeza de 60%". Ilda Simões acrescentou que "quando se fala em médias não é só para um mês e é para o País inteiro, o que é sempre ingrato".

Mas o que se pode, desde já dizer, é que enquanto Junho teve temperaturas elevadas para a época, Julho foi pelo caminho contrário. Mesmo assim, Costa Alves lembra - "porque as pessoas se esquecem" - que no ano passado Julho foi não só mais fresco como mais húmido do que este ano.

"Porque temos presente a tendência do aquecimento global e tivemos quatro anos consecutivos entre 2003 e 2006, muito quentes, somos levados a associar esse fenómeno a uma tendência de aumento linear das temperaturas", explica o meteorologista e professor universitário. "Mas isto não é linear", conclui.

Quanto ao contributo da chuva de Verão para o desagravamento da seca, ambos os especialistas minimizam a relevância. "A seca tem a ver com o que não chove no inverno e não com o verão", diz Ilda Simões. Mas Costa Alves vê vantagens na manutenção de níveis elevados de humidade, que ajudam a prevenir os fogos florestais. Um relatório de Julho do IM dava conta de que 49% do território português ainda se encontrava em situação de seca e outro tanto em situação normal.

in DN online

 

Não tarda estão finalmente a admitir que o aquecimento global é um mito e que o arrefecimento um facto.

tags:
publicado por portuga-coruche às 09:17
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

Tomasor quer reaver IVA

O deputado do PCP, Agostinho Lopes, questionou o Ministério da Economia sobre o porquê da empresa Tomasor de Coruche não ter ainda reavido um crédito de IVA no valor de 18 636 euros por exportação de produtos. Segundo o texto do comunicado do PCP, a empresa produtora de tomate prepara-se para exportar de novo e enfrenta dificuldades financeiras, inclusivamente a nível de pagamento de sálarios de trabalhadores.

 

in O Ribatejo

tags:
publicado por portuga-coruche às 09:19
link | comentar | favorito

Mariza e Blasted nas Festas de Coruche

A fadista Mariza é o grande nome do cartaz das Festas em Honra de Nossa Senhora do Castelo que começaram no passado dia 6 e que se prolongam até dia 18 de Agosto. Mariza actua no dia 16, pelas 22h, no palco principal. No dia antes, é a vez do fado humorístico de Rouxinal Faduncho (Marco Horácio) subir ao palco, a partir da meia-noite. A encerrar as noites de concertos e da festa, actuam os Blasted Mechanism, no dia 18, a partir das 22h.

Até aos dias grandes de festa, realizam-se os festejos religiosos que começaram já no dia 6 com a inauguração das iluminações do Castelo e que se prolongam ate dia 13 com a realização de novenas às 21h30 e que contam com a participação do Grupo Coral de São João Batista. A Banda da Sociedade Instrução Coruchense actua nos dias 12 e 13, a partir das 22h30, na esplanada do Castelo e no dia 14, a partir das 21h30.

 

in O Ribatejo online

 

tags:
publicado por portuga-coruche às 09:10
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

Rapaz de 15 anos morreu subitamente enquanto jogava computador

Rapaz de 15 anos morreu de repente enquanto jogava computador. Tentativas de reanimação de nada valeram. Desesperada, a família do jovem Alexandre espera que a autópsia venha a desvendar a causa da morte.

A freguesia de Gemieira, em Ponte de Lima, chora a morte do jovem Alexandre, de 15 anos, que foi encontrado já sem vida pelo próprio pai. Segundo a família, o rapaz "perdeu os sentidos e caiu, de repente", enquanto jogava computador com a irmã, de nada valendo os esforços da equipa do INEM para o reanimar. Perto de quatro horas depois - espera que irritou de sobremaneira familiares e amigos do menor - o cadáver seria removido para o Gabinete de Medicina Legal do Centro Hospitalar do Alto Minho, em Viana do Castelo, para realização de autópsia, exame que deverá ter lugar hoje de manhã.

"Eu ia a entrar em casa quando a minha filha foi ter comigo, a correr, a dizer que o irmão tinha caído da cadeira. Fui a correr para a sala, onde jogavam computador, mas nunca me passou pela cabeça que não tornaria mais a ver o meu filho com vida", confidenciou, sem conseguir conter a emoção, o pai do menor, António Rodrigues, dando conta que, quando chegou à sala, encontrou o filho no chão, inanimado. "Tentei acordá-lo, mas não tinha reacção. Nenhuma. Gritei, de imediato, à minha mulher para que chamasse os bombeiros, que não perderam tempo a chegar à minha casa", acrescentou.

De imediato, a equipa do INEM tentou reanimar o jovem Alexandre. Porém, apesar de todos os esforços, tal não viria a suceder. Assim como nada disse sobre a possível causa de morte do adolescente, levando a família a inclinar-se para provável morte súbita.

"A mim, a única coisa que os médicos disseram foi que tentaram de tudo, mas que isso não chegou para reanimar o meu filho. Nada mais me disseram", disse o pai do menor, assegurando que o filho "nunca deu entrada em nenhum hospital nem padecia de nenhuma doença". "É um mistério, que gostaríamos de ver esclarecido. O mais rapidamente possível. Não temos palavras que consigam traduzir esta dor. O Alexandre era um menino alegre, brincalhão, trabalhador e amigo da família. Ia entrar para um curso profissional de computadores, o que ele gostava de fazer. Ninguém acredita que ele não está mais entre nós", revelou, profundamente emocionado, Joaquim Cerqueira, tio do menor, afiançando que o que pretende, agora, é saber o que causou a morte do sobrinho: "Não descansaremos enquanto isso não for esclarecido".

 

 

in Jornal Notícias online

tags:
publicado por portuga-coruche às 11:05
link | comentar | favorito

Eles contra elas em Corrida de Toiros em Coruche

Vão ainda actuar o Grupo de Forcados Feminino de Coruche e o Grupo de Forcados Juvenis. Em disputa vão estar as cavaleiras Vanessa Bronze "Vany" de Foros de Salvaterra, Sofia Almeida do Poceirão, Verónica Cabaço de Samora Correia, João Maria Branco de Estremoz e João Domingues de Lisboa.

A corrida vai ser já na próxima quinta-feira, dia 14, a partir das 00h45, e o Jornal O Ribatejo tem bilhetes para oferecer. Para ganhar o ingresso basta telefonar para o jornal pelo número 243309600. Oferta limitada ao número de bilhetes disponíveis.

tags:
publicado por portuga-coruche às 10:56
link | comentar | favorito

Obras nas pontes de Coruche só para o ano


Só a montagem da ponte militar provisória, que vai permitir o escoamento de tráfego enquanto durarem as obras, pode durar seis meses. Apenas depois pode começar a reabilitação das travessias sobre o Sorraia.

 

A montagem da ponte militar provisória sobre o rio Sorraia que vai escoar parte do trânsito automóvel durante a intervenção de reforço estrutural das seis pontes metálicas de Coruche ainda vai ter de esperar. Só no início de Julho a empresa Estradas de Portugal decidiu publicar o anúncio de concurso público para construção dos acessos à ponte militar provisória, incluindo a execução dos encontros da ponte nas margens. O prazo de execução dessa empreitada é de 180 dias, para um custo de 420.020 euros mais IVA. A admissão de propostas a concurso decorre até 13 de Agosto. Só a partir dessa data será adjudicada a obra e assinado o auto de consignação.

Demasiado tempo para quem, como o presidente da Câmara de Coruche, confiava que em Abril ou Maio deste ano começassem os trabalhos de montagem da ponte militar para que as obras nas pontes tivesse início antes do Outono. Recorde-se que a primeira previsão para o início da obra nas pontes era o Outono, mas de 2007.

Em Junho passado o presidente da Câmara de Coruche, Dionísio Mendes (PS), lamentava que a Estradas de Portugal e a Direcção de Estradas de Santarém (ver edição 12 Junho) primassem pela “falta de informação e empenho” acerca dos motivos do atraso. Lembrava que se devia aproveitar o bom tempo e a obra nas pontes não se arrastasse até ao Inverno. O autarca afirma agora que os trabalhos de construção dos acessos à ponte militar provisória, com seis meses de duração, não deverão demorar mais de três meses. Mas remete mais esclarecimentos para a EP.

Em 26 de Junho a EP informava que estando fixados os termos do protocolo entre Escola Prática de Engenharia, EP e Câmara de Coruche, tendo em vista a instalação da ponte militar provisória, o início dos trabalhos estaria dependente do lançamento do concurso para a execução dos acessos à ponte, cujos terrenos são disponibilizados pela autarquia. Entidade que solicitou reajustamentos ao traçado dos acessos que devem ser analisados pela empresa projectista, explicava a EP.

O MIRANTE quis saber mais pormenores sobre o tempo de duração da empreitada da ponte militar e o início efectivo das obras nas seis pontes junto da Direcção de Estradas de Santarém mas não obteve esclarecimentos até ao fecho desta edição.

Numa visita em Junho efectuada a Coruche, o ministro das Obras Públicas, Mário Lino, afirmou que a obra das seis pontes de Coruche foi adjudicada à empresa Conduril e que bastava assinar o auto de consignação. Orçados em três milhões de euros, os trabalhos nas seis pontes têm um prazo de execução de um ano, indicou o governante.

 

Ponte provisória

dá muito trabalho

Os trabalhos relativos à montagem da ponte militar provisória consistem na execução dos acessos rodoviários desde a Estrada de Meias à margem e travessia provisória na extensão de 700 metros. Implicam ainda o desvio desde a Estrada Nacional 114, a execução dos encontros de betão armado da travessia junto às margens e na montagem e desmontagem de sinalização a criar na EN 119, na Estrada de Meias e no próprio desvio.

A estrutura provisória deverá ser montada cerca de um quilómetro a montante da ponte Teófilo da Trindade, ligando a estrada de Meias e a estrada da Erra, na zona de Santo André. No acordo entre EP, EPE e autarquia fica estabelecido que a ponte militar será usada durante quatro meses, além de mais um mês para montagem.

A autarquia disponibiliza terrenos de acesso a ambas as margens e define uma zona de estaleiro de 2.500 metros quadrados. Terá ainda de garantir alimentação e alojamento a 36 praças, oficiais e sargentos durante a operação de montagem e desmontagem da travessia.

A estrutura militar vai ter capacidade para circulação de viaturas até 20 toneladas o que, além do tráfego de veículos ligeiros, irá permitir a circulação de autocarros de passageiros, de camiões de recolha de lixo e das centenas de pessoas que trabalham na Zona Industrial do Monte da Barca.

 

in O Mirante online

tags:
publicado por portuga-coruche às 10:40
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

Exposição evoca 25 anos de alternativa de António Ribeiro Telles

 

foto

Os 25 anos de alternativa do cavaleiro tauromáquico António Ribeiro Telles vão ser evocados em Coruche numa exposição biográfica patente no antigo edifício dos Correios, no centro histórico da vila. A inauguração da mostra, promovida pelo Museu Municipal de Coruche, é já dia 8 de Agosto, às 18h00. Trata-se de um tributo à conhecida figura da festa brava que tem projectado Coruche no país e além-fronteiras.

O presidente da Câmara Municipal de Coruche, Dionísio Mendes (PS), não regateia elogios a António Ribeiro Telles: “Pessoalmente tenho a sorte de ter o António como amigo. Está sempre disponível para tudo o que lhe solicitamos. Sempre que é preciso promover Coruche, lá está o António a mostrar que ama a sua terra”. A exposição segue uma linha cronológica em que, através sobretudo de fotografias, revivem-se momentos da vida do cavaleiro. Estão ainda patentes objectos emblemáticos da carreira de António Ribeiro Telles, como troféus e casacas.

António Ribeiro Telles foi distinguido por O MIRANTE em 2005 como Personalidade do Ano na área da Tauromaquia. O cavaleiro tomou a alternativa em 21 de Julho de 1983, então com 19 anos, e daí para cá nunca deixou de ser uma das primeiras figuras da festa brava em Portugal.

 

in O mirante online

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 10:35
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Agosto de 2008

Coruche: GNR detém casal de burlões

O Núcleo de Investigação Criminal de Coruche da GNR deteve um casal por burlas, informa esta quinta-feira a Guarda Nacional Republicana.
 

As detenções verificaram-se quarta-feira de manhã durante buscas efectuadas à residência do casal e às suas viaturas.

 

Nas buscas foram encontradas máquinas e uma viatura, adquiridas de forma fraudulenta. A GNR procedeu ainda à apreensão de «cheques, facturas e diversos documentos relacionados com os crimes praticados».

 

Ambos os elementos do casal têm 34 anos e ficaram detidos até serem presentes a tribunal.
 

 

in Diário Digital

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 15:37
link | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds