Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Benavente regista mais de 100 casos de crianças em risco

 

Durante o ano de 2007, a comissão de protecção a crianças e jovens (CPCJ) de Benavente acompanhou um total de 102 processos, em que apenas 16 transitaram do ano anterior.

Significa isto que foram sinalizados 86 novos casos, transmitidos à CCPJ através das escolas do concelho, das forças de segurança, por carta e mesmo pelo telefone, segundo o relatório anual deste organismo, que foi entregue à autarquia a meio de Abril.

“É importante que a comunidade tenha disponibilidade para participar, porque só assim se garante esses alertas e a devida protecção aos menores”, sublinhou o vereador Carlos Coutinho durante a apresentação e discussão do relatório na Câmara Municipal.

Este organismo conta também com uma nova presidente.

Eva Teles, a representante do município na CCPJ, substitui Ana Lucília Coutinho, representante da Segurança Social, e que já exercia a presidência há cerca de seis anos.

No entanto, o acompanhamento directo dos processos será entregue aos restantes técnicos da CPCJ, devido ao volume de trabalho que Eva Teles tem sob sua responsabilidade na autarquia, adianta uma nota de imprensa da Câmara Municipal de Benavente.

 

in O Ribatejo online

 

publicado por portuga-coruche às 10:33
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

Cartão das farmácias permite comprar a crédito noutras lojas

A mais recente novidade lançada pela ANF resulta de uma parceria com a Caixa Geral de Depósitos (CGD) e pertence à rede internacional MasterCard

 

cartão Farmácias Portuguesas vai permitir fazer compras a crédito noutros estabelecimentos. Como? É que este produto, lançado pela Associação Nacional das Farmácias (ANF), além de fazer parte de uma estratégia de fidelização, também é um cartão de crédito com as mesmas características de qualquer um outro. Resulta de uma parceria com a Caixa Geral de Depósitos (CGD) e pertence à rede internacional MasterCard. Ao utilizar este cartão, o cliente pode diferir o pagamento por 90 dias (no máximo, este período pode ir aos 135 dias) sem pagar juros. Mas atenção que a TAEG (taxa anual efectiva) cobrada a partir desse momento é de 21,8% - em linha com as percentagens usualmente exigidas nos créditos por telefone. Contactada a propósito da venda de remédios a crédito, a Autoridade do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) diz que "o pagamento de um medicamento pode ser total ou parcialmente diferido no tempo, desde que esteja garantido o princípio da livre escolha pelo utente".

João Silveira, vice-presidente da direcção da ANF, frisou o carácter "social" do cartão das farmácias, que irá permitir acumular pontos com cada compra de medicamentos não sujeitos a receita médica (MNSRM) ou de outros produtos à venda na farmácia. Os pontos acumulados têm a validade de dois anos e podem ser utilizados em compras futuras. Os medicamentos sujeitos a receita médica não estão abrangidos pelo sistema de bónus. "Os utentes podem diferir o prazo de pagamento e isso permite-lhes aligeirar o esforço financeiro", refere João Silveira. O facto de se aderir ao cartão de fidelização não obriga a requerer também a vertente de crédito.

A ANF vai gastar 34 milhões de euros com o Programa Farmácias Portuguesas, que pretende dar uma identidade única aos membros da organização liderada por João Cordeiro. Até agora já foram gastos 10 milhões de euros, nos quais se incluem as despesas com a preparação (levou um ano e meio) do cartão de fidelização/crédito.

"Há uma série de estabelecimentos que colam a sua imagem à das farmácias - com a utilização da cruz verde, por exemplo - e confundem as pessoas, que não sabem se aquela é uma farmácia verdeira ou falsa", atirou João Silveira, justificando a necessidade das associadas da ANF partilharem uma mesma imagem. E, dessa forma, atacando também as concorrentes parafarmácias.

O cartão Farmácias Portuguesas foi lançado no sábado e a sua apresentação formal ocorreu hoje na sede da ANF. Segundo dados das últimas 72 horas já existem 690 farmácias aderentes e foram pedidos 17 754 cartões, dos quais o vice-presidente da CGD, Francisco Bandeira, não soube indicar quantos têm a funcionalidade de crédito.

O vice-presidente da direcção da ANF indicou que quer a Autoridade da Concorrência, quer o Infarmed já dispõem de "todos os elementos relativos ao cartão", que tinham sido solicitados pelas duas entidades. E garantiu que a ANF "fez o trabalho de casa". Ou seja, que "todas as questões jurídicas inerentes a esta iniciativa foram devidamente acauteladas".

Uma vez que este cartão implica o tratamento de informação pessoal, a ANF notificou a Comissão Nacional de Protecção de Dados Pessoais (CNPDP) na passada sexta-feira.

 

in Expresso online

 

 

Quer dizer....: No passado mês de Março a minha mulher queria pagar com o cartão de crédito numa farmácia em Coruche e foi-lhe dito que não recebiam com cartões de crédito ?! O que não percebo uma vez que o pagamento é efectuado como se fosse um cartão multibanco, quem dá o crédito é a instituição emissora do cartão e não o vendedor que recebe de imediato o pagamento. Para rematar, agora aparecem as farmácias com um cartão de crédito ! Mas está tudo doido ou quê ?

publicado por portuga-coruche às 12:48
link do post | comentar | favorito

Recusaram-me o livro de reclamações - como devo agir?

CASO REAL

Uma consumidora residente em Coruche solicitou à DECO, via e-mail, o seguinte esclarecimento: Em virtude de se encontrar insatisfeita com a assistência pós-venda de um estabelecimento de prestação de serviços, a consumidora solicitou que lhe fosse facultado o Livro de Reclamações. Sucede, porém, que a empresa negou a entrega do livro .

A consumidora colocou-nos estão as seguintes questões:

a) A empresa em questão é ou não obrigada a dispôr de livro de reclamações?

b) Quais as medidas a tomar perante a recusa de apresentação do livro de reclamações?

c) A recusa do livro de reclamações é susceptível de qualquer sanção?

 

O que diz a lei?

 

As entidades sujeitas à obrigatorie-dade de existência e disponibilização de livro de reclamações encontram-se discriminadas nos anexos ao sobredito diploma legal, porém, actualmente, todos os prestadores de serviços e fornecedores de bens se encontram obrigados a ter o livro de reclamações disponível.

O Livro de Reclamações pretende assegurar um meio célere e eficaz do consumidor exercer o seu direito de reclamação, sempre que entender que os seus direitos não foram devidamente acautelados ou não foram satisfeitas as expectativas no que diz respeito à qualidade do serviço e atendimento prestado.

Assim, quando solicitado, o livro tem de ser apresentado e o estabelecimento não pode exigir a identificação do consumidor como condição para o apresentar. A reclamação é feita em triplicado. Uma cópia fica no livro, outra é entregue ao consumidor e a terceira é enviada à entidade fiscalizadora (por exemplo, a ASAE).

A reclamação deverá ser preenchida com alguns cuidados, nomeadamente os seguintes:

- No cabeçalho, deve indicar e confirmar os dados do estabelecimento ou serviço pelo nome e morada. Identifique-se com nome, morada e número de bilhete de Identidade ou passaporte.

- Apresente os motivos da reclamação, com data a hora da queixa, num texto claro e legível. Procure a colaboração de testemunhas.

- Guarde todos os comprovativos como facturas, contratos, brochuras e fotografias e, bem assim, a cópia da reclamação a que tem direito.

Se o acesso ao livro lhe for negado, como sucedeu com a consumidora que referimos, deverá chamar a polícia a fim de remover essa recusa ou de tomar nota da ocorrência e a fazer chegar à entidade competente para fiscalizar o sector em causa.

Finalmente, informamos que a recusa do livro de reclamações quando solicitado constitui uma contra-ordenação, podendo, por isso, dar lugar à aplicação de uma coima que, no caso das empresas, pode ir até aos 30.000,00.

 

Marta Costa Almeida (Jurista na DECO - Del. Regional de Santarém)O Livro de Reclamações encontra-se regulado pelo Decreto-Lei n.º 156/2005, de 15 de Setembro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 371/2007, de 6 de Novembro.


 

Delegação Regional de Santarém da DECO na Rua Pedro de Santarém, 59, 1.º Esq.º,
2000-223 Santarém (Tel.: 243 329 950).

 

in O Ribatejo online

publicado por portuga-coruche às 11:40
link do post | comentar | favorito

Indústria “esmaga” produtores de tomate de Coruche

 

Manuel Sombreireiro, presidente da Associação dos Agricultores do Sorraia, dá-nos conta do desespero dos homens da lavoura

 

Nos terrenos da charneca de Coruche, são bem visíveis os campos de milho secos, porque a água dos furos ficou esgotada. Muitos outros, decidiram cortar o milho para silagem com receio de que a água dos furos não chegue para completar o ciclo vegetativo da planta.


Situação igualmente grave é a dos produtores de tomate. As indústrias de transformação de tomate estão a asfixiar muitos agricultores, pagando-lhes o produto a preços inferiores aos custos. Praticamente todos os dias é possível ver o desespero dos homens da lavoura aos balcões dos bancos da região, onde muitos acumulam créditos sobre créditos.


A cultura do tomate ocupa actualmente cerca de 2 mil hectares, aproximadamente 10 % da área de regadio do Vale do Sorraia. “A campanha até correu bem este ano, com boas produções, mas quando chegamos às fábricas deparamo-nos com preços de que modo nenhum compensam os custos de produção”, declara Manuel Sombreireiro, presidente da Associação dos Agricultores de Coruche e Vale do Sorraia.


Manuel Sombreireiro prevê que 30 a 40% dos agricultores do Vale do Sorraia vão ficar arrumados este ano”.


“Todos os dias somos confrontados situações de agricultores a afundar-se”, declara-nos o Manuel Sombreireiro. “Fizemos diversos contactos com o Governo, para que houvesse conseguirmos uma intervenção dos organismos oficiais junto da indústria, mas não conseguimos qualquer resultado”, afirma-nos este dirigente associativo. O tomate é pago em função do brix (que define as características do tomate, como a cor, humidade, densidade, etc.). “O nosso objectivo era ter alguém independente junto das fábricas que acompanhasse o processo de classificação do tomate, de forma a não ser apenas a indústria a dominar o processo e a impor os seus preços”, afirma o dirigente associativo. “Em relação ao ano passado, o preço do tomate pago ao produtor baixou cerca de um escudo”.


Manuel Sombreireiro faz-nos as contas (ainda em escudos, porque é homem conservador): para fazer um hectare de tomate um agricultor gasta cerca de 1300 contos e obtém cerca de 100 toneladas de tomate. Recebe 7 escudos de subsídio por quilo, pelo que se vender o tomate à fábrica por 7 ou 8 escudos já consegue os 15 escudos necessários a retirar algum rendimento (cerca de 200 contos num hectare). “O problema é que as fábricas portuguesas pagam a 3 escudos e assim, acabamos por ter prejuízo de 200 ou 300 contos por hectare”. Curiosamente, a tábua de salvação de alguns agricultores tem vindo de Espanha (ver caixa).

Campos de milho secos
Apesar de Coruche e do Vale do Sorraia beneficiarem, desde 1973, de um perímetro de rega, alimentado pelas albufeiras de Montargil e Maranhão, a verdade é que a área da Charneca, onde o perímetro de rega não chega, está a atravessar uma seca tão grave como a do Alentejo. Quem vai de Santarém, poucos quilómetros antes de chegar a Coruche, é possível ver os efeitos devastadores da seca. “Na herdade da Agolada, o furo que alimentava o pivot secou e os 50 hectares de milho secaram”, conta-nos o presidente da Associação dos Agricultores de Coruche.


Munido de uma série de estudos e estatísticas que tem efectuado ao longo dos anos como técnico reputado do Ministério da Agricultura, agora reformado e que se dedica à Associação e à sua casa agrícola, Manuel Sombreireiro sublinha ao nosso jornal que “a média de pluviosidade em Coruche costuma ser de 645 milímetros por metro quadrado, para uma média de 300 milímetros de chuva este ano”. O que dá bem conta da gravidade da situação dos agricultores da região. “Há muitos problemas sociais de idosos que vivem de pensões de sobrevivência com a ajuda do que colhem da horta e que estão em graves dificuldades porque os poços estão a secar”.

Água do Sorraia salva agricultores da lezíria
Mas no perímetro de rega do rio Sorraia, a água que vem das barragens de Montargil e Maranhão chega e sobra para as encomendas. “A modernização dos sistemas de rega com pivots, fita de rega, gota a gota, permitiu-nos ao longo dos últimos anos fazer um uso mais racional da água e, assim, reduzir os consumos de 200 para 100 milhões de metros cúbicos por ano. As duas albufeiras garantem um volume de 320 milhões de metros cúbicos, o que seria suficiente para regar os campos do Sorraia durante três anos. O excedente está este ano a permitir ajudar os agricultores da lezíria grande, que estão a braços com o problema da salinização dos solos, provocado pelo avanço da água salgada do estuário do rio Tejo, afectado pela grande redução do seu caudal. Em ano de grave seca, a água doce do Sorraia está a permitir salvar as produções dos campos entre Benavente e Vila Franca de Xira.

Texto de:João Baptista

 

in O Ribatejo online

publicado por portuga-coruche às 11:00
link do post | comentar | favorito

Branca: Farto das ameaças pegou na caçadeira e matou vizinho

 

Zaragatas, discussões e ameaças eram permanentes e já bastante antigas. Dizem os moradores da zona que os dois homens, que eram vizinhos, "discutiam por tudo e por nada", mas ninguém sabe dizer ao certo se alguma vez "chegaram a vias de facto", nem explicar muito bem o que aconteceu.

Ontem de madrugada, os dois homens estiveram no mesmo café, "O Pintor", em Branca, Fazendas da Figueira, concelho de Coruche. Mais uma vez houve troca de palavras "azedas". Farto das "ameaças", terá justificado depois aos militares da GNR, o indivíduo de 48 anos foi a casa buscar uma caçadeira e esperou à porta que Jorge Henrique Bento saísse do estabelecimento. Eram 2.30 horas quando os tiros se ouviram.

Jorge Bento, de 39 anos, foi atingido numa face e acabaria por morrer no local. É casado e deixa filhos menores. O corpo foi transportado para o Gabinete Médico Legal de Santarém onde deverá ser submetido a autópsia durante o dia de hoje.

O alegado autor dos disparos acabaria por ser encontrado na aldeia de Canha, e levado depois para o posto da GNR de Coruche. A arma, uma caçadeira que estava legal, foi apreendida. Aqui foi ouvido pelos inspectores da Brigada de Homicídios da Polícia Judiciária de Lisboa, que ontem o apresentaram ao juiz de turno do Tribunal Judicial de Santarém, que aplicou como medida de coacção a prisão preventiva.

Zangas antigas

Segundo apurou o JN junto de fontes policiais, o alegado agressor terá justificado os disparos com o facto de "estar farto de ser ameaçado e chantageado". Terá afirmado ainda que as discussões "eram antigas e frequentes" e que ontem de madrugada já ambos tinham ingerido bebidas alcoólicas.

Os dois homens eram clientes habituais do café-restaurante "O Pintor", em Foros Brancas. O proprietário, ontem contactado pelo JN, recusou tecer comentários sobre a situação, alegando mesmo nada saber.

Fonte dos bombeiros de Coruche admitiu apenas terem recebido o alertado e transportado o corpo da vítima para o hospital de Santarém.

 

Alexandra Serôdio

 

in Jornal de Notícias online

 

Coruche: Vítima foi alvejada na cara

Assassino em casa

Está em casa, a aguardar para ser interrogado amanhã por um juiz de Instrução Criminal, o negociante de madeira que na madrugada de ontem matou um empresário que conhecia desde há longa data, à saída de um café, em Fazenda Figueiras, Coruche.

Jorge Evaristo tinha 39 anos e foi morto com um tiro certeiro disparado pela caçadeira alegadamente empunhada por Arlindo Mendes, de 48 anos, quando saía de um café.

 

Sem que nada o fizesse prever, o autor do disparo esperou que a vítima saísse do estabelecimento, por volta das 2h30 da madrugada, e atingiu-o com um só tiro na face, causando-lhe morte imediata. De seguida, entregou-se e confessou o crime voluntariamente no posto da GNR de Canha, onde ficou detido e foi constituído arguido. Após ser notificado para comparecer em tribunal, regressou a casa.

 

Na aldeia, ninguém consegue explicar as razões que terão levado o alegado homicida a cometer "esta loucura". "Eles não gostavam um do outro e não se falavam há muitos anos, mas nunca andaram à bulha nem nada", contou um morador que pediu para não ser identificado, adiantando que "nada fazia prever esta tragédia".

 

O homicídio ocorreu no final de um dia de festa na aldeia, após a inauguração do relvado sintético no campo do União Juventude Figueirense. Já no final da noite, dirigiram-se ao café-restaurante Pintor, na EN251, onde estavam poucos clientes à hora do crime. "Eles mandaram umas bocas para o ar dentro do café, a provocar, mas não chegaram sequer a discutir directamente", explicou outro residente.

 

Jorge Evaristo era proprietário de uma empresa de máquinas pesadas e residia na Branca, a três quilómetros do local onde foi morto. O autor dos disparos é natural da mesma localidade e reside na zona de Canha.

 

in Correio da Manhã online

publicado por portuga-coruche às 10:54
link do post | comentar | favorito

Invasão na esquadra de Moscavide

28 de Abril de 2008, 08:58

 

A 35ª esquadra da PSP de Moscavide, em Loures, foi invadida ontem à tarde por um grupo de 10 a 15 pessoas. De acordo com a TSF, um único polícia estava na esquadra no momento da invasão, que ocorreu por volta das 17h.

 

O grupo, que acabou por fugir sem que fosse possível fazer a identificação dos indivíduos, entrou na esquadra para agredir um jovem que apresentava queixa de um dos membros desse mesmo grupo.

 

 

in Notícias Sapo

 

Posto isto, aceitam-se propostas de novas formulas de abordagem desta problemática.

Não se aceita aquelas propostas que já foram feitas. Todo o que seja entre os pro-BOP e o que defende Moita Flores não interessa porque é o praticado em vários países e não resolve.

 

no CM a notícia tambéma aparece, acrescentando alguns pormenores:

Por um grupo de 10/15 pessoas

Esquadra de Moscavide invadida

A esquadra da PSP de Moscavide foi ontem, domingo, invadida por um grupo de 10 a 15 pessoas. O único agente de serviço não conseguiu evitar a invasão.


O grupo entrou na esquadra para agredir um jovem de 20 anos, que se tinha dirigido ali para apresentar uma queixa.


O queixoso estava a ser ouvido pelo único agente presente naquele momento na 35º esquadra de Moscavide, quando o grupo entrou nas instalações e saiu pouco depois de ter agredido o jovem.


A vítima teve que receber assistência hospitalar, não terminando a apresentação da queixa.

 

in Correio da Manhã online

 

 

 

 No IOL Portugal Diário:

 

Lisboa: grupo invadiu esquadra e agrediu jovem

Homens encontraram apenas um PSP nas instalações. Aconteceu domingo em Moscavide

 

Um grupo de homens invadiu domingo uma esquadra da PSP, em Lisboa, e agrediu um indivíduo que ali se deslocara precisamente para apresentar queixa deles. A agressão ocorreu perante o olhar do único elemento da PSP presente nas instalações.

 

De acordo com o jornal 24Horas, um grupo de 10 a 15 indivíduos entrou no domingo à tarde, cerca das 17horas, na 35ª esquadra da PSP, em Moscavide, concelho de Loures, e agrediu um jovem de 20 anos que pretendia apresentar queixa do grupo.

Um polícia numa esquadra é ridículo

«Um polícia numa esquadra é ridículo. Não acontece em mais nenhum país da Europa», disse à Lusa, Paulo Rodrigues da Associação Sócio-Profissional da PSP.

O dirigente recordou que esta situação era previsível, lembrando os alertas que já fez ao Ministério da Administração Interna (MAI) para a necessidade de aumentar o número de efectivos.

«Esta situação tem de merecer a atenção do MAI e da direcção nacional da PSP», referiu.

Paulo Rodrigues salientou também que é necessário aumentar o efectivo da polícia para segurança das «pessoas e da própria polícia», considerando que a presença de um ou dois elementos numa esquadra é «contraproducente».

«(Esta situação) passa uma imagem de pouca eficácia para a polícia», referiu, adiando que desta forma não é de estranhar que aumente o sentimento de insegurança.

De acordo com o Comando Metropolitano da PSP de Lisboa trata-se de um caso isolado.

publicado por portuga-coruche às 09:33
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Abril de 2008

Site pornográfico para cegos

O site foi fundado em 2006 e é um verdadeiro sucesso nos Estados Unidos

Porn of the Blind é um site pornográfico para cegos, criado em 2006. Com o passar do tempo, tem conquistado audiências e está a tornar-se uma referência de culto para os cibernautas. A notícia é avançada pelo site da BBC Brasil.

 

A página disponibiliza vídeos com descrições gravadas por voluntários das cenas de sexo. Tudo é descrito ao pormenor: o cenário, as cores, as personagens e o ambiente. Só em Abril o site recebeu 150 mil visitas.

Em declarações à BBC um dos fundadores, identificado como Elmer, confessa que o site aumentou a audiência desde que disponibilizou um software que permite aos voluntários/internautas gravarem as descrições em áudio. O sistema foi disponibilizado em Agosto de 2007 e o site conta já com 30 arquivos de áudio.

«A maioria das gravações até agora foram feitas por homens, mas os utilizadores pedem mais "filmes" com vozes femininas e ousadas», acrescenta Elmer que acredita que os «voluntários são pessoas comuns que querem contribuir ajudando os outros».

O site pretende ainda «oferecer descrições de todas as páginas pornográficas disponíveis na internet».

PP

 

in IOL Portugal Diário

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 19:27
link do post | comentar | favorito

Largada de toiros com cinco feridos

Cinco pessoas foram assistidas na segunda largada de toiros da semana taurina esta madrugada em Samora Correia. Três jovens foram colhidos pelos toiros e dois foram assistidos devido a agressão e indisposição, informou fonte dos bombeiros locais. Dois dos feridos sofreram perfurações causadas pelos cornos do toiro e permanecem internados no Hospital de Vila Franca de Xira num estado que inspira cuidados.

A semana taurina vai continuar até quinta-feira, 1 de Maio. Esta tarde, às 16h30, há demonstrações de pegas por forcados locais seguida de desafio a novos forcados. Depois haverá nova largada de toiros.


in O Mirante online

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 15:43
link do post | comentar | favorito

Sabores do Toiro Bravo

Tasquinhas na Praça de Toiros de Coruche
Dias 2, 3, 4, 9, 10 e 11 de Maio

 

publicado por portuga-coruche às 12:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

Explosão no Bombarral provoca cinco feridos

Quatro pessoas estão em estado grave e uma outra moderado. Três dos feridos são crianças

Cinco pessoas, três das quais crianças, ficaram feridas depois de uma explosão numa residência em Casais da Larama, perto do Bombarral (Leiria), informa a agência Lusa, que cita fonte do INEM.

 

A explosão ocorreu às 8h30 e feriu um casal e três crianças, todos da mesma família. Quatro dos feridos encontram-se em estado grave e uma criança de quatro anos está em estado considerado moderado.

As três crianças, com idades entre os dois e os oito anos, foram transferidas para o Hospital D. Estefânia, em Lisboa.

O homem, com queimaduras em 40 por cento do corpo, foi levado para a unidade de queimados do Hospital de Coimbra e a mulher, com 80 por cento do corpo queimado, foi transportada para o Hospital de São José, em Lisboa.

O INEM, que não soube adiantar as causas da explosão, deslocou vários meios de auxílio para o local: um helicóptero, duas viaturas médicas e uma ambulância de suporte imediato de vida. Os bombeiros Voluntários de Torres Vedras enviaram para o local seis ambulâncias.

 

In IOL Diário

publicado por portuga-coruche às 11:34
link do post | comentar | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: