Terça-feira, 25 de Março de 2008

Café assaltado 11 vezes

Nos últimos seis meses Dona Graça tem vivido numa autêntica tormenta

 

O Café da Dona Graça em Coimbra já foi assaltado tantas vezes nos últimos seis meses que já lhe perdeu a conta: «Não sei se foram 11 ou 12». A última vez foi na noite de sexta-feira para sábado.

O café, situado na baixa de Coimbra, fazia bastante sucesso entre os locais e entre os turistas antes de o prédio adjacente ter entrado em obras, paradas há já algum tempo. Agora, o estabelecimento encontra-se quase completamente tapado pelos taipais das obras, apenas com um pequeno acesso à rua. Este isolamento é apresentado pela proprietária como explicação para os sucessivos assaltos.

Graça Santos explicava que os assaltantes «antes entravam pela grade» de segurança, mas depois de esta ter sido reforçada «sobem pela estrutura e conseguem chegar ao rés-do-chão», contou ao PortugalDiário.

Graça Santos já não consegue estimar os prejuízos que sofreu desde Setembro, mas afirma que os ladrões levaram de tudo, desde o micro-ondas a telemóveis. Da última vez ficou sem uma máquina de chocolates, que valia cerca de 500 euros, e duas camisolas de marca que tinha comprado para oferecer.

Levar tudo para casa

A proprietária está certa que os responsáveis pelos assaltos são sempre os mesmos - os toxicodependentes que rondam a área das obras abandonadas durante a noite - e procuram tudo o que possa ser traduzido em dinheiro. É frequente Graça encontrar seringas quando abre o café de manhã. «Deixam aqui o lixo todo para eu tirar», lamenta a proprietária e afirma que estes a «andam a controlar» para saber se há algo que valha a pena roubar. Graça Santos tem que levar consigo para casa tudo aquilo que tiver mais valor, pois, caso contrário, é certo que no dia seguinte terá desaparecido.

Graça apresentou já uma queixa à Câmara e recebeu imediatamente a visita do Presidente da Assembleia Municipal, que lhe apresentou uma proposta de compra do edifício adjacente, propriedade da Câmara Municipal de Coimbra. Mas Graça Santos diz que com o marido desempregado não tem qualquer possibilidade de conseguir um crédito que lhe permita efectuar a compra do imóvel.

O município garantiu à proprietária que o policiamento nocturno tinha sido reforçado na zona, mas Graça está certa que «se fosse assim, de certeza que já tinham apanhado alguém, porque é sempre de mesma maneira». Enquanto o assunto não é resolvido Graça Santos e o marido chegam todos os dias ao café a pensar no que poderá ter desaparecido desta vez.

 

in PortugalDiário

publicado por portuga-coruche às 15:33
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Março de 2008

Mulher ata marido bêbado a poste

Nepal: homem foi amarrado em frente aos vizinhos. Esposa estava «farta».

 

Um homem de 65 anos, Chandra Bandari, foi atado, esta segunda-feira, na praça pública pela mulher, em Kathmandu, no Nepal.

 

 

Chandra Bandari é um alcoólico e ao que tudo indica estaria a incomodar a mulher. Esta, «farta» dos seus modos, decidiu envergonhá-lo e ata-lo à frente dos vizinhos.

 

 

 

 

in PortugalDiário

publicado por portuga-coruche às 23:41
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

Net à borla para todos, em Amarante

UMA REDE PARA TODOS
Não se vê, mas está lá desde Outubro de 2006: em Amarante há uma rede sem fios que permite o acesso à Net completamente à borla. Um caso pioneiro em Portugal – e no mundo


O que têm Amarante e São Francisco, nos EUA, em comum? A resposta é fácil: ambas as cidades têm uma rede Wi-Fi que permite o acesso à Internet sem fios à borla.

Mas nem tudo é igual nestas duas redes: antes de São Francisco anunciar o projecto de implementação de uma rede Wi-Fi “para todos”, já Amarante tinha uma rede Wi-Fi a operar, com 10 mil utilizadores registados – entre eles, 3500 utilizadores regulares. Desde Outubro de 2006 que o cenário se repete: sempre que há um dia soalheiro e abunda o tempo livre, surgem nas esplanadas junto ao rio Tâmega amarantinos com portáteis, numa conjugação de ar livre e tecnologias, arquitectura antiga e tempos modernos. Há mais de um ano que Amarante é a primeira cidade portuguesa com uma rede sem fios cujos acessos são gratuitos.

A suportar esta rede estão sete pontos de acesso, com um raio de cobertura de cerca de 150 metros cada. Ao todo, estima-se que todos estes pontos de acesso assegurem uma cobertura de cerca de 10 hectares. Contas feitas, todo o centro histórico da cidade e alguns pontos mais distantes, onde existem serviços camarários e repartições da administração central têm acessos à Net grátis para todos os utilizadores que tenham de portátil, PDA ou telemóvel equipado para o efeito e tenha solicitado um vale par o efeito. «A relação entre interesse e custo desta iniciativa é muito compensadora. Além disso, estamos a fazer investimentos a nível administrativo sob a lógica do eGovernment e queremos ter uma comunidade preparada para usar esses instrumentos», explica Armindo Abreu, presidente da Câmara de Amarante.

OLHÓ VOUCHER À BORLA!
Hoje, qualquer pessoa pode solicitar um acesso à rede sem fios de Amarante. O acesso pode ser feito sob várias formas: solicitação por e-mail para os turistas antes de visitar a cidade; solicitação de um vale (ou voucher) em restaurantes, hotéis ou tabacarias; os utilizadores que já se encontram registados podem solicitar uma renovação anual.

Apesar de gratuita, a rede sem fios não aplica quaisquer restrições à navegação dos utilizadores. «A rede está preparada para estabelecer prioridades no que toca ao tipo de acessos. Daí que tenhamos determinado que o acesso ao e-mail e a navegação na Internet tenham prioridade sobre os outros serviços», Mário Rui Santos, responsável da Wavecom, que liderou a instalação da rede sem fios na cidade nortenha.

A rede Wi-Fi de Amarante foi criada com base em dois critérios geográficos: instalação de pontos de acesso em espaços públicos mais frequentados e/ou espaços onde há maior número de serviços. A rede Wi-Fi pública é apenas a face visível do trabalho que o Município de Amarante tem levado a cabo na área das tecnologias. «Um dos principais objectivos deste projecto é a info-inclusão. Em contrapartida, a câmara já começa a ter serviços electrónicos e esta rede pode ajudar a desmaterializar a relação dos munícipes com a câmara.

Além disso, a rede de transportes do concelho não é assim tão avançada e os acessos à Internet podem ser muito úteis para o pedido de licenças e outras questões legais relacionadas com a câmara», explica fonte institucional do município de Amarante. A rede sem fios de Amarante foi instalada no âmbito do programa Tâmega Digital, que visa dinamizar a região com a instalação de pontos de acesso à Internet, entre outras actividades. Igualmente contemplada pelo programa está a expansão da rede sem fios para Vila Meã. Esta ligação já está concluída, mas apenas é utilizada para as comunicações entre os serviços administrativos locais e a sede municipal, em Amarante. Em 2008, prevê-se que seja criado uma rede sem fios de acesso público gratuito em Vila Meã.
Detalhes sobre o Wi-Fi de Amarante
A rede sem fios de Amarante começou a ser idealizada em Junho de 2006. Em Outubro do mesmo ano, procedeu-se à estreia.
O projecto teve o apoio técnico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (de Vila Real) e foi implementado pela Wavecom, empresa especializada em comunicações por rádio.
Cada ponto de acesso à Net dispõe de uma largura de banda 4Mbps repartidos pelo número de utilizadores conectados a cada momento. A Câmara de Amarante já começou a solicitar aos operadores de telecomunicações larguras de bandas de 12Mbps.
A rede suporta um máximo de 250 utilizadores em simultâneo. Ainda que esta capacidade esteja longe de esgotar, o projecto contempla a instalação de um módulo de software que permite adicionar mais de 250 utilizadores.
A rede é gerida através de uma gateway que permite adicionar utilizadores sempre que necessário. É através da gateway que os gestores da rede estipulam prioridades no tráfego da Web. O acesso à gateway pode ser feito através de um portal específico. Actualmente, encontram-se registados 10 mil utilizadores (3500 são utilizadores regulares).
Actualmente, a rede é constituída por sete pontos de acesso, com cerca de 150 metros de raio de alcance. A área de cobertura total está estimada em mais de 10 hectares. A instalação de pontos de acesso nas zonas históricas mais frequentadas e também em locais onde se encontram maior número de serviços públicos (o que pode facilitar a recolha de dados pessoais e resolução de burocracias, quando um munícipe visita uma qualquer repartição).
As antenas instaladas nos pontos de acesso comunicam entre si, mesmo quando distam várias centenas de metros. Esta comunicação é efectuada nas frequências de 5,6 GHz. Além das comunicações sem fios, o projecto contempla ainda o acesso à Net por fibra óptica (para “fornecimento” de pontos de acesso cuja comunicação por rádio não é viável). Os mentores do projecto seguiram o conceito Mesh, que permite repetir ou expandir o sinal de rádio com vários retransmissores. Os responsáveis pelo município acreditam que algumas casas nas imediações da rede estejam a tirar partido da “Net à borla”, mas afirmam que a concorrência aos operadores de telecomunicações é diminuta.
A implementação da rede ficou orçada em 50 mil euros. Segundo o município foi uma forma de dotar a cidade de uma
infra-estrutura de comunicações a custos «compensadores», que permite maior autonomia nas comunicações entre as delegações do município que se encontram geograficamente dispersas

 

Hugo Séneca

 

in Exame Informática Online

publicado por portuga-coruche às 15:42
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

Vá ao Hiper pela Net

O HIPER ESTÁ NA NET

Continente On Line e @Jumbo acabam de replicar um duelo antigo dos hipermercados. Em quase todo o País, já é possível fazer as compras do mês de clique em clique e… taxas de entrega
Hugo Séneca

É uma romaria com tradições: desde os anos 80 que, todos os fins-de-semana, famílias inteiras encarnam vestes e usos domigueiros para ir às compras no hipermercado.

No ano 2000, o Continente veio demonstrar que a há uma alternativa à “hiper-romaria”, com o lançamento do projecto Continente On Line. O segmento demorou a amadurecer. Hoje, o Continente On Line já tem por raio de acção quase todo o País e conta com a concorrência de um antigo rival mais precisamente do grupo Auchan, que acaba de estender a cobertura do @Jumbo para um total de seis milhões de portugueses. «A decisão de fazer compras na Internet pode ser determinada no momento. Pode estar mau tempo, as pessoas podem deparar-se com falta de disponibilidade, ou estarem numa fase com menos mobilidade, como as grávidas ou uma pessoa doente.

Noutros casos, a decisão de comprar na Web pode ser determinada pelo simples facto de alguém morar num quarto andar sem elevador», comenta António João Gavinho, coordenador do Continente On Line. Nos últimos sete anos, foram várias as evoluções que contribuíram para o crescendo de confi ança dos portugueses nos hipermercados on-line. O coordenador do Continente On Line ainda se recorda das dificuldades sentidas nos primórdios: «Além de ser um canal novo, sofria de algumas limitações tecnológicas relacionadas com o número de artigos disponível, num segmento em que cada consumidor compra 40 a 50 de uma só vez. Além disso, não havia comunicações por ADSL, o que tornava o serviço muito lento». Devido a estas mesmas limitações técnicas, o Pingo Doce On Line, um dos pioneiros dos cibersupermercados em Portugal, acabou por encerrar. Pelo contrário, o Continente soube esperar e investir. Actualmente, o portal da Sonae já vai na terceira versão, integra mais de 20 mil artigos e tem mais de 160 mil utilizadores registados, apesar de nem todos serem compradores regulares.

É COMO ENCONTRAR UM TREVO…
No Jumbo, a chegada à Web ocorreu em Fevereiro de 2007, mas só em Outubro mereceu a maior destaque mediático. E o caso não era para menos: através do serviço @Jumbo, o grupo Auchan passou a poder vender na Web para a maioria dos centros populacionais portugueses, podendo replicar em ambiente virtual a compita entre hipermercados tradicionais.

Hoje, o @Jumbo está disponível numa área com mais de seis milhões de pessoas, com uma lista que supera os 20 mil artigos. A companhia de retalho procedeu a um investimento de 1,5 milhões de euros na instalação e desenvolvimento de uma plataforma de comércio electrónico da Microsoft.

A Exame Informática gostaria de fornecer mais informações e comentários relativos ao @Jumbo e ao comércio electrónico em geral, mas os responsáveis da Auchan recusaram a solicitação de entrevista. Ainda assim, é possível dar a conhecer alguns dos principais objectivos do @Jumbo, através do que publicado em alguns jornais: nos tempos mais próximos, a Auchan pretende reunir na Web mais de 50 mil clientes. Futuramente, o portal do “elefante e do trevo” deverá incluir no “cabaz” serviços de revelação de fotografi as e vendas de bilhetes de espectáculos. No que toca a vendas, os responsáveis da Aucham apostam em colocar o portal @Jumbo entre as três lojas do grupo que mais facturam, durante os próximos cinco anos. Apesar de serem os nomes mais sonantes no mercado português, Auchan e Sonae não estão sozinhos na Web. Desde de 2003, que o El Corte Inglés tem um supermercado a operar em Portugal.

A loja virtual do grupo espanhol seguiu uma estratégia menos focalizada no supermercado “puro e duro” e optou por uma diversifi cação que abrange listas de casamento e viagens. Em breve, o El Corte Inglés on-line também deverá abranger artigos de electrónica, informática, cultura e lazer. Até 2005, o portal do El Corte Inglés registou um crescimento de facturação de 30% ao ano. Entre 2005 e 2005, a loja terá registado um crescimento das vendas na ordem dos 70%. Motivo: a abertura de um centro comercial em Gaia, que permitiu inaugurar o serviço ao Grande Porto. No Continente On Line, o número de utilizadores registados tem crescido a uma média de 50% ao ano. Actualmente, o volume médio das compras por cliente oscila entre os 125 e os 250 euros. Segundo os responsáveis da Sonae, esta média de vendas é superior à registada nos supermercados tradicionais. «A ida aos supermercados tradicionais também tem uma vertente social. Daí que o portal tenha por objectivo ser complementar do supermercado tradicional e não tanto substituí-lo. Há pessoas que alternam as duas modalidades e pessoas que, só por conveniência, vão à Internet. Mas acredito que, com as novas gerações que já se habituaram à Net, dentro de 10 anos, vamos dar um salto enorme no número de utilizadores», estima António João Gavinho.

COMPRAS QUE VIAJAM

A geografia pode ser um factor quase irrelevante para a maioria dos sites de comércio electrónico, mas nos portais de hipermercados tende a assumir uma importância fulcral. E isto por duas razões: a execução atempada de um serviço que, de algum modo, interfere nas rotinas familiares dos consumidores durante os tempos de lazer; e o tipo de artigos transaccionados por estes portais. «Há cerca de quatro anos, passámos a apostar forte na venda de produtos frescos. Foi uma opção estratégica difícil, porque são produtos que as pessoas gostam de tocar, escolher, cheirar… mas sentimos que era aí que tínhamos de crescer e por isso alargámos a gama e criámos um sistema que permite deixar observações a explicar melhor o que se pretende comprar», recorda António João Gavinho. A entrega de frescos é exigente e complexa. Além das preferências pessoais, a venda de frutas, lacticínios ou carne exige um circuito bem “oleado”, que garanta qualidade e entregas atempadas, sem sobrecarregar os preços finais.

Para satisfazer todos os requisitos, os hipermercados tiveram de investir forte em plataformas tecnológicas. A isto acresce a integração com os serviços de atendimento telefónico que permitem tirar dúvidas na própria hora, ou contactar o cliente, com uma alternativa para um produto entretanto esgotado. A todas estas exigências junta-se outra de especial importância, como sublinha António João Gavinho: «Damos sempre a possibilidade de devolver produtos na própria hora de entrega. É a única forma de ganhar a confiança das pessoas para um serviço que é mais frio e distante que o tradicional».

 

A EXAME INFORMÁTICA FOI À COMPRAS…

Não foi preciso sair do lugar de trabalho para fazer compras nos portais dos dois maiores supermercados de Portugal. Em ambos os casos, bastaram alguns minutos para fazer uma lista de compras, cujo valor foi previamente fixado em cerca de 30 euros. Eis as principais conclusões do nosso teste “cliente” mistério:

* No cômputo geral, @Jumbo e Continente On Line são similares e, mesmo os clientes mais fiéis de uma das duas marcas, não deverão sentir especial dificuldade a ambientar-se num portal da concorrência. Ambos disponibilizam mais de 20 mil artigos para venda. A organização dos produtos é, igualmente, similar e segue a lógica das grandes superfícies tradicionais (lacticínios, frescos, mercearia, charcutaria, etc.). Ainda assim, foi possível descobrir algumas variantes: o @Jumbo tem um maior número de secções, visto que dá destaque à electrónica, ao segmento automóvel e às marcas próprias).

*Ambos serviços dispõem de call centers e funcionalidades que permitem detalhar o que se pretende das encomendas.

* Ambos os serviços permitem guardar uma lista de compra para futuras ocasiões, que permite poupar alguns minutos a seleccionar as compras do mês.

* Ambos os serviços permitem o pagamento por dinheiro, cheque e Multibanco no acto de entrega.

* No caso do Continente On Line, o agendamento de uma compra deve preceder em quase 24 horas a entrega. No @Jumbo, as encomendas podem ser feitas para o próprio dia desde que registadas antes da 13h00.

* Os custos de entrega dos serviços também variam: no Continente On Line, o serviço acrescenta oito euros ao custo das compras; no @Jumbo, a mesma taxa está fixada em seis euros para entregas até às 20h00; oito euros depois das 20h00; três euros para entregas na própria loja; a primeira encomenda acima de 125 euros está isenta de taxa.

*Em caso de atraso superior a 15 minutos, o Continente On Line, compromete-se a oferecer a taxa de entrega da encomenda seguinte. Foi por pouco que a Exame Informática se livrou desse bónus a entrega foi feita às 16h30 (nem mais, nem menos um minuto) como acordado. O @Jumbo também tem em prática o mesmo tipo de compensação, mas chegou 22 minutos depois da hora limite… ou seja sete minutos depois dos “descontos”!

* Ambos os serviços permitem alterar a hora e a morada no site, sem grandes esforços desde que seja acautelado o tempo suficiente para proceder às rectificações.

*Ambos os serviços dispõem de promoções específicas para quem compra on-line: um bolo-rei no caso do Continente On Line; um sortido de cereais, amostras de champô e caldos culinários no caso @Jumbo.

* Ambos os portais não são compatíveis com quem utiliza browsers Mozilla

 

in Exame Informática OnLine

publicado por portuga-coruche às 14:53
link | comentar | favorito

Ladrão hipnotizador procurado em Itália

Homem é acusado de hipnotizar as vítimas para elas lhe darem o dinheiro sem resistência

 

A polícia italiana procura um homem suspeito de hipnotizar as funcionárias de um supermercado para que estas lhe entregassem todo o dinheiro das caixas registadoras, informa a BBC.

Todas as vítimas têm uma única recordação em comum, antes de encontrarem as caixas registadores completamente vazias. «Olhe bem para os meus olhos», foi a frase que ficou na memória de todas as vítimas.

A última incursão do hipnotizador foi capturada pelas câmaras de vigilância, num banco em Ancona, que foi desfalcado em 800 euros pelo ladrão.

 

VEJA O LADRÃO CAPTADO EM VIDEO NO SITE DO PORTUGAL DIÁRIO

 

A empregada, a quem foi mostrado o vídeo posteriormente, refere não se lembrar de nada, e apenas deu conta do assalto quando reparou que faltava dinheiro na caixa.

As imagens das câmaras de segurança do banco mostram a funcionária aparentemente a ser hipnotizada pelo homem.

A polícia italiana suspeita que o homem seja de origem indiana ou norte-africana.

 

In PortugalDiário

publicado por portuga-coruche às 14:08
link | comentar | favorito

Morrem 18 crianças menores de 5 anos por minuto, no mundo

"Ainda há gente que não sabe, quando se levanta, de onde virá a próxima refeição e há crianças com fome que choram."
Nelson Mandela

 

 

Não é o sofrimento das crianças que se torna revoltante em si mesmo, mas sim que nada justifica tal sofrimento.
Albert Camus

 

 

Morrem em média no mundo e por minuto 18 crianças menores de 5 anos. Segundo as estatísticas da UNICEF leiam também o seu relatório anual.

 

 

publicado por portuga-coruche às 00:08
link | comentar | favorito
Domingo, 23 de Março de 2008

Holanda: portugueses sem casa, comida e dinheiro

Foram enganados por patrão holandês e acusam Consulado de abandono

 

Três portugueses enganados por um patrão holandês estão neste país sem casa, comida nem dinheiro e acusam o Consulado de Portugal em Roterdão de os maltratar e deixá-los ao abandono, escreve a Lusa.

A história de Delfim Outor, de 29 anos, um serralheiro-tubista que em Portugal fazia tubagens para navios, começou há um mês quando foi contactado para ir com urgência para a Holanda.

Apesar de ter trabalho em Portugal, Delfim Outor conta que decidiu partir, aliciado com a promessa de um ordenado a dobrar. «Telefonaram-me num sábado para vir para a Holanda na segunda-feira a seguir, porque era urgente», relatou.

No entanto, quando chegou àquele país, as coisas não correram como o esperado, porque o patrão holandês, da empresa metalomecânica Labirintu's, tinha perdido o cliente que lhe encomendara o trabalho que os portugueses iam executar.

«Andou a enganar-nos durante um mês, sempre a dizer para esperarmos mais uns dias porque ele ia arranjar outro cliente. Esta semana disse-nos que não nos arranjava nada, mandou-nos [voltar] para Portugal e avisou que não nos pagava a viagem de regresso», afirmou Delfim Outor.

No total, os portugueses trabalharam apenas uma semana e meia, tendo a maioria regressado a Portugal com a ajuda de familiares.

Sem possibilidades

No entanto, três deles, entre os quais Delfim Outor, não têm possibilidades de regressar. «Apenas quero que a empresa que me pagou para vir para a Holanda me pague para regressar para Portugal e o tempo que estive aqui parado», sublinhou o português.

Sem casa e sem dinheiro, os portugueses conseguem comida graças a uma cabo-verdiana que tem um café e lhes dá umas «sandes e uns sumos».

Por isso, na passada quarta-feira dirigiram-se ao Consulado de Roterdão para pedir ajuda, mas foi-lhes dito que «não podiam fazer nada».

Através de uma pessoa em Portugal tomaram conhecimento do número de telefone do Gabinete de Emergência Consular, onde lhes foi dito que iriam «contactar com o Consulado em Roterdão para resolver o problema».

«Ontem (sábado) recebemos um telefonema do senhor Moreira do consulado a dizer que recebeu ordens para tratar do caso, mas estava em Portugal e não tinha nada a ver com a nossa situação. Disse-nos para resolvermos o nosso problema, deu-nos uma morada e disse-nos para, se quiséssemos, irmos para lá», relatou.

Quando chegaram à morada, verificaram que se tratava de um centro para «sem-abrigo e drogados, com uma camarata com mais de 100 colchões no chão» e recusaram-se a ficar. Preferiram o chão da sala de um amigo que fizeram na Holanda.

Delfim Outor sublinhou o «trabalho excelente e correcto» do Gabinete de Emergência Consular, que «está sempre em contacto» com os portugueses, mas lança duras críticas ao Consulado por «não se interessar e nada fazer».

Fonte do gabinete do Secretário de Estado das Comunidades afirmou que António Braga «vai mandar averiguar esta situação». «Em todo o caso, o secretário de Estado alerta uma vez mais para que as pessoas não se aventurem em trabalhos temporários no estrangeiro sem primeiro verificarem a validade das propostas apresentadas», acrescentou.

 

in PortugalDiário

publicado por portuga-coruche às 20:00
link | comentar | favorito

Estrada: sete mortos em três dias

Operação Páscoa: dos 664 acidentes resultaram ainda 20 feridos graves

 

Sete mortos e 20 feridos graves é o balanço da «Operação Páscoa 2008» entre as 00:00 de quinta-feira e as 24:00 de sábado, segundo dados actualizados esta manhã pela Brigada de Trânsito (BT) da GNR.

Segundo noticia a Lusa, nos três dias, a BT registou 664 acidentes, menos 146 do que em igual período do ano passado, dos quais resultaram sete mortos (mais dois do que em 2007) e 20 feridos graves (menos dois). Houve ainda 169 feridos ligeiros, menos 69 do que na Páscoa de 2007.

No âmbito da Operação Páscoa, que termina às 24:00 deste doomingo, cerca de 1.700 militares da GNR, 800 patrulhas e 700 viaturas patrulham as estradas portuguesas, centrando a sua atenção sobretudo no excesso de velocidade, de álcool e de substâncias psicotrópicas, uso do cinto de segurança, transporte de crianças, estado de conservação dos pneus e iluminação.

Para evitar acidentes, a Brigada de Trânsito aconselha os automobilistas a moderaram e adaptarem a velocidade à estrada e às condições climatéricas, a guardarem a distância necessária do veículo da frente, usarem cinto de segurança e não ingerirem bebidas alcoólicas.

 

in PortugalDiário

publicado por portuga-coruche às 14:30
link | comentar | favorito
Sábado, 22 de Março de 2008

Portugueses descobrem que CO (Monóxido de Carbono) pode ser antibiótico

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia Química e Biológica de Oeiras descobriu que o monóxido de carbono, um gás letal em doses elevadas, pode vir a dar origem a uma nova geração de antibióticos quando usado em doses baixas, controladas e toleradas pelo organismo.
A investigadora Lígia Saraiva conta que o grande interesse desses futuros antibióticos é que são uma novidade para as bactérias multiresistentes já habituadas aos antibióticos clássicos.

«É um modo de acção completamente distinto dos antibióticos normais, porque tem um composto de diferente base química. E isso é que é importante porque é uma grande batalha da comunidade cientifica», salienta a investigadora.

Lígia Saraiva explicou à TSF as conclusões deste estudo: «Nós sujeitamos as bactéria a essa concentração de CO a ver se sobreviviam ou não. E verificamos que não só param o crescimento como morrem. Podiam ficar parada ou letárgicas, mas o CO tem mesmo capacidade para matar».

O estudo desta equipa de investigadores portugueses pode vir a resultar numa nova geração de antibióticos à base de monóxido de carbono. Mas Lígia Saraiva deixa um aviso.

«Estamos a falar de quantidades baixas e controladas. O perigo do monóxido como gás tóxico mantém-se», salienta a cientista. É preciso, portanto, continuar a ter cuidado com lareiras, poluição e com o tabaco.
in TSF online
publicado por portuga-coruche às 23:45
link | comentar | favorito

“Tibete é desafio à consciência mundial”

A presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, afirmou ontem que o Mundo não pode ficar calado perante a repressão chinesa no Tibete e considerou a situação naquele território como um "desafio à consciência" da comunidade internacional.

"Se as pessoas que amam a liberdade não se insurgiremcontraa opressão chinesa no Tibete, perdemos toda a moral para falar em nome dos direitos humanos em qualquer parte do Mundo", afirmou Pelosi ao lado do Dalai Lama, líder espiritual tibetano, com quem se encontrou na cidade indiana de Dharamsala, onde se encontra sediado o governo tibetano no exílio.
A líder da maioria democrata da Câmara dos Representantes disse ainda que "a situação no Tibete é um desafio à consciência mundial" e defendeu o Dalai Lama contra as acusações de Pequim – que afirma que ele está por detrás da violência dos últimos dias –, considerando o líder tibetano "a personificação da não-violência". Apelou, por isso, à realização de uma "investigação internacional independente" aos tumultos dos últimos dias, de forma a desmentir as acusações chinesas.
Entretanto, a oposição tibetana afirma que "várias pessoas" terão sido mortas nos recentes confrontos na província de Sichuan, vizinha do Tibete, onde a China admitiu que a polícia disparou sobre manifestantes. "Toda a gente aqui diz que pelo menos dez pessoas foram mortas", confirmou um residente. – *com agências l
"PORTUGAL FARIA O MESMO"
Um porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros afirmou ontem que Portugal"faria o mesmo" se tivesse de lidar com protestos idênticos àqueles que têm ocorrido no Tibete.Questionado pelo correspondente da agência Lusa em Pequim sobre as investigações aos tumultos em Lhasa, o porta-voz Qing Gang afirmou de forma brusca: "A China é igual ao seu país, que é governado pelo primado da Lei. A China lidará com a situação da mesma forma que o Governo português lidaria", afirmou o porta-voz, que deu uma resposta idêntica a um jornalista italiano:"Se isto se passasse no seu país, você também falaria de tolerância? A polícia e o Governo ficariam sentados e fechariam os olhlos?", questionou.

Ricardo Ramos com Lusa
in Correio da Manha online
publicado por portuga-coruche às 19:40
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds