Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011

Coruche – Detidos em flagrante a furtar gasóleo

Coruche – Detidos em flagrante a furtar gasóleo PDF Versão para impressão
Sexta, 04 Fevereiro 2011 17:02
A GNR de Coruche deteve cinco estrangeiros em flagrante, na madrugada do dia 4, quando se encontravam a furtar gasóleo de um veículo pesado de mercadorias. Os suspeitos tinham na sua posse um jerrican de 40 litros com gasóleo e uma mangueira para extrair combustível. Foram constituídos arguidos e libertos mediante Termo de Identidade e Residência.

Fonte: GNR

 

in Portal da Segurança

publicado por portuga-coruche às 07:10
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

Ponte D. Luís com problemas

Fissuras na ponte D. Luís podem interferir com estabilidade do tabuleiro 

 

 

 

 

Os cabos de pré-esforço que garantem a estabilidade do tabuleiro da ponte D. Luís estão a provocar fissuras nos pilares aos quais estão amarrados. Há vários maciços que suportam os cabos que apresentam fissuras visíveis a olho nu, o que implica uma intervenção na estrutura, três anos depois das obras de reforço da ponte, que liga Santarém a Almeirim.

 

A reparação do problema pode implicar o encerramento da ponte ao trânsito por mais tempo do que está previsto para as obras de repavimentação e de conserto das juntas de dilatação.

 

Se a situação não for reparada, segundo especialistas em engenharia de pontes, não está em causa a cedência de alguma parte do tabuleiro, mas podem ocorrer deformações da ponte que são dificilmente reparáveis e que colocam em causa a segurança atendendo ao intenso tráfego e ao peso que este exerce sobre a estrutura.

 

in O Mirante

 

 

Temos de ter cuidado e ver onde metemos os peneus.....

Pessoalmente, a partir de agora, só lá passarei se não tiver mesmo outra alternativa.

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

Alpiarça "terra sem lei"

Dirigente da Associação dos Profissionais da Guarda diz que o problema está na falta de organização

 
Insegurança em Alpiarça devido à falta de meios da GNR é preocupante e lamentável

O presidente da Câmara de Alpiarça lembra que a situação de falta de meios no posto da vila se arrasta há muito tempo e que até agora não tem havido soluções.

 

Quando as forças policiais fazem operações dizem sempre que tal tem por objectivo o aumento do sentimento de segurança, mas para a população de Alpiarça isso é uma utopia. Numa localidade onde até o posto da GNR foi atacado a tiro e mais recentemente não houve elementos para acorrer a uma agressão grave a situação é preocupante, no entender do presidente da câmara municipal, Mário Pereira (CDU). O presidente da Associação dos Profissionais da Guarda, José Manageiro, fala em “situação lamentável”.

 

Mário Pereira considera que as “pessoas têm razões para se preocuparem”, ainda para mais quando a situação de falta de meios e operacionalidade da GNR no concelho se arrasta há anos, apesar dos avisos da autarquia. O autarca já reuniu com comandantes e já fez sentir a falta de segurança ao Ministério da Administração Interna. “É uma situação que tem de ser resolvida, porque a segurança é uma função do Estado, a quem cabe garantir a segurança das populações”, realça, acrescentando que as pessoas andam assustadas.

José Manageiro manifesta uma “profunda preocupação” pela falta de capacidade da GNR de responder às solicitações da população. E diz que o problema não está na falta de guardas, mas sim na falta de organização da GNR. “Os militares têm que ser colocados onde são mais precisos”, destaca o dirigente referindo-se ao facto de haver muitos elementos da força de segurança em funções que não são de policiamento e de segurança às populações e que são indispensáveis. “Se os cidadãos pagam impostos, e não são poucos, é para terem segurança”, desabafa.

Além dos vários assaltos que ocorreram nas últimas semanas no concelho, a mais recente situação que deixou a população insegura quanto à capacidade de resposta da GNR foi a de uma briga no bar “Outra Vez Ilda”, no dia 17 de Dezembro. O porteiro do estabelecimento foi violentamente agredido e a Guarda, alertada pelos bombeiros e pelo proprietário do espaço, não compareceu no local porque no posto da vila não havia dois elementos disponíveis para formar uma patrulha. Chegou a pedir-se a intervenção do posto vizinho de Almeirim, que acabou por também não se deslocar ao local. Só passados dois dias é que a GNR tomou conta da ocorrência.

 

Assembleia municipal quer mais meios e novo quartel

Esta foi mais uma das situações que fez aumentar os protestos dos autarcas do concelho. Na última sessão da Assembleia Municipal de Alpiarça foi aprovada por unanimidade uma moção apresentada pela bancada da CDU que protesta pelo facto de “mais uma vez” a construção do novo quartel da GNR de Alpiarça não ter sido incluído em PIDDAC (Plano de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central) para 2011. Os eleitos exigem mais uma vez o rápido reforço de meios humanos para que se “criem” as condições mínimas exigíveis para que a GNR possa cumprir plenamente a sua missão. Também a deputada socialista Graciete Brito alertou para o facto de a população começar a “sentir-se” insegura.

No mês de Novembro ocorreram vários assaltos em empresas da zona industrial da vila. Por receio de represálias, os empresários não querem ser identificados, mas um dos lesados disse a O MIRANTE que sofreu um prejuízo de cerca de quatro mil euros. A vítima diz que desconfiou de quatro indivíduos que durante a tarde rondaram o seu estabelecimento e avisou a GNR da suspeita. Mas, do posto, a resposta que se ouviu foi que não podiam fazer nada porque não tinham efectivos.

 

 

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 22:22
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Dezembro de 2010

Alpiarça: GNR não acorreu a uma briga porque não tinha meios

O porteiro de um bar em Alpiarça foi violentamente agredido na noite de sexta-feira, 17 de Novembro, mas a GNR da vila, alertada pelos bombeiros e pelo proprietário do bar, não compareceu na altura no local para tomar conta da ocorrência porque não tinha militares para formar uma patrulha. A Guarda só na segunda-feira seguinte é que contactou o dono do bar. O comando territorial de Santarém reconhece a situação.

 

A situação aconteceu cerca das 23h30 à porta do bar “Outra Vez Ilda” depois de o porteiro ter convidado um cliente a sair porque estava a criar conflitos dentro do bar. Segundo contou a O MIRANTE um familiar do agredido, este levou com um pau na cabeça, foi pontapeado e tem vários ferimentos na cabeça, na cara e no corpo. Foi assistido no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e entretanto transferido para o Hospital de Santarém onde está internado.

 

O tenente-coronel Joaquim Nunes, das relações públicas do comando da GNR de Santarém, diz que na altura não havia elementos para formar uma patrulha e que era para ter comparecido uma patrulha do posto de Almeirim, o que não aconteceu.

 

NOTÍCIA DESENVOLVIDA NA EDIÇÃO SEMANAL EM PAPEL

 

in O Mirante

 

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 28 de Julho de 2010

Resposta ao comunicado do MIC

Respostas da Casa Civil do Presidente da República e do Ministro da Administração Interna ao comunicado do MIC "Basta de insegurança! É preciso fazer cumprir a Lei."

  

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:10
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Março de 2010

Interessa é "sacudir o capote"

 

in Global Notícias n.º 577 de 24 de Março

 

Como é possivel que as autoridades deixem este "gang" andar a diambular, parasitando aqui e ali? Mas isto agora é o farwest ou quê?!

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Domingo, 21 de Março de 2010

Comunicado do MIC


 
.
1

Basta de Insegurança!

É preciso fazer cumprir a Lei!

 

A insegurança, as agressões físicas e verbais são uma realidade nas escolas de Coruche.
 

No dia 18 de Março, uma auxiliar da Escola de Vale Mansos foi bárbara e cobardemente agredida, tendo sido transportada em estado grave para o Hospital Distrital de Santarém.
Tem havido agressões físicas a alunos nas várias escolas de Coruche e agressões verbais e ameaças físicas aos Professores. Basta!

Todos sabem quem pratica os actos criminosos de violência e coacção, alguns elementos da etnia cigana, que vêem os seus subsídios sociais serem cortados devido ao não cumprimento dos requisitos legais para poderem ser apoiados, nomeadamente às famílias de jovens que têm de frequentar a escola e não o fazem.

O Agrupamento Escolar de Coruche criou um projecto específico para os alunos dessa etnia, para a sua integração e eles não aderem. Onde está a CPCJ?

As Escolas pelo simples facto de terem de cumprir a Lei, vêem os funcionários ameaçados, os professores têm medo, as crianças e jovens não querem ir à escola. O medo e o terror instalaram-se nas nossas escolas!

Onde estão a Autoridade e as Forças de Segurança? Estão sem efectivos permanentes e meios legais para poderem fazer cumprir a Lei e dar segurança efectiva aos cidadãos, aos alunos, aos professores, às famílias. Politicamente não lhes é dado força! Ninguém se queixa com medo e o Ministério Público não pode actuar.

Onde está a Câmara Municipal de Coruche? O MIC nas últimas eleições defendeu a criação de um corpo de Polícia Municipal e acções concretas para aumentar a segurança, como o estabelecimento de um contrato local de segurança com o Estado.

Sabíamos que esta situação iria acontecer e vai piorar se nada for feito! É preciso dar segurança a quem toma decisões e é preciso ser firme e enérgico no cumprimento da lei.

É aqui que o Estado de Direito é posto em causa, pelo que é preciso agir já! Não podemos permitir que a justiça se torne popular e caia na rua com os cidadãos a terem de zelar pela sua própria segurança.

O MIC – Movimento Independente de Cidadãos por Coruche apela ao Executivo Municipal que tome decisões excepcionais para apoiar o Agrupamento Escolar e a GNR no cumprimento da sua missão e da legalidade.

O MIC já solicitou no órgão onde se encontra eleito uma reunião de emergência com o Sr. Presidente da Assembleia Municipal e apela à união de todos os líderes autárquicos no sentido de coordenar acções e esforços para dar segurança à população de Coruche e punir os criminosos.

O MIC fará chegar esta informação e o pedido de acções e medidas eficazes ao Sr. Presidente da Autarquia de Coruche, ao Sr. Governador Civil de Santarém, ao Sr. Comandante Geral da GNR, aos diversos grupos parlamentares da Assembleia da República, ao Sr. Ministro da Administração Interna, ao Sr. Primeiro Ministro e ao Sr. Presidente da República.

É fundamental que a população de Coruche se una em torno de um objectivo vital para a nossa vivência em sociedade, a Segurança!
 
 
MIC - Movimento Independente de Cidadãos por Coruche

 

1

publicado por portuga-coruche às 15:06
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Março de 2010

Moção apela a reforço de efectivos no posto do Couço

A Assembleia Municipal de Coruche voltou a reclamar mais segurança para o concelho com o reforço do número de efectivos e de meios ao seu dispor, incluindo na moção aprovada a solicitação de que o posto da GNR do Couço seja reaberto 24 horas por dia.

A proposta foi aprovada com 16 votos a favor (8 CDU, 6 PS e 2 MIC), um voto contra do PS e 11 abstenções (10 PS e 1 PSD). O presidente da Junta do Couço, Luís Alberto Ferreira que leu a moção, lembrou que na sua freguesia o posto da GNR foi transformado num serviço intermitente que funciona das 09h00 às 16h00, mas que muitas vezes está encerrado e sem qualquer pessoal da guarda. Em 2002 e 2006 a população do Couço manifestou-se, através de abaixo-assinados, pelo reforço de meios.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 06:49
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

Autarca de Abrantes apela à população para não ter medo

A presidente da Câmara de Abrantes apelou à população para não se deixar intimidar pelo grupo de delinquentes que tem fomentado um clima de insegurança na cidade e para apresentar queixa junto das autoridades sempre que tenha conhecimento de actos ilícitos.

Maria do Céu Albuquerque (PS) afirmou que um grupo de jovens, "alguns com menos de 16 anos", está identificado como sendo o "responsável pelo clima de medo e de insegurança" que se sente em "determinados pontos" da cidade, sendo o mesmo grupo apontado agora como "suspeito de agressões a murro e a pontapé" a um homem e sua filha, que o surpreenderam a danificar um automóvel.

As duas pessoas agredidas tiveram de receber tratamento hospitalar, o que originou na população um sentimento de "revolta pela impunidade" dos menores, sobre os quais recaem processos tutelares educativos no Tribunal Judicial de Abrantes. A presidente da câmara apelou para que as pessoas "não tenham medo de represálias e apresentem queixa" junto das autoridades policiais.

A autarca falava durante a reunião do executivo da Câmara de Abrantes onde foi aprovada a criação de um Conselho Municipal de Segurança (CMS) e respectivo regulamento, um instrumento considerado "fundamental" para combater os fenómenos da criminalidade e da delinquência no concelho.

"Preocupada" com os "recorrentes actos de marginalidade e delinquência" em determinados pontos da cidade - "os locais e os indivíduos estão perfeitamente identificados", segundo reforçou a presidente da autarquia -, a câmara apresentou o CMS como sendo uma entidade de natureza consultiva.

Terá como principais objectivos promover a articulação, a troca de informação e a cooperação entre todas as entidades que estejam envolvidas na promoção dos objectivos de garantia de inserção social, na prevenção da marginalidade e na garantia de segurança e tranquilidade das populações.

A aprovação do Conselho Municipal de Segurança e respectivo regulamento surge numa altura em que a população de Abrantes se vê confrontada com "uma nova sequência de actos de violência e vandalismo" ao longo dos últimos dias, que deixou a comunidade "intranquila e revoltada pela impunidade dos seus autores", segundo disse a presidente da câmara.

Segundo acrescentou a autarca, o CMS "não é uma varinha de condão e não vai resolver os problemas no imediato", tendo afirmado "acreditar" que o mesmo pode desempenhar um papel "determinante" na criação de medidas de prevenção, "sentando à mesma mesa" as várias autoridades com responsabilidades na matéria.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 17:24
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

Cuidado se forem ao Couço - Animais perigosos à solta

Cães que mordem

Já foi no dia 19 do mês passado pelas dez e meia da manhã que o Sr. Joaquim se viu a contas com uma matilha de cães malhados quando circulava na rua do Bairro da Liberdade do Couço.

Este não foi o primeiro caso, mas foi testemunhado por várias pessoas que se encontravam perto dos bombeiros no Couço. De imediato o Sr. Joaquim foi levado ao Centro de Saúde do Couço e daí enviado para as urgências em Coruche.

De quem são os cães, de ninguem ao que se sabe.

A Junta de Freguesia de imediato tentou o contacto com o posto do Couço mas estava fechado, enviou um fax para a Divisão de Veterinária de Santarem e a resposta chegou dizendo que tinha sido comunicado ao veterinário municipal. Esta não foi a primeira vez que a junta contacta com as autoridades para retirar das ruas os animais que, ao que tudo indica, foram criminosamente abandonados e que se mantém ao «deus dará» pelas nossas ruas. O Zé Evaristo que o diga para ir à sua horta tem que galgar o muro da casa do povo. E a Catarina que se viu em apuros com uma cadela cheia de sarna à porta do Manel dos frangos.

Mas tudo está na mesma, ainda agora à noite lá andam os bicharoucos a ladrar e a correr a quem passa, que solução?

A junta é impotente nesta matéria, alertou quem de direito e tudo na mesma...temos muita pena dos animais mas as ruas e os jardins não podem continuar assim.

 

in Blog Freguesia do Couço

 

Isto passa-se em 2009 amigos! É triste andar com medo na rua, seja porque razão for.... Onde estão as autoridades ? Ou estão à espera que um das centenas de caçadores que existem no couço saia à rua de caçadeira na mão para acabar de vez com esta ameaça pública pondo em risco as pessoas que possam estar por perto do local ?

 

 

publicado por portuga-coruche às 11:49
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Coruche – Detidos em flag...

. Ponte D. Luís com problem...

. Alpiarça "terra sem lei"

. Alpiarça: GNR não acorreu...

. Resposta ao comunicado do...

. Interessa é "sacudir o ca...

. Comunicado do MIC

. Moção apela a reforço de ...

. Autarca de Abrantes apela...

. Cuidado se forem ao Couço...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds