Sábado, 12 de Setembro de 2015

Novo estudo sobre toxidade de produtos Herbalife

Professor de Campinas reúne estudos sobre toxidade de produtos Herbalife

 
 

angryjuliemondayPesquisas desenvolvidas em diferentes países e agrupadas no estudo do professor Lázaro Nunes, da instituição Faculdades Integradas Metropolitanas de Campinas (Metrocamp), mostram a relação entre produtos da Herbalife e problemas no fígado. Foram identificadas complicações como a hepatite tóxica e deficiências na coagulação do sangue.

O estudo analisou seis produções científicas de diversos países, entre eles Israel, Suíça, Espanha, Alemanha e Islândia, que relatam casos de 33 pessoas com problemas no fígado decorrente do consumo de produtos da Herbalife, entre 1999 e 2010.

A alteração mais preocupante, de acordo com o estudo, foi a apresentação de sintomas de hepatite tóxica, que pode ocorrer pela ingestão de alimentos, suplementos ou medicamentos que possuam toxinas que afetam o órgão.

Um dos estudos analisados mostrou que houve elevação de até 58 vezes na quantidade da enzima do fígado ALT (Alanina aminotransferase) e de 267 vezes, da AST (Aspartato transaminase), ambas enzimas do fígado. Os números são um comparativo em relação ao padrão de uma pessoa saudável. Nos outros estudos, o aumento foi de, no mínimo, 10 vezes ao valor de referência para pessoas saudáveis.

Nunes explica os efeitos observados em relação ao consumo da marca. “Quando alguém está tomando um suplemento ou um alimento que faça com que o fígado fique sobrecarregado e tenha uma lesão, essa pessoa vai ter dificuldades de eliminar todos esses componentes do organismo e pode sofrer, por exemplo, a icterícia, que é quando a pessoa fica amarela por excesso de bilirrubina no sangue”, explicou. A icterícia é popularmente conhecida como amarelão.

Segundo o pesquisador, não há produção científica sobre o tema no Brasil, mas ele aponta que os dados internacionais já servem de alerta. “Não encontramos estudos realizados no Brasil, o que não quer dizer que estes casos não tenham ocorrido aqui também”, declarou.

O professor explica que o fígado controla a taxa de glicose no sangue, sintetiza proteínas e elimina substâncias tóxicas do organismo. “Se uma pessoa tem alguma lesão hepática, ela pode ter dificuldades de coagulação e corre risco de sangramentos internos”, explica. Ele ressalta que o consumo destes produtos somados à predisposições à doenças no fígado podem colaborar para o desenvolvimento de complicações.

Herbalife

Procurada pela reportagem, a empresa informou, em nota, que nenhuma hepatotoxina foi descoberta em seus produtos. “Nenhuma autoridade governamental encontrou, ao longo dos mais de 30 anos de operação da empresa e após mais de 25 investigações envolvendo relatos de casos, alegando hepatoxicidade, qualquer razão para que fossem tomadas medidas regulatórias contra a Herbalife”, apontou. A companhia afirmou que possui licença de órgãos competentes e “que seguem padrões rigorosos de qualidade”.

A nutricionista Beatriz Carvalho, presidenta do Conselho Regional de Nutrição de Minas Gerais, avalia que este tipo de suplemento prejudica não só a saúde do consumidor, mas toda a cadeia alimentar da população. “Defendemos a soberania alimentar do povo, que incluí uma alimentação saudável, baseada em alimentos reais [sem processamento] e que valorizem a diversidade natural do Brasil. Além disso, promove uma saúde que vai além da alimentação, porque promove a saúde cultural de um povo, que se expressa pela cultura de alimentos”, explica.

O Guia Alimentar Para a População Brasileira de 2014, do Ministério da Saúde, orienta a redução máxima consumo de produtos hiperindustrializados, [alimentos que perdem suas características após serem processados, por exemplo, biscoitos, chips].

“O país saiu do mapa da fome, mas tivemos uma inversão. Hoje mais de 50% dos adultos estão no sobrepeso. E o que levou a isso? As pessoas foram ganhando peso através da alimentação industrializadas e grandes quantidades de açúcar. Ninguém ganha peso comendo um prato de arroz”, avaliou a nutricionista.

Para Beatriz, a alimentação vai além dos nutrientes. “Uma cápsula com nutrientes, a indústria é capaz de produzir, mas isso não é saúde. A gente não pode ficar refém de tudo o que a indústria propõe. Nos alimentos, há tudo que é necessário para uma vida saudável” completa. (Do SaúdePopular)

 

In Carta Campinas

publicado por portuga-coruche às 09:59
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Março de 2010

Escolas de Coruche com mais fruta e menos sal no pão

A Escola Básica N.º 1 de Coruche recebe esta quarta-feira, dia 3, a implementação de um regime de fruta escolar que se deve estender a todas as escolas de primeiro ciclo do concelho. Na Escola Básica 2/3 Dr. Armando Lizardo arranca o projecto “Pão Vida”.

O encontro inicia-se às 10h30, na Escola Básica nº1 de Coruche (antiga Escola Primária do Bairro Novo) onde será distribuída fruta pelos alunos. O Regime de Fruta Escolar foi criado ao abrigo de uma portaria publicada em Outubro e irá abranger todas as escolas de ensino básico do concelho, num total de 715 alunos.

À hora de almoço, o cenário é o refeitório da EB 2, 3 Dr. Armando Lizardo, com a refeição a ser acompanhada com “Pão Vida”, um pão especialmente confeccionado para as crianças e jovens em idade escolar, com baixo teor de sal.

O Município de Coruche pretende com estas duas acções promover os hábitos de consumo de alimentos benéficos para a saúde das populações mais jovens e combater a obesidade infantil. Este regime visa a distribuição gratuita de frutas e produtos hortícolas às crianças que frequentam os estabelecimentos do ensino básico do 1.º ciclo, uma vez por dia, duas vezes por semana. Maçã, pêra, clementina, tangerina, banana, tomate e cenoura são os produtos escolhidos pelo Ministério da Saúde para o corrente ano lectivo.

A par da distribuição de alimentos, o programa exige também que as escolas promovam medidas de acompanhamento, como a organização de visitas a quintas ou mercados e o fornecimento de folhetos e materiais didácticos aos alunos e professores. O objectivo é que todos os estabelecimentos de ensino sigam este exemplo e implementem o projecto.

Na iniciativa das duas escolas vão estar presentes o presidente da Câmara de Coruche, Dionísio Mendes, a vereadora da educação, Fátima Galhardo, o adjunto do presidente da câmara, Pedro Orvalho, Rosária Alves e João Baptista, ambos da Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo (DRELVT), Eduardo Oliveira, da Equipa de Apoio às Escolas, Mário Nobre, da EduTec, a professora Fátima Bento, do Agrupamento EDUCOR, e a professora Castelo Domingos.

 

in O Mirante

publicado por portuga-coruche às 07:01
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

Ementas das escolas de Almeirim disponíveis na internet

As ementas das refeições nas escolas do concelho de Almeirim passaram a estar disponíveis na internet, na página da câmara municipal e nas redes sociais Facebook e Hi5. A medida abrange os jardins de infância, escolas do primeiro ciclo e escolas dos segundos e terceiros ciclos de Almeirim e Fazendas de Almeirim. Segundo o vice-presidente do município, Pedro Ribeiro (PS), “esta medida tem como objectivo melhorar a informações junto dos pais e encarregados de educação numa área tão importante como é a educação”. No sítio da câmara as ementas podem ser consultadas no endereço: www.cm-almeirim.pt/NoticiasEventos/Noticias.

 

in O Mirante

 

 

Devemos apontar os exemplos de tansparência e bom funcionamento. Almeirim, como outros municipios continua a avançar e a servir de exmplo. Para quando em Coruche uma iniciativa destas?

 

publicado por portuga-coruche às 14:07
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

Mais nutricionistas nos centros de saúde em 2010

Ainda há 32 agrupamentos de centros de saúde sem nutricionistaAinda há 32 agrupamentos de centros de saúde sem nutricionista

Ministério da Saúde promete reforço de profissionais

O objectivo do Governo de colocar em 2009 um nutricionista em todos os agrupamentos de centros de saúde ficou por alcançar: há cerca de 80 nos cuidados primários, mas prevê-se um "significativo aumento" em 2010, segundo o Ministério da Saúde.

 

Segundo os últimos dados da Associação Portuguesa de Nutricionistas, ainda existem 32 agrupamentos de centros de saúde sem nutricionista, com mais relevo em cidades como Santarém, Lisboa, Évora, Beja e Portalegre.

De acordo com a presidente da Associação Portuguesa de Nutricionistas, parar o crescimento da obesidade no País seria "um ganho em saúde". "Não tenho dúvidas de que se houvesse nutricionistas em todos os centros de saúde seria possível parar esta doença", refere Alexandra Bento.

 

in Correio da Manhã

 

Alguem que conheço bem terminou o ensino secundário com 17,75 de média, portanto cerca de 18 e desejava ir para Nutrição, sabem porque não foi ? Porque o curso na altura e durante anos só existiu no Porto, não sei se continua assim, mas isso tem impacto depois durante alguns anos em que os nutricionistas preferem ir trabalhar para zonas onde tem a família, nas sua terras de origem.

publicado por portuga-coruche às 10:57
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Julho de 2008

Frutas e legumes grátis nas escolas

Proposta da UE visa combater a obesidade e assegurar uma alimentação saudável

 

A Comissão Europeia propôs esta terça-feira, em Estrasburgo, um programa de distribuição gratuita de frutas e legumes nas escolas dos 27 para assegurar uma alimentação saudável para lutar contra a obesidade e problemas de saúde graves, noticia a Lusa.

 

Bruxelas prevê um co-financiamento europeu no valor de 90 milhões de euros anuais que permitirá garantir a compra e distribuição nas escolas de frutas e legumes frescos, sendo esta verba completada por financiamentos nacionais nos Estados-Membros que optarem por participar no programa.

«Esta proposta mostra que estamos decididos a tomar medidas concretas de luta contra a obesidade», declarou Mariann Fischer Boel, comissária europeia responsável pela Agricultura e pelo Desenvolvimento Rural.

A responsável europeia insistiu que «é fundamental incutir nas crianças, desde a mais tenra idade, bons hábitos, que serão mantidos ao longo da vida». O programa de distribuição de fruta nas escolas destina-se a promover junto dos jovens «hábitos alimentares saudáveis» que, de acordo com os estudos realizados, têm tendência a manter-se ao longo da vida.

Segundo dados da Comissão Europeia, cerca de 22 milhões crianças da UE têm excesso de peso, mais de cinco milhões das quais são obesas, devendo este valor registar um aumento de 400 mil por ano.

 

In IOL Portugal DIário

 

Boa iniciativa, devem ser também legislados os procedimentos de distribuição da fruta de modo a acautelar para que a fruta seja bem lavada, prevenindo problemas ligados a curas e aos habituais germes.

 

publicado por portuga-coruche às 15:49
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Julho de 2008

Escolas devem deixar de vender "snacks" e passar a oferecer fruta e vegetais

 

Proposta da Comissão Europeia
Escolas devem deixar de vender "snacks" e passar a oferecer fruta e vegetais
 
As escolas da União Europeia (UE) devem remover as máquinas de comercialização de “snacks” aromatizados ou açucarados e, como compensação, passarem a oferecer fruta e vegetais aos estudantes. Esta sugestão consta de um documento interno da Comissão Europeia (CE).

Nas recomendações que acompanham os planos para um esquema europeu de financiamento de oferta de frutas e vegetais, os peritos da CE sugerem que os “alimentos competitivos” sejam retirados das instalações das escolas de modo a encorajar hábitos alimentares saudáveis entre a população escolar.

“Recomenda-se a retirada dos alimentos competitivos, em particular os das máquinas automáticas, do ambiente escolar – ‘snacks’ aromatizados ou açucarados e bebidas adocicadas. Em troca, recomendas a substituição das máquinas automáticas por fruta e vegetais”, indica o documento, que acrescenta ainda a moderação no consumo de alimentos processados, tendo em conta que podem conter níveis elevados de gorduras, açúcar e sal.

As recomendações não constam do plano formal da Comissão para a criação de um esquema incentivador do consumo de fruta nas escolas, mas “devem ser tidas em conta” pelos ministros dos Vinte e Sete aquando das negociações. A proposta formal será apresentada no próximo mês pela comissária da Agricultura, Mariann Fischer Boel, e baseia-se num fundo de 90 milhões de euros anuais para financiar este esquema comunitário.

Caso os ministros concordem com a comissária, o plano entrará em vigor no ano lectivo de 2009/2010. Mas, para que o esquema avance, os países terão de desembolsar para o fundo o mesmo capital que a CE, mas as regiões mais pobres beneficiarão de uma comparticipação de 75 por cento. Cada país poderá ainda voluntariamente reforçar a dotação financeira para este plano.

O objectivo do projecto é ajudar a travar o aumento da obesidade na União Europeia, em particular entre as crianças. Cerca de 27 por cento dos homens e 38 por cento das mulheres na Europa são considerados obesos. Em relação a 2006, a CE estima que o consumo diário de frutas e vegetais no espaço comunitário é de 380 gramas por pessoa, abaixo dos 400 gramas recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Apenas oito países atingem o valor mínimo estabelecido pela OMS. Os gregos são de longe os maiores consumidores de vegetais, seguidos dos portugueses, espanhóis, italianos, cipriotas e dinamarqueses. Em França e na Holanda consome-se apenas 400 gramas diários por pessoa. No fundo da tabela está a Eslováquia, com apenas 200 gramas.

Os peritos da Comissão Europeia também recomendam que as escolas sozinhas consigam levar os estudantes a consumirem os 400 gramas diários por pessoa recomendados pela OMS: 150g de fruta, 250 de vegetais e não mais do que 100 mililitros de sumo de fruta puro.

 

 

in Peso&Medida do Publico.pt

publicado por portuga-coruche às 15:20
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 30 de Abril de 2008

Nenhum suplemento para emagrecer resulta, revelam estudos cientificos

"Não há garantias de que o conteúdo dos suplementos para emagrecer corresponde ao descrito nos rótulos"
"Produtos não têm controlo e comportam riscos"
                                                                                                      Carla
Carvalho Tomás/PÚBLICO 
                                                                                          
Todos os estudos científicos realizados a suplementos alimentares para emagrecer são unânimes: nenhum resulta. No entanto, todos os meses surge um novo no mercado. Sem qualquer controlo, estes produtos comportam sérios riscos para quem os toma.

O alerta foi lançado pelo secretário-geral da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade (SPEO), Pedro Teixeira, que garante não existir “nenhum suplemento no mercado para ajudar a emagrecer que seja útil, eficaz e seguro”.

“Já foram realizados vários estudos científicos e até agora comprovou-se que nenhum resulta”, disse à Lusa Pedro Teixeira, salientando que não existe qualquer fiscalização sobre estes produtos, pelo que não há garantias de que o conteúdo dos frascos corresponde ao descrito nos rótulos.

Todos os meses surge no mercado um novo suplemento que é anunciado como sendo a fórmula mágica para perder os quilos indesejados. De venda livre, os suplementos “seduzem quem desespera por perder peso”, lembra Carlos Oliveira, responsável da Associação de Doentes Obesos ou Ex-Obesos em Portugal (ADEXO).

“Dizem que servem para perder peso, mas é pura ficção. Servem apenas para tirar dinheiro às pessoas e até podem ter o efeito inverso, ou seja, fazer pior”, alerta Carlos Oliveira, lembrando que quase sempre são tomados sem acompanhamento de um especialista, podendo levar a situações de sobredosagem.

O consumo excessivo de suplementos pode provocar intoxicações. O secretário-geral da SPEO sublinha que o risco de abuso é real até porque “as pessoas pensam que se um bocadinho faz bem, um bocadinho mais faz ainda melhor”.

E quem controla o que está dentro da embalagem? “Ninguém”, avisa Pedro Teixeira. “Nenhuma entidade avalia a composição química destes suplementos nem verifica se o que está lá dentro corresponde ao que está na rotulagem”.

Por isso, a recomendação do responsável da SPEO é que as pessoas com excesso de peso ou obesas recorram sempre a um profissional de saúde que pode avaliar a eficácia e segurança dos suplementos e até apresentar dietas alternativas.

A venda do suplemento alimentar Depuralina foi terça-feira suspensa, na sequência da notificação de três casos de reacções adversas graves, que podem estar associadas ao consumo do produto.

Num comunicado conjunto da Direcção-Geral da Saúde, Gabinete de Planeamento e Políticas do Ministério da Agricultura e Infarmed, foi oficialmente divulgada a suspensão imediata da venda do suplemento alimentar devido a “fortes suspeitas de associação causal entre a utilização” do produto e o aparecimento de episódios tóxicos graves.

De acordo com um relatório recente da Worldwatch Institute, existem mais de 300 milhões de pessoas obesas em todo o mundo. Em Portugal, 34,4 por cento das mulheres têm excesso de peso e 13,4 por cento são obesas, de acordo com um estudo publicado em Dezembro do ano passado sobre a prevalência da obesidade entre 2003 e 2005. No caso dos homens, o estudo português revela que o excesso de peso abrange 45,2 por cento da população masculina, sendo que 15 por cento dos homens portugueses são obesos.

publicado por portuga-coruche às 12:39
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Abril de 2008

"Herbalife é atentado à saúde pública", alertam os nutricionistas

Produtos "vendidos por pessoas sem qualquer formação"

Posto em causa desde o início do mês de Abril, após a suspensão da venda do suplemento dietético Depuralina em Portugal, o sector dos suplementos alimentares ainda levanta muitas dúvidas aos consumidores. Para os responsáveis da área da saúde alimentar, a falta de informação e educação do consumidor parece ser o principal problema que conduz a ocasionais problemas de saúde. “Por serem naturais, não quer dizer que não tenham riscos”, defende Alexandra Bento, presidente da Associação Portuguesa de Nutricionistas (APN).

Para esta responsável, mais grave que a situação da Depuralina, que é vendida em farmácias, é a dos produtos da multinacional Herbalife, relativamente aos quais o Ministério da Saúde e Consumo espanhol recomendou precaução no consumo na passada segunda-feira.

“O facto de os produtos Herbalife serem vendidos por pessoas sem qualquer formação na área, de pessoa a pessoa”, é o que torna o caso mais preocupante, segundo Alexandra Bento. “Um atentado à saúde pública” é como a presidente da APN qualifica a situação. Como soluções para este problema, avança a proibição de venda “de pessoa a pessoa”, devendo os produtos ser vendidos em locais próprios. Aponta ainda a sensibilização social como um factor essencial na resolução do problema da obesidade, defendendo que a alteração do estilo de vida, dos hábitos alimentares e o incremento da actividade física devem sim ser assumidos pelos consumidores como os factores essenciais que levam a perder peso.

Para a presidente da Associação Nacional de Dietistas (AND), Graça Raimundo, os problemas com os suplementos alimentares surgem muitas das vezes por sobredosagem. “Aquilo que é bom em doses recomendadas pode tornar-se mau em doses excessivas”, refere, reforçando a ideia com a expressão “o teu remédio pode ser o teu veneno”.

A responsável não esquece também a necessidade de haver mais aconselhamento profissional e de se proceder sempre à avaliação contínua da história clínica dos consumidores, antes de se avançar para a prescrição de produtos dietéticos. Também neste caso, Graça Raimundo defende que de uma alimentação normal “as pessoas retiram tudo o que precisam”, não sendo necessário recorrer a ajudas de suplementos a não ser em casos extremos.

Questionada pelo PÚBLICO sobre se os dietistas recorrem regularmente à prescrição de produtos dietéticos por forma a complementar os tratamentos recomendados, a presidente da AND refere que tais suplementos não são aconselhados pelos profissionais “de ânimo leve”, não sendo essa uma situação que ocorre com regularidade.

in Publico online
Para mim não só é um atentado à saúde pública como é um negócio em pirâmide. Basta ir ao nosso amigo google e escrever, por exemplo: herbalife+fraude que logo acedemos a um conjunto de testemunhos, tipo: "A Herbalife é um sistema de lavagem cerebral altamente elaborado e envolvente. As reuniões são parecidas com cultos religiosos. Tem música, testemunhos, "palavras da salvação", etc... ", "COMO A HERBALIFE DESGRAÇOU A MINHA VIDA E A DE MILHARES DE BRASILEIROS NOS ÚLTIMOS OITO ANOS Expondo a realidade de um golpe que impunemente continua a destruir vidas e famílias ". Este último é um documento bastante elaborado e que poderá consultar em:
http://www.scribd.com/doc/14209/herbalife-a-verdade
ou em
http://static.scribd.com/docs/8261s2n2dro4q.pdf
este texto termina com a seguinte frase: "Lembre-se ao ver o slogan "PERCA PESO, PERGUNTE-ME COMO", leia "PERCA DINHEIRO, PERGUNTE-ME COMO" e fuja."
publicado por portuga-coruche às 09:57
link do post | comentar | ver comentários (119) | favorito
Terça-feira, 15 de Abril de 2008

Nutrição: A Cenoura

Cenoura

Diz a sabedoria popular que comer cenoura faz os olhos bonitos. Mas as suas virtudes terapêuticas não se ficam por aqui, ajudando também a combater a anemia, doenças da pele e problemas hepáticos.

Verdadeiro cocktail de saúde, a cenoura é um dos vegetais mais consumidos mundialmente, mas os seus primórdios não reúnem o consenso de todos os autores. Alguns acreditam que é originária da Gália, enquanto que outros defendem que provém da Ásia Menor, onde crescia em estado selvagem há mais de três mil anos. Inquestionáveis são suas as propriedades terapêuticas, úteis para inúmeros problemas de saúde.

Qualidades alimentares e virtudes terapêuticas
- A cenoura contém vitaminas A,B e C, uma provitamina A (betacaroteno) antioxidante, além de açucares simples (levulose e dextrose) directamente assimiláveis. Apresenta também 7% de ferro, uma dose activa de cobre, sódio, cálcio, fósforo, bromo, iodo, zinco e manganês.
- É laxativa e diurética. Regulariza o trânsito intestinal, cicatrizando e desinfectando a mucosa intestinal e estomacal.
- Favorece a taxa de colesterol. Contém docraína, um vasodilatador coronário.
- Intervém no bom estado da pele e das mucosas.
- É tónica, remineralizante, favorece a hemoglobina (transportador do oxigénio) e contribui para o equilíbrio ácido-básico.
- Em uso externo é cicatrizante.
- A semente da cenoura é carminativa, estimulante, aperitiva e diurética.

 

Estados e problemas de saúde que pode beneficiar


-Anemia, astenia e problemas de crescimento e de convalescença.
-Problemas hepáticos: com a alcachofra, constitui o remédio por excelência para o fígado e para os temperamentos biliosos, utilizando-se para combater a icterícia.
-Irritação gastro-hepática e excesso de acidez no estômago.
- Catarro nasal, sinusite e tosse.
- Sarampo e varicela.
- Eczemas, sardas e acne.
- Deficiência da visão crepuscular e das cores, graças à sua forte concentração em provitaminas A e B9 caratenóides.
- Fotofobia (hipersensabilidade à luz e hemeralopia).

 

 

Modo de consumo e utilização


-Em sumo: contra queimaduras, amigdalites infantis e pólipos, gota, reumatismo, artrite, tuberculose pulmonar e lombrigas (também em puré ou ralada).
-Polpa: aplicação para aliviar queimaduras, úlceras, eczemas e hemorragias, bem como para facilitar a cicatrização nas ulcerações.
-Sementes: a infusão de sementes de cenoura é estimulante, diurética e apetitiva.
-Rama esmagada: aplicação sobre as úlceras e feridas purulentas.
-Banhos: contra as frieiras e o cieiro.
Conservação
- No frigorífico, dentro de um saco perfurado, a fim de evitar a condensação que as faz apodrecer. Não as colocar junto a legumes ou frutos que libertem muito gás etileno (pêra, maçã, batata), porque amadurecem prematuramente, diminuindo a conservação e tornando-a amarga.
-Fora do frigorífico, devem ser colocadas num local à sombra, fresco, húmido (95% de humidade) e ventilado.
- As cenouras conservam-se bem dentro de areia fina (até cinco meses)


Sabia que?


Os betacarotenos da cenoura são transformados em vitamina A, um dos componentes visuais responsáveis pela recepção de luz nos olhos


Fonte:
Guia dos Alimentos Vegetais
Editora Gradiva


in Performance Online

publicado por portuga-coruche às 10:17
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Novo estudo sobre toxidad...

. Escolas de Coruche com ma...

. Ementas das escolas de Al...

. Mais nutricionistas nos c...

. Frutas e legumes grátis n...

. Escolas devem deixar de v...

. Nenhum suplemento para em...

. "Herbalife é atentado à s...

. Nutrição: A Cenoura

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds