Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2013

Importam-se de repetir?!

 

in Dioguinho

 

publicado por portuga-coruche às 07:01
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2013

Coruche inaugura novo Núcleo Escolar em Lamarosa



A Câmara de Coruche inaugura, no próximo dia 5 de janeiro, o Núcleo Escolar da Lamarosa que é constituído pela Escola Básica do 1º Ciclo com Jardim de Infância.
Esta obra incluiu a requalificação e ampliação do edifício original, de arquitectura do período do Estado Novo, e acrescentou às duas salas já existentes um novo edifício com capacidade para ter em funcionamento 3 salas de aulas destinadas aos alunos do 1º ciclo (cerca de 72 alunos com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos) e duas salas de atividades destinadas ao pré-escolar (cerca de 50 crianças com idades entre os 3 e os 5 anos).
Este núcleo escolar conta ainda com uma sala polivalente, sala de recursos, sala de professores e educadores e ainda de um refeitório. No exterior foram requalificadas as zonas de atividades lúdicas tornando-as em zonas de recreio cobertas e descobertas. A obra teve um investimento total de 807 756,64 euros e um investimento elegível de 711 988,91 euros. Os alunos vão poder estrear estas novas instalações já no início do 2 º período letivo que agora se inicia.


Por Bruno Oliveira

in O Ribatejo



publicado por portuga-coruche às 07:12
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

Familiares garantem que defunto deu sinais de vida durante o velório

Mãos e tronco quentes, sinais de respiração pelo nariz e até uma lágrima vertida foram sinais que levaram os familiares de António Ferreira Alves, 68 anos, dado como morto no Hospital de Santarém, a ligar para o 112 interrompendo o velório que decorria na casa mortuária de S. José da Lamarosa, concelho de Coruche.

 

Tudo se passou no domingo, 20 de Fevereiro, pouco passava das 15h00, perante o estarrecimento e comoção dos familiares do falecido. A ambulância do INEM dos Bombeiros de Coruche chegou ao local quando os familiares já tinham retirado o corpo do caixão, seguindo instruções dos bombeiros e procurando por sinais de vida do homem de 68 anos, como a respiração pelas narinas ou batimento cardíaco junto ao peito.

 

Os bombeiros fizeram manobras de reanimação e suporte básico de vida e 20 minutos depois chegava à Lamarosa a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Santarém com uma médica e uma enfermeira que de imediato colocaram uma máscara de oxigénio no defunto.

 

Segundo João Carlos Alves, filho do falecido, tentaram manobras de reanimação em três ocasiões e tanto os bombeiros como a equipa de emergência médica verificaram inicialmente que o corpo estava quente, garante o familiar. As tentativas de reanimação saíram frustradas tendo sido confirmado o óbito de António Alves.

 

António Alves sofria de problemas oncológicos e foi dado como morto às três da manhã de domingo. A família foi informada do falecimento de António Alves às sete da manhã e perto do meio-dia a agência funerária estava a recolher o corpo para o levar para a casa mortuária da Lamarosa. Estava internado no serviço de Urologia do Hospital de Santarém desde quarta-feira, 16 de Fevereiro, pelo facto de o seu estado de saúde se ter agravado.

 

O filho do falecido, João Carlos Alves, garante que nunca viveu algo semelhante. “Estava no velório, junto ao corpo que estava dentro do caixão. A minha mãe estava do outro lado a segurar a mão do meu pai quando demos conta de que o corpo estava quente. A situação foi comprovada por primos e até pelos coveiros do cemitério, quando se sabe que os corpos dos cadáveres costumam estar frios”, explica, garantindo que mais que uma pessoa notou também uma expressão alterada na face de António Alves.

 

O director clínico do Hospital de Santarém, José Marouço, confirma que a certidão de óbito foi emitida às três da manhã de domingo mas garante que o médico encarregue desse processo tem competência para tal. “A tripulação da VMER deu com um cadáver cerca das 15h40 de domingo e confirmou o óbito, o que se passou nas duas situações. O que se passou entretanto pode estar ligado à carga emocional dos familiares que pode ter gerado interpretações diferentes e sensações subjectivas”, refere José Marouço.

 

João Carlos Alves está pouco convencido das justificações do hospital e pensa aconselhar-se com um médico e um advogado para avaliar a quem deverá pedir responsabilidades. António Alves deixa viúva e dois filhos.

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:05
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011

População de Lamarosa protesta contra encerramento do posto médico

 

Duas centenas de pessoas da freguesia de São José da Lamarosa, juntaram-se na manhã desta terça-feira, 22 de Fevereiro, à porta do Centro de Saúde de Coruche para protestarem contra o encerramento do Posto Médico daquela freguesia do concelho de Coruche por falta de médicos.

“Temos direitos/Não pedimos muito/apenas médico de família”, “Ter médico de família é um direito de todos/Não só de alguns”, “Esta Unidade de Saúde Familiar faz boicote aos utentes da extensão de saúde da Lamarosa que não tem médico”, eram alguns dos protestos colocados nos cartazes que algumas pessoas seguravam enquanto gritavam que têm “direito a ter” médico de família.

Custódio Rama, 57 anos, foi um dos primeiros a chegar ao Centro de Saúde de Coruche. Na sua opinião não faz sentido o posto médico da sua freguesia estar encerrado. “Desde Dezembro que o posto médico está encerrado porque a médica que lá estava teve que se reformar. Não temos onde mostrar exames ou quem nos passe receitas e a maioria da população é idosa e necessita de tomar os medicamentos com regularidade. Quando vimos ao Centro de Saúde de Coruche não nos passam as receitas. Como é que vamos fazer”, interroga indignado com a situação.

O presidente da Câmara de Coruche juntou-se à população nos protestos. Dionísio Mendes (PS) disse a O MIRANTE que foram feitas obras no posto médico e que este tem todas as condições de funcionamento. “Não faz sentido o posto médico da Lamarosa estar encerrado. Os utentes ficaram sem médico de família de um dia para o outro e agora não têm quem lhes passe as receitas ou lhes veja os exames. Sem o posto médico onde é que estas pessoas vão ser consultadas”, explica o autarca.

A opinião é partilhada pelo presidente da Junta de Freguesia de São José da Lamarosa, António Venda (PS), que foi um dos principais impulsionadores da manifestação. “A freguesia tem cerca de 1300 utentes sendo que a maioria são idosos e com dificuldades de locomoção. O posto médico faz-nos muita falta”, referiu.

 

 

in O Mirante

 

 

 Quer dizer: Somos 21 mil no Concelho mas só apareceram cerca de 200 .... porque os outros acham que o que se passa na Lamarosa não os afecta e um dia quando se passar comnosco vamos querer que todos (incluindo os da Lamarosa) clamem por justiça, não é?

Bertolt Brecht tem um texto que ilustra aquilo que quero dizer, porque não devemos ignorar os problemas dos outros e temos de nos unir para nos nos defendermos a todos, antes que seja tarde:

 

"Primeiro levaram os comunistas,
Mas eu não me importei
Porque não era nada comigo.
Em seguida levaram alguns operários,
Mas a mim não me afectou
Porque eu não sou operário.
Depois prenderam os sindicalistas,
Mas eu não me incomodei
Porque nunca fui sindicalista.
Logo a seguir chegou a vez
De alguns padres, mas como
Nunca fui religioso, também não liguei.
Agora levaram-me a mim
E quando percebi,
Já era tarde. "

 

Montesquieu  defendia que "A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos."

Hoje São José da Lamarosa gritou porque encerraram o Posto Médico, amanhã seremos nós. Será que nessa altura teremos o direito de lhes pedir que se juntem a nós?

Pelo vídeo vemos que esteve lá o Presidente da Câmara, mas não chega deveríamos ter ido todos! Este evento, possivelmente, foi mal divulgado. Eu apenas soube perto das 10 Horas e foi porque me enviaram um e-mail. Na próxima quem tiver uma iniciativa semelhante que divulgue para que as pessoas se mobilizem.


 

 

publicado por portuga-coruche às 07:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Lamarosa: Morto deu sinais de vida!

Coruche: Médicos tentam reanimação no velório

A viúva, reconfortada durante o velório. No domingo, viveu-se uma situação insólita, e a família de António garante que o defunto estava vivo

“O corpo do meu pai chorou e respirou”

João Alves ainda está mal refeito da situação insólita ocorrida no velório do seu pai, António Ferreira Alves. "Tenho a certeza que estava vivo. Vi-o a agarrar com força na mão da minha mãe, antes de deitar algumas lágrimas, como se estivesse a despedir-se", descreve João Alves. O insólito aconteceu na tarde de domingo, em Lamarosa, Coruche. 

 

Duarte Nuno Vieira, presidente do Instituto Nacional de Medicina Legal, adianta uma explicação: "Após a morte, o cadáver vai enrijecendo, durante um determinado número de horas, o que pode provocar contracções, de que resultam estes movimentos mecânicos, mas que não são mais do que isso."

Quando se aperceberam de que o falecido aparentava sinais de vida, os familiares de António Ferreira Alves pediram socorro através do número de emergência, 112. Imediatamente foi accionada uma equipa médica do Instituto Nacional de Emergência Médica no Hospital de Santarém e também os bombeiros de Coruche, cujas equipas retiraram António do caixão, fazendo-lhe manobras de reanimação e suporte básico de vida.

Contudo, o óbito foi certificado mais uma vez, perante a estupefacção das pessoas que enchiam a casa mortuária da freguesia de Lamarosa.

"Instalou-se aqui uma confusão danada. Os bombeiros ficaram de boca aberta e disseram que é, realmente, um caso muito estranho", desabafava ontem João Alves.

Os familiares de António não têm dúvidas de que o homem ainda estava vivo, até porque há testemunhas a afirmar que sentiram que a temperatura do corpo estava normal e que este não apresentava sinais de rigidez cadavérica. "Quando lhe tirei o algodão do nariz, vi perfeitamente que ainda respirava", garante o filho.

António Ferreira Alves vivia em Vale de Sobreiras e estava internado há cinco dias no Hospital de Santarém devido a uma doença oncológica.

 

Por:João Nuno Pepino com P.G.

in Correio da Manhã

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2011

Cortes no abastecimento de água nas freguesias da Lamarosa e do Couço

 No próximo dia 8 de Fevereiro, terça-feira, as localidades da Lamarosa e do Zebro, no concelho de Coruche, vão sofrer cortes no abastecimento de água entre as 11h00 e as 12h00, devido à intervenção da EDP na rede eléctrica que não permitirá que se faça captação e fornecimento de água durante esse período.

 

A Câmara de Coruche vai disponibilizar um camião cisterna para abastecimento pontual durante esse período. O veículo ficará estacionado no largo de S. José, na Lamarosa.

 

Também nas localidades da Escusa e Courelas do Sorraia, freguesia do Couço, se vão registar cortes no abastecimento, na segunda-feira, dia 7, devido a uma intervenção para melhoria do sistema de abastecimento. O corte ocorrerá entre as 09h30 e as 17h00. A água só deve ser consumida após as 19h00. Na Escusa estará também estacionado um veículo para fornecimento de água.

 

A empresa Águas do Ribatejo (AR) alerta para o facto de os consumidores não deverem utilizar água logo após a reposição do abastecimento, por poder causar danos na rede predial, nas máquinas e equipamentos domésticos e industriais. Situação pela qual a AR não se responsabiliza. “Só deve consumir depois de retomada a normalidade no abastecimento, quando a água apresentar uma cor transparente”, pode ler-se na nota da empresa. Mais esclarecimentos podem ser dados através dos contactos 808 20 20 11 ou 927 803 374.

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:05
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

I Coruche Orienteering Trophy

 

Os terrenos do concelho de Coruche, com qualidades naturais de excelência para a prática da Orientação Pedestre, recebem o I Coruche Orienteering Trophy (COT) '11, nos dias 8 e 9 de Janeiro de 2011. O evento, organizado pelo COAC, será pontuável para a Taça de Portugal de Orientação Pedestre, esperando-se mais de seiscentos participantes.

O artista e apresentador Carlos Alberto Moniz e o treinador de futebol José Peseiro são os embaixadores do evento que marca o arranque da edição de 2011 da Taça de Portugal de Orientação Pedestre.

No sábado, 8 de Janeiro, o dia tem início com a realização da etapa de Distância Média junto à freguesia de São José da Lamarosa e termina com um Sprint Urbano na vila de Coruche. A etapa de Distância Longa, que terá lugar na freguesia da Fajarda, encerra o evento no domingo, dia 9 de Janeiro.

A organização procurou optimizar sinergias, de modo a ser possível oferecer mapas e percursos com uma elevada qualidade, assim como um rico programa social e cultural.
 
Mais info:
http://hugomsagua.com/
 
in Coruche Inspira
publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Setembro de 2010

Festival de Dança e Movimento de Coruche

 

Coruche realiza dia 18 de Setembro, às 21h00, na freguesia da Lamarosa, o Festival de Dança e Movimento de Coruche.

 

Uma iniciativa que pretende assinalar a Semana Europeia da Mobilidade e por isso conta com diversas actividades para a população em geral, como a actuação do Rancho Folclórico de São José da Lamarosa e do Rancho Folclórico e Etnográfico de São José da Lamarosa.

 

A participar vão estar também o grupo Gymnart e o grupo Gildance de Montargil.

 

 

in O Ribatejo

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:05
link do post | comentar | favorito
Sábado, 1 de Maio de 2010

Água de Coruche domina 60% do mercado nacional de garrafões

 

Qual é o balanço que faz deste primeiro ano de actividade da empresa em Coruche?

 

É um balanço muito positivo. A abertura desta fábrica permitiu-nos criar uma marca nova, a Nestlé Selda, que nos deu uma notoriedade muito grande e, num ano, deu-nos a possibilidade de consolidar a nossa posição de líderes no mercado de águas de garrafão em Portugal, em que temos 60% de quota. Aqui em Coruche, com esta linha de produção, que tem uma capacidade de produzir 1200 garrafões por hora, conseguimos aumentar em muito a nossa capacidade que era de 750 garrafões nas antigas instalações da fábrica na Amora. Dá-nos também uma flexibilidade de reagir às necessidades de consumo do mercado, que é muito sazonal. Ficamos também com capacidade instalada para fazer a manutenção das máquinas e instalámos aqui o armazém central onde armazenamos o nosso stock. Por todas estas razões, temos também uma boa perspectiva de crescimento no futuro. Em 2009, crescemos 3% em volume de negócios o que, face à crise económica, foi muito bom. A área das águas foi a única divisão da Nestlé na Europa que conseguiu crescer.

 Na abertura da fábrica, foi referido que esta unidade permitiria também avançar para o mercado de Espanha. Para quando essa internacionalização?

Existe efectivamente capacidade instalada, mas achamos que devemos primeiro consolidar o mercado português, sobretudo o mercado empresarial, assim como avançar mais no mercado doméstico. Cerca de 94% do nosso negócio está no mercado empresarial e 6% no mercado doméstico. Acreditamos que daqui a uns anos poderemos ter 85% da nossa produção no mercado de escritórios e 15% no mercado doméstico. Repare-se que somos a única empresa a produzir um garrafão de 11 litros destinado ao mercado do lar, no qual prestamos a mesma assistência que fazemos no mercado empresarial. Em Espanha estamos apenas no mercado das águas de pequeno formato.

 Como foi o crescimento do mercado doméstico em 2009?

Crescemos cerca de 30% no mercado de particulares, 55% na venda de máquinas e 30% na venda de garrafões. Já temos cerca de 3500 clientes neste mercado e acreditamos que estas taxas podem duplicar nos próximos anos. Queremos reforçar mais a comunicação sobre os garrafões de 11 litros, vamos alterar a nossa imagem corporativa e apostar na distribuição. Vamos ter ainda novidades este ano na área de máquinas de distribuição.

 Como foi a escolha de Coruche para instalar a fábrica?

A procura de um local para instalar a fábrica começou há 4 anos porque a nossa fábrica antiga era alugada e tinha uma linha de produção muito baixa. Embalávamos uma água purificada e não podia ser uma água Nestlé. Todos esses factores limitavam o nosso crescimento. Pensámos em abrir duas fábricas, uma no norte e outra no sul, mas optámos por construir só uma e fizemos várias análises nesta região. Verificámos que aqui em Coruche existia água em quantidade e com uma mineralização baixa. Além disso, é uma zona que fica próxima de Lisboa e também com fácil acesso ao norte do país. Por isso, a qualidade e quantidade da água e a localização geográfica foram factores importantes para a decisão.

A Nestlé abre 10 fábricas por ano a nível mundial e, em 2009, uma delas foi em Coruche, por isso foi uma escolha bem pensada e com confiança no potencial do país e do concelho.

 Como classifica os acessos a esta zona? Têm sentido alguns constrangimentos?

Para nós o que é importante é estarmos num habitat natural, num ambiente em que sabemos que a nossa água, que é de nascente, não é tocada. Isto é muito mais importante do que estar próximo de auto-estradas.

 Como tem sido a relação com a comunidade local em Coruche?

Este primeiro ano foi muito produtivo. Apoiámos uma acção de reflorestação, assinalámos o Dia Mundial da Água para sensibilizar para a importância da água e, no futuro, achamos que podemos fazer mais, como por exemplo, acolher visitas de escolas técnicas locais e até mesmo receber estágios. Queremos também ter uma forte política de responsabilidade social.

 Há possibilidade de serem criados mais postos de trabalho, caso a empresa avance para o mercado de Espanha?

Sim, estamos sempre abertos nesse sentido até porque, quando a produção cresce, podemos criar até 3 turnos por dia. Nunca serão muitos postos de trabalhos novos, mas poderemos receber cerca de 5 a 15 de pessoas nalguns períodos.

 

in O Ribatejo

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 10:10
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Abril de 2010

Coruche - Corte no abastecimento de água na freguesia da Lamarosa

Abastecimento de Água no Zebrinho, Lamarosa- Trabalhos de Manutenção no Furo de Captação Comunica-se à população de Zebrinho, Ovelhas e Buinheira, freguesia de S. José da Lamarosa, município de Coruche que no próximo dia 22 de Abril de 2010, a AR – Águas do Ribatejo E.I.M., vai proceder a trabalhos de manutenção no furo de captação de água que abastece os referidos lugares.
Estas operações que visam garantir a qualidade do abastecimento poderão causar algum constrangimento no fornecimento de água à população residente nas localidades supra citadas entre as 9h00 e as 16h00, pelo que se pede a compreensão de todos.
Lamentamos o incómodo que possamos causar.
Gabinete de Comunicação 927 803 302

 

in Notícias do Ribatejo

publicado por portuga-coruche às 07:05
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Importam-se de repetir?!

. Coruche inaugura novo Núc...

. Familiares garantem que d...

. População de Lamarosa pro...

. Lamarosa: Morto deu sinai...

. Cortes no abastecimento d...

. I Coruche Orienteering Tr...

. Festival de Dança e Movim...

. Água de Coruche domina 60...

. Coruche - Corte no abaste...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds