Sábado, 12 de Setembro de 2015

Novo estudo sobre toxidade de produtos Herbalife

Professor de Campinas reúne estudos sobre toxidade de produtos Herbalife

 
 

angryjuliemondayPesquisas desenvolvidas em diferentes países e agrupadas no estudo do professor Lázaro Nunes, da instituição Faculdades Integradas Metropolitanas de Campinas (Metrocamp), mostram a relação entre produtos da Herbalife e problemas no fígado. Foram identificadas complicações como a hepatite tóxica e deficiências na coagulação do sangue.

O estudo analisou seis produções científicas de diversos países, entre eles Israel, Suíça, Espanha, Alemanha e Islândia, que relatam casos de 33 pessoas com problemas no fígado decorrente do consumo de produtos da Herbalife, entre 1999 e 2010.

A alteração mais preocupante, de acordo com o estudo, foi a apresentação de sintomas de hepatite tóxica, que pode ocorrer pela ingestão de alimentos, suplementos ou medicamentos que possuam toxinas que afetam o órgão.

Um dos estudos analisados mostrou que houve elevação de até 58 vezes na quantidade da enzima do fígado ALT (Alanina aminotransferase) e de 267 vezes, da AST (Aspartato transaminase), ambas enzimas do fígado. Os números são um comparativo em relação ao padrão de uma pessoa saudável. Nos outros estudos, o aumento foi de, no mínimo, 10 vezes ao valor de referência para pessoas saudáveis.

Nunes explica os efeitos observados em relação ao consumo da marca. “Quando alguém está tomando um suplemento ou um alimento que faça com que o fígado fique sobrecarregado e tenha uma lesão, essa pessoa vai ter dificuldades de eliminar todos esses componentes do organismo e pode sofrer, por exemplo, a icterícia, que é quando a pessoa fica amarela por excesso de bilirrubina no sangue”, explicou. A icterícia é popularmente conhecida como amarelão.

Segundo o pesquisador, não há produção científica sobre o tema no Brasil, mas ele aponta que os dados internacionais já servem de alerta. “Não encontramos estudos realizados no Brasil, o que não quer dizer que estes casos não tenham ocorrido aqui também”, declarou.

O professor explica que o fígado controla a taxa de glicose no sangue, sintetiza proteínas e elimina substâncias tóxicas do organismo. “Se uma pessoa tem alguma lesão hepática, ela pode ter dificuldades de coagulação e corre risco de sangramentos internos”, explica. Ele ressalta que o consumo destes produtos somados à predisposições à doenças no fígado podem colaborar para o desenvolvimento de complicações.

Herbalife

Procurada pela reportagem, a empresa informou, em nota, que nenhuma hepatotoxina foi descoberta em seus produtos. “Nenhuma autoridade governamental encontrou, ao longo dos mais de 30 anos de operação da empresa e após mais de 25 investigações envolvendo relatos de casos, alegando hepatoxicidade, qualquer razão para que fossem tomadas medidas regulatórias contra a Herbalife”, apontou. A companhia afirmou que possui licença de órgãos competentes e “que seguem padrões rigorosos de qualidade”.

A nutricionista Beatriz Carvalho, presidenta do Conselho Regional de Nutrição de Minas Gerais, avalia que este tipo de suplemento prejudica não só a saúde do consumidor, mas toda a cadeia alimentar da população. “Defendemos a soberania alimentar do povo, que incluí uma alimentação saudável, baseada em alimentos reais [sem processamento] e que valorizem a diversidade natural do Brasil. Além disso, promove uma saúde que vai além da alimentação, porque promove a saúde cultural de um povo, que se expressa pela cultura de alimentos”, explica.

O Guia Alimentar Para a População Brasileira de 2014, do Ministério da Saúde, orienta a redução máxima consumo de produtos hiperindustrializados, [alimentos que perdem suas características após serem processados, por exemplo, biscoitos, chips].

“O país saiu do mapa da fome, mas tivemos uma inversão. Hoje mais de 50% dos adultos estão no sobrepeso. E o que levou a isso? As pessoas foram ganhando peso através da alimentação industrializadas e grandes quantidades de açúcar. Ninguém ganha peso comendo um prato de arroz”, avaliou a nutricionista.

Para Beatriz, a alimentação vai além dos nutrientes. “Uma cápsula com nutrientes, a indústria é capaz de produzir, mas isso não é saúde. A gente não pode ficar refém de tudo o que a indústria propõe. Nos alimentos, há tudo que é necessário para uma vida saudável” completa. (Do SaúdePopular)

 

In Carta Campinas

publicado por portuga-coruche às 09:59
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

A pílula de Angelina Jolie para se manter jovem e prevenir o cancro

Antioxidante sensação gera já 20 milhões de dólares por ano, sem carimbo científico. Vende-se e estuda-se em Portugal

 

O segredo de parecer dez anos mais novo e ter uma vida maior está no vinho tinto? Até aqui nada de novo - o poder antioxidante dos chamados polifenóis está na moda desde os anos 80. Mas as coisas tornam-se diferentes quando um investigador de Harvard apresenta uma das substâncias encontradas na película das uvas pretas ou em trepadeiras japonesas - o resveratrol - como a "molécula do século xxi", capaz de concentrar dezenas de copos de vinho em poucos miligramas, com efeitos surpreendentes.

A saga em torno deste produto natural começou em 2003, quando David Sinclair publicou uma carta na revista "Nature" em que dizia ter descoberto moléculas capazes de activar um mecanismo do organismo responsável pelo envelhecimento, a enzima Sirt1. Desde então, as promessas do resveratrol já valeram ao investigador um negócio de 720 milhões de dólares (517 milhões de euros) com a farmacêutica GlaxoSmithKline, além de alimentarem um negócio fora do circuito dos medicamentos em que o antioxidante é vendido como suplemento alimentar. Em resposta ao i, David Sinclair explica a sua descoberta: "Em ratinhos, o resveratrol atrasa os efeitos do envelhecimento e a obesidade. Não sabemos se os efeitos são os mesmos em seres humanos", diz. Ainda assim, o resveratrol concentrado em cápsulas já se vende um pouco por todo o mundo.

Em Portugal, a cadeia Celeiro tem embalagens de 60 unidades por 28,95 euros. No site oficial, sugere-se a toma de uma ou duas cápsulas por dia, o que equivale "a cerca de 14 copos de vinho", explica ao i Pedro Lôbo do Vale, director das lojas. No último ano venderam "centenas de embalagens", mas não se pode falar de um aumento da procura.

Nos Estados Unidos, depois de correrem rumores de que seria o segredo da jovialidade de Angelina Jolie, de ter entrado na lista de conselhos do famoso Dr. Oz (convidado frequente de Oprah) e ter chegado à janela do programa "60 Minutos" da CBS, houve uma explosão nas vendas. Segundo um dos magnatas da indústria dos produtos naturais, James Betz, da Biotivia, o negócio global já ascende aos 20 milhões de dólares (14 milhões de euros) por ano, com perspectivas de quintuplicar em 2010, para os 100 milhões (71 milhões), diz na última edição da "Wired".

O princípio Os chamarizes são promessas clínicas como a prevenção do cancro ou o prolongamento da vida em seres humanos, até hoje sem provas científicas. Em 2003, no primeiro artigo publicado sobre o tema na "Nature", David Sinclair falava de um aumento de 70% da esperança de vida. Desde então os resultados científicos têm-se revelado promissores em modelos animais, mas modestos em seres humanos. Em Novembro de 2006, um estudo renovou o entusiasmo: no comunicado da Faculdade de Medicina de Harvard lia-se que "pela primeira vez, a pequena molécula resveratrol revelou-se capaz de beneficiar a sobrevivência de pequenos mamíferos." Dizia então David Sinclair: "Os ratinhos são evolutivamente muito mais próximos dos seres humanos que qualquer modelo animal manipulado com esta molécula, o que aumenta a esperança de efeitos semelhantes." Tinham descoberto que o resveratrol reduzia 31% o risco de mortalidade em ratinhos com uma dieta rica em calorias, um sinal positivo para quem quer viver mais sem sacrifícios.

Quatro anos depois, ainda não há sucesso em seres humanos. Carlos Palmeira é investigador da Universidade de Coimbra e trabalha directamente com o laboratório de David Sinclair para perceber o poder de substâncias como o resveratrol. "A enzima Sirt1 parece responsável pelos efeitos benéficos da restrição calórica em mamíferos." Contudo, "este regime não é saudável", pelo que é necessário encontrar compostos com uma acção semelhante, explica.

Segundo Patrício Soares Silva, director do Departamento de Investigação e Desenvolvimento da farmacêutica Bial - que tem feito estudos sobre a substância - "não existem ensaios no homem que justifiquem a importância terapêutica referida ao resveratrol", diz ao i. "Os nossos estudos em voluntários saudáveis mostram que o composto é mal absorvido por via oral e está sujeito a extensa metabolização, ou seja, a quantidade que entra em circulação é talvez insuficiente para promover os efeitos reconhecidos ao resveratrol quando testado em tubo de ensaio." Mesmo comparado com testes noutras espécies animais, a absorção "é muito baixa", adianta o investigador.

Sem dados conclusivos, vale a pena começar a tomar resveratrol? David Sinclair é evasivo: "Não faço comentários sobre a forma como as pessoas devem viver a sua vida." Adianta, contudo, que a GlaxoSmithKline - que em 2008 comprou o seu laboratório Sirtris - está a testar novos compostos, sendo "esperados testes clínicos em seres humanos este ano". Nos últimos tempos, a resposta mais assertiva foi um não: "O nosso discurso não pode ser ambíguo - não há mudanças no estilo de vida, procedimentos cirúrgicos, vitaminas, antioxidantes, hormonas ou técnicas de engenharia genética que alterem o processo de envelhecimento", afirmaram, em 2005, 51 investigadores de topo numa revista da especialidade.

 

in iOnline

 

 

publicado por portuga-coruche às 10:39
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Abril de 2008

"Herbalife é atentado à saúde pública", alertam os nutricionistas

Produtos "vendidos por pessoas sem qualquer formação"

Posto em causa desde o início do mês de Abril, após a suspensão da venda do suplemento dietético Depuralina em Portugal, o sector dos suplementos alimentares ainda levanta muitas dúvidas aos consumidores. Para os responsáveis da área da saúde alimentar, a falta de informação e educação do consumidor parece ser o principal problema que conduz a ocasionais problemas de saúde. “Por serem naturais, não quer dizer que não tenham riscos”, defende Alexandra Bento, presidente da Associação Portuguesa de Nutricionistas (APN).

Para esta responsável, mais grave que a situação da Depuralina, que é vendida em farmácias, é a dos produtos da multinacional Herbalife, relativamente aos quais o Ministério da Saúde e Consumo espanhol recomendou precaução no consumo na passada segunda-feira.

“O facto de os produtos Herbalife serem vendidos por pessoas sem qualquer formação na área, de pessoa a pessoa”, é o que torna o caso mais preocupante, segundo Alexandra Bento. “Um atentado à saúde pública” é como a presidente da APN qualifica a situação. Como soluções para este problema, avança a proibição de venda “de pessoa a pessoa”, devendo os produtos ser vendidos em locais próprios. Aponta ainda a sensibilização social como um factor essencial na resolução do problema da obesidade, defendendo que a alteração do estilo de vida, dos hábitos alimentares e o incremento da actividade física devem sim ser assumidos pelos consumidores como os factores essenciais que levam a perder peso.

Para a presidente da Associação Nacional de Dietistas (AND), Graça Raimundo, os problemas com os suplementos alimentares surgem muitas das vezes por sobredosagem. “Aquilo que é bom em doses recomendadas pode tornar-se mau em doses excessivas”, refere, reforçando a ideia com a expressão “o teu remédio pode ser o teu veneno”.

A responsável não esquece também a necessidade de haver mais aconselhamento profissional e de se proceder sempre à avaliação contínua da história clínica dos consumidores, antes de se avançar para a prescrição de produtos dietéticos. Também neste caso, Graça Raimundo defende que de uma alimentação normal “as pessoas retiram tudo o que precisam”, não sendo necessário recorrer a ajudas de suplementos a não ser em casos extremos.

Questionada pelo PÚBLICO sobre se os dietistas recorrem regularmente à prescrição de produtos dietéticos por forma a complementar os tratamentos recomendados, a presidente da AND refere que tais suplementos não são aconselhados pelos profissionais “de ânimo leve”, não sendo essa uma situação que ocorre com regularidade.

in Publico online
Para mim não só é um atentado à saúde pública como é um negócio em pirâmide. Basta ir ao nosso amigo google e escrever, por exemplo: herbalife+fraude que logo acedemos a um conjunto de testemunhos, tipo: "A Herbalife é um sistema de lavagem cerebral altamente elaborado e envolvente. As reuniões são parecidas com cultos religiosos. Tem música, testemunhos, "palavras da salvação", etc... ", "COMO A HERBALIFE DESGRAÇOU A MINHA VIDA E A DE MILHARES DE BRASILEIROS NOS ÚLTIMOS OITO ANOS Expondo a realidade de um golpe que impunemente continua a destruir vidas e famílias ". Este último é um documento bastante elaborado e que poderá consultar em:
http://www.scribd.com/doc/14209/herbalife-a-verdade
ou em
http://static.scribd.com/docs/8261s2n2dro4q.pdf
este texto termina com a seguinte frase: "Lembre-se ao ver o slogan "PERCA PESO, PERGUNTE-ME COMO", leia "PERCA DINHEIRO, PERGUNTE-ME COMO" e fuja."
publicado por portuga-coruche às 09:57
link do post | comentar | ver comentários (119) | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Novo estudo sobre toxidad...

. A pílula de Angelina Joli...

. "Herbalife é atentado à s...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds