Quarta-feira, 4 de Setembro de 2013

Almeirim inova!







publicado por portuga-coruche às 07:07
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

A TSF foi ao Bairro da Desgraça

No Bairro da Desgraça ganha o voto quem der mais...

 

Longe da campanha, no Bairro da Desgraça, em Coruche, aproveitam-se bem os microfones que raramente por ali passam e escutam-se claros sentidos de voto. A decisão por ali é simples: ganha o voto quem der mais...
Reportagem de Nuno Amaral e Mésicles Helin.

 

 

 (Aguardem, porque, embora com paragens, ao fim de algum tempo o video continua)

 

 

 

 

 

 

in TSF - Rádio Notícias

 

Foi bastante díficil públicar aqui o video. Estes sites fazem tudo para que não o possamos fazer, o CM faz exactamente o mesmo. Se estou a violar alguma autoria ou direito peço desde já desculpa e ao primeiro aviso/pedido retirarei o video. Pessoalmente considero que estou a divulgar o trabalho dos autores e da TSF. Sou também por uma informação livre e plural, não quero contudo violar alguns direitos que eventualmente alguém possa reclamar.

 

O melhor de tudo, são os comentários!:

 

 

*****
Ditador
19.01.2011/17:19
Eles queriam era o Salazar com uma grande vassoura...
*****
contribuinte
19.01.2011/17:30
ELES NÃO PEDEM TRABALHO E AINDA TÊM ANTENA DE TV CABO. Desgraçados são os contribuintes que sustentam esta gente.
*****
Hail
20.01.2011/05:45
Meus amigos isto é uma reportagem da treta! deveriam era fazer reportagem junto dos comerciantes, estes é que precisam ser ouvidos, esta gente vive com possibilidades acima da média, com fontes de riqueza duvidosa. A droga que se vende na margem sul do tejo sai toda daquele bairro, já para não falar da venda de armas! recebem rodos de dinheiro da Segurança Social e ainda se queixam?Isto é uma reportagem da treta. é para inglês ver e para dar voz a esta minoria. Ninguém trabalha, não produzem, dão cabo das vidas dos nossos filhos e maltratam as pessoas que para eles descontam.Qualquer dia a minoria somos nós e quando esse dia chegar ninguém nos ouve...
*****
Vergonhoso
20.01.2011/05:58
Sinceramente, assim vai o jornalismo em portugal! a TSF acabou de perder um ouvinte. É vergonhosa esta reportagem! Deviam viver em Coruche para saber da realidade, ou então falarem primeiro com os coruchenses para conhecerem a realidade daquele bairro! ou melhor irem à Segurança Social para saberem como os funcionários são tratados por esta gentalha. Ou irem à GNR para saberem qual dos militares nao tem medo de um cigano? a resposta é simples: todos. Todos se acanham quando um cigano fala mais alto. Mas para o contribuinte já sabem usar a lei e a força. Amigos Jornalistas da TSF, um simples conselho fica no ar: Antes de sairem para a rua com reportagens da treta, tentem informarem-se melhor! é uma vergonha a TSF.
*****
Anónimo
20.01.2011/10:50
Engraçado, onde é que estão os mercedes e bmw's destes carenciados que costumam de estar por ali estacionados... Isto é vergonhoso, os senhores jornalistas deviam era passar por essa estrada num dia normal e levarem umas pedradas nos carros como eu já levei, todas as 4ª feiras à noite é dia de testar armas no bairro onde se ouvem rajadas de tiros durante uma hora ou duas... Coitados são mesmo carênciados, esta senhora que aqui aparece passa os dias aqui numa pastelaria da vila ou é pequeno almoço, ou é lanche... isto sim são carênciados mas é de trabalho pq de boa vida estão eles cheios ainda por cima passam a vida a ameaçar quem lhes paga os rendimentos para não terem que não fazerem nada. E assim vai o nosso país.
*****
Anónimo
20.01.2011/11:14
Para pessoas carenciadas, têm muitos BMW's, Mercedes e outros luxos tais como TV cabo que não é para todos, que se contam ás dezenas sem muito esforço, ao passar pelo bairro. Se vivessem em Coruche deixavam de apoiar este tipo de gente...
*****
Anónimo
20.01.2011/11:56
Vão fazer a reportagem do bairro da desgraça a um Sábado à noite... os "desgraçados" é que o deixam lá todo!!! É muito bonito aparerecem de fora e armarem-se em justiceiros... Palhaçada!
*****
Camafeu
20.01.2011/12:04
Reportagem de Nuno Amaral e Mésicles Helin"Caros Jornalistas, se a intenção foi mostrar miseria em Coruche, então o tiro saiu pela culatra.Mostrar que os Ciganos são pobres, foi uma anedota.Tinham ganho mais em entrevistar quem procura trabalho, ou ate aqueles que em certas empresas de Coruche, fazem horas extrordinarias sem as receber.O mais engraçado é que se falam, correm o risco de serem despedidos.Um jornalista tem de ser como uma raposa. Com parabólicas e tv cabo a vossa frente, ainda tiverem coragem de fazer esta reportagem? Entraram em alguma barraca? Voces deram foi barraca
*****
Anónimo
20.01.2011/14:02
Falta de vergonha de que fala, falta de profissionalismo do "jornalistinha".Os comentarios que abaixo li refletem a verdadeira situação daquela realidade, pena é que quem reporta apenas se limitou a levar um microfone na mão utilizado para descrições falsas de uma realidade suportada pelo tráfico e rendimento minimo.A peça que ora comento é um pessimo exemplo de trabalho que pensei não ser possivel nesta rádio, da qual há agum tempo fui ouvinte dedicado tendo entretanto derivado para outras estações.
*****
Anónimo
20.01.2011/14:09
estes dias estão eles bem, têm bom cabedal para trabalhar, fartam se de roubar pinhais e muito mais, e ainda temos pagar para eles comerem,acabem com os subsidios .
*****
 Anónimo
20.01.2011/16:24
A gentes dessa etnia não passam de um monte de parasitas na sociedade coruchense, são arrogantes, mal educados, violentos e donos e senhores de casas, quintas, apartamentos, bmw's, audi's e mercedes, alguns de valor superior a 30.000€. Como é que isto é possível? Como pode ser justo este jornalista fazer passar a mentira descarada? Pura falta de profissionalismo ou de informação. Nem os seguranças da segurança social escapam a agressões na hora de receber o rendimento minimo. inclusivé vão receber alimentos das cáritas ou outras associações nos seus belos carros e o que não querem deitam ao chão. Pequeno almoço e almoço comprado todos os dias no pingo doce, nem esperam na fila. Não merecem nada desta sociedade, qual descriminação qual quê!
*****
Um coruchense revoltado
20.01.2011/16:31
E mais se pode dizer, os roubos de pinhas que são uma constante, os roubos de cobre que é queimado numa barraca que aparece nas imagens, carros roubados que aparecem no bairro carregados de cobre, os cães de raça que são roubados às pessoas e depois as próprias têm de pagar (normalmente 50€) para ter o cão de volta. Motos 4 que muitos deles têm, €€ e mais €€ para estourar em gasolina nos belos carros que não param um dia inteiro, de onde vem este modo de vida? Como é possível com os rendimentos que têm? Era isto que o srº jornalista devia perder tempo a procurar saber. O muro de 5m de altura em frente ao bairro foi todo furado para que eles possam fazer as suas necessidades à vontade, são porcos, mal cheirosos, mentirosos mas ricos que eu!!
*****
Um coruchense revoltado
20.01.2011/16:35
Só pra rematar, já algém tinha falado nisso... Algumas daquelas barracas estão mais bem equipadas que certas casas, lcd's, plasmas, dvd com surrond, tv cabo, portáteis, electrodomesticos e etc, etc... Não me venham com histórias. Quando eles começam a incomodar dá-se-lhe um doce e eles calam-se, isto também é política meus senhores. Política cor de rosa...
*****
Anónimo
20.01.2011/16:36
Como é que esta gente tem direito de antena? Vivem á custa de quem trabalha e ainda gozam. Porque é que não vêem fazer reportagem quando estes batem nas auxiliares e professoras escolares, quando espancam pessoas nos bares e os porteiros ainda peden desculpa em explulsa-los, quando fazem a sua distribuição para ganharem para o PÃO, ou quando pedem as coisas emprestadas sem os donos saberem!!!! Aí sim a realidade destes.
*****
 Anónimo
20.01.2011/16:42
Por Amor de DEUS, mas que PALHAÇADA de reportagem é esta! Entrevistem um qualquer Coruchense e vão ver o que realmente se passa, vocês como jornalistas foram MANIPULADOS!!! O que vocês apresentam nesta reportagem é FALSO, estes LADRÕES, VÂNDALOS e AGRESSORES que vocês apresentam nesta reportagem como "Coitadinhos", vivem à custa de TODOS NÓS através de assaltos diários, agressões a quem não faz o que eles querem e ainda venda de DROGA À DESCARADA!!! TODA A GENTE SABE QUE ESTA GENTE VENDE COCAÍNA EM QUANTIDADES ABISMAIS NAQUELE BAIRRO E NINGUÈM FAZ NADA!!! Mas os senhores jornalistas apenas viram carências? Despeçam-se mas é ou façam uma reportagem a sério!!! VERGONHA!!! VERGONHA!!! VERGONHA!!! VERGONHA!!! VERGONHA!!! VERGONHA!!! VERGONHA!!!
*****
 Lamarosa
20.01.2011/18:35
AHAHAHAH, Só mesmo para rir!!!! Eu sei o político que este bairro e muitos outros mereciam, era o Salazar, ou o Marquês de Pombal!!! Estes senhores "jornalistas" tiveram sorte porque iam meter esta corja numa câmara de filmar, porque se não saiam de lá "depenados"!!! Claro que os políticos não vão lá, só se levarem um esquadrão dos Comandos ou dos Fuzileiros!!! Abram os olhos para estes parasitas do mundo!!! Napalm neles (só um aparte: uma barraca a cair com uma antena "Zon", nem os Gato Fedorento fariam melhor)
*****
Anónimo
20.01.2011/22:19
a unica coisa que eu percebi foi que todos os comentarios foram em anonimo! ninguem quer dar a cara venham a coruche ver como oprimem as pessoas!
*****
coruchense
20.01.2011/22:48
que palhaçada...é muito simples:- vivem em santo antonino porque querem e estado deixa- os que sairam compram casa com lucro da droga- os que lá estão gerem o supermercado droga do ribatejo- não trabalham pois têm rendimento minimo garantido e a cigana ainda quer maissó mesmo uma bomba ou com muita sorte aparece um maluco como metradora como nos states e limpa esta tropa!
*****
Anónimo
20.01.2011/23:01
mesmo a serio que vergonha ...metam os mas é daqui para fora nao fazem ca falta nenhuma so fazem é roubar , ameacar, traficar tem a mania que é tudo deles, opaah esta gente devioa era tar daqui para fora nao fazem faltya a este pais so dao prejuizo ...sinceramente esles fazem o que querem e lhes aptecem e andam sentado em belos mercedez, bmw audi´s e isso ninguem ve , enfim é o pais que temos , os mais pequenos vao pa escola e ameacam os outros, roubam comecam logo em pequenos...isto é uma cobardia esta gente daqui para fora este pais é um miseria estes é que sao bons....os que trabalham e tem contas para pagar e filhos para sustentarem nao tem direito a nada e estes tem direito a tudo ....POUPEM NOS COM ESTAS REPORTAGENS .
*****
Pieidge
21.01.2011/01:55
Já aqui comento á algum tempo, com regularidade, sobretudo na página do Diário de Notícias. E sou Coruchense, com total honra e orgulho. A estes ciganos, a segurança social oferece-lhes electrodomésticos, paga a 100% consultas nos dentistas e as multas dos seus carros, que a GNR lhes passa. Em tempos o ex-presidente da Câmara Municipal de Coruche, eleito pela CDU, chamado Manuel Brandão, segundo dizem também cigano. Ofereceu imensos recheios para as casas deles e ofereceu-lhes automóveis, e grandes quantidades de dinheiro a cada um, 500 contos, 700... O actual presidente, mandou construir barracas, naquele bairro (que os senhores não filmaram, aquelas brancas de barras azuis), pagas com fundos comunitários.
*****
Anónimo
21.01.2011/03:43
durante muinto tempo pensei que estava sozinho , que os coruchenses nao sabiao, ou nao queriao saber da situacao do bairro da desgraca , gracas a um individuo que se dis jornalista que diga-se de passagem que de jornalista nao tem nada.quero apenas terminar dizendo que eu sou o que estou a sofrer na pele mais de qualquer cidadao de CORUCHE por causa dos ciganos pois e a mim que eles me tem causado mais prejuisos,o meus mais sinseros agradecimentos pelos vossos comentarios
*****
Coruche
21.01.2011/09:52
Sr. "Jornalista", antes de se fazer qualquer tipo de reportagem convém saber todos os factos para não cair no sensacionalismo barato e podre que é conhecido na nossa praça e que nunca pensei que a TSF tinha.. Para sua informação, os "pobres coitados" do bairro da desgraça, recebem rendimento mínimo da SS + Venda de roupa (muita dela contrafeita + Venda de drogas pesadas (Se não têm o monopólio de Coruche e arredores, para lá caminha) + Venda de carros (alguns provavelmente roubados).. Com estes rendimentos todos, compram carros de alta cilindrada (daqueles que custam tanto como uma casa.. Está a ver quais são Sr. "Jornalista"?), compra terrenos e habitações.. Tudo pago em dinheiro vivo.. Sr. "jornalista, tenha vergonha!
*****

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Sexta-feira, 31 de Dezembro de 2010

Racistas!

Viana do Castelo: Homicida tinha sido libertado depois de outros assaltos

Rouba e mata vizinha à paulada

Há dois meses esfaqueou um homem na rua, em Lanheses, Viana do Castelo, a quem queria roubar dinheiro. O juiz soltou-o, com apresentações periódicas à polícia, mas não parou de assaltar.

 

Maria de Lurdes Ferreira, 70 anos, foi assassinada em casa por um vizinho que queria roubá-la. Paulo ‘Cigano’, o homicida, acabou detido logo após o crime e ontem foi presente ao juiz em Viana

 

Por:Fátima Vilaça

 

E anteontem à noite o homem de 41 anos que o Estado subsidia com o Rendimento Social de Inserção entrou em casa da vizinha Maria de Lurdes Ferreira, de 70 anos, no Lugar de Corredoura, para lhe roubar as poupanças. Acabou por assassinar a mulher à paulada na discussão.

Desta vez foi detido e aguarda julgamento na cadeia, mas a pacata comunidade está chocada e revoltada. "Este crime estava anunciado há muito. Ele não parava de fazer assaltos aqui na freguesia e já tinha vindo pelo menos duas ou três vezes a esta casa para roubar. Não se admite que um homem destes ande por aí à solta", disse ao CM um vizinho de Maria de Lurdes que pediu para não ser identificado por receio de represálias.

"Eles são muito vingativos e aqui ninguém faz nada por medo", referiu, exaltado, outro morador, insurgindo-se contra os actos praticados por vários membros de uma comunidade instalada na freguesia à qual o homicida pertence. O crime ocorreu anteontem à noite, entre as 22h00 e as 23h00, em Corredoura, Lanheses. Paulo ‘Cigano’, como é conhecido na aldeia, saiu alcoolizado do café e tomou a estrada em direcção ao acampamento. Durante o percurso, parou na casa de Maria de Lurdes e decidiu entrar para lhe roubar dinheiro. Mas a mulher terá resistido, e os dois envolveram-se num confronto. Paulo muniu-se de um pau e desferiu vários golpes na cabeça da mulher, até à morte.

Fugiu a pé sem levar nada, deixando a vítima no chão da casa, a esvair-se em sangue. A GNR deteve-o pouco depois, já no acampamento. Ontem, o juiz do Tribunal de Viana decretou a prisão preventiva. O cadáver de Maria de Lurdes é hoje autopsiado no IML de Viana co Castelo. O funeral da mulher é às 15h00 na Igreja de Lanheses.

 

QUEIXA NA GNR PODERÁ TER MOTIVADO CRIME

Os vizinhos acreditam que a mulher foi morta por ter apresentado queixa por roubo, na GNR, contra o homicida, há cerca de duas semanas. "Ele ameaçou-a de que se ia vingar por ela ter feito queixa dele, quando ele lhe roubou 60 euros", disse ao CM uma vizinha. A mesma mulher contou que na altura do roubo Maria de Lurdes ainda tentou fugir, mas Paulo agrediu-a. "Deu-lhe umas bofetadas e arranhou-a toda. Ainda andava com a cara negra", referiu a amiga.

Mas não foram estas as únicas vezes que Paulo roubou dinheiro a Maria de Lurdes. Há poucos meses, a mulher ficou sem 500 euros. "Ele entrou ali e obrigou-a a dar--lhe o dinheiro todo que ela tinha em casa. Foram 500 euros", adiantou a mesma mulher. Para se proteger, Lurdes mandou colocar grades em todas as janelas da casa.

 

"A CARA ESTAVA DESFIGURADA. METIA MEDO"

"Nunca se viu nada assim por aqui. Ela estava com a cara tão desfigurada que não se podia sequer olhar para ela. Metia medo", disse ao CM, ainda chocada, Olívia Rio, 74 anos, vizinha e amiga de Maria de Lurdes. A mulher não conseguiu parar de chorar desde que soube da morte trágica da amiga, que passou o Natal em sua casa, já que vivia sozinha. "Quando me contaram fiquei doente. Tive de vir logo para cá", referiu a mulher, inconformada com o crime. "Triste fim ela teve. Não bastava ter-lhe roubado dinheiro das outras vezes, ainda teve de a matar", rematou, com a voz embargada pelas lágrimas.

 

in Correio da Manhã

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 8 de Setembro de 2010

Continua o "autismo político"

União Europeia

Ciganos cavam fosso entre Durão e Sarkozy

por Gonçalo Venâncio

 

 

No "Estado da União", o presidente da Comissão centrou-se no combate à crise e no emprego. Mas não esqueceu Sarkozy e o Irão

 

Em 4300 palavras e 40 minutos, José Manuel Barroso estreou ontem a versão europeia do americano State of the Union - o "Estado da União". A intervenção do presidente da Comissão Europeia desfiou o passado num balanço do combate à crise, exigiu acção no presente e projectou o futuro de um bloco que está num ponto definidor da sua história: "Este é o momento da verdade da Europa. A Europa tem de mostrar que é mais do que 27 soluções nacionais diferentes. Ou nadamos juntos ou nos afogamos sozinhos" disse Barroso.

Mas foi noutro tema, o dos direitos humanos e liberdade dos cidadãos no espaço europeu, que Barroso conseguiu arrancar mais aplausos da esquerda à direita na plenária de Estrasburgo. "Os europeus vão descobrir que os seus direitos fundamentais e obrigações existem onde quer que eles vão. Todos na Europa devem respeitar a lei e os governos devem respeitar os direitos humanos, incluindo os das minorias. O racismo e a xenofobia não têm lugar na Europa. Nestas matérias sensíveis, quando um problema surge, temos todos de agir com responsabilidade. Faço um forte apelo para que não se acordarem os fantasmas do passado da Europa" disse Barroso num parágrafo com destinatário obvio: Nicolas Sarkozy.

As críticas veladas ao presidente francês surgem depois de vários comissários terem levantado sérias dúvidas sobre a legalidade da campanha de deportação de elementos da comunidade cigana radicada em França. Para várias sensibilidades políticas europeias, incluindo do próprio centro-direita (família política de Sarkozy e Barroso), era essencial uma tomada de posição de Barroso num tema em que se considera estarem em causa pilares fundamentais dos tratados europeus. As palavras do português a propósito da comunidade cigana, a maior relevante minoria étnica na Europa, contando 12 milhões de pessoas, prometem abrir ainda mais o fosso que separa Barroso de Sarkozy.

Apesar dos sorrisos nos retratos de família, a relação entre os dois azedou há muito - recorde-se que há um ano, na altura em que o Conselho Europeu discutia o seu apoio a uma "Comissão Barroso II", o Palácio do Eliseu tentou fragilizar Barroso adiando sucessivamente a sua confirmação e chegou inclusivamente a lançar François Fillon, primeiro-ministro francês, para a corrida ao Berlaymont.

Ainda no capítulo dos direitos humanos, houve outro actor que não foi esquecido por Barroso: Mahmoud Ahmadinejad. Já numa fase posterior do debate do "Estado da União", Barroso confessou estar "chocado" com o tratamento dado a Sakineh Mohammadi, a mulher iraniana condenada pelo regime por "relações impróprias" e que enfrenta uma pena de morte por lapidação. A situação é de um "barbarismo que ultrapassa todas as palavras." E ouviram-se palmas para o Presidente da Comissão, de um parlamento que não precisou de multas para estar cheio.

"Estalinismo" Como o iexplicou ontem, o presidente do Parlamento Europeu Jerzy Buzek, sob proposta do co-presidente dos "Verdes" Daniel Cohn Bendit, aceitou que se instituísse um sistema de controlo de presenças dos deputados durante o "Estado da União". Quem, durante as três horas de debate, não respondesse a dois de três sinais de chamada era punido com uma multa de 75 euros. A medida contra o absentismo foi considerada "estalinista" e "infantilista" pelos eurodeputados. A conferência dos líderes das formações políticas acabou por abandonar a ideia pouco antes do início da sessão.

A polémica com as multas foi apenas uma das sombras sobre o "Estado da União". A outra foi a reunião do Ecofin , capaz de tirar espaço à intervenção de Barroso. No plano económico, o presidente da Comissão garantiu que a retoma começa a ganhar ritmo, ainda que de forma desigual entre os Estados-membros. "O crescimento vai ser maior do que inicialmente esperado. A taxa de desemprego, ainda que demasiado alta, parou de crescer" argumentou, não sem deixar um recado que balança o optimismo. "Que não haja ilusões. O nosso trabalho não está acabado. O expansionismo orçamental fez o seu papel a conter o declínio da actividade económica. Mas agora é tempo disso acabar. Sem reformas estruturais, não criaremos crescimento sustentado", sublinhou Durão Barroso.

 

 

in iOnline

 

Quando é que estes senhores (políticos e da comunicação social) abrem os olhos e percebem que o que está em causa não se trata de racismo nem xenofobia mas antes de um problema comportamental e de adaptação por parte da comunidade cigana? É o comportamento hostil, parasitário e anti-social que leva à rejeição por parte das comunidades que tem o desprazer de conviver com eles.

publicado por portuga-coruche às 07:10
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Agosto de 2010

Jovem de 14 anos provoca fogo por vingança étnica

PJ detém autor do incêndio que destruiu viatura da comunidade cigana em Elvas

 

Jovem pegou fogo nesta viatura

Um jovem de 14 anos, responsável por um blogue com palavras de incitamento racista contra os ciganos, anunciou na internet que iria incendiar uma carrinha daquela comunidade em Elvas. Do aviso, passou aos actos na madrugada de 29 de Março. Puxou dos fósforos e ateou fogo à cabine de uma viatura avaliada em 30 mil euros.

  • Por:A.M.S/M.B.

 

O estudante, que já tinha sido autor de danos num outro veículo e que no blogue incitava os jovens a juntar-se à causa para acabar com os ciganos na cidade, pôs-se depois em fuga. Quatro meses depois do crime, foi identificado pela PJ, em colaboração com a PSP de Elvas. O fogo na carrinha, noticiado pelo CM, levou os ciganos a agredir os bombeiros quando apagavam as chamas. O comandante, Bernardo Bajuca, sofreu uma fractura num dedo.

 

in Correio da Manhã

 

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Junho de 2010

"Campistas" em fuga

GNR atropelado por grupo de assaltantes

Gang continua em fuga e terá também disparado contra um veículo da GNR

Um militar da GNR foi atropelado na madrugada desta quarta-feira, na sequência de uma abordagem a um grupo de assaltantes, numa mata em S. Pedro da Cova, em Gondomar.

 

Em declarações ao tvi24.pt, fonte da GNR do Porto referiu que os «indivíduos de etnia cigana foram localizados cerca das 03:40» e encontravam-se a desmantelar uma máquina de tabaco.

Foi solicitado apoio de várias forças policiais e a patrulha do posto de Lever, em Gaia, foi a primeira a chegar ao local e a abordar os assaltantes. «Eles puseram-se em fuga e atropelaram um militar», referiu a mesma fonte.

O militar recebeu assistência médica no local, sendo depois transferido para o Hospital de Santo António, no Porto, com alguns hematomas resultantes do embate do veículo. De acordo com a fonte da GNR, o militar recebeu alta hospitalar esta quarta-feira à tarde.

Os indivíduos foram mais tarde «interceptados pela patrulha de Fânzeres e efectuaram disparos de caçadeira contra o veículo», no qual seguiam os militares da GNR.

A máquina de tabaco e também uma Playstation foram apreendidos e devolvidos ao proprietário de uma confeitaria em Gondomar.

Os indivíduos ainda não foram detidos e a GNR e a PJ do Porto prosseguem com as investigações.

in IOL Diário

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 10:49
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Junho de 2010

Desacatos no Hospital de Santarém

Ciganos agrediram utente na urgência do Hospital e provocam desacatos

 

Uma mulher foi agredida, esta segunda-feira à tarde, por um indivíduo de etnia cigana na urgência do Hospital de Santarém. O incidente foi o culminar de uma série de desacatos que os elementos das famílias ciganas têm sido autores nos últimos dias.

“Fui informado da agressão à senhora, que apresentou queixa à PSP, e visitei o serviço de urgência que estava mais calmo”, disse ao nosso jornal o administrador do Hospital José Josué. “Temos sido muito tolerantes com estas pessoas, que são tratadas como quaisquer outros cidadãos, mas da parte deles não tem havido reciprocidade”, lamenta o presidente do conselho de administração do Hospital, José Josué.

“Estes grupos violaram as regras de acesso, ocuparam abusivamente o parque de estacionamento com um acampamento, assim como parte dos jardins, provocam muitos estragos nos equipamentos e no jardim e deixam tudo sujo”, adiantou.

Mais graves são os “comportamentos pouco razoáveis e já recorrentes” dos elementos destas famílias ciganas. “Os seguranças do Hospital tentam acalmar as pessoas e a PSP vai passando por cá para ajudar a manter a ordem, mas os comportamentos abusivos são já recorrentes”, adiantou o administrador do Hospital.

Vários utentes do Hospital, que presenciaram a agressão e outros desacatos, contactaram o nosso jornal, dando conta da sua indignação pelos comportamentos dos ciganos. “As pessoas estão com medo, e já não querem ser assistidas aqui com receio de serem agredidas, estão a pensar ir embora”, disse uma utente.

A PSP foi chamada ao local e a senhora apresentou queixa de um jovem pertencente a uma das famílias que montaram abusivamente acampamento no parque de estacionamento do Hospital de Santarém.

 

in O Ribatejo

 

 

publicado por portuga-coruche às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 30 de Março de 2010

“90 por cento da sociedade" não aceita os ciganos

Quem o afirma é António Nunes, presidente da Federação Calhim, e ... cigano. Mais uma vez se reflecte o "autismo" perante uma evidência actual: A falta de vontade das comunidades ciganas se integrarem, nomeadamente devido ao carácter agressivo e anti-social com que tratam a população portuguesa.

Ninguém gosta de ser agredido fisica, verbal ou de outro modo qualquer.

Por isso afirmo novamente aquilo que estas associações ciganas negam: O povo reage assim fundamentado no modo como os ciganos agem na nossa sociedade. 

Não é só o que aconteceu recentemente nas escolas, é o que acontece regularmente na Segurança Social, na abordagem que fazem às pessoas da Caritas que são voluntários mas que já foram várias vezes agredidos. É nas situações que se passam um pouco por todo o lado sem que exista um sinal claro de que existe um esforço de aproximação e tentativa de convivência amistosa.

Se um marido passar o tempo a dar "porrada" à mulher a chamar-lhe nomes e a criar conflitos cada vez que se encontram, perguntará: "Porque foge a minha mulher? Será que me acha repugnante?!" Mais ousado seria ainda dizer que o deveria respeitar e amar como marido e que estava em falta por semelhante sentimento de "repugnância". Hipocrisia! ......

Eis o artigo que pode ser consultado no site Fátima Missionária: 

 

 

Pastoral dos Ciganos

 
«Em Portugal são portugueses como os outros»

 

A declaração é de Frei Francisco Sales, director nacional da Pastoral dos Ciganos, referindo-se à etnia cigana

 

Eduardo Santos | FÁTIMA MISSIONÁRIA

 

O mais alto responsável da pastoral cigana no nosso país compreende as vicissitudes desta minoria, lembrando que “há uma história por trás, existe perseguição (não devemos esquecer que outrora foram deportados 800 mil para o Brasil), houve leis que foram feitas contra os ciganos”.

Quanto à posição da Igreja afirmou “o nosso trabalho é procurar desmentir este estereótipo, criar pontes de ligação com a comunidade cigana”.

O director nacional da pastoral é peremptório ao dizer que “a Pastoral dos Ciganos tem uma abertura total, apoia os ciganos e a sua cultura”.

Frei Sales reconhece que há “uma relação conflituosa entre a sociedade e os ciganos em muitos países, mas a União Europeia também está preocupada e a dar mais atenção às suas necessidades”

Enquanto decorria o Encontro Europeu no Montenegro, António Nunes, presidente da Federação Calhim – que congrega as associações de ciganos portugueses – afirmou à agência Lusa em 20 de Março que “90 por cento da sociedade" não aceita os ciganos, "parece que lhes tem repugnância".

Confrontamos Frei Francisco Sales com esta afirmação, ao que nos referiu “possivelmente é um número exagerado, mas devemos interpretar estas palavras como a defesa de uma causa própria, nós enquanto Igreja não pensamos assim. O nosso objectivo centra-se no diálogo, apoio e respeito pela sua cultura”.

 

in Fátima Missionária

 

 

Eis uma notícia que surgiu hoje (31 Março, 4.ª Feira) no Correio da Manhã e que anexo ao post de 3.ª Feira porque vai de encontro ao tema tratado:

 

 

31 Março 2010 - 00h30

Elvas: Corporação atacada já teme sair para ocorrências junto da comunidade

Bombeiros com medo de ciganos

Os Bombeiros de Elvas voltaram a ser

Pedro Galego 
Bernardo Bajuca fracturou um dedo e ficou com vários hematomas
Bernardo Bajuca fracturou um dedo e ficou com vários hematomas

vítimas de agressão durante uma ocorrência. Segundo a corporação, sempre que vão junto da comunidade de etnia cigana são recebidos à "pedrada, a soco e a pontapé". O último episódio, que deixou o comandante, Bernardo Bajuca, com um dedo fracturado, várias escoriações e hematomas, aconteceu quando combatiam um incêndio numa carrinha, no bairro de São Pedro, na madrugada de segunda-feira.

"Assim que chegámos começaram as pedradas. Quando fui buscar umas luvas atacaram-me a soco e acabei por cair. Eram três ou quatro", disse ao CM Bernardo Bajuca, que seguiu directamente da ocorrência para o hospital.

O comandante assegura que os Bombeiros de Elvas estão "receosos" e que "temem cada vez mais sair para as ocorrências". Recorde--se que, durante o mês de Fevereiro, uma explosão num acampamento – que está a ser investigada pela PJ – atirou para o hospital cinco elementos daquela corporação. Dois dias antes, um dos elementos também tinha sido agredido no local. Um elemento da comunidade, ouvido pelo CM, disse que os ânimos se exaltaram na madrugada de segunda-feira "porque os bombeiros demoraram". Ao que o CM apurou, junto de fonte da PSP, tanto as agressões ao comandante, como a origem do incêndio na carrinha estão a ser investigadas. Os alegados autores já estarão identificados.




Pedro Galego

in Correio da Manhã

 

 

 

Então? Sr. António Nunes! O Sr. Bernardo Bajuca e restantes bombeiros quando se recusarem a voltar à comunidade, porque não querem ser novamente agredidos o Sr. vai dizer que eles sentem repugnância ou que estão a ser racistas?

publicado por portuga-coruche às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Sequestrada e torturada

 

Espanha: Irmãos condenados a 15 e a 20 anos

EPA
A vítima foi agredida durante duas semanas
A vítima foi agredida durante duas semanas

Um tribunal de Barcelona condenou ontem dois irmãos de etnia cigana a 20 e a 15 anos de prisão pelo sequestro, tortura e violação de uma jovem que tinha sido namorada do mais velho. O tormento da vítima durou duas semanas.

A vítima, pertencente a outro clã cigano, contou ao tribunal espanhol que chegou a temer pela vida, já que, além de terem abusado sexualmente dela, agrediram-na, apunhalaram-na e raparam-lhe o cabelo. Pascual Esquirol Jiménez, de 21 anos, foi condenado a 20 anos de cadeia e o irmão mais velho, de 27 anos, a 15 anos e seis meses de prisão pelo sequestro e sofrimento infligido à vítima. Um amigo da família vai cumprir cinco anos por cumplicidade e à mãe dos rapazes foi ordenada a não aproximação à vítima.




Sabrina Hassanali com agências

 

in Correio da Manhã

 

 

Uma situação destas passa-se com qualquer etnia e de qualquer nacionalidade. O destaque desta notícia deve-se ao modo como agem as autoridades espanholas! Em Espanha as autoridades fazem justiça.

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Almeirim inova!

. A TSF foi ao Bairro da De...

. Racistas!

. Continua o "autismo polít...

. Jovem de 14 anos provoca ...

. "Campistas" em fuga

. Desacatos no Hospital de ...

. “90 por cento da sociedad...

. Sequestrada e torturada

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds