Quarta-feira, 26 de Junho de 2013

CDS de Coruche apresenta candidatos, Sábado 29 de Junho

 

 


CDS de Coruche apresenta candidatos, Sábado 29 de Junho

 

É já no próximo Sábado dia 29 de Junho pelas 11,30h, que o CDS-PP de Coruche faz a apresentação pública dos candidatos à Câmara, Assembleia Municipal e à freguesia da Lamarosa, inaugurando também a sua sede de campanha na Av. 5 de Outubro, 47  em frente à Associação de Regantes.

A apresentação dos candidatos à Câmara e à Assembleia Municipal, que têm em Vasques Gomes e Abel Matos Santos os seus cabeças de lista, será feita por José Ribeiro e Castroex-Presidente do CDS-PP, Deputado e coordenador do movimento 1.º de Dezembro.

A cerimónia contará também com a presença do Presidente da Distrital do CDS-PP de Santarém, José Vasco Matafome que apresentará o candidato à Junta de Freguesia da LamarosaJosé Lopes Nunes.

Estarão presentes também Tiago Leite, presidente distrital da Segurança Social que integra a Comissão de Honra da Candidatura, presidida por Filipe Lobo D’Ávila, actual Secretário de Estado da Administração Interna.

Será também a oportunidade para se inaugurar a sede de campanha, sendo que a apresentação é pública e aberta a todos quantos queiram testemunhar o empenho do CDS de Coruche em ajudar as Pessoas Primeiro! Apostando na Solidariedade, na Saúde e na Segurança!

 

 

 

Primeiro as Pessoas!

Solidariedade, Saúde e Segurança, os 3 S's do CDS

 

Contactos: cdscoruche@gmail.com; FB em Cds-pp Coruche ; 91 973 93 93

Este texto rege-se pela grafia correcta pelo que não obedece ao novo acordo ortográfico


publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Junho de 2012

Um Grande Coruchense Homenageado pelo PR no dia 10 de Junho

Parabéns Eng. Gonçalves Ferreira

 

 

 

 

Um agradecimento especial a Abel Matos Santos por partilhar a foto e a informação.

 


 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Fevereiro de 2012

Nota de Imprensa do CDS-PP

 CDS-PP com força em Coruche

No passado dia 25 de Fevereiro, após um almoço com mais de 40 convivas que encheu o restaurante Aliança em Coruche, tomaram posse os órgãos concelhios do CDS-PP e da JP.

Filipe Lobo D’Ávila, cabeça de lista pelo CDS nas últimas eleições legislativas e actual Secretário de Estado da Administração Interna, e Margarida Netto, deputada por Santarém à Assembleia da República, deram posse aos renovados órgãos do CD-PP de Coruche.

Abel Matos Santos, actualmente eleito pelo MIC na Assembleia Municipal, tomou posse como Presidente da Mesa da Assembleia Concelhia e Vasques Gomes como Presidente da Comissão Política Concelhia.

Mariana Caçador, José Lopes Nunes e José Silva completam o elenco do CDS local, juntamente com António Oliveira e Susana Caçador.

Filipe Lobo D’Ávila deu ainda posse, como membro honorário da Juventude Popular, a Bernardo Caçador, como Presidente da JP de Coruche, realçando “o acto absolutamente inédito de ambos os órgãos do CDS e da JP tomarem posse ao mesmo tempo em Coruche, revelador da força e do dinamismo que pretendem implementar no concelho”.

Margarida Netto, realçou “a importância destes novos órgãos concelhios não só para Coruche mas para o Distrito”, agradecendo “aos que agora tomam posse o desafio que chamaram a si”.

Vasques Gomes, referiu “a importância da solidariedade e das políticas sociais numa época de muita dificuldade para todos como linha orientador para as próximas eleições autárquicas de 2013”, onde espera que o “CDS consiga crescer e influenciar a política autárquica”.

No final da tomada de posse, a comitiva composta por largas dezenas de pessoas, passeou pelas ruas da Vila de Coruche, tomando contacto com a população e com a beleza do centro histórico e do rio Sorraia.

Contactos: cdscoruche@gmail.com; FB em Cds-pp Coruche ; 962 780 611

Áudio das intervenções em www.cdscoruche.blogspot.com

 

 

Aspecto exterior da Sede e simpatizantes.

 

 

 Bernardo Caçador, Vasques Gomes, Abel Matos Santos, Filipe Lobo D’Ávila e Margarida Netto.

 

 

 Pedro Ramalheira Azevedo e as novas tecnologias.

 

 

 Pelas ruas da vila.

 

 

Com o Enconstatamim.

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2012

CDS-PP TOMA POSSE EM CORUCHE

No próximo Sábado, dia 25 de Fevereiro pelas 16 horas, na sede do CDS-PP em Coruche, na Praça da Liberdade, tomarão posse os órgãos concelhios do partido da democracia cristã.

 

A tomada de posse será dada pela presidente da Distrital de Santarém do CDS-PP, Margarida Netto, deputada à Assembleia da República e por Filipe Lobo D’Ávila o cabeça de lista por Santarém nas últimas legislativas e que ocupa agora o cargo de Secretário de Estado da Administração Interna.

 

Vasques Freitas Gomes tomará posse como presidente da renovada Comissão Política Concelhia do CDS/PP de Coruche, que liderará o partido em Coruche nos próximos dois anos.

Como Presidente da Mesa da Assembleia Concelhia, tomará posse Abel Matos Santos, actualmente eleito pelo MIC na Assembleia Municipal de Coruche.

Bernardo Santos Caçador tomará ainda posse como presidente da Juventude Popular (JP) que pela primeira vez em Coruche tem órgãos próprios.

A tomada de posse é aberta a toda a população de Coruche, havendo no final um porto de honra, a que se seguirá uma visita à vila de Coruche.

Pelas 14.30h haverá um almoço convívio no restaurante Aliança, podendo as inscrições ser feitas pelos contactos abaixo.

 

Contactos: cdscoruche@gmail.com; FB em Cds-pp Coruche ; 962 780 611

 

Por Coruche e por Portugal!

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Julho de 2010

O MIC na defesa da verdade, da segurança e da qualidade de vida

 

Nota de imprensa

 

A propósito das duas últimas Assembleias Municipais

 

O MIC na defesa da verdade, da segurança e da qualidade de vida

 

Recebemos nos últimos meses, inúmeras palavras de apoio em relação às posturas dos eleitos do MIC, aquando dos elogios puramente saudosistas, ideológicos e falsos dos deputados do PS, CDU e PSD sobre o 25 de Abril. Geraram-se contactos de dezenas de cidadãos, dos locais mais recônditos do concelho, do distrito e até de Coruchenses espalhados pela diáspora Portuguesa, inclusive das áreas políticas menos esperadas, que salientaram a coragem, a firmeza e o enraizado apego à verdade que Abel Matos Santos e Gonçalo Ramos Ferreira demonstraram com as suas posições.

 

É também importante frisar que nenhum partido político tentou desmentir ou ousou contrapor os factos assinalados pelos deputados do MIC, tal é a força da verdade.  

 

 

 

A tentativa de silenciar e a segurança no concelho

 

Depois do saneamento do Jornal de Coruche, depois de "desaconselharem" a gravação do áudio das Assembleias Municipais (AM), depois de ficarmos a saber que a revisão do PDM de Coruche, a decorrer há vários anos está para durar e no dia em que faleceu o autor da frase "O 25 de Abril acabou. É história. É uma promessa que não se realizou", o MIC apresentou uma moção sobre a Segurança, que embora não tenha sido divulgada no site da Câmara, encontra-se anexa a este comunicado.

  

 

Moção essa, que foi votada favoravelmente pela CDU e PSD, mas com os votos contra do PS, que percebendo o que estava em causa, considerou que estes problemas não se resolvem com declarações deste tipo (Luísa Portugal), que não é o local adequado para se apresentar esta moção Osvaldo Ferreira) ou ainda que o problema não é da GNR, mas do facto de os tribunais não funcionarem (Jacinto Barbosa), constatação última que também partilhamos.

Já o Presidente da Assembleia disse entender o que estava subjacente à moção e acrescentou que em sua opinião a forma como o cidadão comum é abordado sofreu algumas alterações nos últimos meses.


A protecção ambiental e o direito à propriedade

 

Mais uma vez, o MIC fez-se representar por Gonçalo Ramos Ferreira e por Sandra Meirinho na última AM de 23 de Julho, onde o primeiro ponto da ordem do dia foi a classificação dos Açudes da Agolada e Monte da Barca como áreas protegidas de âmbito local.

Este tema permitiria uma viagem ao passado, ao epicentro do PREC, fazendo lembrar o mote dos soldados do MFA às populações "Primeiro ocupa-se, depois vem a lei", pois a CDU diz entender que o espaço dos açudes é da população e não dos legítimos proprietários, para rapidamente se contradizerem, ao exigir que cabe aos proprietários privados fazerem a manutenção destes locais.

 

O MIC tem consciência da importância destes espaços no Concelho, não tendo dúvidas que são propriedade privada, contudo sentiu a necessidade de questionar se a classificação destes espaços e se esta situação não iria criar uma maior pressão sobre estas áreas, colocando em causa a sua sustentabilidade ecológica, devido a uma maior afluência de visitantes.

O deputado municipal do MIC, Gonçalo Ramos Ferreira, interpelou directamente a equipa técnica que procedeu ao estudo desta classificação, mas o representante do executivo municipal entendeu não fazer ouvir os técnicos, tendo contudo defendido que o espaço é privado e que os proprietários irão continuar a defender os seus interesses.

 

Entendemos que locais como o Açude da Agolada (criado pelo proprietário na década de 1930), possam ser visitáveis pela população, para fins pedagógicos, especialmente se possuírem um plano de conservação e aproveitamento associado feito por especialistas. Contudo estes espaços devem ter regras bem definidas, onde a excessiva e desordenada presença de visitantes pode mesmo ser um impedimento à sua conservação.

 

A forma incontida de conter a despesa e a falta de apoio social

 

O MIC entende que o executivo tem o direito de gerir a despesa como entender melhor e tendo em conta que existe uma menor transferência do Estado para a autarquia e que não somos nenhuma força de bloqueio, a proposta de contenção de despesa não nos choca e solidarizamo-nos.

 

 

 

Contudo, não podemos deixar de mostrar a nossa surpresa, pois parece que o mundo mudou em poucas semanas, tendo em conta que o grupo municipal da CDU, grupo extremamente demagógico e que recorrentemente utiliza do bota-abaixo, até antecipou esta discussão há algumas semanas na última AM, diagnosticando a menor receita e sugerindo cortes selectivos, apresentando soluções concretas para surpresa de todos.

 

 

 

Mas nessa altura o executivo, na pessoa do Presidente da Câmara, disse para a Oposição estar descansada, não estar preocupada, que não ia ser reduzido o investimento e que apenas iam ser reduzidos os gastos de gestão corrente, utilizando exemplos como o passar a usar água da torneira em vez de água engarrafada nas sessões da AM.

 

 

 

No entanto, hoje percebemos que medidas deste género não são suficientes e que esta contenção não se limita a gastos de gestão corrente, mas é transversal à despesa, atingindo as freguesias do nosso Concelho, que deviam ser alvo de apoio nas alturas mais difíceis, onde a obra social, de ajuda aos mais idosos continua inexistente.

 

 

 

Descaracterizar a matriz identitária

 

Sabemos também agora que a ideia deste executivo para o espaço do Mercado Municipal, é mais uma afronta à matriz da nossa terra, ao planear descaracterizar os objectivos primordiais de um edifício histórico com aquelas características, sacrificando os costumes das nossas gentes e o valor diferenciador de Coruche, em nome de mais um espaço polivalente que ambicionando ser diferentes coisas, acabará por dificilmente ser alguma coisa.

 


O MIC solicitou também o envio da documentação das Assembleias em formato digital, para os deputados que assim o solicitem, como forma de contenção de despesa e de responsabilização ambiental da Assembleia Municipal de Coruche.

 

MIC – Movimento Independente de Cidadãos por Coruche

 

 

A Moção Anexa:

 

 

MOÇÃO “COMPORTAMENTO E ACÇÃO DAS FORÇAS DE SEGURANÇA” apresentada pelo Grupo Municipal do MIC, na Assembleia Municipal de 18 de Junho 2010 - Não foi aprovada, por maioria, com 16 votos contra do PS, 9 votos a favor (6 da CDU, 2 do MIC e 1 do PSD) e 2 abstenções do PS.

 

1 - Reconhecendo o valor e a importância das forças de segurança na organização da sociedade enquanto factor de estabilidade e desenvolvimento das actividades humanas.

 

2 - Tendo em conta a escassez de efectivos no nosso concelho e a consequente dificuldade em actuar no combate ao crime e no aumento da sensação de segurança por parte das populações.

 

3 - Sendo a criminalidade uma realidade no Concelho de Coruche que não dá sinais de diminuir, ao mesmo tempo que as populações percepcionam um clima de impunidade e insegurança.

 

4 - Sendo a organização dos efectivos, dos serviços, e, da relação com as comunidades e as pessoas, um dos grandes desafios da liderança por parte das forças de segurança.

 

5 - Na sequência de várias queixas apresentadas por cidadãos do concelho de Coruche, e nesta Assembleia Municipal, sobre determinados comportamentos desadequados, menos correctos, que colidem com o bom relacionamento que se deseja, entre os cidadãos cumpridores e suas comunidades, com as forças de segurança, por parte de militar da GNR.

 

Vem o Grupo Municipal do MIC, solicitar que se faça chegar ao Comando Territorial da GNR de Coruche, ao Comando Geral da GNR e ao Ministério da Administração Interna, esta moção no sentido que a situação possa ser cabalmente investigada e alterada, para que os procedimentos sejam adequados e aproximem as populações das forças de segurança, condenando o comportamento e atitudes descritas e relatadas por vários cidadãos e em particular pela situação apresentada nesta assembleia no passado dia 30 de Abril de 2010.

 

Solicita-se ainda que o Executivo Municipal diligencie no sentido de acompanhar e sensibilizar a GNR para esta situação e que possa o Conselho Municipal de Segurança ser também envolvido.

 

Que se dirijam os recursos de todos no sentido do combate ao crime e na protecção das populações.

 

Que se dê conhecimento às seguintes entidades;

- Ministério da Administração Interna

- Governo Civil de Santarém

- Comando Local, Territorial e Geral da GNR

- Grupos Parlamentares na Assembleia da República.

 

Divulgue-se nos locais do costume e aos órgãos de comunicação social locais, regionais e nacionais.

 

O Grupo Municipal do MIC

Abel Matos Santos

Gonçalo Ramos Ferreira

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Junho de 2010

Jornal de Coruche "Acabou"!

Ainda não li a entrevista! Mas conforme me adiantou Abel Matos Santos, o Jornal estará nas bancas amanhã. 
 
A ser verdade, muito me entristece saber que Coruche não é terra livre! Sim, porque só seremos verdadeiramente livres quando vivermos numa terra onde podemos ter e discutir toda e qualquer ideia, política ou pensamento.
 

Para mim, e perante qualquer assunto pensável, tomo sempre uma "atitude filosófica", de, em primeiro lugar, nunca dar o apresentado certo como certo nem o apresentado errado como errado. Documento-me, estudo as "correntes", tento compreender as várias "ópticas" e, só aí, formo uma opinião sobre o assunto. Mas mesmo assim uma opinião aberta!

 

Existem duas atitudes filosóficas inconciliáveis. Existem duas estradas, dois caminhos. Um que nos leva à liberdade e outra à ditadura. Cada uma interpretada por um "bicho" diferente do pensamento.

Existe o "Pensador" e o "Ideólogo".

 

Enquanto o "Pensador" não vive agarrado às suas ideias, sem preconceitos é um Homem livre, com quem se pode dialogar, aprender e ensinar. Trocar conhecimentos. O "Ideólogo" vive "fechado" nos seus conceitos e ideias, apenas aceita a sua verdade, preferindo os monólogos. A única "verdade" que o "Ideólogo" aceita é a sua já à muito dada como certa e bem arrumada, agindo em função dela.

 


Enquanto o "Pensador" propõe o "Ideólogo" impõe. As "verdades" com o "ideólogo" ou são aceites ou recusadas, não existe meio termo. Com o "Pensador" a "verdade" é um conceito que pode mudar e por isso aberto a ser discutido, refutado ou dinamizado, algo vivo.

 

Não admitir contradições é um erro, uma presunção do intelecto ou do ignorante, confundindo-se muitas vezes, estes dois podem tornar-se a mesma pessoa, ou seja: o ignorante julga-se intelectual e/ou o intelectual torna-se ignorante.

 

Colocar a hipótese de não estarmos 100% certos é eliminar a hipótese de ficarmos 100% errados.

 

Quero eu dizer com toda esta "prosa" que o meu profundo desejo é que Coruche seja uma terra de pensadores e não de ideólogos. De Homens livres de pensamento aberto. Que integram e não excluem.

 

Nesse sentido, Coruche e os Coruchenses, sem o Jornal de Coruche, aproximam-se mais do "caminho" do "Ideólogo" do que do "Pensador".

 

Sempre é verdade aquilo que se diz por aí: Os Coruchenses não precisam de ler e de ter cultura, os coruchenses necessitam é de "Morangos com açúcar".....

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sábado, 5 de Junho de 2010

À Conversa com os Deputados em Coruche

Os Deputados José Gusmão do BE e João Galamba do PS, eleitos por Santarém, vão estar presentes na iniciativa do Jornal de Coruche para um debate/conversa em Coruche no dia 9 de Junho pelas 20,30 horas, no Auditório Municipal do Pavilhão de Coruche.

O convite partiu do Fundador do Jornal de Coruche, Abel Matos Santos, que fará a moderação do debate, que visa discutir de forma aberta e participativa com a assistência, os principais problemas do Concelho, do Distrito e do País.

 

Contactos: 91 973 93 93 e abel@ojornaldecoruche.com
 
publicado por portuga-coruche às 13:03
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 21 de Maio de 2010

Ácaro está com Abel

O Blogger Teixeira de Pascoaes remete-nos para um post do Blog Coruchenses Acaros do Maquidame:

 

Artigos de Sábado à noite

1. Quero agradecer a quem tomou a decisão de desenvolver toda a estrutura de suporte que levou a que acabassem as cheias na zona baixa, actualmente chamada zona histórica da Vila de Coruche (AllCoruche não funciona), só vos ficou foi bem e até acho engraçado colherem tantos louros por fazerem um trabalho público que não era mais que vossa obrigação. Realmente este ano foi chuvoso e venceram uma prova que os privados já venciam individualmente há muitos anos, veremos depois quanto custa mantê-la a funcionar, algo que vai fazer transparecer a qualidade da obra, dos contratantes e dos contratados. (Consta por aí [ainda não confirmei mas não me admira nada] que era coisa pensada há muito tempo atrás quando ainda éramos atrasadinhos, quando o país até funcionava e até tinha produção, qualidade e marcas próprias para exportar)


2. O Abel ou Dr. Abel, teve(tem) os tomates de Ribatejano para não dizer mentira nenhuma. 
Basta conferir: as estatísticas que ele tem eu tb tenho, os livros que servem de base para expôr o que expôs também eu os tenho. Vêm de economistas e historiadores, razão pela qual alguns mais locais se obrigam a ficar calados perante os factos.
Enquanto director de um jornal mensário local teve a audácia de provocar um semanário regional distribuído com o Expresso que continuamente mostra exemplos de "bons cidadãos do antigamente" na sua habitual vida de café, convívio, partilha e trabalho nada. 
É engraçada a agenda desta gente.


3. Um apelo à boa vontade de alguém que se apropria da capacidade de saber o que é liberdade. 
(Porque estamos em Portugal e eu sei que apesar de continuar a respeitar os Direitos Humanos de quem tem opiniões contrárias às minhas nem sempre isso é válido no sentido contrário, principalmente quando se trata de gente ligada a movimentos socialistas
Aparentemente há pessoas que conseguem prever o futuro no nosso país, dizem que se não tivesse sido assim há x anos seria assado agora que passaram. Meia palavra...

 

por Ácaro do Blog Ácaros do Maquidame

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:10
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 20 de Maio de 2010

Deputados do MIC ainda dão que falar.....


Ímpio Serafim das Neves

 

Eu compreendo que os jovens deputados municipais de Coruche eleitos pelo movimento de independentes suspirem por Salazar. E aceito com bonomia que tenham elogiado o ilustre defunto no 25 de Abril, em vez de esperarem pelo dia de finados que é só em Novembro. São actos de rebeldia próprios da idade.

Há gente ilustre da nossa democracia que na adolescência suspirou por Estaline, Henver Hoxha e Mao Tsé-Tung ao mesmo tempo e não veio daí mal ao mundo. Cada um suspira pelo que quer e eu suspiro bem fundo cada vez que passo pela menina Xana que até já posou nua para a play-boy portuguesa. Além disso, como dizia a minha avó, cá se fazem, cá se pagam. É muito provável que os netos dos adoradores de Salazar venham a suspirar pelo Engº Sócrates daqui a umas décadas. É a lei da vida.

Esta semana, um senhor de Abrantes chamado João Batista Pico, que até foi candidato à Câmara de Abrantes nas últimas eleições conseguindo 752 votos, teve um momento de exaltação bíblica e saiu em cruzada contra a falta de ética e de vergonha dos jornalistas que contaram ao mundo que, em Fátima, à hora em que o Papa dizia missa, havia ímpios a comprar camisolas com a fotografia do Cristiano Ronaldo.

Exaltou-se ele e exalto-me eu. Aquelas coisas não se contam como tu também sabes. Guardam-se!! E ele não chegou a ler a outra reportagem sobre os varredores municipais que até preservativos usados encontraram nas imediações do santuário. Isso então dava-lhe uma fúria que subia ao céu mesmo sem asas.

Que se comprem camisolas do Ronaldo ainda vá que não vá. Que se dê uma rapidinha entre duas procissões, enfim…é pecado mas nada que não se possa lavar com uma sentida confissão seguida de penitência grossa. Afinal ver estrelas é contemplar a obra de Deus. Agora que se façam notícias daquelas porcarias…ai valha-nos Deus!!! Ainda por cima quando tais actos acontecem em Fátima e já não há mais segredos de pastorinhos para revelar. Onde anda a Comissão da Carteira Profissional de Jornalista que não suspende tamanhos pecadores? Onde está o senhor Azeredo Lopes da Entidade Reguladora para a Comunicação Social que não vem dar o Direito de Resposta a Nossa Senhora?

E o Papa?! E o Papa?! Não se pronuncia??!! Não diz nada??!! O Papa deveria abençoar o senhor Pico. Canonizá-lo. Beatificá-lo. Mudar-lhe o nome de família para…para…para Espinho, por exemplo, e dar-lhe um lugar na coroa do Cristo Crucificado…eu sei lá. O homem levou uma trepa nas eleições de Abrantes, terra de cafres, mas era bem capaz de ganhar as eleições para pároco de Fátima. Para reitor do Santuário. É uma pena desperdiçar-se assim tamanha reserva moral da nação num tempo de desmandos.

E termino com outro português exemplar. Chama-se Moreira tem rastas loiras e vive numa rua de Tomar. Trabalhar não é com ele, alimenta-se de leite e bananas, é simpático e não pede esmola, embora haja pessoas que insistam em dar-lhe moedas de cada vez que ele estende a mão para ver se está a chover. Apesar de jovem já tem uma reforma de duzentos euros e não quer mais. O Governo bem pode colocá-lo no cartaz de anúncio do Pec. Eu sugiro desde já o slogan. “Se ele consegue e é feliz porque não havemos todos de conseguir – Ajude-nos a equilibrar as finanças públicas!!”

 

Saudações milagrosas

Manuel Serra d’Aire

 

in "E-mails do outro mundo" em O Mirante

publicado por portuga-coruche às 08:08
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 17 de Maio de 2010

Etario está com o Mic

O Blog "Etario" de Ernestino Tomé Alves, das Fazendas de Almeirim faz um comentário ao já depurado caso da Assembleia Municipal onde os deputados do Mic, Abel Matos e Gonçalo Ferreira se recusaram a votar favoravelmente uma moção elogiosa ao 25 de Abril de 1974.

Como para mim todas as opiniões são importantes e por isso mesmo ao fazer aqui um post lanço a debate toda e qualquer opinião.

Eis o post do Blog:

Salazar ainda assusta

O velho hábito de ler jornais  muitos dias após a sua publicação, levou a que lesse uma notícia publicada "in O Mirante de 05/05/2010, pág 33," que, não psso deixar de comentar.

 

O título rezava assim: "Eleitos do MIC de Coruche elogiam regime de Salazar na assembleia municipal ,SIC."

 

 Depois, em sub-título de menor dimensão: Sessão ficou marcada por troca de galhardetes a propósito de saudações feitas à Revolução dos Cravos.

 

Pelo desenvolvimento da aludida notícia se ficou a saber que os Deputados Municipais do MIC de Coruche não apoiavam a moção de apoio ao 25 de Abril, e, davam as suas razões para esse não apoio. Com a devida vénia transcrevo parte da declaração do Deputado Municipal que lidera o MIC de Coruche, igualmente publicada no desenvolvimento da referida notícia;..... SIC. "não posso votar favoravelmente uma moção que apoia um golpe de Estado, que por incompetência e leviandade acabou numa revolução onde quem fez o golpe não ficou com o poder e o poder caíu na rua, dando azo a todo o tipo de anormalidades, que só não se tornou numa ditadura comunista devido ao contra golpe do 25 de Novembro.

 

Por estes Deputados Municipais,  foram feitas ainda outras menções elogiosas correlacionadas com o estado da Nação no período de antes do 25 de Abril de 1974, mencionando o facto de, nesse tempo, ser Portugal um País respeitado internacionalmente, crescendo 6% ao ano havia emprego e estabilidade, a guerra do Ultramar estava ganha e tudo estava calmo, rematando com a pergunta : seria necessária uma revolução? E concluía que, agora sim, "temos tudo para que exista uma revolução, com o povo na rua, a contestação e a falência do País no horizonte.

 

Claro que a oposição, (segundo a dita notícia), contestou as afirmações, considerando-as um insulto.

 

Pois bem, as palavras do deputado Municipal do MIC de Coruche, levam-nos a uma reflexão de natureza axiológica com o passado recente,  e, finalmente,   alguém tem a coragem de dizer publicamente aquilo que uma grande maioria pensa baixinho.

 

Em boa verdade, e ressalvando o que de demagógico possa existir naquelas afirmações, para um Português, ou mesmo não o sendo, que tenha vivido os dois períodos políticos em questão, fácil se torna concluir que, existe muita verdade nas afirmações produzidas pelo deputado Municipal do MIC de Coruche .

O  humilde escriba destas linhas viveu os dois períodos políticos, tendo prestado serviço militar obrigatório no período de antes do 25 de Abril de 1974, portanto, em período de guerra no ultramar. Das reflexões, já muita vezes feitas, não tem sido possível, com certeza concluir, qual o período melhor ou pior, em termos globais. Releva a favor do período de antes do 25 de Abril de 1974, a incógnita do que teria acontecido em termos políticos e sociais, se não tivesse ocorrido a revolução dos cravos. Mas,  fica uma certeza quase absoluta; em termos sociais, políticos, económicos e de prestígio internacional, muito perdemos com a revolução. Somos agora um País periférico de uma Europa que faz o favor de nos acolher como membros, mas, com o rótulo de País sem políticos e políticas credíveis, em que, os seus governantes se embrenham em manobras de corrupção, cujo apuramento de responsabilidades e correspondente condenação, se perdem em intermináveis inquéritos. E isto é, a negação pura e simples, do ideal revolucionário de Abril de 1974.

 

 No período de antes de 25 de Abril de 1974, (vigência do Governo do Prof Marcelo Caetano) a política nunca foi uma actividade profissional , mas sim uma missão, para a qual eram escolhidos os melhores, havendo  respeito ou temor, no modo como se gastava os fundos públicos. Havia uma hierarquia que era respeitada e actuava célere contra os que ousassem desobedecer.

 

Éramos respeitados internacionalmente, independentes e não mendigávamos nada a ninguém, e, internamente,  não tínhamos a possibilidade de ser libertinos, vadios, arruaceiros, abusar de poder (como hoje fazem os sindicatos à ordem dos Partidos de esquerda). E, quem não cumpria com os seus deveres, cometendo crimes, era julgado e cumpria  a pena ou sanção a que fosse condenado até ao fim.

 

Com a revolução perdemos quase tudo! Apenas ganhamos a ilusão de que somos livres.

 

in Blog Etario

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. CDS de Coruche apresenta ...

. Um Grande Coruchense Home...

. Nota de Imprensa do CDS-P...

. CDS-PP TOMA POSSE EM CORU...

. O MIC na defesa da verdad...

. Jornal de Coruche "Acabou...

. À Conversa com os Deputad...

. Ácaro está com Abel

. Deputados do MIC ainda dã...

. Etario está com o Mic

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds