Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2016

Corte no abastecimento de água em Coruche

A Águas do Ribatejo vai proceder a um corte no fornecimento de água à vila de Coruche na manhã da próxima terça-feira, 26 de janeiro, entre as 9 e as 11 horas, devido a uma intervenção na rede de abastecimento.

Segundo um comunicado da empresa intermunicipal, os trabalhos deverão afetar a Rua Direita, Rua D. Joana Isabel Dias Matos, Travessa do Porto Zambado, Travessa do Porto João Ferreira, Travessa das Atafonas, Travessa do Monteiro, Rua Júlio Maria, Rua Padre Evaristo Rosário Guerreiro, Rua Julio Maria, Travessa e Largo de Valadares, Rua dos Guerreiros, Rua do Borralho, Rua da Musica, Travessa das Barreiras, e Rua de Santo António.

 

In Rede Regional

tags: ,
publicado por portuga-coruche às 12:36
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2013

Proposta do Governo para privatização da água aprovada no Parlamento pelo PSD e CDS-PP

  

 

A proposta do Governo para a concessão do abastecimento de água e saneamento a privados foi aprovada esta manhã no Parlamento pelo PSD e CDS-PP. Foram chumbadas as propostas parlamentares do PCP, que queria vedar o acesso a empresas privadas, e do Bloco de Esquerda, que propunha um referendo sobre esta matéria.


A proposta de lei "viabiliza a concessão de sistemas multimunicipais  de resíduos sólidos urbanos a entidades de capitais maioritária ou totalmente  privados e a subconcessão de sistemas multimunicipais de águas e de saneamento  de águas residuais a entidades de natureza também privada, de forma a permitir  a implementação da estratégia acima mencionada". 

O PCP viu rejeitado pelo PSD, pelo CDS-PP e pelo PS o projeto de lei  que visava vedar "o acesso de empresas privadas às atividades económicas  de abastecimento público de água, de saneamento de águas residuais urbanas  e de gestão de resíduos urbanos". 

Já o Bloco de Esquerda ficou isolado na proposta de realização de um  referendo nacional à privatização do setor do abastecimento de água e saneamento,  projeto que teve os votos contra dos restantes partidos. 

Os deputados decidiram hoje fazer baixar à comissão de Obras Públicas,  sem votação em plenário, os projetos de resolução dos Verdes, Bloco e PSD  e CDS-PP relacionados com a promoção do uso da bicicleta e a criação de  condições de transporte deste meio em transportes públicos. 

O Parlamento rejeitou, com os votos contra da maioria PSD/CDS-PP, o  projeto de resolução do Partido Ecologista Os Verdes que recomendava ao  Governo a remodelação das linhas do Douro e do Tâmega e das estações do  Marco, Livração e Vila Meã.  

O PS viu ser rejeitado o seu projeto de resolução que recomendava ao  Governo a suspensão da reorganização dos cuidados hospitalares na região  Oeste, com os votos contra da maioria, que também chumbou uma resolução  do Bloco de Esquerda a pedir a manutenção em funcionamento do Hospital de  Alcobaça.  

 

In Sic Notícias - Com Lusa

 

Comentários de destaque (Dos cybernautas que visitaram a notícia no site da Sic Notícias):

 

Gloria Tareco · Assistente graduada de anestesiologia at HESE-EPE
Privatizem a puta que vos pariu.
«Privatize-se tudo, privatize-se o mar e o céu, privatize-se a água e o ar, privatize-se a justiça e a lei, privatize-se a nuvem que passa, privatize-se o sonho, sobretudo se for diurno e de olhos abertos. E finalmente, para florão e remate de tanto privatizar, privatizem-se os Estados, entregue-se por uma vez a exploração deles a empresas privadas, mediante concurso internacional. Aí se encontra a salvação do mundo... e, já agora, privatize-se também a puta que os pariu a todos.».
José Saramago - Cadernos de Lanzarote.

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

Acorda Portugal......

Águas de Portugal tem 400 carros de luxo para trabalho e fins pessoais

 

Os quadros intermédios e gestores das empresas do grupo Águas de Portugal (AdP) têm cerca de 400 automóveis topo de gama à disposição

 

 

 

É pouco! tendo em atenção o "autismo" dos Portugueses não percebo porque é que cada um deles não tem um pequeno jacto e uma casa no Algarve?! Afinal basta aumentar a factura e o nabo tuga ou paga ou leva a água cortada. 

 

 

 

Então e o Parlamento?!


 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

Acorda Portugal......

Tarifa da água teria de duplicar para cobrir os custos

 

Pedro Serra, presidente da Águas de Portugal, disse hoje que, para cobrir os custos, a tarifa praticada teria de duplicar, pelo menos.

"Temos uma tarifa média de 1,5 euros quando deveria ser de três a quatro euros", disse o gestor na comissão parlamentar de Ambiente, justificando que a diferença entre o custo e a tarifa cobrada origina uma perda anual de "700 milhões de euros que não são recuperados".

Esta declaração surge numa altura em que a empresa figura na lista de privatizações do Governo, operação que se deve concretizar em 2013. "A privatização é um tema que depende do accionista", disse Pedro Serra, que vai abandonar a presidência da companhia. "Renunciámos a todos os cargos a que tínhamos de renunciar imediatamente. O conselho ficou sem quórum e a comissão executiva também ficará sem quórum", admitiu.

Uma das questões a ser resolvida, antes da privatização, é a dívida às autarquias que, defendeu Pedro Serra, devia ser assumida pelo Estado rapidamente, "sob pena de muitas das empresas da Águas de Portugal virem a entrar em colapso financeiro. Em causa estão 400 milhões de euros. O gestor defendeu a criação de "uma linha de crédito para apoiar as autarquias" de forma a "transformar a dívida aos fornecedores numa dívida a entidades financeiras".


Por Hermínia Saraiva
in Económico

 

Os comentários são sempre o "melhor da festa":

 

1234 , Portugal | 18/10/11 14:48
Continuam a querer ir atrás do D. Sebastião para Alcácer-Quibir matar Mouros, vai dar barraca isto.
Da última vez foram 60 anos de perda de soberania.
Esta gente está toda louca ou quê. Não tarada nada taxam o ar... onde é que eu já vi isto.

junta-te a um portugal virtual , | 18/10/11 14:44
Junta-te a um Portugal virtual, copia e cola o link: tinyurl.com/4437j2z

 

O Incorruptível! , | 18/10/11 14:37
Isto, há cada justificação!
Sinceramente, mas muito sinceramente, com um gajos destes nem pode haver diálogo é dar-lhe um tiro e acabou!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Muito Cuidado , | 18/10/11 14:26
Passos...tem cuidado...

Pedro , | 18/10/11 14:22
Noticia de Agosto 2011
"Lucro da Águas de Portugal aumenta 384% para 48ME"

 

Rui , | 18/10/11 14:21
Mas para que servem o raio dos impostos, se nós temos de pagar tudo ?

 

OU BAIXAR AS DESPESAS....NÃO??? , Porto | 18/10/11 14:13
Oh Pedro Serra.....e que tal baixar os custos de exploração e analisar melhor a problemática dos "investimentos"....heim?????
Se calhar ia haver algumas surpresas interessantes e os consumidores até poderiam pagar menos....não era????
Ou ninguem quer ,mexer nisso ????

 

berto , porto | 18/10/11 14:03
tenho agua de poço ...nao preciso da agua desses mamoes todos ! Aldraboes

 

atento , Portugal | 18/10/11 14:03
PARA QUANTO PASSARÁ O PREÇO DAS MUNIÇÕES ? É QUE VÃO SER PRECISAS MUITAS...E EU VOU TER O PRAZER DE ABATER ESTA GENTE TODA...ELES MERECEM...

 

mansos , lisboa | 18/10/11 13:58
só falta aumentar a agua... mas isto tb já não é novidade

 

" A MAIOR PARTE DE ADMINISTRADORES PÚBLICOS SAO TAXOS POLITICOS" , | 18/10/11 13:52
A MAIOR PARTE DOS GESTORES PÚBLICOS ESTAO HABITUADOS A GANHAR MUITO E A TRABALHAR MUITO POUCO...!!! COM TODAS ESTAS MUDANÇAS QUE O GOVERNO ESTÁ A FAZER,ESTES SENHORES AGORA MOSTRAM PREOCUPAÇAO...!!!...!!!...!!! RUA COM A MAIORIA, DOS MAUS ADMINISTRADORES..., !!!

 

Tarifa da água teria de duplicar para cobrir os custos , | 18/10/11 13:50
... os custos DO TACHO do SR. Pedro Serra, presidente da Águas de Portugal!

 

Carlos , | 18/10/11 13:31
Nã sr pedro serra façam um trabalho bem feito ao nível das canalizações de distribuição que a taxa média de desperdício anda na casa dos 60%. porque é que nunca tomou medidas para contrair este desperdício de água? Porque dá menos trabalho ir decretando aumentos sucessivos não é? Incompetente.

 

A DISTRIBUIÇÂO DE ÁGUA, LUZ, GÁS não pode ser um negócio , deve ser gerido com parcimónia | 18/10/11 13:30
Muitas empresas distribuíam água pura que era bombeada para um depósito aéreo, distribuída por gravidade, para os seus bairros de pessoal a custo zero, e ainda dava lucro!

 

Nuno , Lisboa | 18/10/11 13:29
OS CUSTOS DOS ORDENADOS XURUDOS DOS BOYS ?

 

Vai ao Mar , | 18/10/11 13:24
Quem são os senhores para terem direito a viatura, cartões dourados etc.? São Deuses? não saíram por buraco idêntico a todos os mortais? não lhes basta terem um emprego sem esforço fisico e sem exposição às entempéries? Não abusem, porque o povo começa a ficar farto de ser usado para satisfazer os comodismos.Vá lá, comecem a deslocar-se em viatura própria e a pagar o combustível,refeições etc. que é o que acontece com qualquer trabalhador.

 

Povodorio , | 18/10/11 13:18
Este país é dos srs engravatados. Os RICOS.
Este governo é o principio do fim de Portugal. "Viver" em Portugal é uma utopia. Agora que regressamos á idade média, Só falta sermos conhecidos como pobres plebeus, governados srs dos castelos.
A experiencia dos "novos" governantes é identica á de uma maquina de calcular made in PRC.
Até entendo a sua mentalidade. Materialista, agnóstica, egoísta e com muito pouco respeito pelo seu semelhante.
A estupidez de crerem que se pode mudar a cultura de um povo em dois ou três anos, de crerem que se pode pôr um pais a produzir mais no meio de dezenas de outros, é pura estupidez.
O negócio da troika é de crianças.
Há dois caminhos: ir embora definitivamente deste rectangulo á beira mar plantado ou morrer por pobreza.


antonio , | 18/10/11 12:58
vou mas e voltar para a aldeola, plantar batatas, couves, criar galinhas, coelhos, porcos, tiro a agua do rio e das ribeiras,umas pilhas para uma lanterna, fogao a lenha e panelas de ferro, e que vao todos roubar o c... ah e ja agora como depois nao tenho rendimentos, saco o rendimento minimo, e como mais uma vez nao tenho rendimentos, saude e educaçao de borla, e mercedes a porta, ahahahahahah

 

Artur Pimentel , | 18/10/11 12:51
Percebi bem? A água que eu bebo na torneira é de 3 empresas. As Águas de Portugal que a vende à Águas de Trás os MOntes que a vende ao SMAS e que a vende ao Artur Pimentel ?

 

espectador , trinaterra | 18/10/11 12:48
era uma vez um país pobre...e de repente tornou-se rico... e agora ficou a ficar pobre...e então quando voltará a ficar rico...talvez um dia consigam... viver neste país do salário minimo...ou do rendimento minimo social que naõ é o caso esta gente está habituada à riqueza

 

Antonio Faria , | 18/10/11 12:32
A ÁGUA É VIDA E A VIDA NÃO SE PRIVATIZA! QUEM DOMINAR AS ÁGUAS DOMINA TUDO...PASSAMOS A VIVER COMO CÃES DE TRELA BEM FIXA... EXTREMAMENTE PERIGOSO É O FECHO DO CIRCULO DA DITATURA ECONÓMICA.

publicado por portuga-coruche às 07:20
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Setembro de 2011

Manifesto defende gestão pública da água

 
Um conjunto de organizações nacionais lançou um manifesto para defender a gestão pública da água

Organizações estão a preparar uma proposta de iniciativa legislativa para impedir a privatização dos serviços

 

Um conjunto de organizações nacionais lançou um manifesto para defender a gestão pública da água e está a preparar uma proposta de iniciativa legislativa de cidadãos para impedir a privatização dos serviços.

 

José Manuel Marques, do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL), uma das entidades que subscreve o manifesto, explicou que o caminho seguido "já é longo, passou pela concessão de diversos serviços municipalizados a empresas privadas, pela concentração dos sistemas multimunicipais de águas nas mãos do grupo Águas de Portugal".  

Quando o Governo anunciou a privatização da Águas de Portugal, este grupo, que inclui vários sindicatos, a CGTP, o Conselho Português para a Paz e Cooperação e algumas autarquias, decidiu reactivar uma campanha que tinha terminado em 2010.  

"O que vai acontecer é um crime tremendo contra a sociedade portuguesa e contra o património do Estado", afirmou José Manuel Marques.  

Além do "quadro de empobrecimento e recessão, em que as pessoas sentem mais dificuldade", o sindicalista alertou para que se trata de "tomar uma medida que, poderá resolver momentaneamente alguns problemas financeiros do Estado, mas que a longo prazo despoja o Estado do controlo deste monopólio natural".  

Aliás, "em regra" o sistema de serviços de água "é auto-sustentável, as contas dos serviços de água de Portugal são positivas, são milhões de lucro e [devemos] olhar para este sector como um sector em que o Estado tem por obrigação investir", afirmou José Manuel Marques.

O movimento está já a recolher assinaturas e prepara uma iniciativa legislativa para entregar na Assembleia da República a apresentar uma proposta para que se pronuncie sobre a impossibilidade de privatização de serviços de água, um documento a apresentar a 29 de Outubro, em Lisboa.  

As organizações subscritoras do manifesto consideram que "a privatização de facto verifica-se em várias frentes, que vão da captação da água na natureza, passando pelas margens e leitos dos rios, pelos recursos pesqueiros marinhos, pelas infra-estruturas públicas como portos e barragens, até aos serviços  públicos de abastecimento de água e saneamento de águas residuais", e provocam  o aumento dos preços da água, em tarifas e em taxas e sobretaxas.  

"A água é um bem comum, parte integrante e fundamental do constante movimento e evolução da natureza, determinante da composição atmosférica, do clima, da morfologia, das transformações químicas e biológicas, das condições de toda a vida na Terra", e o direito a ela é reconhecido pelas Nações Unidas como um direito, defendem as associações.

 

in Correio da Manhã

publicado por portuga-coruche às 07:07
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 27 de Julho de 2011

No Cartaxo manda o povo

População vence primeira batalha pela revisão do tarifário da água

 

 

Durante o mês de Agosto, o executivo da Câmara Municipal do Cartaxo e a administração da Cartágua vão delinear um novo tarifário para o serviço de abastecimento de água e saneamento no concelho.

O novo modelo será proposto para aprovação em reunião de Câmara e Assembleia Municipal no início de Setembro.

Foi este o resultado da Assembleia Municipal extraordinária de terça-feira, 26 de Julho, convocada a partir de uma petição popular que reuniu, em poucos dias, mais de 3 mil assinaturas de munícipes descontentes com os aumentos aplicados no passado mês de Junho pela empresa concessionária.

Foi uma tarde particularmente quente no Cartaxo.

Inicialmente marcada para as 17 horas na sala de reuniões dos Paços do Concelho, a sessão acabou por realizar-se duas horas mais tarde, no Centro Cultural.

Na Câmara, os muitos munícipes que não tinham lugar dentro da sala protestaram ruidosamente, impediram o início dos trabalhos e exigiram a mudança para um local maior.

A solução de recurso foi o Centro Cultural, por onde passaram mais de 300 populares, número nunca antes registado em reuniões deste órgão.

Todos os eleitos do PS – o presidente Paulo Caldas, os vereadores no executivo e os membros da Assembleia – sentiram na pele e de viva voz o descontentamento e a revolta dos cartaxeiros.

Entre interrupções, insultos, impropérios e muita barafunda entre o público, os responsáveis pela gestão do município foram responsabilizados pelos aumentos das tarifas e vaiados por não terem acautelado a defesa dos consumidores no acesso a um bem essencial como a água.

Embora em menor escala, os dois administradores da Cartágua presentes na sessão também não escaparam às críticas contundentes que vários populares fizeram durante as suas intervenções.

Paulo Caldas, muitas vezes assobiado e interrompido enquanto falava, assumiu logo desde início que “os problemas levantados têm razão de ser e estão a ser analisados com a Cartágua no sentido de haja uma efectiva melhoria do serviço”, nomeadamente a nível da facturação detalhada e da informação prestada aos munícipes.

Concordou ainda que há tarifas cobradas ao comércio e indústria que precisam de ser revistas, mas as suas explicações pouco apaziguaram os ânimos, até porque se recusou a falar dos investimentos em ETAR’s e infra-estruturas que já deviam estar a ser concretizados, e não estão.

A nível político, os eleitos dos partidos da oposição apontaram o dedo aos membros do PS na Assembleia Municipal e aos presidentes de Junta, que aprovaram a revisão do contrato de concessão nove meses depois do primeiro tarifário ter entrado em vigor.

E que deu origem a todo o movimento de protesto.

 

 

 

in O Ribatejo

 

 

... e em Coruche? Quando vamos "meter os chulos na linha"? Qualquer dia fica-nos mais barato beber água engarrafada do que canalizada.

Um bem essencial para a nossa higiene e alimentação já se tornou num "serviço" e fonte de lucro.  

publicado por portuga-coruche às 07:07
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011

Pagar água um dia fora do prazo pode custar o triplo

 

O município de Mirandela está a conceder "um período de adaptação" aos consumidores de água do concelho às novas regras de cobrança coerciva de quem não pague a tempo e horas a factura mensal da água, impostas pela Lei do Orçamento de Estado de 2011, para todo o país.

 

O presidente da câmara, José Silvano, lançou o alerta através da emissora local (Rádio Terra Quente) para as consequências gravosas que esta nova directiva pode trazer para quem estava habituado a liquidar a factura na tesouraria dos serviços municipalizados de água, sofrendo apenas um agravamento de 1 por cento ao mês.

"Agora deixa de haver um segundo período de cobrança voluntária, passando o pagamento, após o primeiro prazo, a efectuar-se somente em processo de execução fiscal, o que implica o pagamento de juros de cerca de 6% ao dia, acrescido de um pagamento adicional de encargos legais [custas processuais] ", que, em alguns casos, "pode levar a que o valor total da factura seja o dobro ou até mais", afirma o autarca.

O alerta de José Silvano dirige-se aos cerca de 25 mil consumidores do município, mas a situação não se restringe a Mirandela e é extensível ao país por imposição do Orçamento Geral do Estado (OE) para 2011.

Por ser feita por entidades públicas, a cobrança da água tem as mesmas regras das execuções fiscais das Finanças, ditadas pelo Código de Procedimento e Processo Tributário.

Na prática implica que, tal como acontece a quem se atrasa a pagar imposto, também com a fatura da água, se passar um dia do prazo de pagamento voluntário, segue para execução fiscal com as custas e respectivos juros de mora.

O Município de Mirandela decidiu adiar o prazo de aplicação desta medida até ao final de Março, tendo em conta que uma estimativa dos serviços revela que são mais de 20% os consumidores que não liquidam a factura até ao final do primeiro prazo voluntário de pagamento.

São mais de 2500 famílias que podem vir a ser penalizadas se não mudarem os hábitos de pagamento da factura da água.

 

 

Fernando Pires com Lusa

in Jornal de Notícias

 

Pois, as pessoas estão realmente muito mal habituadas, especialmente se não tem dinheiro para pagar! Logo, por isso, a medida peca por ser "cega". Pode pretender penalizar os "incumpridores" que não pagam porque não querem, mas acaba por penalizar também aqueles que querem pagar mas não podem.

O mote não pode ser "quem quer água paga!" porque a água não é o mesmo que a TVCabo. Estamos a falar de algo essencial para a vida e a higiene, para a alimentação e saúde.... caramba! Água não se nega a ninguém .... Uma coisa é um gajo ter uma piscina cheia e não pagar a água, outra é o pobre coitado que tem a vida toda embrulhada e não tem dinheiro para pagar seja o que for e acaba por TRIPLICAR o que deve, simplesmente porque um "bota de elástico" que nunca passou dificuldade decidiu acabar com os "prevaricadores" que não pagam a conta da água.

Estarei a exagerar e a não perceber o teor da "coisa"? Afinal a água é de quem? Não é também um "bem" essencial para manter a nossa dignidade humana? não é vital para a vida e para a saúde?

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011

Pagar a água fora do prazo custa o dobro

Consumidores penalizados

 

Os consumidores de todo o País que se atrasarem no pagamento da factura da água, até agora sujeitos apenas ao pagamento de juros de 1% ao mês, vão passar a incorrer imediatamente em processo de execução fiscal. 

 

O que significa que vão pagar cerca do dobro do valor inscrito na factura. A medida chega em época de crise, em que muitos portugueses se atrasam no pagamento da água, e é imposta com a entrada em vigor da lei do Orçamento do Estado (OE) para este ano.

A Câmara de Lagos, no Algarve, fez um estudo sobre os aumentos segundo o qual uma factura de 7,57 euros (valor correspondente a um consumo de 5 m3 de água naquele município) passa a custar 18,42 euros se for paga fora do prazo, enquanto uma de 19,65 euros (15 m3 de água) sobe para 35,74 euros. Com a entrada em vigor da lei do OE para 2011, "deixa de haver um período de cobrança voluntária na tesouraria municipal apenas com acréscimo de juros, passando o pagamento, após o prazo, a efectuar-se somente em processo de execução fiscal, o que implica o pagamento adicional de encargos legais [custas processuais]", adianta o alerta da Câmara de Lagos.

 

in Correio da Manhã

 

Necessitamos da água para viver e realizar a nossa higiene

O "Estado" e a "Lei", duas figuras simbólicas que se supõem de bem. Representam-nos como cidadãos e zelam pelo bem do país. Se o estado não possui meios eficazes de cobrança acaba por não obter as receitas necessárias. Isso pode ser verdade mas torna esse objectivo a função central do funcionamento do "Estado" e da "Lei", enquanto deveria ser o "Cidadão" a figura central da existência e funcionamento do "Estado" e da "Lei".

Se o "Estado" e a "Lei" não nos protegem e tratam-nos sempre "à má fila", especialmente quando mais necessitamos de apoio e nada temos para dar, quando antes de eleitos nos prometem zelar por nós, só nos esclarecem, estamos a crescer amigos! Tudo isto só serve para nos acordar.....

A água é um recurso de todos nós. Não é um negócio mas um bem comum essencial, um direito dos Portugueses.

A água é necessária para nos hidratarmos e muito mais vital que a comida. Necessitamos de água para a nossa higiene intima e alimentar, sendo actualmente um dos elementos mais vitais para que qualquer família consiga viver.

Estes gestores públicos decidiram retirar dividendos de tudo isto e acabam por tornar a água em mais um serviço como a TVCabo ou o gás que vem de outros países.

Sabemos que gerir este recurso tem os seus custos, em infra-estruturas da rede e no próprio tratamento da água. Mas este recurso não pode ser gerido como se fosse pertença de uma empresa fornecedora porque aí o recurso começa a ser caro para dar lucro e ainda para mais porque é monopolizado, ou seja não podemos optar por um fornecedor mais barato por não existir concorrência.

Neste momento, porque a água é vital e não podemos viver sem ela, estamos entre a "espada" e a "parede". É um recurso caro mas que necessitamos e não podemos prescindir, conformados aceitamos os valores que nos exigem.

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2011

Cortes no abastecimento de água nas freguesias da Lamarosa e do Couço

 No próximo dia 8 de Fevereiro, terça-feira, as localidades da Lamarosa e do Zebro, no concelho de Coruche, vão sofrer cortes no abastecimento de água entre as 11h00 e as 12h00, devido à intervenção da EDP na rede eléctrica que não permitirá que se faça captação e fornecimento de água durante esse período.

 

A Câmara de Coruche vai disponibilizar um camião cisterna para abastecimento pontual durante esse período. O veículo ficará estacionado no largo de S. José, na Lamarosa.

 

Também nas localidades da Escusa e Courelas do Sorraia, freguesia do Couço, se vão registar cortes no abastecimento, na segunda-feira, dia 7, devido a uma intervenção para melhoria do sistema de abastecimento. O corte ocorrerá entre as 09h30 e as 17h00. A água só deve ser consumida após as 19h00. Na Escusa estará também estacionado um veículo para fornecimento de água.

 

A empresa Águas do Ribatejo (AR) alerta para o facto de os consumidores não deverem utilizar água logo após a reposição do abastecimento, por poder causar danos na rede predial, nas máquinas e equipamentos domésticos e industriais. Situação pela qual a AR não se responsabiliza. “Só deve consumir depois de retomada a normalidade no abastecimento, quando a água apresentar uma cor transparente”, pode ler-se na nota da empresa. Mais esclarecimentos podem ser dados através dos contactos 808 20 20 11 ou 927 803 374.

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:05
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

Câmara de Almeirim quer alteração de estatutos da Águas do Ribatejo para evitar entrada de privados

Para que não exista a tentação de abrir o capital social da Águas do Ribatejo, o executivo da Câmara de Almeirim aprovou uma recomendação para que a empresa intermunicipal proceda à alteração dos seus estatutos. A proposta, apresentada pelo vice-presidente do município, Pedro Ribeiro (PS), foi aprovada pela maioria socialista e pelo vereador da CDU, com a abstenção do vereador independente. E para ter efeito prático terá que ser aprovada pelos sete municípios que constituem a empresa de gestão de águas e saneamento.

 

 

No entender de Pedro Ribeiro, desta forma a Águas do Ribatejo cujo conselho de administração é presidido pelo presidente da Câmara de Almeirim, Sousa Gomes, fica garantido que a empresa continuará a ser totalmente pública. Neste momento os estatutos referem que o capital social tem que ser detido maioritariamente pelos municípios e a intenção é que passe a estar escrito que o capital será única e totalmente detido por câmaras municipais.

 

 

“Como há outras empresas da área que admitem a entrada de empresas privadas no capital social e outras que têm já parceiros privados e como um dia a Águas de Portugal será privatizada, um recurso importante ficará na mão de privados, o que não me deixa descansado. Ficarei descansado assim com a clarificação dos estatutos da Águas do Ribatejo”, realçou Pedro Ribeiro na última reunião do executivo, na segunda-feira, 3 de Janeiro. Se os municípios accionistas da empresa (Almeirim, Alpiarça, Salvaterra de Magos, Benavente, Coruche, Chamusca e Torres Novas) aceitarem mudar os estatutos, isso não significa que ficam impedidos de mais tarde voltarem atrás.

  

O vereador da CDU, Aranha Figueiredo, aplaudiu a ideia. Mas o vereador do Movimento Independente MICA, Francisco Maurício, lembrou que chegou a haver um concurso e escolhido um privado para a Águas do Ribatejo e que o processo só falhou porque saíram do sistema os municípios de Santarém e do Cartaxo. Classificou a proposta como um fait-divers de natureza sobretudo política. “Os fundos comunitários vão acabar e vão ter que ser encontradas opções financeiras para fazer face à necessidade de investimentos. Não vejo inconveniente se a empresa recorrer a capitais privados desde que os públicos sejam maioritários”, justificou.

 

in O Mirante

 

 

publicado por portuga-coruche às 07:10
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Proposta do Governo para ...

. Acorda Portugal......

. Acorda Portugal......

. Manifesto defende gestão ...

. No Cartaxo manda o povo

. Pagar água um dia fora do...

. Pagar a água fora do praz...

. Cortes no abastecimento d...

. Câmara de Almeirim quer a...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds