Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012

Aqui a caridade faz-se com o bolso alheio

Autarca de Coruche justifica manutenção dos impostos com necessidade de garantir apoios sociais

O presidente da câmara de Coruche justificou hoje a manutenção dos impostos municipais com a necessidade de assegurar uma melhor redistribuição de riqueza e garantir a continuação das políticas sociais do município.

 

Dionísio Mendes reagia a um comunicado da concelhia local do CDS-PP, que critica o executivo socialista por manter as taxas e impostos municipais "pelo máximo que lhes é permitido", numa autarquia que tem "2,5 milhões de euros no banco".

 

O autarca disse à Lusa que o executivo a que preside e a Assembleia Municipal aprovaram a manutenção dos valores da taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) cobrados em 2012, ou seja, de 0,7 por cento para os prédios não avaliados e de 0,4 por cento para os avaliados, quando o valor máximo definido pelo Governo passou para 0,8 e 0,5, respetivamente.


in Expresso

 

Incrível! Deixa lá ver se eu percebi:

 

- Em Coruche, todos os anos e conforme o regulamento das creches municipais, cobram mais 3% relativamente ao ano anterior, tendo em 4 anos passado de 100€ para os actuais cerca de 121€, um aumento de 25% em 4 anos. A vereação referiu que mesmo assim o valor está aquém daquele que é investido por criança, tendo o ano passado dito aos pais que se queixavam dos valores que não podia baixar, mas, este ano 15 famílias carenciadas vêem a sua mensalidade reduzida. Não sou contra os apoios a quem mais necessita mas não é correcto ser irredutível para uns e depois ir fazer boa figura a ajudar 15 famílias. Se não fosse possível baixar não reduziam para metade a mensalidade de 15 famílias, ponto. Ajudam 15 mas retiram a todas as outras. Se para uns é difícil pagar 60€, muito mais difícil será pagar 121€ para as restantes! Chegou a ser dito aos pais que pediam a redução do valor que, se achavam que pagavam muito não eram obrigados a permanecer na Creche Quinta do Lago (?!?) sempre podiam ir para a creche do estado no centro escolar ou ainda tentar outra das duas creches provadas (Canguru ou Lar S: José)!

 

- Em Coruche paga-se 100% da factura da água em resíduos sólidos, contra os cerca de 25-35% que se pagam noutras localidade, como por exemplo Salvaterra, porquê? Somos mais porcos?!. O argumento que me apresentaram alguns vizinhos é que estão a dar emprego a algumas pessoas que separam o lixo e que por isso já nem é necessário separa-lo. Assim tem lógica! Eu e os meus vizinhos e quase toda a gente que conheço e tenho falado sobre este problema decidimos deixar de separar o lixo (sim, separava tudo, juntava montes de embalagens na dispensa, sacadas de vidros e vidrinhos e levava depois tudo para o ecoponto), achamos que já pagamos mais do que o suficiente para que contratem pessoas para o separar, mas acima de tudo achamos que a facilidade com que nos cobram e fazem contas com o nosso bolso se deve à ideia que havendo uma lei já não se pode chamar roubo. Do mesmo modo que, se fosse legal a pena de morte já não seria considerando assassinato. 

 

- Agora é o IMI. É fácil arrebanhar tudo o que se pode quando se tem a lei do seu lado, mesmo quando se sabe face à crise e ao endividamento das famílias, 90% dos coruchenses tem problemas financeiros.

 

Quem tudo quer, tudo perde. Já não temos mais para dar e tudo o que pagamos é em esforço, estando a maioria das famílias em risco de incumprimento nos compromissos que tem, havendo o risco de nos tornarmos todos beneficiários da caridade que forçosamente andamos a sustentar.

 

Faça o que tem a fazer Sr. Presidente, mas não conte com o nosso apoio nem com a nossa simpatia ou compreensão quando estamos fartos de pagar impostos e, chamam-se impostos pela sua natureza de serem exigidos contra a nossa vontade, coercivamente retirados, sobre pena de haver penalizações!  Mais triste é quando tanto nos é exigido por quem elegemos para nos representar. Quem nos representa deveria defender-nos, lutar para que a nossa "carga" fosse mais leve! 

 

 

comentário:

De Neno Vasco a 10 de Novembro de 2012 às 09:54
Podem colocar aí 10% da factura da EDP. 10% do que pagamos é para rendas aos Municípios e Autarquias pela passagem de cabos de alta tensão. Em 2011 foram pagos 250 milhões de euros às autarquias.

O IUC , Imposto Único Automóvel, antigo imposto Municipal sobre Veículos, também reverte para os municípios assim como 70% da verba que advêm a cilindrada dos veículos de categoria B.
Cada cêntimo que estes senhores gastam vem dos nossos bolsos até os ordenados, mas estes senhores, como é patente pelo comportamento, não se vêem como administradores de coisa pública nem nossos zeladores e representantes mas como alguém que ganhou um prémio ao ser eleito. Ganharam o prémio do poder de realizar e mandar, de dizer não. Só discordo da parte do texto em que fala em caridade! Caridade agora chama-se "apoios sociais", chama-se solidariedade, mas caridade é visto como uma esmola e não como o nosso esforço de fazer aos outros aquilo que gostaríamos que nos fizessem a nós.
publicado por portuga-coruche às 07:20
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Neno Vasco a 10 de Novembro de 2012 às 09:54
Podem colocar aí 10% da factura da EDP. 10% do que pagamos é para rendas aos Municípios e Autarquias pela passagem de cabos de alta tensão. Em 2011 foram pagos 250 milhões de euros às autarquias.

O IUC , Imposto Único Automóvel, antigo imposto Municipal sobre Veículos, também reverte para os municípios assim como 70% da verba que advêm a cilindrada dos veículos de categoria B.
Cada cêntimo que estes senhores gastam vem dos nossos bolsos até os ordenados, mas estes senhores, como é patente pelo comportamento, não se vêem como administradores de coisa pública nem nossos zeladores e representantes mas como alguém que ganhou um prémio ao ser eleito. Ganharam o prémio do poder de realizar e mandar, de dizer não. Só discordo da parte do texto em que fala em caridade! Caridade agora chama-se "apoios sociais", chama-se solidariedade, mas caridade é visto como uma esmola e não como o nosso esforço de fazer aos outros aquilo que gostaríamos que nos fizessem a nós.
De carlos miguel ramalho a 10 de Novembro de 2012 às 12:32
Então nós pagamos, 10& do que pagamos é para passagem de cabos , que passam nas nossas casas, então se a propriedade é nossa a EDP devia pagar era aos proprietários não à Câmara. Qualquer dia arrendamos a casa e a câmara é que recebe.
De Neno Vasco a 10 de Novembro de 2012 às 21:22
Além disso, a EDP paga também aos municípios que possuem no seu território barragens, totalizando essa verba 5 milhões anuais. http://www.a-nossa-energia.edp.pt/noticias/artigo.php?id=91

Comentar post

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds