Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

Madeira acaba com liberalização dos preços dos combustíveis

 

A partir de amanhã
Madeira acaba com liberalização dos preços dos combustíveis

O Governo Regional da Madeira vai acabar com a liberalização dos preços dos combustíveis e estabelecer limites máximos a partir de sexta-feira.

Segundo a directora Regional do Comércio e Energia, Isabel Catarino Rodrigues, o Governo Regional considera que a liberalização dos preços é ineficaz devido à “instabilidade dos mercados”.

A Madeira “vem monitorizando semana após semana a evolução dos preços dos combustíveis na Região”, tendo acabado por “tomar esta decisão”, afirmou a responsável, explicando que a medida justifica-se “pela instabilidade dos mercados e pelo facto da própria liberalização dos preços dos combustíveis não se mostrar eficaz, com custos sociais e económicos” para o arquipélago.
A decisão surge na sequência dos preços terem baixado nas principais gasolineiras do País, devido à descida do preço do crude nos mercados internacionais, mas essa redução não se ter repercutido na região madeirense.
Isabel Rodrigues adiantou que a única explicação dada pelas gasolineiras era o facto de “o combustível em stock ter sido ainda adquirido a preços mais altos”. Uma justificação que não “convenceu” o Governo Regional.

 

in Correio da Manhã online

 

Quase que aposto que a declaração de Cavaco poderá ter a ver com isto, vamos ver.

João Jardim não brinca e age em defesa dos seus. Dou-lhe 10 pontos porque não posso dar mais!

publicado por portuga-coruche às 15:56
link do post | comentar | favorito

Acórdão compara cigano a marginal

 

Decisão: Juíza tece considerações genéricas na condenação

Acórdão compara cigano a marginal

Ana Gabriela Freitas, juíza do Tribunal de Felgueiras, proferiu na terça-feira uma sentença onde faz considerações polémicas à comunidade cigana. São "pessoas malvistas socialmente, marginais, traiçoeiras, integralmente subsidiodependentes": eis algumas das frases que constam num acórdão a que a Lusa teve acesso.



 

A juíza condenou cinco homens de etnia cigana a penas efectivas, por crimes de agressão a militares da GNR. Um caso ocorrido em Janeiro de 2006, quando participavam numa festa no Bairro João Paulo II, em Felgueiras, que motivou a chamada da GNR ao local, perante queixas de música alta e de disparo de tiros com armas de fogo.

Na sentença, Ana Gabriela Freitas deu como provado que, durante os acontecimentos, os cinco homens agrediram os militares, e "as mulheres e as crianças guincharam selvaticamente, bateram e chamaram nomes" aos guardas. A juíza escreveu no processo que as condições habitacionais dos ciganos "são fracas, não por força do espaço físico em si, mas pelo estilo de vida da sua etnia [pouca higiene]".

O acórdão termina com a juíza a assumir não vislumbrar "a menor razão para acolher a rábula da ‘perseguição e vitimização dos ciganos, coitadinhos!"

SINDICATO DOS JUÍZES CAUTELOSO

António Martins, presidente da Associação Sindical dos Juízes Portugueses, disse ao CM que vai pedir acesso à decisão judicial e que só depois se pronunciará, se assim o entender. O magistrado coloca a hipótese de "haver alguma confusão entre as considerações da juíza e a referência a testemunhos na audiência". A alta-comissária para a Integração, Rosário Farmhouse, comentando a notícia, considerou "triste" a existência de afirmações "xenófobas". Ao início da noite, o gabinete informou que, após ter lido a sentença, "não se confirmaram" as afirmações pejorativas. "O que o acórdão tem são citações de testemunhas", disse fonte do ACIDI.

ALUSÕES À QUINTA DA FONTE

A juíza apelidou o Bairro João Paulo II, em Felgueiras, como a "Cova da Moura cigana" e fundamentou a sentença referindo os recentes casos da Cova da Moura, Azinhaga do Besouro e da Quinta da Fonte. Relativamente aos réus que condenou, salientou que são "todos conhecidos dos agentes da GNR de Felgueiras por serem ‘clientes’ do posto e aí se deslocarem em virtude de desacatos, desordens, e ilícitos de variada natureza".

PORMENORES

REACÇÕES CONTIDAS

Vários juristas contactados pelo CM mostraram contenção na análise ao despacho judicial. Sem quererem ser identificados, garantem que a juíza foi arrojada ainda que a sua decisão seja polémica. A magistrada poderá ser chamada a explicar o motivo da inclusão de considerações pessoais no acórdão.

JUÍZA

Ana Gabriela Freitas tem cerca de 40 anos. Foi a magistrada que libertou a autarca Fátima Felgueiras. Para a juíza, a fuga à Justiça em Março de 2003 foi "aparente".

 

in Correio da Manhã online

 

Quem diz a verdade não merece castigo.

publicado por portuga-coruche às 15:20
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Cortiça: Corticeiros de Coruche rejeitam proposta do patronato, reclamam 3,4% de aumentos

Os trabalhadores corticeiros da zona de Coruche reafirmaram hoje a defesa de um aumento salarial de 3,4 por cento, rejeitando a proposta da Associação Portuguesa de Cortiça (APCOR), que esperam ver alterada numa reunião negocial prevista para a próxima semana.

Aquilino Coelho, do Sindicato da Construção, Cerâmica e Vidro, que representa também os corticeiros, disse à agência Lusa que, a exemplo do que aconteceu com "as centenas de pessoas" que se concentraram sexta-feira frente às instalações da APCOR em Santa Maria da Feira, também os trabalhadores do sector da zona de Coruche mantêm a determinação em lutar pela actualização salarial que consideram corresponder aos valores da inflação.

Na última reunião negocial, a APCOR apresentou aos sindicatos o que afirmou ser a sua última proposta, que consistia num aumento salarial de 14,77 euros e de 10 cêntimos para o subsídio de alimentação (que é actualmente de 5 euros).

Os sindicatos representativos do sector defendem um aumento de 22 euros mensais e 5,80 euros de subsídio de alimentação.

Segundo afirmam, não podem ser os corticeiros a pagar os custos a que o patronato ficou obrigado com o acordo que prevê acabar, nos próximos oito anos, com a discriminação salarial de que as mulheres são alvo, ao receberem menos 97,66 euros que os homens.

Aquilino Coelho afirmou que os sindicatos querem voltar em Outubro à mesa das negociações para discutir a progressão automática das carreiras, considerando inaceitável que os corticeiros possam permanecer toda a vida na mesma categoria profissional.

Na zona de Coruche, o maior produtor mundial de cortiça, existem mais de 400 corticeiros, a maioria dos quais trabalha para as duas unidades do Grupo Amorim existentes no concelho.

 

MLL/EYD.

Lusa/fim

 

in Visão online

tags:
publicado por portuga-coruche às 15:53
link do post | comentar | favorito

Arroz ribatejano com denominação de origem protegida

O Arroz Carolino das Lezírias Ribatejanas, comercializado pela Orivárzea nos concelhos de Vila Franca de Xira, Azambuja, Salvaterra de Magos, Coruche e Benavente, acabou de conquistar a denominação de origem protegida (DOP) atribuída pela Comissão Europeia. Este arroz já detinha um Selo de Identificação Geográfica (SIG), atribuído pelo Estado português em 2006. Este arroz, comercializado sob a marca “Arroz Bom Sucesso”, foi também o primeiro da Europa a ter certificação da qualidade. A empresa apostou também na comercialização de um tipo de arroz, denominado baby rice, especialmente destinado aos bebés.

 

in O Ribatejo online

tags:
publicado por portuga-coruche às 15:43
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Julho de 2008

Paulo Portas vai solicitar investigação ao rendimento mínimo garantido

O CDS-PP vai solicitar uma investigação a fundo sobre o funcionamento do rendimento mínimo em Portugal, quando se reiniciarem os trabalhos parlamentares, anunciou na noite de sábado, em Vila Viçosa, o líder do partido, Paulo Portas

 

«Há um Portugal que trabalha no duro e há outro Portugal em idade de trabalhar que vive à conta do Estado. Há um Portugal que paga impostos e há outro Portugal que recebe o rendimento mínimo», argumentou.

Para o líder do CDS-PP, «há ainda um Portugal que luta duramente todos os meses para pagar a prestação de uma casa e há outro Portugal que tem uma casa quase de graça e ainda acha que não pode ou que não deve pagar».

Paulo Portas, que falava aos jornalistas à margem da apresentação do candidato do CDS-PP à presidência da Câmara Municipal de Vila Viçosa, realçou que «não é possível continuarmos a ter um Portugal que trabalha a custear outro que não faz o esforço suficiente para poder trabalhar».

«Somos favoráveis a um país justo que premeia o esforço», adiantou o líder do CDS-PP, «um país onde às vezes é tão difícil encontrar um lugar num lar para um idoso, mas onde é tão fácil reivindicar uma casa de graça sem depois se cumprirem obrigações mínimas para a justificar».

Este tipo de situações tem de acabar, salientou o dirigente centrista, «em defesa do Portugal que trabalha, que luta diariamente para conseguir cumprir o seu orçamento, que paga os seus impostos e cumpre com as suas prestações».

«O Portugal que trabalha vê ao lado pessoas em idade de trabalhar receberem benefícios do Estado e que fazem pouco esforço para conseguir melhorar a sua própria situação», realçou.

Noutro ponto da sua intervenção, Paulo Portas considerou que os investimentos em fábricas de componentes de aviões que estão ligados à empresa Embraer são «bons investimentos, que criam riqueza e postos de trabalho».

O líder do CDS-PP lembrou, no entanto, que o início da colaboração estratégica do Estado com a Embraer, a terceira maior fábrica aeronáutica do mundo, aconteceu em 2004, com a privatização da OGMA, realçando sentir «orgulho» em ter tomado essa posição quando foi ministro da Defesa.

A empresa brasileira de aeronáutica Embraer, um dos maiores construtores mundiais de aviões, vai investir cerca de 400 milhões de euros em duas fábricas de componentes para aviões, na cidade de Évora, num acordo OGMA/Embraer.

Paulo Portas explicou ainda que o Governo se prepara para fazer uma alteração à lei dos antigos combatentes, que significa, reduzir a prestação social anual que estava estipulada.

Trata-se de um recuo, acrescentou, «no reconhecimento que o país deve a uma geração de portugueses» que foi para as antigas colónias fazer uma guerra.

O advogado João Miguel Mestre, de 53 anos, vai ser o candidato do CDS-PP à presidência da Câmara Municipal de Vila Viçosa.

O cabeça-de-lista do CDS-PP à Assembleia Municipal de Vila Viçosa vai ser o advogado Rui Clara, de 26 anos, presidente da Concelhia local.

Nas eleições autárquicas de 2005, o CDS-PP não elegeu qualquer autarca no concelho de Vila Viçosa.

No âmbito das próximas eleições autárquicas, esta é a primeira candidatura anunciada à presidência da Câmara Municipal de Vila Viçosa.

O município de Vila Viçosa é presidido por Manuel Condenado (CDU), cujo executivo camarário inclui três eleitos da CDU e dois do PS.

Por outro lado, o presidente da Distrital de Portalegre do CDS-PP, Tiago Abreu, disse à agência Lusa que o empresário Mena Antunes vai ser o candidato daquele partido à presidência da Câmara Municipal de Marvão (Portalegre), nas próximas eleições autárquicas.

A mesma fonte revelou que o antigo presidente da concelhia de Marvão do CDS-PP, António Raposo, vai ser o número dois da lista do PS, encabeçada por Nuno Lopes, que vai candidatar-se à Câmara de Marvão.

Segundo Tiago Abreu, o CDS-PP vai concorrer com listas próprias a todos os orgãos autárquicos do concelho de Portalegre e está em conversações com o PSD para possíveis coligações entre os dois partidos em seis ou sete concelhos do distrito de Portalegre.

 

Lusa/SOL

 

Pegando neste artigo e no outro que faz referencia a este assunto sobre Pacheco Pereira, posso afirmar que em Coruche se passa o mesmo. Existem pessoas que auferem o rendimento mínimo que passam o dia nos cafés. Vivem em casas novas e que as pessoas que as servem nos cafés não tem dinheiro para ter. As pessoas que servem nos cafés tem que pagar as hipotecas e outras despesas, restando-lhes pouco dinheiro, não podendo sequer no seu tempo livre frequentar os cafés frequentados por aqueles que nada fazem e auferem o rendimento mínimo mais 2 ou 3 abonos, mais as botijas de gás, mais alimentos e roupas. Estas pessoas queixam-se às entidades que não tem dinheiro para comida, gás e electricidade, mas podem consumir 2 maços de tabaco por dia, podem gastar nesses cafés e pastelarias muito mais do que eu posso (não me posso dar a esses luxos senão o dinheiro acabava-se antes do fim do mês) ou qualquer outra pessoa que trabalha e tem despesas e hipotecas.

publicado por portuga-coruche às 12:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 26 de Julho de 2008

Status Quo - In The Army Now

 

 

In The Army Now

Status Quo

Composição: Indisponível

A vacation in a foreign land
Uncle Sam does the best he can
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now

Now you remember what the draftsman said
Nothing to do all day but stay in bed
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now

You be the hero of the neighborhood
Nobody knows that you left for good
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now

Smiling faces as you wait to land
But once you get there no one gives a damn
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now

Hand grenades flying over your head
Missiles flying over your head
If you want to survive get out of bed
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now

Shots ring out in the dad of night
The sergeant calls (stand up and fight)
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now

You've got your orders better shoot on sight
Your finger's on the trigger
But it don't seem right
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now

Night is falling and you just can't see
Is this illusion or reality
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now
You're in the army now
Oh, oh, you're in the army now

Oh, oh, you're in the army now
 

 

In The Army Now (tradução)

Status Quo

 

Uma estadia em uma terra estrangeira
Tio Sam faz o melhor que pode
Você está no exército agora
Oh, oh você está no exército - agora

Agora você se lembra do que o comandante disse
Nada para fazer o dia todo a não ser ficar na cama
Você está no exército agora
Oh, oh você está no exército - agora

Você será um héroi da vizinhança
Ninguém sabe que você deixou de ser bom
Você está no exército agora
Oh, oh você está no exército - agora

Rostos sorridentes no caminho para 'Nam
Mas quando você chega lá ninguém dá a miníma
Você está no exército agora
Oh, oh você está no exército - agora

Tiros soam na morte da noite
O sargento chama : "Levantem-se e lutem!"
Você está no exército agora
Oh, oh você está no exército - agora

Você recebe ordens para atirar no alvo
Seu dedo está no gatilho mas isso não parece certo
Você está no exército agora
Oh, oh você está no exército - agora

A noite está caindo e você não pode ver
Será ilusão ou realidade?
Você está no exército agora
Oh, oh você está no exército - agora

 

 

 

publicado por portuga-coruche às 17:25
link do post | comentar | favorito

Peter Cetera - hard to say i'm sorry

 

 

 

Hard To Say I'm Sorry

Peter Cetera

Composição: Peter Cetera/ David Foster

Everybody needs a little time away
I heard her say
From each other
Even lovers need a holiday
Far away
From each other

Hold me now
It's hard for me to say I'm sorry
I just want you to stay
After all that we've been through
I will make it up to you
I promise to
And after all that's been said and done
You're just the part of me I can't let go

Couldn't stand to be kept away
Just for the day
From your body
Wouldn't wanna be swept away
Far away
From the one that I love

Hold me now
It's hard for me to say I'm sorry
I just want you to know
Hold me now
I really want to tell you I'm sorry
I could never let you go
After all that we've been through
I will make it up to you
I promise to
And after all that's been said and done
You're just the part of me I can't let go

After all that we've been through
I will make it up to you
I promise to

You're gonna be the lucky one

When we get there gonna jump in the air
No one'll see us 'cause there's nobody there
After all, you know we really don't care
Hold on, I'm gonna take you there

Hard To Say I'm Sorry (tradução brazuca)

Peter Cetera

Composição: Indisponível

É Difícil Dizer Que Sinto Muito

Todo mundo precisa de um tempinho afastados
Eu a ouvi dizer
Separado um do outro
Até amantes precisam de férias
Separados um do outro

Abrace-me agora
É difícil dizer que sinto muito
Eu apenas quero que você fique
E depois do que nós passamos juntos
Vou recompensar você
Eu lhe prometo
E depois de tudo que foi dito e feito
Você é apenas a parte de mim que eu não posso perder

Não poderia suportar a distância
Mesmo que por um dia
De seu corpo
Não queria ser levado para longde da única que eu amo

Abrace-me agora
É difícil dizer que sinto muito
Eu apenas quero que você fique
Abrace-me agora
Eu quero realmente lhe dizer que sinto muito
Eu nunca poderia deixá-la partir
Depois de tudo que temos passado
Vou recompensar você
Eu lhe prometo
E depois de tudo que foi dito e feito
Você é apenas a parte de mim que eu não posso perder

Depois de tudo que temos passado
Vou recompensar você
Eu lhe prometo

Você será uma sortuda

Quando chegarmos lá vai saltar no ar
Ninguém irá nos ver, pois não haverá ninguém lá
Depois de tudo, você sabe que realmente nos importamos
Aguente firme, eu vou levá-la até lá
 

 

 

publicado por portuga-coruche às 15:05
link do post | comentar | favorito

Scorpions - You and I

 

 

 

You And I

Scorpions

 

I lose control because of you babe
I lose control when you look at me like this
There's something in your eyes that is saying tonight
I'm not a child anymore, life has opened the door
To a new exciting life

I lose control when I'm close to you babe
I lose control, don't look at me like this
There's something in your eyes, is this love at first sight?
Like a flower that grows
I just want you to know all the secrets of life

It's all written down in your lifelines
It's written down inside your heart

You and I just have a dream
To find our love a place, where we can hide away
You and I, were we just made
To love each other now, forever and a day

I lose control because of you babe
I lose control don't look at me like this
There's something in your eyes that is saying tonight
I'm so curious for more just like never before
In my innocent life

It's all written down in your lifelines
It's written down inside your heart

You and I just have a dream
To find our love a place, where we can hide away
You and I, were we just made
To love each other now, forever and a day

The time stands still when the days of innocence
Are falling for the night
I love you girl I always will
I swear that I'm there for you
Till the day I die

You and I just have a dream
To find our love a place, where we can hide away
You and I, were we just made
To love each other now, forever and a day
 

 

You And I (tradução brazuca)

Scorpions

 

Você e Eu

Eu perco o controle
Por sua causa, meu bem
Eu perco o controle
Quando você me olha deste jeito
Há algo em seus olhos
Que está dizendo que esta noite
Eu não sou mais uma criança
E a vida abriu a porta
Para uma nova e incrível vida

Eu perco o controle
Quando estou perto de você, meu bem.
Eu perco o controle
Não me olhe deste jeito
Há algo em seus olhos, isso é amor à primeira vista?
Como uma flor que cresce
A vida só quer que você saiba
Todos os seus segredos

Está tudo escrito nas linhas de sua vida
Está tudo escrito dentro do seu coração

Você e eu temos apenas um sonho
Para encontrar para o nosso amor, um lugar onde nós podemos nos esconder
Você e eu fomos feitos apenas
Para amar um ao outro agora, para sempre e um dia

Eu perco o controle
Por sua causa, meu bem
Eu perco o controle
Não me olhe deste jeito
Há algo em seus olhos que está dizendo que esta noite
Eu estou tão curioso para ter mais
Como nunca estive antes
Em minha vida inocente

Você e eu temos apenas um sonho
Para encontrar para o nosso amor, um lugar onde nós podemos nos esconder
Você e eu fomos feitos apenas
Para amar um ao outro agora, para sempre e um dia
O tempo permanece parado quando os dias de inocência
Estão caindo pela noite
Eu te amo garota, eu sempre amarei
Eu juro que estou aqui para você
Até o dia que eu morrer

Você e eu temos apenas um sonho
Para encontrar para o nosso amor, um lugar onde nós podemos nos esconder
Você e eu fomos feitos apenas
Para amar um ao outro agora, para sempre e um dia
 


 

 

publicado por portuga-coruche às 12:53
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Julho de 2008

«Os pobres que trabalham são particularmente duros com os pobres que vivem de subsídios»

Pacheco Pereira, na sua crónica semanal na revista Sábado, fala do assistencialismo do Estado

 

A propósito do tiroteio na Quinta da Fonte, em Loures, Pacheco Pereira refere-se às famílias que vivem de subsídios do Estado. Explica que estes mesmos subsídios geram «exclusão e marginalidade» e um sentimento de revolta nos que são igualmente pobres mas passam o dia a trabalhar.

 

Escreve Pacheco Pereira que «os pobres que trabalham são particularmente duros com os pobres que vivem de subsídios, em particular se partilham as mesmas comunidades, e podem ser comparados em idade e condição física e social».

«O olhar de uma jovem mãe que trabalha como empregada num café é o mais cruel que há para a mãe jovem que vive do rendimento de inserção e passa as manhãs nesse café sem fazer nada, à conversa com outras mães que também vivem do subsídio». O que as separa, sustenta Pacheco Pereira, é que«uma casou-se na Igreja, outra é mãe solteira».
 

 

in IOL Diário

publicado por portuga-coruche às 15:31
link do post | comentar | favorito

Trabalhos a mais na zona ribeirinha de Coruche remetidos para o Ministério Público

Vereadores da CDU pagaram multa imposta por Tribunal de Contas e estão fora do processo
 

Socialistas não assumem que houve qualquer negligência ou dolo e garantem que vão contestar a decisão do Tribunal de Contas até ao fim.

 

O Tribunal de Contas (TC) decidiu enviar para o Ministério Público as conclusões do processo referente à empreitada de requalificação da zona ribeirinha de Coruche. Em notificação que chegou à autarquia a 1 de Julho o TC considera que houve irregularidades nas deliberações de câmara de 7 de Setembro de 2005 e 21 de Dezembro de 2005 – a envolver um total de 11 vereadores de dois executivos - que autorizaram a realização de trabalhos a mais naquela empreitada, no valor de 233.487 euros.

O TC considera que esses trabalhos deveriam ter sido feitos mediante abertura de novo concurso público. Na sequência disso, os vereadores do PS foram notificados para pagarem multas entre os 1.100 e os 1.350 euros, decisão que não acataram entregando contestação no TC. Já os vereadores da CDU, depois de acertarem uma posição conjunta inicial com os socialistas, decidiram pagar as multas (63,45 euros), correspondentes ao valor das senhas de presença em reunião do executivo.

Segundo o TC, o presidente da Câmara de Coruche e restantes vereadores podem ser multados em valores que oscilam entre os 1.052 e os 13.350 euros. Podendo a autarquia ter de suportar as custas do processo no valor de 1.668,09 euros. Aqueles eleitos podem também vir a ser accionados judicialmente por responsabilidade financeira, por eventual violação das normas sobre a assunção e autorização de despesas públicas.

O relatório aponta ainda o dedo aos eleitos que apenas se basearam nos pareceres técnicos para fundamentar a sua decisão política, não procurando saber se o TC já teria produzido jurisprudência naquela matéria. “Quanto às alegações apresentadas pelos responsáveis de que fizeram depender a aprovação dos referidos trabalhos de pareceres técnicos, designadamente na área da engenharia civil, cabe fazer notar que a necessidade ou desnecessidade da realização de trabalhos com as características dos que ora estão em questão será do foro da engenharia civil e/ou da arquitectura, mas a sua qualificação como “trabalhos a mais” (…) sendo matéria de índole jurídica, carecia também de parecer ou confirmação por jurista caso o decisor pretendesse munir-se de todas as informações relevantes para o habilitar a decidir”, pode ler-se.

Quanto ao vereadores da CDU que pagaram as multas quando foram notificados, o TC declarou extinto o procedimento por responsabilidades financeiras. O grupo municipal da CDU considera que o relatório demonstra a ligeireza e irresponsabilidade com que o PS trata assuntos que deveriam merecer ponderação e sensatez na sua análise e processo de decisão.

Em comunicado, a coligação comunista acusa a maioria municipal de criar os problemas e depois contratar advogados exteriores à câmara “pagos por todos nós para os resolver”. Como no caso do processo do Observatório do Sobreiro e da Cortiça em que a Câmara já contratou advogados no valor de 23.500 euros, mais IVA.

O presidente da Câmara de Coruche reitera que a decisão do executivo foi tomada com base em pareceres técnicos que indicavam a opção de trabalhos a mais na empreitada como a correcta. “Eu não assumo, como fez a CDU, que tomei uma decisão com dolo. Não houve qualquer negligência e muito menos qualquer dolo. Não deliberámos à revelia de pareceres técnicos. Vamos contestar esta decisão do Tribunal de Contas até ao fim”, garante Dionísio Mendes (PS).

 

in O Mirante online

tags:
publicado por portuga-coruche às 09:32
link do post | comentar | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds