Segunda-feira, 31 de Março de 2008

Instituto da Natureza chumba Alcochete

Instituto da Natureza chumba Alcochete
ICNB alerta para problemas graves a nível da biodiversidade
O Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB) deu um parecer negativo à construção do novo aeroporto de Lisboa no Campo de Tiro de Alcochete (CTA), soube o DN junto de várias fontes. O parecer, elaborado para a avaliação ambiental estratégica, não tem poder vinculativo, esclareceu ao DN fonte oficial do ICNB.

A posição do ICNB teve por base a avaliação feita pela entidade que gere a Reserva Natural do Estuário do Tejo, que terá concluído que a construção do aeroporto no Campo de Tiro de Alcochete trará problemas graves ao nível da conservação da natureza e biodiversidade que exigem a imposição de condições e a adopção de medidas de compensação tão vastas e complexas que o parecer acabou por ser negativo.

Estas conclusões já podiam de alguma forma ser antecipadas no capítulo sobre a conservação da natureza e biodiversidade do relatório do LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil) que foi colocado em consulta pública pela Naer (empresa gestora do novo aeroporto).

Apesar de ficar fora da de áreas classificadas do estuário do Tejo e da Rede Natura e de "apenas afectar uma extremidade da ZPE (Zona de Protecção Especial do Tejo), o sobrevoo (de aviões) a altitudes relativamente baixas pode interferir com o movimento de aves aquáticas que se refugiam no estuário e se alimentam em campos agrícolas e zonas húmidas da região adjacente".

O documento salienta ainda que "são particularmente relevantes os impactes potenciais sobre as aves aquáticas, uma vez que para estas o estuário do Tejo assume uma importância muito elevada para a conservação da biodiversidade à escala europeia".

"De facto, uma vez que muitas das espécies de aves potencialmente mais afectadas são migradoras, o novo aeroporto poderá ter reflexos negativos sobre áreas naturais a muitos milhares de quilómetros de distância", lê-se no documento. Este é um dos argumentos decisivos para a conclusão de que o "CTA é uma localização mais desvantajosa que a Ota na óptica de conservação da natureza e da biodiversidade.

A fonte contactada pelo DN, que não confirma o teor do documento técnico, diz que ele não pode ser divulgado, mas que deverá ser um anexo ao relatório da consulta pública que deverá ficar concluído na próxima semana. Este, por sua vez, servirá de base ao relatório final sobre o qual será tomada a decisão final do Governo. O ICNB, tutelado pelo Ministério do Ambiente, é uma das entidades que tem de ser ouvida neste processo e terá sido aquela que apresentou mais objecções à localização proposta no (... continua, possivelmente na edição papel!)
CTA. Com RITA CARVALHO
in Diário de Notícias online

 

Incrível, significa que o Campo de Tiro, com todas as sessões de tiro, granadas e morteiros sempre foi uma coisa natural, sinceramente, digam-me lá se isto não são influencias ou políticas ou económicas !? Como campo de tiro não passam por lá aviões na mesma ?!

Explique por favor, quem souber, como se eu fosse uma criança de 8 anos ....... 

publicado por portuga-coruche às 09:32
link do post | comentar | favorito
Sábado, 29 de Março de 2008

Touros invadem auto-estrada

Uma das saídas de Madrid esteve cortada durante 40 minutos

 

Uma das auto-estradas de saída de Madrid esteve cortada nos dois sentidos, durante quarenta minutos, este sábado devido à presença de seis touros, escreve a agência Lusa. Os animais fugiram de uma quinta vizinha e começaram a atacar os carros que circulavam na Ap-6.

A Direcção-Geral de Trânsito informou que a manada invadiu de repente a via, por uma zona em obras, e investiu contra vários automóveis, que foram obrigados travar para não atropelar o gado. A Guarda Civil cortou imediatamente o trânsito na auto-estrada, o que provocou atrasos e filas de veículos ao longo de cinco quilómetros.

As autoridades estão agora a investigar quem é o proprietário dos animais que, depois de identificado, terá que assumir a responsabilidade decorrente desta infracção contra a segurança no tráfego.

 

In PortugalDiário

 

Inseri hoje uma imagem, dedicada a "filomeno" que foi o primeiro visitante a fazer um comentário. Obrigado filomeno.

 

publicado por portuga-coruche às 21:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 28 de Março de 2008

Paula Bobone perde site

A especialista em etiqueta Paula Bobone está indignada por ter sido "vítima de uma trapaceirice" ao criar o seu site na internet. "Houve uma grande bronca porque fui à televisão [ao programa ‘Praça da Alegria’, da RTP 1] dizer que ia sair o meu site: paulabobone.com. O que me foi acontecer! Houve um tipo que foi registar este nome e depois pediu-me mil euros para o vender." Recusou-se a pagar, até mesmo – lamenta –, por já ter gastado dinheiro a imprimir novos convites, já com o endereço alternativo www.paulabobone.net, para o lançamento do site, no dia 3 de Abril, no El Corte Inglés de Lisboa.


 

 


 

Leia todos os pormenores deste caso na edição de sexta-feira do Jornal Correio da Manhã.

 

 

 

in Correio da Manhã online

 

(nota: a foto do site fui eu que a inseri, não se encontra no site do CM, mas achei interessante) 

 

Situação parecida aconteceu com o nosso coruche.com 

 

Poderia achar graça à partida que passaram à "tia Bobóne", mas não acho! Não acho graça porque algo parecido aconteceu com o endereço coruche.com.

Alguem comprou o endereço coruche.com e depois colocou um redireccionamento para uma página  http://www.linguas.com/ que vende serviços de traduções.

Seja quem for, ate´pode ser um bom tradutor, mas devo dizer que acho que não é correcto nem ético, usar o nome de Coruche para tal fim. Sei que pagou o registo. Mas isso não significa que depois possa usar o nome da nossa querida terra de qualquer maneira. Para isso já tem o nome mais adequado à sua actividade.

Falei inclusivamente com o detentor do site Coruche.org, que é um site sobre Coruche, o qual me acrescentou que até conhece quem estivesse interessado no endereço para divulgar Coruche, a sua história, etc., mas, devido ao facto do endereço estar ocupado não lhe é possivel realizar esse projecto usando o referido endereço.

publicado por portuga-coruche às 11:11
link do post | comentar | favorito

Brasil: jovem de 16 anos matou 12 pessoas

Adolescente confessou crimes que aconteceram nos últimos cinco meses

 

Um jovem brasileiro de 16 anos confessou ter matado 12 pessoas nos últimos cinco meses, ao ser detido após assassinar a tiro um comerciante, noticiou quinta-feira a imprensa local, citada pela Lusa.

O rapaz foi detido na quarta-feira em casa dos pais, em Novo Hamburgo, no Estado do Rio Grande do Sul, por suspeita da morte de um comerciante na segunda-feira, explicou a polícia.

O adolescente confessou o crime, adiantando que matou o homem com vinte disparos quando lhe foi vedada a entrada na loja e o agrediu com uma bofetada na cara.

O menor confessou mais 11 homicídios, dos quais seis já foram confirmados pela polícia e os restantes estão a ser investigados.

 

in PortugalDiário

publicado por portuga-coruche às 11:08
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Março de 2008

“A minha filha não se safa”

Cascais: Jovem em coma mas a mãe não corre risco de vida

 

O olhar fixo no vazio mostra a incredulidade com que encara a tragédia que põe em risco a vida da filha mais nova e que feriu gravemente a mulher, Lizete. "Os médicos disseram-me que a minha filha já não se safa. Tem duas balas alojadas na cabeça, num sítio melindroso. Disseram- -me para me mentalizar de que ela já não vai sair do coma, só se for para morrer", desabafa Alfredo Junqueiro.

O pai da rapariga de 19 anos que foi baleada, em sua casa, com dois tiros de uma 6.35 mm na cabeça, pelo ex-namorado, só lamenta não ter agido há mais tempo. 'Ele andava sempre a bater na miúda e eu devia era ter acabado com ele, ao menos isto não acontecia.'
Cátia foi a vítima mais grave da tripla tentativa de homicídio seguida de suicídio encetada por Victor Hugo Henriques, jovem de 21 anos que conheceu há três anos na internet e com tem um filho, Diogo, com pouco mais de um ano. Até à hora de fecho desta edição, a jovem continuava internada no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, e só as máquinas ajudavam o seu coração a bater. A mãe, Lizete Junqueiro, de 49 anos, foi operada de urgência ainda na noite de terça- -feira, para retirar a bala que a atingiu na cabeça, e está fora de perigo. 'Ela está muito sonolenta por causa da anestesia e ainda nem percebeu a gravidade da situação', avança Alfredo.
O trágico episódio que deixou Cátia às portas da morte passou-se nas Fontainhas, concelho de Cascais, pelas 19h30 de terça-feira, e já se fazia adivinhar, dadas as várias cenas de perseguição, agressões e ameaças protagonizadas pelo homicida no último ano.
Victor andava sempre a rondar a casa. 'Há mais de duas semanas que a Cátia não saía de casa. Tinha medo dele. Eles nunca estiveram juntos, só tiveram um filho em comum. Mas ele recusava ficar sem ela, batia-lhe e ameaçava-a', conta Paulo Freitas, tio da jovem, acrescentando que há dias Cátia recebeu um aviso via sms: 'Se não ficas comigo, não vais ficar com mais ninguém. Vais pagá-las.'
CRIMES TERÃO SIDO ESTUDADOS
A porta do 446 da Rua das Fontainhas está sempre aberta. Victor sabia disso e tinha os passos da família Junqueiro bem estudados. Na terça-feira esperou que Vanessa – irmã mais velha de Cátia – chegasse do trabalho para conseguir entrar em sua casa. 'Eu estava a pôr as chaves à porta quando sinto uma pistola nas costas. Ele já estava escondido no terceiro andar', conta Vanessa ao CM. Victor entrou no 2.º direito, dirigiu-se à cozinha e foi buscar o tio de Cátia, José Eduardo Junqueiro. Levou-o para a sala e começou a disparar, quase sem proferir palavra. Primeiro acertou de raspão na testa de José, depois em Lizete, que segurava o seu filho no colo, e antes de se matar atingiu Cátia com dois tiros na nuca. José safou-se porque se fingiu de morto. 'Havia sangue por todo o lado. Vi tudo, só não vi o que ele fez à minha irmã porque fugi com os filhos dela para a marquise', recorda Vanessa, ainda incrédula por ter escapado ilesa.
FILHO DE VÍTIMA COM OS PAIS DE AGRESSOR
Diogo Henriques tem apenas um ano e três meses de vida. Estava ao colo da avó Lizete, a mãe de Cátia, quando o seu pai disparou contra a mesma. O tiro atirou--a para fora do sofá de onde estavam a ver televisão. A criança caiu-lhe dos braços e só não assistiu à morte da mãe porque a tia Vanessa a resgatou e a levou para a marquise. Por volta das 22h00 de terça, Jorge e Teresa, os avós paternos, foram buscá-lo às Fontainhas para o levar para sua casa, na Avenida Maria Lamas, na Serra das Minas, em Sintra. 'A casa estava cheia de sangue, ele não podia ficar aqui', diz Vanessa ao CM. A família de Cátia garante que Victor Hugo 'nunca quis saber do filho e nunca lhe deu nada'. 'Os avós é que vinham buscá-lo aos fins-de-semana. Mas o pai estava sempre aqui à porta', afirma Vanessa.
PORMENORES
OUTRO FILHO MENOR
Ontem de manhã, Pedro – o filho mais velho de Cátia e fruto de uma relação anterior – foi para a creche mas está traumatizado. 'Ele viu tudo, coitadinho, e hoje (ontem) só falava de sangue', conta Vanessa.
QUEIXAS POR AGRESSÃO
Segundo a família de Cátia, a jovem foi agredida várias vezes e fez sempre queixa de Victor na PSP de Cascais.
IRMÃO FAZ AMEAÇAS
Um dos irmãos de Victor foi ao local do crime na terça-feira a pedir satisfações. 'Queria saber quem matou o irmão e disse-nos que isto não ficava assim. Alertámos a PSP, mas disseram que nada podiam fazer. E se ele faz o mesmo que o irmão?', questiona Paulo Freitas.
LIGOU AO MARIDO
Mesmo depois de ser baleada, Lizete ainda conseguiu ligar a Alfredo Junqueiro a contar o que tinha acontecido.

 

Ângela Lopes

in Correio da Manhã online

publicado por portuga-coruche às 17:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Impotência sexual pode ser alerta para enfarte

«A impotência não afecta tanto os gordos, mas mais os barrigudos»

 

Os homens com disfunção sexual podem, em dois ou três anos, sofrer um enfarte do miocárdio, alertou esta quinta-feira o presidente da Sociedade Portuguesa de Urologia, lembrando que a impotência também pode ser um sinal de alerta para outros problemas de saúde, noticia a Lusa.

Comentando a relação entre obesidade e impotência no 23º Congresso da Associação Europeia de Urulogia, a decorrer em Milão, Francisco Rolo garantiu à Lusa que a disfunção sexual é um alerta para os problemas cardiovasculares por ser um «problema das células que constituem os pequenos vasos sanguíneos (células endoteliais)».

«A impotência não afecta tanto os gordos, mas mais os barrigudos», ilustrou Francisco Rolo para chamar a atenção para os problemas causados pela obesidade abdominal, a mais prevalente no sexo masculino.

O especialista sublinhou assim a importância do exercício físico: «muitas vezes o problema maior não está no que se come, mas no excesso de sedentarismo».

Segundo um estudo de especialistas alemães, são mais visíveis os efeitos do aumento moderado da actividade física diária na redução da obesidade e melhoria da função eréctil do que apenas uma dieta alimentar.

CLC

 

in PortugalDIário

publicado por portuga-coruche às 15:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 26 de Março de 2008

“Gangs vêm do exterior”

Educação: Governo reage a críticas do PGR

“Gangs vêm do exterior”

 

O Governo reagiu mal às críticas feitas pelo procurador-geral da República. Pinto Monteiro garante que "nalgumas escolas formam-se pequenos gangs que depois transitam para gangs de bairro, armados e perigosos". O secretário de Estado da Educação, Valter Lemos, diz que "os gangs formam-se no exterior e transferem-se para dentro das escolas".

Garantindo que o Ministério da Educação investiu em medidas de segurança nas escolas e apoio aos professores, ValterLemosadianta que "nos bairros mais críticos as escolas são os locais mais seguros da respectiva zona".
O assunto viria a ser abordado entre Pinto Monteiro e o primeiro--ministro José Sócrates na tomada de posse do director nacional da PSP.
Preocupado com o episódio vivido na Escola Secundária Carolina Michaelis, no Porto, Pinto Monteiro deixa o alerta: "Impõe-se que seja reforçada a autoridade dos professores e que os órgãos directivos das escolas sejam obrigados a participar os ilícitos ocorridos dentro das mesmas", situação que, segundo o PGR "até agora, raras vezes, tem acontecido".
Em resposta, Valter Lemos diz não saber "a que ocorrências o senhor procurador se refere" e garante que "tudo o que acontece no contexto da escola é relatado pelos delegados de segurança". "Não tenho razão para duvidar dos conselhos executivos". Apesar de admitir que existem docentes que não relatam os casos, Valter Lemos diz que "cada professor age de acordo com a sua consciência".
Confrontado com o facto de a professora de Francês do Porto ter relatado o caso ao conselho executivo, sem que tenha sido desencadeado qualquer procedimento disciplinar antes da divulgação das imagens na internet, o governante garante que "os órgãos da escola actuaram quando tiveram conhecimento".
Apoiado nos dados do Observatório da Segurança em Meio Escolar, o Governo diz que só em 7% das escolas há registo de incidentes e recusa existirem pressões sobre os docentes para não participarem as agressões.
Sobre os casos mais recentes de violência, no Porto e em Tarouca, o governante adianta que "existe uma discrepância entre as imagens que querem ser dadas e os números" da violência. "Lamento, mas os registos não correspondem ao destaque mediático que alguns casos têm tido."
O Governo pretende alargar, no próximo ano lectivo, o número de escolas integradas em territórios educativos de intervenção prioritária. Actualmente, existem 35 agrupamentos de escolas envolvidos, que contam com o apoio de psicólogos, sociólogos e assistentes sociais na mediação dos problemas.
O governante adianta que, apesar de só as escolas envolvidas nestes territórios poderem contratar os mediadores, "as escolas com um problema de indisciplina grave podem apresentar um projecto ao Ministério para a contratação destes profissionais".
MP ACOMPANHA CASOS HÁ MESES
Apesar de serem menores de idade, dois irmãos de 12 e 14 anos, da Escola EB 2,3 de Tarouca, conseguem desestabilizar uma instituição com cerca de 300 alunos. São acusados de terem agredido a murro e pontapé uma auxiliar de educação, na refrega de uma luta entre colegas. O episódio aconteceu nos últimos dias de aulas antes das férias da Páscoa. Confrontado com mais uma situação, o Ministério garante que "o caso é acompanhado pelo Ministério Público e comissão de protecção de menores há meses". Segundo o CM apurou, esta não foi a primeira vez que a funcionária foi agredida. No ano passado terá sofrido um problema semelhante que lhe causou problemas de mobilidade. Os vizinhos dos jovens – residentes em Mondim da Beira – classificam-nos como rebeldes.
DA EDUCAÇÃO PARA A JUSTIÇA
Albino Almeida, presidente da Confederação Nacional de Associações de Pais (Confap), exorta os magistrados do Ministério Público que integram as Comissões de Protecção de Crianças e Jovens em Risco a serem mais intervenientes e rigorosos na sua participação. Albino Almeida considera que os casos que "se arrastam indefinidamente" seriam resolvidos com mais celeridade e que os que são de maior gravidade poderiam transitar do foro da Educação para o da Justiça. Em declarações ao CM, o responsável entende que o procurador-geral da República, Pinto Monteiro, e o secretário de Estado da Educação Valter Lemos, têm razão nos seus argumentos, os quais de resto se complementam. "Admito perfeitamente que grupos organizados de jovens com tendências de delinquência se formem no exterior da escola mas que encontrem nesta um terreno de refinamento que os leve a passar para um estádio de maior e mais sofisticada actividade", afirmou ao CM o dirigente da Confap.
SAIBA MAIS
7028ocorrências registadas no âmbito do Programa Escola Segura no ano lectivo 2006/07, das quais 1976 contra pessoas ou bens pessoais.
1424agressões ou tentativas de agressão registadas nas escolas: 1092 contra alunos, 185 contra professores e 147 contra funcionários dos estabelecimentos escolares.
CIDADANIA
O módulo curricular Cidadania e Segurança foi criado este ano e é obrigatório no 5.º ano de escolaridade. O módulo deve ser inserido na área de Formação Cívica e serve para que as crianças tenham contacto com as temáticas básicas da segurança e da não-violência.
VIATURASEntre as várias medidas a desenvolver estão a aquisição de 300 computadores portáteis com ligação à internet para equipar as viaturas da Escola Segura e o reforço de recursos humanos e materiais de apoio às escolas com mais ocorrências.

 

Diana Ramos / L.L

 

in Correio da Manhã online

publicado por portuga-coruche às 14:14
link do post | comentar | favorito

Baleou três pessoas e matou-se

Cascais: baleou três pessoas e matou-se

 

Atingiu a namorada, a mãe e o tio desta no bairro das Fontaínhas

 

Um homem morreu e outras três pessoas ficaram feridas na sequência de um tiroteio ocorrido na noite de terça-feira no bairro das Fontaínhas em Cascais, disseram à Lusa fontes policiais e dos bombeiros.

O jovem que baleou três pessoas, suicidando-se de seguida, era namorado de uma das vítimas, disse fonte policial.

De acordo com fonte do Comando Metropolitano de Lisboa, o jovem de 23 anos disparou contra a namorada e a mãe e o tio desta, por motivos ainda desconhecidos, mas que as autoridades admitem estarem relacionados com questões passionais ou familiares.

Os Bombeiros Voluntários de Cascais receberam o alerta cerca das 19:50, tendo sido enviadas para o local três ambulâncias, um veículo de comando e dez homens.

A namorada do agressor foi encaminhada para o Hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa. Segundo fontes policiais, a rapariga encontra-se em estado grave, mas esta informação não foi confirmada pelo hospital, que se recusou a prestar esclarecimentos sobre o caso.

 

in PortugalDiário

publicado por portuga-coruche às 12:05
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Março de 2008

Tentativa de rapto

Não sei como alguem consegue ser tão baixo ao ponto de realizar uma maldade destas, à criança e aos pais, existem realmente pessoas sem coração.....

Menina agarrada no hipermercado

Corredor dos brinquedos, 18h. Vigilantes entregaram homem à polícia

 

 

Estava às compras com os pais, ainda não eram seis da tarde, quando um homem a agarrou. A menina, que estava uns passos atrás da mãe, na secção dos brinquedos, gritou por socorro: o indivíduo tinha já apalpado e agarrado a criança, colocando as mãos dentro da sua saia, numa hora de grande movimento no hipermercado Continente, em Matosinhos.

A equipa de segurança interveio prontamente. Imobilizou o indivíduo e reteve-o nas instalações até à chegada da PSP. O caso ocorreu no último dia do ano passado e, segundo confirmou ao PortugalDiário fonte da Sonae Distribuição, o homem é funcionário da empresa, num outro estabelecimento, e foi alvo de um inquérito interno.

Segundo o PortugalDiário apurou junto de fonte policial, a PSP deteve o individuo e entregou-o ao piquete da Polícia Judiciária, indiciado por acto sexual de relevo.

Os pais, emigrantes, apresentaram queixa contra o indivíduo, que foi presente a juiz no dia 2 de Janeiro, no Tribunal de Matosinhos, e aguarda julgamento em liberdade.

Segundo fonte policial, os vigilantes do Continente foram rápidos a detectar a situação. O indivíduo foi entregue, sob detenção, à Judiciária. O PortugalDiário tentou mais pormenores, junto da PJ do Porto, mas até ao momento não foi possível receber mais informação.

Fonte da Sonae Distribuição disse ao PortugalDiário que «este foi um acto isolado e nunca registado em nenhuma outra loja Continente», acrescentando que as suas «lojas dispõem de todos os meios possíveis para garantir a segurança e conforto» dos seus clientes.

 

in PortugalDiário

publicado por portuga-coruche às 21:25
link do post | comentar | favorito

Sete mil novos empregos

Novas barragens criam sete mil novos empregos e envolvem dois mil milhões de investimento

 

Portugal entrou numa nova vaga de construção de barragens como não via há mais de quatro décadas. Nela, a EDP tem a parte de leão: entre novas barragens e reforços de potência das já existentes somam-se quase mais três novos mil megawatts de potência, dos quais dois mil fazem parte dos planos da EDP.

A empresa vai reforçar a potência em oito barragens, sendo que é concessionária de todas as grandes e médias barragens já existentes, vai construir o Baixo Sabor e tem direito de preferência para Foz Tua, cujas propostas são hoje conhecidas.

Construir uma barragem exige mais mão-de-obra do que uma central térmica, o que faz com que a eléctrica preveja um pico de sete mil trabalhadores nos seus diversos estaleiros, a partir do segundo semestre do próximo ano. Anda a preparar-se há mais de dois anos para o volume de trabalho que se avizinha, sendo que o último sinal partiu de dentro, ao ter travado algumas saídas de quadros que já estavam programadas.

O pico da primeira fase de investimentos deverá registar-se no segundo semestre de 2009, com quatro mil novos postos de trabalho, e o segundo pico deverá ocorrer entre 2010 e 2011, com mais 2800 novos empregos. Os projectos estão a cargo da direcção de projectos e investimento, responsável pelo planeamento, construção e operação de todos os centros produtores de energia, térmica, grande e pequena hídrica, exceptuando a eólica. Nela trabalham 250 dos 1200 trabalhadores que integram hoje a EDP Produção.

Sabor foi "pedra de toque"

A reorganização da direcção de projectos e investimento começou no final de 2006, ainda com João Talone, antecessor de António Mexia, a presidir à comissão executiva. Nessa altura, foram definidas três grandes orientações para um novo plano de recursos humanos: aposta nas competências críticas no domínio da hidroelectricidade, passagem para outsourcing das chamadas áreas não críticas (como a fiscalização de obras), reduzindo o número de trabalhadores, e ordem para rejuvenescer.

O plano esteve num impasse até Agosto de 2007, quando o processo da barragem do Baixo Sabor foi finalmente lançado. "Foi a pedra de toque", sublinha Ferreira da Costa, director de projectos e investimento da EDP. A partir daí, o plano de redução de efectivos passou a ser de crescimento, mas mantendo a orientação anterior: focalização nas áreas críticas e contratação de gente mais jovem. "Adiámos algumas saídas programadas, queremos também um reforço significativo do rejuvenescimento, porque é preciso preparar a empresa para o futuro. Voltámos a recrutar quadros no mercado", diz Ferreira da Costa.

Nos jornais, a empresa publicou, pela primeira vez, anúncios a pedir engenheiros jovens e experientes. As vagas não chegam às três dezenas, mas a empresa recebeu 1300 candidaturas. O recrutamento de novos engenheiros também está a ser feito junto das universidades.

O PÚBLICO sabe que o plano que começou por uma redução de 20 por cento dos efectivos deverá registar, pelo contrário, um aumento de oito por cento até ao final de 2011. Dentro de três anos, Ferreira da Costa aponta para uma equipa de perfil diferente da que tinha 2007: uma média etária de 44 anos, quatro anos inferior à actual, menos quadros médios e mais quadros superiores, entre contratados no exterior e "recrutados" junto de outras direcções da empresa.

Concorrência espanhola

O investimento em barragens é apenas uma parte do grande bolo que o sector da construção espera até 2017 e para o qual se diz "mais do que preparado". O presidente da federação da construção, Fepicop, que agrega as principais associações do sector, diz que o Governo não pode deixar de cumprir o Plano Nacional de Barragens que anunciou, e que não é aceitável que venha a ter mudanças de opinião e de políticas. "Trata-se de um projecto muito ambicioso e se queremos cumprir Quioto não podemos adiar mais."

As "indecisões constantes" e as "sucessivas mudanças de opinião" acerca dos grandes investimentos públicos são matéria de preocupação das empresas de construção. Em causa, e até 2017, está um número muito apreciável de volume de investimento: 40 mil milhões de euros. "O Governo não se pode dar ao luxo de o concretizar sem os privados. E os privados estão à altura do desafio", insistiu.

No caso das barragens, as construtoras têm responsabilidades acrescidas. Em vez da pulverização em cerca de três dezenas de contratos, como era prática no passado, a EDP tem agora um modelo bicontratual, com dois grandes contratos, um para a empreitada geral de construção (no passado, dispersa por uma trintena de contratos) e outro para o fornecimento do equipamento. São os construtores que têm agora de fornecer as actividades que a EDP colocou em outsourcing, como a fiscalização e segurança da obra, acompanhamento ambiental, hidrometria, ensaios de materiais, desenho e projecto de execução, entre outros.

Apesar da longa crise que o sector da construção atravessou, com quebras na produtividade seis anos consecutivos, Reis Campos diz que o tecido empresarial português soube reestruturar-se. "O sucesso que as empresas conseguiram nos mercados internacionais é a prova disso. E os processos de fusões e os planos estratégicos entretanto anunciados também: para já, só temos uma empresa com volume de negócio acima dos mil milhões, mas já há uma mão-cheia delas a apontar esse objectivo", afirma Reis Campos, referindo-se à Mota-Engil, que tem experiência em construção de barragens (construiu o Alto Lindoso) e facturou o ano passado 1100 milhões de euros, mas também a outras que lá querem chegar, como a Soares da Costa (que adquiriu a Contacto e que alguns rumores apontam como interessada na MonteAdriano), a Opway, que resultou da fusão da Opca com a Sopol e a espanhola Sárrion, ou a Teixeira Duarte.

Estas empresas estão ainda longe da capacidade de grupos espanhóis como a ACS ou a Ferrovial mas, segundo Reis Campos, a expectativa é que "esse grupos, que já são muito mais do que construtores, apareçam para estes concursos como investidores e não como construtores".

 

in Publico online

publicado por portuga-coruche às 15:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.Citações Diárias

.Visitantes On-line

.Total de Visitas


Consultar Estatisticas

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Corte no abastecimento de...

. Novo estudo sobre toxidad...

. De olhos bem abertos

. GNR apanha ladrões de bom...

. 85% da divida foi gerada ...

. Continuamos à Espera

. Orientação Pedestre - Cam...

. Dakar Desert Challenge ap...

. Coruche acolhe caravana d...

. DIA EUROPEU DO ENOTURISMO...

.últ. comentários

Sr José Sá, já confirmou a sua tese? Obrigado
Eu uso os produtos da HerbaLife há anos e são fant...
Tudo é muito aberta e muito clara explicação de qu...
Ė e nāo e pouco....
Subscrevo, já cá temos miséria que nos baste, e ge...
Por ser nutricionista e' que fala assim...
http://www.publico.pt/economia/noticia/herbalife-i...
essa empresa foi vendida a eden , que pelo visto a...
Estou para comprar um carro usado num stand de Sal...
VAI SE FERRAR. .INGERI OS COMPRIMIDOS DE MULTIVITA...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. abel matos santos

. acidente

. água

. águas do ribatejo

. almeirim

. apanhados

. aquecimento global

. assalto

. autarquia

. benavente

. biscainho

. blogosfera

. bombeiros

. burla

. câmara municipal de coruche

. carina

. cdu

. china

. ciência

. cigana

. ciganos

. clima

. climategate

. cobre

. comboio

. copenhaga

. cortiça

. coruche

. couço

. cp

. crianças

. crime

. criminalidade

. crise

. dai

. david megre

. desaparecida

. desaparecidos

. desemprego

. desporto

. dionísio mendes

. dívida

. douro

. droga

. economia

. edp

. educação

. emigração

. emprego

. energia

. ensino

. escola

. espanha

. etnia

. fajarda

. faleceu

. fascismo

. festas

. finanças

. fmi

. fome

. gnr

. humor

. imperialismo

. impostos

. insólito

. internet

. ipcc

. justiça

. ladrões

. lamarosa

. meteorologia

. mic

. miccoruche

. morte

. música

. phil jones

. pobreza

. política

. pontes

. procura-se

. racismo

. roubo

. santarém

. saúde

. segurança

. sociedade

. sub

. tempo

. ticmais

. toiros

. tourada

. touros

. trabalho

. tráfico

. tribunais

. video

. videos

. violência

. xenofobia

. todas as tags

.links

.Enviem Notícias e Comentários

CONTACTO

greenbit@sapo.pt

.pesquisar

 

.Outro Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds